1. Spirit Fanfics >
  2. Duas vidas! Um destino! >
  3. Confissão!

História Duas vidas! Um destino! - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo novo saindo, não sei bem o que dizer sobre esse capítulo, então deixarei que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões, boa leitura

Capítulo 5 - Confissão!


Narração Henry

Já havia se passado mais um mês desde que conversei e pedi conselho a Vic e até agora não conseguir contar para Karol como me sinto em relação a ela. Era uma tarde de domingo e estou na varanda ouvindo umas músicas e olhando o gramado e a rua em frente a nossa casa, o clima está totalmente agradável nem era calor demais nem tão pouco frio, fico horas sentado até que meu telefone toca.

- Alô Maninho?

Aquela voz só poderia ser minha irmã Milena sorrio pois fazia um tempo que ela não ligava.

- Oi Mile! - digo feliz usando o apelido que desde muito pequeno uso com ela. Ela solta um risinho que sempre faz quando a chamo por esse nome, começamos a conversar, ela pergunta como tenho ido na escola,como tá Victoria, conto tudo a ela,até que estou gostando de alguém ela fica feliz por mim, mas conto que ainda não tive coragem de dizer nada,ela faz um silêncio e me diz.

- Maninho logo você? Me diz o que você tem a perder? Lembra o que me disse uma vez quando eu estava apaixonada? O não você já tem,agora vá atrás do sim

Confesso que ouvir aquilo me deixou balançando a princípio, pois realmente quando tinha 9 anos de idade eu disse isso a ela,e realmente funcionou já que ela está namorando sério com o Taylor, brinco.

- Tá vendo como sempre fui demais? Se não fosse por mim você não estaria com ele hoje em dia.

Ela volta uma gargalhada do outro lado da linha, óbvio que disse só para tirar a tensão que eu mesmo estava,tentando me dá coragem, mas ela pareceu concorda realmente.

- Você sabe que te amo né maninho? Realmente por mais que tenhamos uma diferença de idade, você me ajudou e ajuda muito durante todo esse tempo, e realmente você quem me ajudou com suas palavras,porque graças a elas hoje eu estou namorando um cara incrível como Taylor.

Ouvir aquelas palavras da minha irmã me deixou feliz e me deu o que estava faltando para fazer o que eu queria.

-Obrigado mana! Você ligou no momento que eu estava precisando, eu sempre vou está ao seu lado para o que dê e vier,não é porque você é mais velha, que eu vou deixar de proteger minha mana. E eu amo você!

Ouço pela linha um tom de vergonha por parte dela em forma de riso, mas logo ela diz.

- tenho uma novidade. Estarei voltando para casa mais cedo,iria voltar mês que vem né? Mas conseguir adiantar as coisas aqui e volto no fim do mês.

Confesso que eu dei um pulo ao ouvir isso,mas não foi de susto e sim de alegria, estava com muita saudade da minha irmã, e saber que não precisaria esperar mais um mês para ve-la em casa novamente, nossa foi incrível.

- Ebaaaaaaaa. - digo bem feliz ela sorrir do outro lado e brinca

- Ainda bem que foi um "eba" imagina se fosse um "misericórdia" mostra que sou importante aí.

Suspiro em um tom de chateação e ela percebe.

- Fica assim não maninho! Sei que me ama,também amo você e tô com saudades, bem preciso ir agora, vai lá falar com a menina viu, quero saber de tudo quando eu voltar, beijos te amo.

Me despeço dela e vou para dentro contar as novidades para meus pais que estão na sala vendo alguma série na TV, eles ficam bem felizes pois nem eles sabiam ainda, até brincam dizendo que velhos hábitos nunca mudam,pois ela sempre teve a mania de me contar as coisas antes para depois dizer aos nossos pais, o resto da noite se passa tranquilo, e finalmente a segunda chega,me arrumo bem como de costume durante esses meses, pois hoje era o dia que finalmente iria dizer como me sinto, decidir por dizer na hora do intervalo, confesso que fiquei totalmente distraído na hora das aulas, tudo bem que os conteúdos em questão eu já sábia, por ter lido durante as férias, é isso mesmo eu estudei algumas coisas adiantadamente. Finalmente passa os primeiros horários o que faz meu coração bater mais rápido pois tava chegando meu momento, como de costume a gente pega nosso lanche e vai para a parte superior da escola que da uma vista linda do centro da cidade, ficamos conversando enquanto terminamos  o alimento, quando acabamos tudo estou sentado perto dela e num impulso de medo mesmo, vou ser sincero. Pego sua mão esquerda e pronuncio as seguintes palavras.

