História Duas Bellas e um Grande Segredo - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alice Cullen, Bella Swan, Carlisle Cullen, Edward Cullen, Emmett Cullen, Esme Cullen, Jasper Hale, Renesmee Cullen, Rosalie Hale
Tags Bella, Crepusculo, Edward, Gravidez, Segredo
Visualizações 243
Palavras 2.534
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia Queridos!

Vamos para mais um dia agradável com as nossas lindas!

Boa leitura a todos!

Capítulo 32 - Zoológico


POV Bella

A claridade começou a incomodar meus olhos, fazendo-me despertar. Tentei me lembrar do que acontecerá na noite anterior, e em como fui parar em minha cama, a ultima coisa que me lembrava era de estar na sala, tocando piano e... Ah não.

Logo tudo que aconteceu na noite anterior veio a minha mente, a dor ameaçou tomar-me novamente, mas eu não me entregaria, não desta vez. Nada estragaria o dia de hoje, Rennesmee estava radiante com a idéia de irmos ao zoológico e não havia nada que me desse tanta felicidade do que ver minha filha feliz.

Rapidamente pulei da cama e me dirigi ao banheiro.

–Meu Deus! – falei espantada ao ver meu reflexo no espelho. Meu rosto estava inchado, as olheiras eram enormes... Tudo fruto do meu descontrole na noite anterior. – Inferno! – resmunguei e fui tomar um banho, na tentativa de minha aparência melhor, ao menos um pouco.

Meu rosto melhorou bastante depois do banho, mas ainda foi necessária uma boa maquiagem para esconder minha fraqueza da noite anterior. Coloquei uma roupa simples e elegante, um vestido amarelo claro e um salto não muito alto, fiz uma trança em meu cabelo e me dirigi à cozinha para arrumar o café da manhã; assim que tudo estava pronto fui acordar Nessie.

Tomamos café juntas, Nessie estava radiante com a idéia de ir ao zoológico, e isso acabou por me animar também. Ajudei minha filha a se vestir, coloquei-lhe um vestido rosa e um casaco igualmente rosa, seu cabelo eu deixe preso com duas maria-chiquinhas.

Coloquei Nessie para assistir televisão enquanto arrumava a casa e preparava a bolsa, além de esperar as irmãs Cullen é claro.

Quando eu terminava de preparar a bolsa onde eu levaria as coisas de Nessie a campainha toca.

–Elas chegaram, mamãe! – gritou Nessie, nem me preocupei, sabia que a pequena já deveria ter ido abrir a porta para as tias.

–NESSIE! – Ouvi as duas gritarem.

–Tias! – Nessie gritou um pouco rouca, para estar sendo sufocada, provavelmente por um abraço em conjunto. Ri e terminei de preparar a bolsa, e me dirigi a sala.

–Bom dia Alice, Rosalie! – sorri, ambas me olharam e vieram me comprimentar com um beijo na bochecha.

–Bom dia, Bella! – responderam em conjunto.

Alice se ajoelhou na frente de Nessie e perguntou sorrindo.

–Vá até o quarto da mamãe e pegue a máquina fotográfica, para podermos tirar muitas fotos!

Nessie abriu um sorriso radiante e saiu saltitando.

–Já volto. – gritou ela enquanto subia as escadas. Assim que Nessie desapareceu, Alice fechou a cara e Rosalie passou a ter uma expressão de culpa.

–Bella... – Alice deu um longo suspiro – Vá buscar uma roupa elegante... Você vai jantar com o Edward hoje.

Levei alguns segundos para processar a informação. Pude constatar, que aquilo não era uma pergunta e sim uma ordem. Absurdo!

–Perdão, - eu só podia ter entendido errado. – Como é?

–Você vai jantar com Edward, essa noite. – repetiu Alice.

Aquilo me enfureceu, desde quando elas resolviam o que eu faria? Até parecia que eu tinha voltado com Edward! Creio que elas não entenderam que aquela Bella, a Bella que era totalmente submissa e tolamente apaixonada pelo irmão delas havia sido trancada no fundo do meu coração, já que era impossível matá-la.

–Até parece! – debochei com desdém.

–Bella, - Alice agora sussurrava, provavelmente Rennesmee estava voltando – existe um motivo, eu juro.

Pela expressão de Alice, eu podia ver que era verdade, um súbito arrepio percorreu meu corpo e eu assenti com a cabeça.

