História Duas Vidas - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Revelaçoes, Romance, Superação
Visualizações 486
Palavras 2.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura, Amados <3 <3

Capítulo 11 - Me Mostre O Seu Sonho I


Fanfic / Fanfiction Duas Vidas - Capítulo 11 - Me Mostre O Seu Sonho I

Me Mostre O Seu Sonho I

Ele não acreditava em mim. E eu não sabia como fazer para que ele mudasse de ideia. Esse tempo em que fiquei com Sasuke, de alguma maneira, mudou o meu interior. Depois que eu soube da história da sua vida, os meus pensamentos e sentimentos se modificaram. Talvez, eu não sei, seja o fato de que ele sofreu no começo de sua vida, assim como eu, com as atitudes de meu pai em relação a minha mãe. Quando conversei com Sai, eu tive outras considerações com os sentimentos de Sasuke Uchiha. Sim, ele ainda era um ser humano e sofria com o seu coração de pedra. E, todas ás vezes em que o chamei de monstro, eu me senti culpada. 

__Sakura, você está pensando nele. - a voz de Ino me surpreendeu. __Se ele não a quis, dê um tempo para ele. 

__Meu coração doí muito. - assumi, observando as outras pessoas em minha volta. __ É difícil lidar com esse sentimento. 

__Eu sei de seus problemas, Sakura. Mas, por favor, será que nós podemos terminar essa merda aqui? - Ah, pobre Hinata, ela se casaria no dia seguinte. 

__Esse vestindo ficou lindo! - Temari a ajudou com o véu. __Embora o vestido de Sakura fosse lindo, ela não escondia a sua tristeza, no dia de seu casamento. 

__Não me fale desse dia. - respirei fundo, quase em lágrimas. __O pior aconteceu comigo, eu me apaixonei pelo o meu marido. 

__Há dois meses, eu vendi a minha alma. Amanhã de noite será o dia em que o Diabo a cobrará. - engoli seco com as blasfêmias de Hinata. 

__Que absurdo. - a repreendi. __Poderia ter sido pior. E se você se casasse com um velho babão? Naruto é bonito e aparenta ter um bom caráter, Hinata. 

__Não faça o que você está pensando, Hinata. - Ino a beliscou. 

__Não mesmo. - reafirmou Temari. 

__A traição é algo que destrói o casamento. Espere um tempo, se ele colocar chifre primeiro, vá em frente e o transforme em um touro. - nós rimos de meu melhor conselho. 

__Lembrando sempre que o duro não é ser corno. O duro é ter de sustentar a vaca. - Ino disse em alto e bom tom para que todos, na loja de vestidos de festas, pudessem escutar. Ah, como ela adorava plantar a sementinha da discórdia nas outras pessoas. 

__Você me assusta, Ino. - sussurrei, constrangida. __Não tanto quanto Hinata, por escolher preto para os vestidos das madrinhas. 

__É para indicar o meu luto. Eu me recuso em casar de branco. - grunhiu de ódio, desfilando com seu vestido longo de cor creme, com flores negras, extremamente, barato e simples. __Cada flor preta de cerejeira, significará uma lágrima minha. Uma lágrima de sangue.

__Eu gostei desse vestido. - Temari falou. __É simples, mas, de alguma maneira, ele me desperta tranquilidade. 

__Minha mãe não opinou em nada. - Disse Hinata. Claro, ela jamais opinaria no casamento de sua única filha. __Eu a pedi que ficasse longe de mim, graças a sua conveniência, em relação a Naruto, eu terei que me casar. 

__Você gosta dele, Hinata. - Ino afirmou, o que todo mundo sabia. __E ele gosta de você. 

__Gosta nada. É só para me provocar. - debateu, brava da vida. __Naruto, há uns dois meses, me viu em uma festa, com um conhecido meu. 

__O que você fazia em uma festa com um rapaz? - arqueei uma das minhas sobrancelhas em curiosidade. 

__Na saída de uma cafeteria, bem longe do meu carro, eu encontrei um conhecido meu de muitos anos. - suas bochechas se avermelharam com a memória. __Ele me convidou, eu aceitei. Naquela noite, Naruto ligou para o meu pai e fofocou o que viu. Conclusão, Ele me levou embora para casa. 

__Não é para tanto. - Temari deu de ombros, a ajudando a tirar o vestido. __ Você só estava em um lugar normal, sem fazer nada demais. 

__Ela só estava bebendo, provavelmente, transando e fumando maconha. - falei a mais pura verdade. Ela jamais escondeu o que realmente era. Uma garota descontrolada. 

__Na verdade, só bebendo e fumando maconha. - o que eu disse? Eu a conhecia há muitos anos. __Ele me viu dividindo um baseado com o Kiba. - não se importou nem um pouco em falar a verdade. 