- Karol faz um tempo que eu queria te dizer..mas..eu estou gostando de você.

Um silêncio pairou sobre o local, nem o vento se ouvia de tanta tensão sinto ela soltar minha mão e dizer que precisava ir ao banheiro , como eu fiquei? Bem nem eu sei direito como explicar, mas tinha tirado um peso das costas, fico esperando para ver se ela volta, mas foi sem sucesso é hora de voltar para o segundo horário de aulas,entro na sala está ela sentada,mas não me dirigi nem a palavra nem olha,teríamos atividade em dupla, mas pelo incrível que pareça ela não fez comigo e sim com outra pessoa,acabo tendo que procurar alguém já que até Vic já está ocupada, como não era obrigatório decido por fazer só, tendo as outras aulas e nada de ela falar alguma coisa,até que termina o segundo horário e seria hora de voltar para casa,me despeço das meninas, mas quando falo com ela, bem, nem um olhar eu recebo,só mesmo um "tchau" meio frio, fiquei meio mal por isso,os dias foram passando e cada vez mais ela me evita, então fico quieto. Vou vivendo meus dias tendo que ver ela de longe e cada vez mais sinto o meu sentimento brota, nesse meio período volto a andar com Vic novamente até me desculpei bastante com ela e lhe dei um chocolate que ela ama,e que sempre uso para pedir suas desculpas, a gente conversa bastante como de costume,entretanto ela sempre me ouve sobre meu sentimento e tenta me aconselhar de alguma forma,porém não sábia como me ajudar de fato já que as duas tavam distantes uma da outra, o que deixa as coisas de certa forma complicadas, tento não pensar muito nisso no dia de hoje, pois minha irmã volta de viagem e eu estou animado,na verdade todos estamos, por sorte ela iria chegar na parte da noite o que daria tempo de eu, meus pais e Vic e suas irmãs, irmos encontra com ela no aeroporto, infelizmente o único que não veio foi o namorado dela pois ele tá no quartel. Isso mesmo ele é militar da aeronáutica e tá se preparando para fazer prova para ser piloto, eu espero que ele consiga é uma pessoa incrível, nesse tempo todo antes de minha irmã viajar nunca vi ela chorar por causa de algo que ele fez,era mais fácil ser de algo que ela fez e olha que eu e ela somos grudados então sei de muita coisa, parece ser perfeito demais né? Bem não é, mas pelo menos no quesito fazer minha irmã feliz,ele da o melhor dele. Bom ficamos esperando duas horas por ela, já tava cansando sinceramente, até que finalmente ela parece do portão de desembarque, e gente ela estava muito linda,mas do que da última vez que a vi no ano passado, eu e ela no quesito  cor de cabelo e olhos temos a mesma cor,o que muda é que o rosto dela é bem como posso dizer desenhado o meu não puxou isso,mas eu fico feliz por parecer um pouco com ela né, mostra que os genes da nossa família é muito boa, ela nos abraça assim que chega, e vamos todos para casa em uma mini festa regada a minha pizza e refri que nossos pais providenciaram, foi uma noite muito incrível, e ter minha irmã em casa era melhor aínda.


Notas Finais


E assim terminamos mais um capítulo, difícil essa questão de sentimento não correspondido né? Pois é. próximo capítulo veremos Victoria nos contar como anda sua vida com relação aos seu sentimentos, e principalmente vendo seu amado sofre por alguém que o evita, bem até a próxima, e espero que estejam gostando até aqui.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...