1. Spirit Fanfics >
  2. Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) >
  3. Sem segredos...

História Duas nem sempre é demais!- (SaiDahMo) - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Era pra sair mais cedo, mas o Spirit resolveu que ia atualizar bem na hora que eu estava escrevendo, resultado, eu não consegui postar e tive que reescrever! Assim, talvez amanhã tenha dois capítulos, vou tentar!

Relevem os erros <3

(sem criatividade pra escrever algo aqui)

Capítulo 24 - Sem segredos...


{Momo on}

Estavámos conversando sobre o atraso do professor e a possível aula vaga que poderíamos ter,  Dahyun pegou o celular e sua expressão muda de um sorriso para uma feição apavorada, vejo ela cambalear e Dahyun cai no chão desacordada.

MM- DAHYUN! - grito o nome da menor que está atirada no chão

SN- TOFU! - Sana grita logo em seguida

JH- RÁPIDO! põem ela nas minhas costas! Vamos para a enfermaria! - Jihyo se solta dos braços de Tzuyu, eu e Sana colocamos a coreana nas costas da outra.

Jihyo sai da sala com as outras, eu deveria ir com elas se minha curiosidade não fosse tão grande. Pego o celular da menor que estava no chão, por sorte não havia quebrado ou rachado. Desbloqueio a tela, Dahyun havia me mostrado a senha, então percebo que estava aberto no aplicativo de mensagens, havia uma mensagem de um número desconhecido em sua tela. Comecei a ler a mensagem e o que havia escrito me chocou... o que era aquilo? Aquelas frases rondavam minha cabeça.

" Desconhecido"

" Olá Kim, sentiu minha falta? Espero que sim, logo estaremos juntos novamente, apenas espere. Você deve estar se perguntando quem sou eu... Pois então, sabe a foto que sua mãe recebeu? Exatamente, fui eu que enviei. Isso é um aviso, se não quiser ver a pobre Minatozaki sofrer as consequências, é melhor fazer o que eu digo!" - Essas frases estavam me atormentando, quem seria essa pessoa? Por que estaria fazendo algo assim com Dahyun? Por que ela desmaiou, ela sabia quem era? 

Decido ir atrás das garotas, Sana deve estar preocupada comigo tanto quanto deve estar com Dahyun, não posso mentir, também estou, mas nesse momento aquela mensagem me preocupa mais. 

Chego na enfermaria e as garotas estavam na porta, todas elas menos Sana, eu ia perguntar da japonesa mas Jihyo me interrompeu:

JH- Ela está lá dentro com Dahyun, vai lá... - assinto e entro na sala espaçosa e clara. Dahyun ainda está desacordada e deitada na cama que há lá, Sana está sentada em uma cadeira perto de Dahyun e a enfermeira está lendo algo em sua mesa. A enfermeira me cumprimenta e assim que Sana percebe minha presença, corre de encontro a mim, me abraçando e colocando seu rosto na curvatura do meu pescoço. Posso senir sua respiração descompensada e seus olhinhos úmidos, ela havia chorado, Sana sempre foi muito sensível e chorava por pelas coisas mais insignificantes mas isso que fazia a Sana, ser ela mesma.

- Calma meu amor, não precisa chorar ok? Ela vai ficar bem! - digo retribuindo o abraço de Sana, a menor se afasta o suficiente apenas para poder me encarar, então a mesma assente com a cabeça e volta a me envolver em seus braços.

SN- A enfermeira disse que ela só desmaiou por estresse... - Sana fala, sua fala sai abafada pela minha pele.

Enfermeira- Dahyun não está descansando direito e seu corpo está cansado e sobrecarregado, ela viu algo e se assustou ou se estressou e seu corpo se entregou, ela deve acordar em alguns minutos! - a enfermeira me informa da situação e eu assinto agradecendo - eu preciso ir até a sala do diretor para registrar o ocorrido e ligar para os pais de Dahyun virem busca-la, fiquem aqui até ela acordar! - então eu me lembro da situação que Dahyun está com sua mãe e interrompo a mais velha:

- Espere! Dahyun não pode ir para casa com os pais, sua mãe está trabalhando e as duas estão mal e o pai de Dahyun não vive com ela. Será que ela pode ficar aqui até o fim das aulas e depois eu levo ela pra casa? - a enfermeira hesitou um pouco mas logo concorda saindo da sala.

SN- Perguntaremos a ela o que ela viu no celular depois certo? - engulo em seco, mas penso que Sana deveria saber, isso envolve ela, seria muito injusto com ela não ficar sabendo.

-Sannie... eu vi o que tinha no celular da Dahyun, não é bom... - digo pegando a mão de Sana.

SN- Fala logo o que você viu Momo! - Sana fala já impaciente

- Dahyun recebeu uma mensagem de um número desconhecido, veja você mesma... - entrego o celular na mão de Sana e ela me olha apreensiva após ler a mensagem.

SN- Quem pode ser? O que quis dizer com eu sofrer as consequências? - seus olhinhos já estavam marejados, eu limpo suas lágrimas e respondo:

- Eu não sei Shiba, vamos esperar Dahyun acordar e falamos com ela... - ela assente e apoia a cabeça no meu ombro.

{Dahyun on}

Abro meus olhos devagar, a luz forte da sala parece queimar meus olhos. Passo meus olhos pela sala e meu olhar pousa sobre as duas japonesas. Sana está dormindo no ombro de Momo, a mais velha quando percebe que estou acordada levanta em um pulo fazendo a mais nova se assustar e levantar também.

MM- DAHYUN! VOCÊ ACORDOU! - Momo me abraçou 

SN- Nunca mais me assuste desse jeito! - Sana fala repetindo o ato da mais velha

Então começo a recordar do que houve, a mensagem, tudo girado, quem gritou meu nome havia sido Momo. Aperto mais as duas a fim de me acalmar.

MM- Dahyun, você tem algo a nos contar? - Momo fala após se separar do abraço

-Tenho... - falo de cabeça baixa.

SN- Nós vimos a mensagem no seu celular!

MM- Quem é Dahyun? - Momo estava chateada mas o que eu poderia fazer? 

- Eu não sei, era um número desconhecido.... mas o jeito de falar me fez lembrar de alguém que eu realmente não queria lembrar...

MM- Quem Kim? - Momo estava irritada, droga

SN- Momo calma, ela vai falar, ela acabou de acordar! 

MM- Tá, me desculpa Dah...- eu sorrio e respiro fundo

- É meu ex namorado, não gosto de lembrar dele... eu vivi em um relacionamento abusivo por dois anos, me desculpa não ter contado antes, eu não gosto de falar disso...

MM- Tudo bem Dah, sinto muito por isso... Mas acha que tem alguma chance de ser ele? 

- Acho que não mas nunca se sabe... - abaixo a cabeça - desculpa fazer vocês passarem por isso.

SN- A culpa não é sua Dah... mas vamos prometer uma coisa, apartir de hoje, sem segredos entre a gente ok? 

Eu e Momo assentimos, as japonesas me envolvem em um abraço caloroso. Eu estou com medo mas esse abraço me faz esquecer tudo e me sentir segura. Eu amo essas japonesas...

 

Continua

 


Notas Finais


Me desculpem pelo horário ._.
Comentem o que acharam e criem suas teorias.
Views em more and more <3
Amanhã vou tentar postar mais cedo ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...