1. Spirit Fanfics >
  2. Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) >
  3. Eu não posso continuar...

História Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa pela demora pra postar galera, eu estou com alguns problemas aqui em casa e com vários temas acumulados. Consegui terminar tudo ontem, ou seja, vou voltar a ativa todos os dias aqui! :3

Relevem os erros pls ;p

Aproveitem a leitura e comentem o que acharam! <3

(nunca sei o que botar saporra)

Capítulo 23 - Eu não posso continuar...


{Irene on}

Aqui estou eu, mais uma vez. Sendo obrigada a fazer o que mais odeio, traindo alguém que amo. 

XX- Bae, Bae... Eu acho melhor você fazer o que eu estou pedindo ou sua mãe vai sofrer as consequências, assim como suas amiguinhas de merda! 

-NÂO JINYOUNG! ELA É SUA MÃE TAMBÉM! MINHAS AMIGAS NÃO FIZERAM NADA PARA VOCÊ! - grito com meu irmão, já cansada dessa situação que acabei me metendo

Jinyoung- Fizeram sim Joohyun... Elas tiraram Dahyun de mim! Nada mais justo que elas sofrerem também, não acha Bae? 

-ELAS NÃO TIRARAM DAHYUN DE VOCÊ! VOCÊ MESMO FEZ ISSO! SABE QUANTO FOI DIFÍCIL VER MINHA AMIGA SOFRENDO E NÃO PODER FAZER NADA GRAÇAS AO MEU PRÓPRIO IRMÃO? - eu estava completamente alterada, já meu irmão parecia calmo e pleno, isso me irritava

Jinyoung- Cale a boca Bae! Eu sou seu irmão mais velho! Você tem que me respeitar! -- ( sim, eu sei que a Irene é mais velha que o Jinyoung mas na fic não é assim ok?) -- 

Meu irmão, se é que posso chamar ele disso, desferiu um tapa em meu rosto, desgraçado. Meu rosto  arde mas não posso chorar ou esperniar como fazia antigamente. Desde que meu pai morreu, minha mãe fica até tarde em bares e baladas, deixando eu sozinha com esse monstro que é o meu irmão. Subi correndo até meu quarto e tranquei a porta, afundando meu rosto no travesseiro mas logo pegando meu celular para ligar para uma pessoa que sempre me ajuda.

{Ligação on}

XX- Alô? Irene? Aconteceu algo? - posso escutar sua voz claramente sonolenta no outro lado da tela, provavelmente por ser um domingo a noite e amanhã nós temos que acordar cedo para ir a escola.

-Seulgi... aconteceu. - digo com a voz embargada.

Seulgi- Calma meu amor... o que aconteceu? Estava chorando? - o cuidado que ela tem comigo me conforta

-Meu irmão... ele - desabo em lágrimas e escuto a chamada ser desligada. Seulgi e eu somos de turmas diferentes mas nos conhecemos muito bem, adoramos passar as tardes de sábado vendo filmes na casa uma da outra, ela mora a três casas da minha. Pude ouvir a porta ser batida com força no andar de baixo, deduzo ter sido meu irmão que provavelmente saiu para alguma festa. 

Desabava em lágrimas em minha cama, por que Seulgi desligou? Ela desistiu de mim? Me perco nesses pensamentos até que escuto o som da campainha preencher o local, quem seria a esse horario? E outra, está chovendo muito lá fora, pode ser meu irmão, porém ele tem a chave e nunca voltaria tão cedo, se é que voltaria hoje. Desço as escadas que dão diretamente na porta da frente, abro a mesma e encontro Seulgi, segurando um guarda chuva e seu eye smile. Meu deus, ela está tão fofa. 

Seulgi- Posso entrar? - saio de meus pensamentos e dou espaço para que a mesma entre, ela fecha o guarda chuva e me abraça - O que aconteceu meu amor? - mesmo que sejamos apenas amigas, gosto quando ela me chama de "amor", soluço apoiando minha cabeça em seu pescoço enquanto sou envolvida pelos braços da maior em minha cintura.

- Meu irmão me bateu de novo Seulgi... Eu não quero mais trair minhas amigas desse jeito, sempre tive elas comigo e agora estou traindo minhas próprias amigas dessa forma, quando descobrirem, nunca vão me perdoar. Vou estar sem amigas de novo..

