1. Spirit Fanfics >
  2. Duas Vezes Dona De Você >
  3. Capítulo 43

História Duas Vezes Dona De Você - Capítulo 43


Escrita por:


Capítulo 43 - Capítulo 43


_ sim, você, Maria Joaquina!

_ mas eu não fiz nada.

_ a única pessoa que sempre foi contra a mim e Marcela era você.

_ mas eu não fiz nada.

_ não consigo acreditar em você

_ eu não fiz nada, nunca me meti no seu namoro, o que você era da Marcela, mas eu não fiz nada.

_ não quero mais saber, só quero você longe de mim.

_ Cirilo, a Maria Joaquina tem razão, não foi ela que fez isso.- Alicia.

_ como você pode saber disso?

_ por que fui e a Alicia que falamos isso a Marcela.

_ o que?

_ isso mesmo que ouviu.

_ com qual direito fizeram isso?

_ não gostamos dela.

_ ótimo!

Cirilo se levantou da sua cadeira, ia saindo da sala de aula, mas Maria Joaquina o interrompeu.

_ Cirilo espera!

_ não se aproximar Maria Joaquina, você foi a pior coisa que eu conheci na minha vida.

_ mas eu não fiz nada.

_ só que as suas amigas fizeram por sua causa, e se eu nunca tivesse te conhecido, nunca passaria por isso.

_ desculpa!

_ quero que você me deixe em paz.

_ não é justo fala assim com ela Cirilo, Maria Joaquina não fez nada.

Sem responder ele saiu da sala de aula, enquanto Maria Joaquina ficava ali em pé vendo ele saindo.

_ não acredito!

_ Maria Joaquina, desculpa!

_ eu sabia que isso iria acontecer.

_ nós duas vamos falar com ele.- Alicia.

_ melhor deixa as coisas como estão.

_ tá bom!

Elas se sentaram, mas minutos depois sem ser vista, Valéria saiu da sala de aula sem ser visto.

No pátio Cirilo estava sentado na arquibancada, suas lágrimas eram imensas, quando Firmino se aproximou.

_ Cirilo o que faz aqui fora?

_ por favor, me deixe fica um tempo aqui.

_ aqui você não pode ficar, pois a diretora Olívia pode ver.

_ só queria um tempo sozinho.

Firmino viu as lágrimas em seus olhos e se sentou do seu lado.

_ me diz, o que aconteceu?

_ estou com muita dor em minha alma Firmino.

_ como assim?

_ parece que as mulheres me odeiam.

_ não entendi.

_ estava saindo com uma menina fora do colégio.

_ o que aconteceu?

_ a Valéria e Alícia teve a decência de falar para ela que eu tinha apostado com os garotos.

_ nossa!

_ então ela me mandou a merda e jogou água na minha cara e agora não sei o que fazer.

_ vai atrás dela?

_ não posso.

_ e por que?

_ não quero ser rejeitado de novo Firmino, já provei desse tipo de sentimento esses anos inteiro e agora tenho muito medo.

_ você gosta dela?

_ ia pedir ela em namoro.

_ sério?

_ sim, mas parece que tenho de ficar sozinho.

_ claro que não, você é jovem, deve ter uma garota louca por ti.

_ duvido.

_ e a Maria Joaquina?

_ essa nunca teve sentimentos por mim, sempre me odiou por causa da minha côr e por ser filho de um carpinteiro.

_ lembro que já foram namorados?

_ sim, estava sendo melhor mês da minha vida.

_ por que terminou?

_ eu precisava volta para o interior, a Maria Joaquina não entendeu e me mandou para o inferno.

_ vocês ainda estavam conhecendo, quem sabe agora o pensamento dela mudou?

_ não sei, eu voltei para conquistar-la, virei o guarda costa da mesma para me aproximar, mas no fim de tudo ela falou que nunca ia namorar comigo, então decidi esquecê-la, estava conseguindo, mas as meninas estragaram tudo.

_ fiquei sabendo que a Maria Joaquina está sofrendo, por você não falar com ela.

_ não sei que isso é verdadeiro, ou só pra chamar atenção.

_ do que?

_ ela gostou sempre de ser a dona do mundo, e perdeu um capacho pra ela, deve deixar incomodá-la.

_ não Cirilo, eu tenho muito experiência nessa vida, só vi uma pessoa sofre pela frieza da outra pessoa, é porque ali tem amor.

_ será, Firmino?

_ é o que acredito e você também tem que acreditar na sua felicidade.

_ só queria uma vez na vida, que a pessoa de quem eu amo, me amasse com a mesma intensidade.

_ aí, Cirilo!

Firmino falou sorrindo, quando a professora Helena ia saindo da sala dos professores, junto com doutor Miguel. A professora Helena viu Cirilo na arquibancada com o Firmino e foi falar com ele.

_ Cirilo preciso falar com você.

_ comigo, professora Helena?

_ sim, venha.

_ tá bom, com licença, Firmino e doutor Miguel!

_ toda, Cirilo!

Cirilo foi indo até para sala dos professores junto com a professora Helena, doutor Miguel falou para Firmino.

_ esses jovens!

_ está falando por causa da sua filha?

_ acho que Cirilo não gosta mais dela e agora está sofrendo muito.

_ o que conversei com ele, Cirilo está com um pouco de ressentimento e falta de esperança no amor, mas ainda gosta muito da sua filha, deixa essa raiva baixar um pouco.

_ eu sei que a Maria Joaquina não foi nenhuma santa, mas o jeito que ela me pediu para tirar-la da escola sexta, foi de partir meu coração.

_ os jovens tem dessas coisas doutor Miguel, quando eles vêem uma dificuldade, a primeira coisa que pensam é fugir deles, em vez de cara e ter uma recompensa no final.

_ será, Firmino?

_ a professora Helena vai conversar com Cirilo, e você verá que situação com a sua filha irá melhorar muito.

_ bom já vou indo.

_ ok!

Miguel se despediu de Firmino com um aperto de mão, Valeria ainda escutava a conversa, quando diretora Olivia apareceu.

_ Valéria Ferreira!

_ oi, diretora Olívia!

_ o que faz fora da sala de aula?

_ fui no banheiro, mas já estou voltando.

_ então vai rápido.

_ ok!

Valéria saiu correndo para sala de aula, quando chegou na sala aula respirando fundo.

_ onde estava Valéria que chegou agora?- Professora.

_ desculpa, professora Carla, estava resolvendo uma coisa.

_ ótimo, sente-se, já começamos a matéria.

_ sim.

Valéria pegou seu celular e digitou.

_ o plano deu certo.

Então guardou o celular.

Enquanto isso, na sala dos professores Cirilo e professora Helena estavam tendo uma conversa.

_ sente-se, Cirilo!

_ o que foi, professora Helena?

_ eu queria, saber o que está acontecendo com você e Maria Joaquina?

Cirilo olhou para professora Helena sério.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...