1. Spirit Fanfics >
  2. Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) >
  3. Uma não tão boa notícia

História Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Galera, eu escrevo muitas vezes no computador pois pra mim é mais fácil, agora que meu pulso ta melhor, eu consigo escrever e usar o computador melhor, ou seja, vai ter capítulos novos todos os dias. Comentem sugestões do que pode vir a acontecer na fic, tô sem nenhuma criatividade.

Relevem os erros pls <3

Boa leitura :)

Capítulo 18 - Uma não tão boa notícia


[Mina on}​

Eu saí do banheiro onde estava conversando com Sana e fui até a sala, eu estava nervosa, não queria magoar a Tigrinho de jeito nenhum mas uma hora ou outra ela teria que saber o que aconteceu, então eu acho melhor eu contar para ela de um jeito calmo e consolar a menor do que ela saber por uma mensagem e ter que aguentar a verdade vindo a tona sozinha. 

-Tigrinho... Chaeng...? - eu chamo a menor enquanto faço carinho em suas bochechinhas, ela sorri com o meu gesto e se ajeita melhor em seu colchão, logo me puxando para me deitar novamente ao seu lado.

CH- Bom dia Minari! Por que está acordada tão cedo? -  menor fala me abraçando pela cintura, eu estava de costas para ela, o que dificultava de ela ver minha expressão nervosa, como eu vou contar para a Chae que o pai dela morreu e acabar com essa felicidade toda que ela está?

- Bom dia bebê tigre... Chaeng, eu tenho uma coisa pra te falar e é uma notícia não tão boa... - eu sinto que vou infartar ali mesmo, não quero que isso seja real, não quero acabar com  felicidade da Chae. 

CH- Está tudo bem Minari? Aconteceu algo?

- Sim Chaeng, aconteceu uma coisa e eu quero que você esteja preparada para ouvir isso... Só me escuta ok? Isso não vai ser fácil pra você, já está sendo difícil para mim te contar...

CH- Fala logo unnie... está me deixando nervosa. - é agora, eu vou partir o coração de Son Chaeyoung

-Chae, eu preciso que seja forte para ouvir isso... Chae, hoje sua mãe te mandou uma mensagem e sem querer eu vi... Chae, o seu pai não resistiu ao tratamento... ele faleceu hoje pela manhã, eu sinto muito Chaeng...

{Chaeyoung on}

Eu acordei com Mina a fazer carinho em minhas bochechas, essa é com certeza a melhor sensação do mundo, puxei a japonesa para se deitar novamente e ela o faz. Mina parece tensa, será que algo aconteceu?

- Bom dia Minari! Por que está acordada tão cedo? - pergunto animada e sonolenta 

MN- Bom dia bebê tigre...Chaeng, eu tenho uma coisa pra te falar e é uma notícia não tão boa... - naquele momento mil e uma coisas vieram em minha cabeça, menos o que estava por vir...

- Está tudo bem Minari? Aconteceu algo? - pergunto um pouco nervosa

MN- Sim Chaeng, aconteceu uma coisa e eu quero que você esteja preparada para ouvir isso... Só me escuta ok? Isso não vai ser fácil pra você, já está sendo difícil pra mim te contar... - eu  já estava com as mãos suando frio, odeio esse nervosismo

- Fala logo unnie... está me deixando nervosa... - não pode ser tão ruim assim certo? Errado!

MN- Chae, eu preciso que você seja forte pra ouvir isso... Chae, hoje sua mãe te mandou uma mensagem e sem querer eu vi... Chae, o seu pai não resistiu ao tratamento... ele faleceu hoje pela manhã, eu sinto muito Chaeg... - naquele momento meu mundo desabou por completo, eu senti que não tinha mais chão, tudo havia desaparecido e tudo que eu tinha era um completo nada. Não havia mais razão pra mim viver, meu pai sempre foi meu herói, meu tudo, ele sempre me ajudou e se preocupou comigo, sempre foi meu verdadeiro Super-pai... 

Eu desabei a chorar e gritar, não queria aceitar que isso estava acontecendo, não queria aceitar que havia perdido meu herói. Senti ser acolhida em um abraço forte e escutei a voz de Mina:

MN- Me desculpa pequena, eu não consegui cumprir minha promessa... Eu sinto muito Tigrinho... Eu não pude cumprir a promessa que seu pai iria melhorar mas eu prometo, eu vou estar sempre aqui com você... - a única coisa que eu consegui fazer foi chorar mais forte e agarrar o corpo de Mina em um abraço, que era o que eu mais precisava naquele momento. Mina retribuiu meu ato e eu continuei a chorar e gritar em meio ao abraço em que estávamos. Meus gritos saíam abafados no pescoço de Mina, mas acho que não o suficiente, pois Sana e Momo vieram correndo da cozinha até a sala e me abraçaram, acho que elas já sabiam o que havia acontecido pois não perguntaram nada, apenas me abraçaram e começaram a fazer carinho em minhas costas. 

{Nayeon on} 

Eu estava dormindo quando escutei gritos e choros abafados, me assustei e levantei do sofá, fazendo Jeongyeon que estava ao meu lado, se assustar e levantar também. Olhamos para os colchões e vimos Chae chorando aos prantos enquanto era abraçada por três japonesas que estavam com expressões preocupadas, mas Mina parecia pior, algumas lágrimas escorriam pelo seu rosto. Eu e jeongyeon nos encaramos sem entender nada. 

JY- Você sabe o que aconteceu? Por que a Chae e a Mina estão chorando? - eu neguei com a cabeça e me levantei indo até as mesmas e abraçando elas mesmo sem saber o que houve. Logo sendo seguida por Jeong, que abraçou todas nós. A única coisa que podíamos ouvir, era o choro alto de Chae...

Continua 

 


Notas Finais


Desculpa a demora de novo gente, mas agora que eu já fiz a cirurgia no meu pulso, vou postar todos os dias. Espero que tenham gostado do capítulo!
Comentem ideias do que pode acontecer nos próximos cap! Vou usar as três ideias mais criativas, dando os créditos ao usuário <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...