Seulgi- Ei, você não está fazendo isso por que quer, seu irmão é um idiota, ele vai ser pego e vai pagar pelo o que está fazendo com você e suas amigas. Elas com certeza vão entender seus motivos e vão te perdoar, e se elas forem tão cabeça dura a ponto de não te perdoar, você me tem aqui, tem a Wendy, a Joy e a Yeri também! 

-Obrigada Seul... eu te amo Seulgi... - digo entre os soluços ainda envolvida em seu abraço. 

Seulgi- Eu também te amo Irene... - ela beija o topo da minha cabeça, me levanta em seu colo e me leva até o quarto me pondo em cima da cama e se deitando ao meu lado, foi só agora que percebi que ela estava de pijama apenas com um casaco preto por cima, sorri involuntariamente - Eu pensei que não se importaria se eu dormisse aqui pra te fazer companhia... Tudo bem por você? 

-Claro Seul... obrigada por estar comigo.. - digo depois de me deitar virada de frente para ela

Seulgi- não precisa agradecer meu amor... vou estar sempre aqui! - a maior passa o braço por debaixo de meu pescoço e eu abraço a mesma como resposta. Acabamos dormindo naquela posição mesmo.

.

.

.

{Dahyun on}

Eu acordei com meu corpo dolorido, meu despertador tocava como louco, merda, tenho 20 minutos pra me arrumar. Levanto correndo, pego uma toalha e vou para o banheiro tomar um banho rápido a fim de não me atrasar. Saio do banheiro, coloco meu uniforme, escovo os dentes e pego uma maçã para ir comendo enquanto caminha em direção a escola. Minha mãe já havia saído, mas depois do que aconteceu, ela quase não me olha na cara. Tento afastar esses pensamentos quando sou abordada por Irene e uma garota. 

Irene- Bom dia Dahy! - Irene me cumprimenta sorrindo mas o cansaço e preocupação estavam claros em seu rosto, a garota ao lado de Irene sorri para mim e eu retribuo com o mesmo gesto.

-Bom dia garotas! Irene o que aconteceu? Você está péssima!

Irene- Não foi nada Dahy! Essa é a Seulgi, lembra? Já falei dela pra vocês! - daí me lembro de quem é a garota

-Ah sim, a garota quea Irene tanto fala que parece que está apaixonada! É um prazer te conhecer! - estendo a mão para ela que aperta a minha mão com a face corada, provavelmente por o que eu disse de Irene.

Irene- DAHYUN! - Irene grita comigo escondendo o rosto entre as mãos, eu apenas rio.

Seulgi- Acho melhor nós irmos logo, vamos acabar nso atrasando! - assentimos e continuamos andando rumo a escola

.

.

.

Nós três chegamos e a primeira aula já havia começado, nos despedimos de Seulgi e seguimos para a sala de aula. Aish! Espero não pegar detenção. 

Por sorte quando chegamos, o professor não estava. Olhei em volta e vi todas as meninas juntinhas no final da sala, Chae ainda estava abalada sentada no colo de Mina, Sana e Momo estavam sentadas em cima de uma mesa, Nayeon estava no colo de Jeongyeon e Tzuyu estava abraçada a cintura de Jihyo. 

Cheguei por trás delas, fazendo com que apenas as 2yeon me vissem. Coloquei minhas mãos nos olhos das minhas japonesas e fui recebida com um abraço apertado das duas. 

MM- Fiquei com medo que não viesse... 

SN- Por que demorou tanto? 

-Calma meninas, eu só demorei a acordar kkk, estou aqui agora!

MM- Fico feliz por estar aqui! 

SN- Todas nós ficamos! 

Ficamos conversando por um tempo até que recebo uma mensagem de um número desconhecido: 

{Mensagem on}

Desconhecido: 

Olá Kim, sentiu minha falta? Espero que sim, logo estaremos juntos novamente, apenas aguarde. Você deve estar se perguntando quem sou eu... Pois então, sabe a foto que sua mãe recebeu? Exatamente, fui eu que enviei. Isso é um aviso, se não quiser ver a pobre Minatozaki sofrer as consequências, é melhor fazer o que eu digo! - meus olhos marejam e minha cabeça doi, a última coisa que vejo é tudo girando e escuto um grito chamando meu nome. 

 

Continua

 

 


Notas Finais


Sinistro. Criem suas teorias e o que vocês acham que vai acontecer, comentem muito!
Prometo que não vou ficar tão sumida ok? Eu tirei esses dias para arrumar e fazer tudo o que eu precisava mas agora vou voltar a ativa :3

Relevem os erros pls <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...