__E você, o que está acontecendo entre Shikamaru e você? - Ino perguntou para Temari, que fez uma cara de paisagem. 

__Não sei dizer, mas, Shikamaru e eu, nós estamos... namorando, talvez? - nem a própria Temaria sabia, o que era estranho, já que ela é sempre direta em sua vida, sem rodeios. __ Nós ficamos todos os dias. Eu durmo na casa dele, há quase uma semana, que não vou para a casa de meus pais. 

__Ele marcou a data do casamento? - questionei. __Que pouca vergonha, Temari. - brinquei. 

__No mês que vem. - sussurrou. __E você, Ino? 

__O que tem eu? - deu de ombros, fingindo não entender a situação. __Eu saio, de vez em quando, para jantar com o Sai, me divirto muito. Apenas isso. Um passo de cada vez. Agora, nos diga, Sakura, por que você está triste!

__Você ainda pergunta? - ri em descrença. __Como sempre, o culpado é o Sasuke. Eu tento, de todas as maneiras, mostrar o quanto eu me importo, mas ele não acredita em mim. 

__Você o ama? - Hinata perguntou curiosa. E o mais engraçado, eu não a consegui responder. Eu não entendia os meus próprios sentimentos, e isso me matava. 

__Eu não sei. Simplesmente, eu não compreendo o meu coração. - sussurrei, sem saber como lidar com essa situação. __ Eu gosto de Sasuke, é de uma maneira diferente. É mais carinhosa.

“Eu estou seriamente encrencada, eu me sinto totalmente perdida. Se eu estou pedindo ajuda, é apenas porque estar com você abriu meus olhos. Como eu poderia acreditar em uma surpresa tão perfeita? Eu continuo me perguntando, imaginando como continuo fechando meus olhos, mas não consigo te tirar da cabeça. Quero voar para um lugar onde haja somente eu e você. Ninguém mais, assim nós podemos ser livres.”

Sasuke não acreditou quando viu a minha roupa de madrinha. Escolha de Hinata. A cor não o agradava, inclusive para mim. Eu me vesti com um vestido longo de cauda, em forma de sereia, de cor preta, com brilhos. Era um vestido bem bonito, mas para a situação deixava a desejar. Todos no salão pareciam incrédulos com a cor escolhida por Hinata. No entanto, no instante em que encarei Naruto, apesar das circunstâncias, ele aparentava estar mais que feliz. Mantendo as boas aparências, eu segurei no braço de Sasuke conforme fomos em direção ao altar. 

Tudo aconteceu como o esperado, entretanto, na hora da festa de cerimônia, Hinata alegou mal-estar, pedindo para ir em seu quarto, abandonado a festa e os seus 50 convidados por um tempo. Naruto pagou algo que não aproveitaria, Hinata se esforçou à toa, pois, diferente do que imaginou, Naruto a acompanhou, se recusou em abandoná-la. Mesmo sabendo que sua esposa mentia. Hinata Hyuga não quis fazer sala, como diz Temari. Eu, por exemplo, na minha enorme festa de casamento, realizada em um enorme haras, eu fiquei até o fim, mesmo que me machucasse, segurei minhas lágrimas e permaneci do lado de Sasuke Uchiha. Agora era Naruto quem ficaria do lado de Hinata. Os papéis se inverteram. 

__Ele gosta dela, não é, Sasuke? - como quem não queria nada, eu perguntei. 

__E muito. - uma resposta direta, simples e sem rodeio. Esse é o jeito de Sasuke Uchiha. Curto e grosso. 

__Quando você quiser ir para a casa, me avise, Sakura. - educadamente sussurrou, terminando sua taça de champanhe. 

__Sasuke, esse casamento pode dar certo. - afirmei o óbvio. __Hinata gosta dele, mas não sabe lidar com os seus sentimentos. Naruto é um bom rapaz. Ele é bonito e, acima de tudo, se preocupa com a Hinata. 

__Você gosta de me inferiorizar, não é, Sakura? - me assustei com sua mudança de humor. __Não é necessário que você fale do Naruto para mim. Eu sei que, dentre todos os homens desta cidade, eu era a sua última opção. 

__Sasuke, não diga besteiras. - se estivéssemos em casa, essa conversa renderia horas de dor de cabeça. __ Por favor, brigas aqui não! - implorei. 

__Sakura, é melhor você ir atrás das suas amigas. - Sasuke Uchiha, a ignorância em pessoa, me dispensou. 

__Olá, Sakura, tudo bem? - uma voz masculina me despertou. Sem me importar, me virei para trás e me deparei com um rapaz alto, negro, com os olhos castanhos claros, incrivelmente, intenso e belo. Quem seria essa perdição me chamando pelo o primeiro nome? Ah, sim, eu me lembraria dele, com certeza, mas não me recordo. __Eu mudei, não é? Se você quiser, eu coloco os meus óculos. - não acredito nisso. Não podia ser verdade. 

