1. Spirit Fanfics >
  2. Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) >
  3. Resolvendo assuntos passados...

História Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capítulo vai ser mais interação dahmo ok? Logo logo tem interação saida tbm 😗👇🏻

Relevem os erros pls 💜

Capítulo 11 - Resolvendo assuntos passados...


Fanfic / Fanfiction Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) - Capítulo 11 - Resolvendo assuntos passados...

{Dahyun on} 

Acordei na manhã seguinte ouvindo gritos e um choro alto vindo da sala. Me levanto rápido e vou ver o que estava acontecendo. Me escorei na porta do meu quarto e fiquei ouvindo...

Sr. Kim- Você não vai! Se dependesse de mim, aquela garota nunca havia nascido! Dahyun é só uma pedra no meu caminho assim como você! - meu pai fala isso para minha mãe que estava aos prantos, eu comecei a chorar baixinho e continuei a ouvir a conversa.

Srª Kim- por favor! Nos deixe ficar apenas com a casa! Não temos para onde ir! P-por favor... Eu faço qualquer coisa pela minha filha, apenas deixe que nós fiquemos com a casa! - espera... Meu pai queria ficar com a casa também? Esse idiota... Eu estou morrendo de raiva, tristeza e angústia mas minha mãe precisa de mim.

-O que está acontecendo? - pergunto entrando na sala onde meus pais estavam, meu pai me olha com desprezo e fala: 

Sr. Kim- É TUDO CULPA SUA! SUA IDIOTA! SE VOCÊ NÃO EXISTISSE MINHA VIDA SERIA MUITO MAIS FÁCIL! EU JÁ TERIA LARGADO SUA MÃE NA RUA MAS GRAÇAS A VOCÊ EU NÃO POSSO! ESTÁ VENDO O QUE VOCÊ ESTÁ CAUSANDO A SUA MÃE? ELA ESTÁ ASSIM POR SUA CULPA! - Meu pai grita e meus olhos começam a marejar e eu saio correndo dali, eu sabia que não era minha culpa, mas meu subconsciente dizia que eu era a culpada de tudo isso.

Entrei no meu quarto e comecei a chorar desesperadamente até que ouço a porta de casa bater, me levanto devagar e vou ver o que havia acontecido. Cheguei na sala e minha mãe estava chorando no chão, eu cheguei mais perto dela e a abracei forte e logo fui retribuída.

{Chaeyoung on} 

Hoje eu decidi ir buscar dahyun em casa, já eram seis e meia e eu passava pela minha conhecida rua, a rua da casa de dahyun. Cheguei lá e toquei a campainha mas não obtive resposta, toquei novamente e ela apareceu com os olhinhos enxados, ela estava chorando? 

-Tofu? O que aconteceu? Está tudo bem? - pergunto passando minha mão em seu rosto, ela não diz nada, apenas corre e me abraça forte e chora em meu ombro.

DH- Chaeng, por que veio aqui? Você tem que ir pra aula... - ela fala separando o abraço e me olhando

-Eu vim aqui te buscar tofu... O que aconteceu? Nós temos tempo até a aula,me conta o que foi, me deixou preocupada! 

DH- Ok chae... Vamos entrar? É uma longa história que nem eu entendo....

-Certo dah...

Depois de dahyun me contar tudo o que aconteceu eu fiquei em choque, nunca imaginei que o senhor Kim fosse desse jeito. Eu abracei dahyun, ela precisava e sua mãe estava ao nosso lado o tempo todo. Eu a olhei enquanto abraçava dahyun e a chamei para se juntar no abraço forte e apertado. Ela chegou mais perto e eu acoli as duas em um abraço. Depois a mãe de dahyun disse que ela não precisava ir para a aula se não quisesse, mas a mesma disse que iria porque estaria comigo, eu amo esse tofu! 

{Dahyun on}

Eu fui para a aula mesmo com tudo o que aconteceu, não queria ficar em casa depois daquilo. Eu queria muito chorar mas não queria fazer isso na frente das meninas, cumprimentei as minhas amigas e disse que iria ao banheiro e assim fiz. Cheguei no banheiro e sem me importar muito se alguém estava ali, comecei a chorar e gritar em desespero.

-POR QUE? PORQUE COMIGO? PORQUE EU NÃO POSSO TER UMA VIDA NORMAL? P-PORQUE NINGUÉM LIGA PRA MIM? Eu te odeio pai! - eu gritava em meio aos soluços. De repente uma das cabines do banheiro se abre e ali estava ela, hirai Momo, a garota que na noite passada fez sexo comigo. Ela parecia preocupada comigo, chegou mais perto de mim e me abraçou. 

MM- Tá tudo bem agora pequena... Eu estou aqui com você, vai ficar tudo bem, eu prometo... - era incrível como Momo conseguia me consolar e me deixar tão tranquila agora. - Quer me contar o que foi? Porque odeia o seu pai? 

-Porque ele é um babaca momo! Por que ele nem liga pra mim! Por que ele abandonou eu e minha mãe sem mais nem menos! - meus gritos saem abafados contra seu peito onde minha cabeça está escorada, eu estava em prantos enquanto a mais velha me abraçava.

MM- Calma pequena.. eu estou aqui, me conta o que aconteceu depois que você se acalmar um pouco ok...? - eu assinto ainda com a cabeça escorada em seu peito e ela me abraça mais forte como se me segurasse para eu não fugir.

{Momo on}

Dahyun se acalmou e me contou tudo o que havia acontecido e eu tentei reconforta-la, parece que deu certo até, nós ficamos no banheiro nos encarando enquanto eu fazia carinho em seu rosto. O sinal bate indicando o início da primeira aula e eu ajudo dahyun e lavar o rosto por causa do choro. Nós seguimos para a aula de mãos dadas e ela se senta de dupla comigo e sana teve que sentar com Irene, ela parecia chateada mas dahyun estava mal e essa era minha prioridade. Durante a aula a coreana apoiou sua cabeça em meu ombro e eu fiquei fazendo carinho nela. 



⭐ Continua ⭐


Notas Finais


Boiolinha por dahmo kkkkk 😗👇🏻

Galera, quais são os shipps de vocês no twice? Coloquem aí nos comentários 🤗💜
Até amanhã com um próximo cap hehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...