–Quero explicações depois! – alertei-a e fui buscar a roupa, peguei um vestido vinho e um salto mais alto, Rosalie o levou para o carro.

O caminho para o zoológico foi tranquilo, Nessie estava muito animada, era a primeira vez que minha pequena iria lá; fomos todas no meu carro, eu dirigindo, Alice no passageiro e Rosalie e Nessie no banco de trás.

Quando chegamos lá eu montei o carrinho e coloquei Nessie ali, Rosalie comprou nossas entradas e nós fomos, alegremente, para o zoológico.

O primeiro animal que vimos foram os macacos, Nessie só faltou gritar de tanta euforia.

–Mamãe, titias, olhem! – ela apontava sem parar para os macacos. – Olhem que lindos!

Os olhos de Nessie brilhavam de animação, isso fez a minha e as Cullen abrirmos um sorriso involuntário. A alegria de Nessie, era a alegria de todos ali.

–Eles são lindo mesmo! – concordou Rosalie, mas esta nem olhava para os macacos, seus olhos não se desviavam de Nessie.

–Vamos bater uma foto! – sugeriu Alice já ligando a câmera. – A primeira foto deve ser de Nessie com Bella!

–Concordo! – Rosalie falou sorrindo.

Abri um sorriso e peguei Nessie no colo, focamos de frente para Alice, Nessie me abraçava pelo pescoço e sorria, eu sorri também. Alice bateu a primeira foto.

–Ficou linda! – Rosalie falou avaliando a foto.

–Claro que ficou, - Alice falou como se fosse a coisa mais obvia do mundo – fui eu quem bati! Só podia ter ficado linda.

Nessie e eu rimos e fomos ver a foto, realmente estava linda. Minha filha absurdamente linda como sempre, com um sorriso encantador, no meu colo, eu estava aceitável, mas não chegava aos pés da beleza de Nessie; e é claro, os macaquinhos estavam no fundo.

O dia inteiro foi, isso, Nessie mal ficou no carrinho, passava de colo em colo, mais no de Alice e Rosalie, elas pareciam querer tirar o atraso desse tempo que não conviveram com a sobrinha.

A maior parte do tempo eu me senti como uma mãe, que levava três crianças ao zoológico, afinal, Nessie, Alice, e Rosalie estava igualmente eufóricas e encantadas, mas Nessie por motivos diferentes das tias. Tiramos muitas fotos, naturalmente, Alice e Rosalie disputavam um lugar numa foto com Nessie, então revezamos. Vimos muitos animais; ursos, lobos, girafas, pássaros, elefantes, hipopótamos e muitos mais . Nessie ficou deslumbrada com todos os animais, mas algo aconteceu quando chegamos na cela dos leões, os olhos de Nessie ficaram escuros, e ela fixou o olhar no leão, não desviava.

Seus instintos de caça estavam se manifestando, não sei qual foi minha surpresa ao ver que seu gosto era por leões da montanha, assim como seu pai.

–Nessie? – chamei tentando desperta-la de seu transe, mas ela não me ouviu, continuava fixa no leão. Rosalie e Alice também perceberam e sabiam o que significava, Rosalie tratou de mudar o foco.

–Nessie, querida, vem com a tia Rose ver os golfinhos! – falou ela enquanto pegava Nessie do meu colo, rapidamente tirou Nessie do raio de visão dos leões.

Aquilo me deixou um pouco alarmada, afinal, eu não esperava esse tipo de reação, talvez tenha sido uma má idéia trazê-la no zoológico tão nova. Suspirei e senti a mão gélida de Alice em meu ombro.

–Relaxe, Bella! – ela riu. RIU! Como ela consegue rir num momento como esse? – Ela só estava seguindo os extintos! Achei hilário que ela goste de leões da montanha também.

–Que bom que a sede da minha filha diverte você. – falei com sarcasmo e comecei a empurrar o carrinho para onde Rosalie e Nessie estavam.

Alice riu mais ainda e passou a me acompanhar.

–Ah Bella! Relaxe! Está sendo um dia maravilhoso! – Alice falou radiante – É justamente por isso que os Volturi não permitem que seja transformado uma criança em vampiro. – Agora o tom de Alice era baixo e severo – Elas sempre seguiriam seus extintos sem se preocupar em manter nosso segredo guardado.

Gelei e parei de caminhar. Eu queria acreditar que isso era mentira, mas o medo me dominou naquele momento, e se tudo isso não passasse de uma encenação?