__Yuri? Quanto tempo! - com um enorme sorriso, eu me apróximei dele. __Eu não o vejo desde o dia em que você terminou o ensino médio. Eu ainda estava no 9° ano. Vem, vamos ver as meninas. - segurei em seu braço, indo em direção á Ino, no outro lado do salão principal, que continuava se entupindo de canapé. Nós conversávamos quase toda semana, mas, há uns 6 anos, eu não o via pessoalmente.   

__Que homem! - Ino não se segurou quando o viu mais de perto. __Em pensar que esse cara é o Yuri. Você ficou bonito! - bem descadara essa minha amiga.  

__Obrigado. - agradeceu, envergonhado. __ Eu não não venho aqui há muitos anos, mas eu não poderia deixar de vir no casamento da Hinata. - sorriu, expondo os dentes mais lindo de todos. 

__Fiquei sabendo que você se tornou um ótimo engenheiro. - Eu sorri de maneira boba. Era impossível não ficar maravilhada com o rapaz do meu lado. __Pretende ficar quanto tempo na cidade? 

__O tempo em que Temari me quiser aqui. - ah, pobre coitado. Eu realmente sentia muito por Yuri. Ele sempre gostou de Temari, mas ela o ignorava. Embora Yuri fosse bem alto, não tinha a mesma altura que Temari. Ela detestava homens baixos. Como será a reação dela? Depois de tantos anos, ela encontraria um homem totalmente diferente. 

__Vocês mantiveram contato? - Ino questionou. __Ela nunca falou muito sobre você. Só que estava morando na Suécia. 

__Nós não nos falamos mais, depois daquela briga, eu nunca mais a vi ou ouvi a sua voz. - um ar triste o consumiu, mas, em poucos segundos, se foi no instante em que a observou entrando no salão...acompanhada por um homem. Diferente do que imaginei, isso não pareceu que iria tirar o sono dele á noite. __Quem é aquele homem com Temari? 

__O seu noivo. - não pude mentir, jamais mentiria para Yuri. Ele era um bom homem, que merecia ter uma linda vida, com uma pessoa que o amava de verdade. 

__Eles se amam? - perguntou. E Ino e eu negamos. __Ótimo! Acho que ficarei uns tempos nessa cidade.  Eu pensei que a distância fosse diminuir esse sentimento, mas me parece que permanece sendo o mesmo. - suspirou em derrota. __Ela é tão linda! A mulher mais linda que conheci em toda a minha vida. 

__Nós podemos sair para jantar. O que me diz? - eu gostava de Yuri. E se eu tivesse de escolher entre Shikamaru e ele, sem dúvidas, eu o preferiria, pois eu sei sobre os seus verdadeiros sentimentos. Ele jamais a faria sofrer. 

__Eu adoraria, Sakura. - sorriu de forma amistosa, acariciando o topo de minha cabeça. Um irmão mais velho que nunca tive. __Sinto muito. - sussurrou, referindo-se a meu casamento com Sasuke. __Eu não fui capaz de vir, porque você me pediu para não aparecer. - riu alegremente.  __Espero que tudo dê certo para você, Rosada! Você sabe, Sakura, vocês nunca estariam, de fato, sozinhas nessa vida. - Ino sorriu, segurando no outro braço de Yuri. 

__O Sasuke só falta vir aqui, Sakura. - Ino riu. __ A cara dele é a melhor. 

__Ele me expulsou de lá. - justifiquei. __ Não entendo mais nada. 

__Problemas com o marido? - Yuri riu. 

__É o que parece. - o respondi. __Esse é o temperamento dele. Uma bomba, prestes a explodir. 

"Se você quiser o meu futuro, esqueça o meu passado. Se quiser ficar comigo, é melhor ir rápido.  Agora, não me faça perder o meu precioso tempo.  Endireite-se, nós poderíamos nos dar bem. Direi o que quero, o que realmente quero. Então, me diga o que quer, o que realmente quer. Se quiser ser o meu amante, tem que se dar bem com meus amigos. Faça durar para sempre, a amizade nunca termina. Se você quiser ser o meu amante, você tem que se dar. Apoderar-se é fácil demais, mas é assim mesmo. O que você acha disso? Agora, você sabe como me sinto.  Diga que pode lidar com o meu amor.  Não serei apressada, te darei uma chance, mas se você realmente me incomodar, então direi adeus."


Notas Finais


Músicas: All The Things She Said - t.A.T.u
Wannabe - Spice Girls
Beijos Doces Com Açúcar *-*
Continua Em Breve...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...