História Dungeon ni deai: two lovers? - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka
Personagens Bell Cranel, Hestia, Personagens Originais
Tags Aiz, Bell, Bete, Dungeon Ni Deai, Finn, Freya, Hermes, Héstia Família, Lefiya, Lili, Loki Família, Marika, Mikoto, Pão De Queijo, Riveria, Tiona, Tione, Tretadecasal, Welf
Visualizações 24
Palavras 641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Eu renego todos vocês..... Deuses...


Por causa de um lenda urbana ninguém saia pelas ruas de Orario durante a meia-noite.

 

??: isso é apenas uma lenda! (Falou uma voz infantil)

 

??: m-mas pode ser verdade... V-várias pessoas desapareceram... (Outra voz infantil e meio chorosa falou)

 

??: eu vou provar que é mentira! Eu vou ficar la fora até a meia-noite!

 

??: O-onii-chan! Por favor! Não faça isso! (Ela fala chorando)

 

??: se acalme, nee-san... (Ele vai até a garota que estava chorando e enchuga as suas lágrimas) nada vai acontecer. (Sinos que endicam a meia-noite tocam) vou indo!

 

??: E-ESPERA! (a garota apenas ouviu a porta se batendo.) por favor... Volte... (Falou com a voz falha.)

 

O garoto estava fora da casa, ele estava passeando pelas ruas. O mesmo sentiu açgo estranho enquanto andava, parecia que estava sendo vogiado por alguém, mas o mesmo ignorou.

 

??: não deve ser nada mesmo (ele voltou a andar. Ele passava por várias casas, todas com as luzes desligadas.)

 

De repente o pobre garpto começou a ouvir passos vindo atrás dele, ele pensou que era alguma coisa da sua cabeça e ignorou completamente.

 

??: mas que coisa...

 

Ele estava andando normalmente e, novamente, escuta passos rápidos atrás dele. Quando o mesmo olha para trás vê apenas uma sombra, a última coisa que se ouve é...

 

??: SOCORRO!

 

;,,;

 

Ja era de manhã, a garota ja estava acordada, vestida e pronta para vender pequenas rosas-brancas.

 

??: bom dia, mamãe. (Falou ela com um sorriso no rosto)

 

??: bom dia, Alice. (A mãe da garota respondeu com um sorriso) onde está Luki?

 

Alice: b-bem...

 

Alice estava pronta para falar que ele não estava, mas, na hora, a porta é aberta com rapidez.

 

??: Tânia!! (Gritou um homem.)

 

Tânia: o que houve?

 

??: s-seu filho...

 

;,,; Tânia e Alice estavam indo as pressas para onde Luki havia sido "encontrado". Quando mais se aproximavam do local., mais os corações de Tânia e Alice apertavam. Ao chegar no local nenhuma das duas conseguiram segurar as lágrimas.

 

Tânia: NÃO!! MEU FILHO NÃO!!

 

Tânia chorava aos prantos ao ver o corpo de seu filho mais velho jogado na rua. Luki estava com um corte em sua barriga, seus órgãos vitais estavam estilhaçados e sua boca estava com muito sangue.

 

Alice: o-o-onii-chan...? (A pobre menina estava perplexa, estaca assustada, triste e,acima de tudo, estava com medo.)

 

;,,;

 

Ao voltar para casa, Alice sai correndo para o quarto em que ela e seu irmão dividiam.

 

Alice: o-onii-chan...

 

Lembranças de Alice on

 

Ela estava saindo para vender suas pequenas rosas, quando um jovem aparece em sua frente.

 

??: haha o que temos aqui? Uma garotinha morta haha

 

Alice: h-hey...

 

??: anh? Defunto sabe falar?

 

Alice estava sendo bullyinada naquele momento. Por causa de ser pálida ela era constatimente vítima desse preconceito.

 

Luki: HEY! DEIXE MINHA IRMÃ EM PAZ! (luki apareceu. Logo o joven que estava maltratando Alice vai até ele)

 

??: e quem é você para me dar ordens seu fedelho!?

 

Luki: Sou Luki! E digo para você não se meter com a minha irmã!

 

O joven e Luki começaram a discutir feito loucos. Alice apenas via tudo, Luki o que não tinha de tamanho tinha de força. Ele era incrivelmente forte. Luki estava dando uma baita lição naquele jovem. Quando ele consegue vence-lo, Luki vai até sua irmã mais nova.

 

Luki: Alice! Você está bem?

 

Alice: s-sim... Obrigado...

 

Luki: tem certeza?! Consegue se levantar?!

 

Alice: consigo...

 

Luki: ainda bem... Alice... (Ele olha para ela) saiba que... Eu sempre protegerei você...

 

Lembranças de Alice off

 

Lagrimas estavam escorrendo do rosto da pequena Alice que, na época, tinha apenas 10 anos de idade.

 

Alice: onii-chan... Eu... Eu te amo... (Ela enxuga as lágrimas) eu rezei para os deuses te protegerem... Mas eles apenas te mataram... (Ela olha para cima)... Eu renego todos vocês... Deuses...

 


Notas Finais


Então TANTANTAAAAAAAAAAAAN

Alice, a nova personagem dessa fic heheh

Um spoiler, ela vai ser capaz de derrotar Aiz sem ter a bênção de qualquer deus.


Arigator por lerem bye-bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...