História Duas penas - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias League Of Legends (LOL)
Tags League Of Legends, Magia, Xayah Rakan
Visualizações 14
Palavras 1.424
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá leitores ^^

Eu tava com MUITA preguiça mas MUITA mesmo de escrever. Então talvez o capítulo seja pequeno,porque eu tô escrevendo com sono.

Boa leitura ^^

Capítulo 3 - Não vamos morrer logo agora,Xayah


Fanfic / Fanfiction Duas penas - Capítulo 3 - Não vamos morrer logo agora,Xayah

Xayah e Rakan andavam pela floresta. Eles estavam atrás de Zed,mestre das sombras responsável pelo desaparecimento da magia de Iônia. O objetivo deles era destruir a roda separada em 3 partes,que flutuavam pela sala escondida em algum lugar,protegida pelos servos de Zed. Ele pensava que se roubasse a magia de todos,ninguém o derrotaria e poderia ter tudo o que quisesse. Xayah e Rakan estavam ali para impedi-los. Os dois caminhavam pela floresta em busca de algo que os levassem a Zed. 

- Eu não aguento mais andar - Rakan disse enquanto bufava.

- Você tá reclamando há duas horas Rakan - Xayah continuava andando.

- Podemos ir embora? -

- Não,vamos fazer uma pausa - Ela se sentou na beira de um lago com Rakan. Ele continuava reclamando de como estava com fome. Ela tocou seus lábios nos dele para que se calasse. Minutos depois,Xayah estava em cima dele o beijando,quando sentiu uma faca passar perto de seu rosto,fazendo um pequeno corte em sua bochecha. Ao olharem em volta,viram vários servos de Zed,e no meio deles,2 pessoas chamavam a atenção de Xayah e Rakan: Talon e Shen.

Talon,um assassino de aluguel conhecido na região por seus assassinatos serem diferentes: Ele sempre escrevia um T no peito de suas vítimas,usando suas lâminas. Lâminas tão afiadas a ponto de fazer um corte ao encostar. Talon começou seus crimes aos 16 anos,Quando fez sua primeira vítima. Motivo? O humilhou na frente de todos na escola,por ser órfão. Ele o atraiu para o banheiro,com a desculpa de que queria lhe entregar uma prova,e como sua nota era extremamente baixa não queria humilhar seu colega. Quando chegaram,ele retirou um estilete do bolso e cortou a garganta dele,e assistiu sua morte. Após isso,fugiu pela janela do banheiro,desde então,sobrevive sendo assassino de aluguel. 

Shen,um ex-aprendiz de Zed que o abandonou após ele matar sua familia. Motivo? Shen havia faltado um treino importante para Zed,no qual ele iria adquirir habilidades avançadas das sombras o suficiente para se tornar seu braço direito. Ele se ausentou pois sua irmã faleceu,e ele queria comparecer ao enterro. Zed se enfureceu,e matou a família inteira de Shen,com suas próprias mãos. Com o sangue de sua mãe,escreveu na parede do quarto de Shen: "a lealdade nunca deve ser esquecida". Antes de partir,ele enfrentou Zed. Quando ele estava dormindo,Shen invadiu seu quarto e conseguiu,rapidamente,fazer um corte muito profundo na barriga de Zed,e fugiu para um lugar onde ninguém o encontraria. Agora,ele e Talon trabalham juntos,como assassinos de aluguéis. Por incrível que pareça,Zed pagou os dois para que possam matar Xayah e Rakan.

- Sem dó nem piedade - Talon disse aquelas palavras,os servos avançaram para cima dos dois,que rapidamente se levantaram. Xayah cuidava da parte da frente,jogando penas no peito de cada servo,e as puxando. Ela adorava ouvir o barulho das penas rasgando seus corpos,e a chuva de sangue que formava. Rakan usava sua magia para matar o máximo possível. Seu pulo levantava pelo menos 5 de uma vez,quebrando todos os ossos de quem estava perto e seu coração literalmente saía pela boca. Ele ainda conseguia rasgar os corpos através de uma barreira à sua volta,que o protege e destrói tudo à sua frente. Haviam muitos homens para serem mortos,e os dois precisariam de muita sincronia para acabar com tudo isso logo.

- Ei,preciso de você aqui! - Xayah gritou e viu que Rakan cuidava de mais de uma dúzia - Deixa quieto,vai lá então - 

- Eu sou incontrolável! - Ele gostava daquilo. Era como se estivesse dançando,e se divertindo.

- É isso aí amor - Ela disse,e logo depois sentiu algo atravessar sua barriga. Era a lâmina de Talon. Ela cuspia sangue e lentamente ia caindo - R-Rakan... - E Xayah caiu no chão. Ela continuava viva,mas enfraquecida. Rakan viu sua amada ruiva com graves ferimentos,e se enfureceu. Matou todos os servos,com uma imensa explosão perto dele. Para ele,se machucaram sua amada,deveria morrer. Num piscar de olhos,ele estava atrás de Shen,e arrancou seus olhos com as mãos,e em seguida,rasgou seu peito à ponto de jorrar sangue de seu corpo. Talon se aproximou e jogou uma lâmina na perna de Rakan,que gemeu com a dor e avançou para cima dele. Os dois lutavam de forma violenta. Talon fazendo cortes rasos em todo o corpo dele,e se mantendo longe o máximo possível. Talon esbarrou em uma árvore e caiu no chão,e não conseguiu tempo para se levantar,pois logo em seguida, Rakan segurou Talon pelo pescoço e o levantou. 