–Vocês... Vocês vão... Vocês vão entregar minha filha ao Volturi? – forcei a pergunta a sair.

Alice pareceu inicialmente confusa e depois furiosa e me chacoalhou pelo ombro.

–Você é louca? – grunhiu ela, num tom baixo. – Tanto eu quanto Rose morreríamos antes de permitir que os Volturi chegassem perto de Nessie! – pela visão periférica, vi Rosalie nos olhando discretamente, e concordando com a afirmação de Alice. –Nós a amamos Bella! Tanto quanto você! Ela é uma pequeno milagre, e você não sabe a alegria que sentimos em poder conviver com Nessie! – Alice continuou, em sua voz eu só encontrava sinceridade. – Alem de que, Nessie cresce, portanto, não haveria porque dos Volturi se interessarem em matá-la.

Relaxei com as palavras de Alice, era impossível descrever o alivio que senti, então eu me limitei a sorrir e voltamos a caminhar em direção a Nessie e Rosalie.

–Então você acha que minha filha está segura? – perguntei mais para confirmar.

–Sim... – Alice mantinha seu tom serio – Mas é melhor não arriscarmos, é melhor Nessie continuar na escuridão para os Volturi.

Eu concordei com a cabeça.

–Mamãe, olha os golfinhos que lindos! – Nessie tirou minha atenção e apontou para os golfinhos. Sorri.

–São lindos mesmo, querida! – concordei. Batemos mais algumas fotos e Alice colocou Nessie em seu ombro enquanto andávamos, mas a súbita fome de Nessie ainda me preocupava então paramos para almoçar.

Alice deu comida para Nessie, alegando que Rosalie havia dado mamadeira na noite anterior, portanto, era vez dela. Eu me limitei a rir das duas disputando a atenção de minha filha.

Enquanto comíamos, ou melhor, enquanto eu e Nessie comíamos, todas nós conversamos animadamente sobre frivolidades, batemos mais algumas fotos e então eu peguei Nessie no colo e cantarolei para a mesma dormir um pouquinho. Ela sempre tirava uma sesta depois do almoço.

Não demorou mais que alguns minutos para Nessie adormecer em meus braços com um sorriso nos lábios; coloquei-a, cuidadosamente, no carrinho e então Alice, Rosalie e eu sentamos conversar. Por mais que o dia tivesse sido agradável, eu ainda não havia esquecido que as duas haviam armado um jantar para Edward e eu.

–Então... – comecei com uma tom calmo, não queria discutir, apenas entender. – Por que eu vou jantar com Edward hoje?

Alice e Rosalie ficaram temerosas e Alice começou a contar.

–Ontem a noite, Rose deixou escapar, por uma fração de segundos a imagem de Nessie dormindo. – Alice estava receosa, e Rosalie apavorada. Como se eu tivesse alguma força para fazer algo contra elas. – E bom... Edward viu.

Senti meu sangue ferver de raiva, eu não conseguia acreditar, como Rosalie tinha sido tão descuidada?

–COMO É? – Grunhi um pouco alto.

–Shhh! – pediram as duas; nós três olhamos para o carrinho mas Nessie continuava a dormir.

Respirei fundo de olhos fechados, quando me senti suficientemente calma eu voltei a encará-las, mais Rosalie.

–Como é? – repeti, desta vez, meu tom era baixo.

–Desculpe Bella! – implorou Rosalie – Foi sem querer! Mas é muito difícil não pensar em Nessie, principalmente quando sei que ela é minha sobrinha! – ela tentou se explicar, mas não havia desculpa para tal descuido.

–Como você pode, Rose! – perguntei sentindo as lágrimas em meus olhos. – Confiei meu maior segredo à você e... – não consegui terminar a frase.

–Calma, Bella! – Alice pediu segurando minha mão. – Edward ficou perturbado, mas eu o despistei com imagens de você chorando ontem a noite... – ela pediu desculpas com o olhar – Era a única coisa que desviaria a atenção de Edward.

Eu relaxei um pouco, isso queria dizer que Edward não sabia. Certo?

–Então... – meu coração voltava a bater regularmente – Edward não sabe de Rennesmee?

–Não.. – negaram as duas juntas.

–Foi por isso que eu mostrei a imagem de você sofrendo . – explicou Alice. – Era a única maneira.

–Fez bem, fez bem... – falei muito mais aliviada, parecia que haviam tirado um peso monstruoso de minhas costas.

–Mas eu prometi à ele que arrumaria um jeito dele fazê-la feliz, mesmo que por um momento... – continuou Alice.

