História Duas doidas - Creepypasta - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Jeff The Killer, Lendas Urbanas, Slender (Slender Man)
Personagens Personagens Originais
Tags Creepypasta, Hoodie, Masky, Proxys, Slenderman, Ticci-toby
Visualizações 68
Palavras 385
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6


[ P ] ov's Sakura Alt

Estávamos exaustas pela baladinha, então fomos dormir, mas um mini detalhe atrapalhou essa merda toda; eu e a Melissa dormimos cedo demais e agora estamos sem sono de madrugada.

Legal né?

E bem a cena que estamos presenciando agora e o masky roubando nossos cheesecakes e comendo na cara dura, no cantinho, achando que não estamos o vendo, assim estamos tentando segurar a baba e o riso.

Por que? Porquê ele está sem máscara, e ele, junto com aquelas costeletas ta gato demais e o riso… bem porque ele tá muito engraçado com alguns pedacinhos de massa e cobertura de morango no canto de seus lábios esbranquiçado.

Eu peguei meu celular com uma cautela enorme, liguei este e mandei uma mensagem para a Mel.

— Mel olha isso, que gato.

— Ahh mano, e o negócio do espelho e a chinela?

Deixa-a no vácuo e desliguei o celular, teria me lembrando de minha fiel chinela, tadinha foi esquecida como minha vida social. Sem ele ver, peguei minha chinela embaixo da cama e taquei nele e olha, acertou! E bem agora eu estou mais fodida que o normal, bem ele está bravo e a lateral do rosto possivelmente avermelhada.

E para se vingar arremessou uma faca em minha direção que pegou no meu ombro.

— Filho da puta! — exclamei tirando a faca de meu ombro, rezando para qualquer deus que aquilo não teria causado nenhuma hemorragia, logo a arranquei de uma vez me causando um enorme gemido de dor.

— Ou só eu posso agredir a Sakura! — Melissa disse quase que gritando, se levantando da cama e ficando aos prontos para dar um tapa no masky, logo ele se teletransportou .

— Um dia eu faço uma poção para tirar esse teu teletransporte filho da mãe — sussurrei com uma de minhas mãos no meu ombro esquerdo.

— Ele fez um machucado e tanto aí! — exclamou Mel pegando o kit de primeiro socorros, assim começando a tratar do meu ombro.

— Obrigado por cuidar do meu ombro — sussurrei quando ela acabou de cuidar de meu machucado.

— De boas, e aquele filho da mãe nem pra dar um “obrigado” pelos cheesecakes — reclamou se deitando na cama denovo

— Que ingrato — falei indignada enquanto revirava os olhos.

Depois de achar a posição perfeita, sem minha bexiga atrapalhar, eu acabo por dormir.

Continua...


Notas Finais


Betado por @Slay_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...