- Para você aprender a nunca mais encostar um dedo em minha mulher - E ele o estrangulou até à morte. Depois do lago de sangue que se formava junto ao corpo de Talon,ele correu para Xayah,que tentava controlar a respiração. Ele se ajoelhou ao seu lado e colocou a mão em sua ferida.

- R-Rakan não dá... - Ela disse enquanto caíam lágrimas de seus olhos. Ela pensava que era sua hora de ir embora. 

- Não podemos morrer logo agora,Xayah - E ele encostou seus lábios nos dela,enquanto utilizava sua magia para cuidadosamente curar a ferida.

- Eu te amo,eu te amo tanto - Ela disse entre o beijo,com as mãos em seu rosto para que não parasse. Ela queria que aquele beijo durasse para sempre.

- Eu te amo muito mais - Ele sorriu e se levantou - Precisamos ir embora,antes que nos encontrem - Rakan ajudava Xayah a se levantar,e foram para casa. Os dois sabiam que se tivessem um ao outro,nada os amedrontaria,nem correriam nenhum risco. Ao chegarem em casa, os dois foram direito para o banho. 

- Amor eu vou tomar banho - Xayah disse enquanto retirava seu vestido.

- Eu também vou - Ele retirou sua camisa e a puxou para perto.

- Rakan,transar agora não,tô encharcada de sangue - Ela encheu a banheira de água quente e retirou suas roupas íntimas. A água relaxava seu corpo cansado. Ela sentiu uma massagem no ombro. Uma massagem relaxante. - Rakan... - 

- Apenas relaxe,princesa - Ele disso no ouvido dela. Soa de um jeito tão provocante. Tenho certeza que ele quer transar Ela pensou. Após o banho,ela saiu da banheira e se enrolou numa toalha,enquanto Rakan fazia o mesmo,mas enrolou a toalha na cintura. Os dois foram para o quarto e se trocaram,e foram para a cozinha. Xayah cozinhava quando sentiu os braços de Rakan envolverem sua cintura. 

- Tem algo que queira dizer? - Ele beijou seu pescoço.

- Valeu por me salvar - Ela sorriu enquanto cozinhava.

- Mereço um prêmio,não? -

- Qual seria seu prêmio? - 

- Boquete - Ele sorriu e apertou os seios dela. 

- Como quiser meu amor - Rakan foi para o sofá e se sentou. Ele a beijou intensamente e retirou sua blusa e short. Ele sabia que Xayah adorava como ele ficava quando sentia vontade de sexo. Ela retirava sua calça e cueca,e se ajoelhou e começou a chupar o pênis dele. Ele agarrou seus cabelos,e apertava um das almofadas. Ela colocava mais intensidade a cada segundo, e ele empurrava sua cabeça,como se pedisse mais. Tempo depois,ele ejaculou. Ela sorriu satisfeita e retirou a camisa dele.

- Agora você vai me foder - Ela sorriu é sentou no sofá. Rakan retirou sua calcinha e seu sutiã. Ele apertava seus seios,e lambeu sua vagina. Xayah gemeu e agarrou a almofada. Ele chupava sua vagina intensamente,de vez em quando explorando melhor o fundo com a língua. Os gemidos dela ecoavam pela sala,e segurava o orgasmo o máximo que podia. Quando ele explorou mais a fundo com a língua,encontrou um ponto em que não a permitiu segurar e teve um orgasmo. Ele distribuiu chupões e lambidas por todo o corpo dela. Xayah pegou um preservativo da mesa e colocou em Rakan.

- Me fode logo - Ela disse enquanto olhava em seus olhos. 

- Como quiser princesa - Ele sorriu e a penetrou. Ela segurou o gemido o máximo possível. - Se segurar vai ser pior - E ela continuava segurando. Ele sorriu e aumentou a intensidade e força na penetração. Ela não aguentou e gemeu. Gemidos tão altos que pareciam gritos,e ela pedia por mais. Ele colocava mais fundo a cada segundo,e quando colocou tudo,o gemido ecoou pela casa. Ela tentava controlar a respiração,assim como Rakan. Ele se sentou no sofá e ela em seu colo,e encostaram seus lábios um beijo apaixonado. Apesar de todas as diferenças,ele se amavam,e sempre protegeriam um ao outro. Uma ruiva conquistou o coração do homem mais bonito de Iônia. Uma ruiva de personalidade forte,além da grosseria. Ele não conseguia explicar o que sentia ao estar perto dela. Afinal,se você definir o que é amor,você não está amando. Certo?


Notas Finais


Desculpaaaa a demora pra postar

Tô postando o capítulo ÀS 3 DA MANHÃ E TÔ MORRENDO DE SONO então desculpa se tiver um erro ou algo estranho,passei a semana toda pensando no que escrever e tal. Enfim,espero que tenham gostado porque minha mão tá fodida de tanto digitar,e não vou dormir direito essa noite ^^'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...