–E por isso eu vou ter que jantar com ele? – adivinhei, Alice e Rosalie confirmaram com a cabeça e eu assenti – Tudo bem, eu irei.

–Desculpe de novo Bella. – pediu Rosalie, eu vi o remorso que ela sentia pelo deslize, mas não podia deixar barato – Eu não estou acostumada a esconder as coisas de Edward.

–Tudo bem... – falei calma – Mas se der outro deslize, Rose... – ameacei-a – Não permitirei que continue a conviver com minha filha!

Rose prendeu o ar por alguns segundos mas logo relaxou e concordou com a cabeça.

–Justo. – foi a única coisa que ela disse.

Nessie dormir por mais umas duas horas, e durante esse tempo, Alice, Rose e eu conversamos animadamente sobre nosso assunto favorito, Nessie. Vimos as fotos que tiramos no zoológico e discutimos a reação dela com o leão; as duas tentaram me acalmar e dizer que isso era normal, afinal, era a natureza dela, e eu acabei por meu convencer disso.

Quando Nessie abriu os olhos, Alice a pegou no colo e nós juntamos tudo para irmos embora, afinal, eu precisa ir jantar ainda, e já estava escurecendo.

–Mas eu quero ver mais animais! – protestou Nessie com voz de choro.

–Outro dia querida, hoje já está tarde. – expliquei.

–Por favooor! – implorou ela.

Eu não me comovi, já estava acostumada com a chantagem da pequena, mas Alice e Rosalie não resistiram.

–Acho que nós podemos ver mais um... – disse Rose.

–Ahh não. – protestei, sabia que Nessie fizera aquilo de propósito.

–Eu concordo com Rose. Ver mais um não fará mal a ninguém – disse Alice e Nessie sorriu.

–Obrigada Tias! – ela falou radiante, pronto, havia ganhado as duas na conversa.

Suspirei e acabei por concordar.

–Tudo bem, mas só um! – alertei.

Fomos ver os tigres e a reação de Nessie com esse animal também foi diferente.

–Ahhhh... – gritou ela sem conseguir se conter de entusiasmo – Como eles são lindoooos!

Olhos de Nessie brilharam mais do que eu jamais virá. Nós rimos e começamos a bater um monte de fotos com os tigres, ficou claro que havia sido o animal favorito de Nessie.

–Eles são tão lindos! – Nessie ainda estava deslumbrada – Olha os filhotinhos, tia!

Rose riu e admirou os tigres.

–Realmente, são muito fofos! – concordou ela.

–Mamãe, me da um tigre bebê? – pediu Nessie fazendo bico, como sempre fazia quando queria muito algo.

Eu não consegui conter o riso, a idéia era absurda demais.

–Um tigre? – repeti divertida.

–Sim! Por favor, mamãe! – implorou ela – Eu juro que nunca mais peço mais nada!

Eu voltei a rir, Nessie não vivia nesse mundo as vezes.

–Não podemos ter um tigre querida. – expliquei divertida.

–Por que não? – choramingou Nessie fazendo-me rir mais; meu riso cessou ao ver Alice e Rosalie pensativas.

–Ahhhh não! – falei para elas, agora meu tom era serio e preocupado – Não! Não! Não! Não! Eu lhes proíbo de dar um tigre para Nessie! – alertei-as assim que entendi o que tramavam.

–Talvez, eu filhotinho adestrado não tenha problema, Bella. – falou Rosalie enquanto colocava Nessie de novo no carrinho.

– Não! Não! Não! Não! Não! – esbravejei – Eu não vou criar um tigre em casa!

–Não vejo mal algum Bella. – rebateu Alice. – Ela quer.

Nessie voltou a ficar radiante com a idéia de realmente ganhar um tigre, eu a fuzilei com o olhar.

–Nem pense! – alertei-a e voltei a encarar Alice e Rosalie - Não! Vocês não vão dar um tigre para ela! E fim da discussão!

As três fecharam a cara, mas a idéia era simplesmente absurda. Um tigre! UM TIGRE! Como alguém poderia criar um TIGRE dentro de casa? Ridículo!

–Boba.. – ouvi Nessie sussurrar enquanto saímos do zoológico, eu me limitei a rir, ainda com a idéia doida das três... Um tigre.

 


Notas Finais


Então o que acharam desse dia gostoso?

Não esqueçam de deixar seu comentário!

Beijos,

Marry Black.*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...