1. Spirit Fanfics >
  2. Dupla >
  3. Dupla

História Dupla - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Dupla


Fanfic / Fanfiction Dupla - Capítulo 1 - Dupla

- ATINY! Vamos sentir saudades!! - disse abraçando San ao meu lado que acenava para a câmera do celular, assim como os outros, Mingi gritou uma despedida engraçada fazendo todos rirem antes de Hongjoong encerrar a live. Consigo ouvir os suspiros de alívio, estávamos há uma hora ali, apesar de ser muito bom falar com nossos fãs, estamos todos um pouco cansados e principalmente com fome. Eu mexia no celular junto de San que estava encostado no meu ombro, abraçando a minha cintura, agradecíamos ao staffs que passavam por nós.

Já tentava morde o dedo que San que pela terceira vez cutucava o meu rosto, apesar de estar "concentrado" no aparelho em minhas mãos, meus olhos desviavam para Hongjoong conversando com uma staff sobre algo que eu não conseguia ouvir:

- Wooyoung!

- O que?!

- Você vai querer comer onde?!

- ANH?!

Mesmo ele estando ao meu lado, San e eu gritavam um com o outro até Seonghwa hyung dar um soquinho nas nossas cabeças, consegui ouvir o riso abafado de Jongho:

- Vocês não são surdos!

- ANH??!! - Falamos ao mesmo tempo rindo do mais velho que ameaçava a dar outros socos, ele saiu prendendo a respiração e nós seguimos rindo atrás.

Acabei olhando mais uma vez em direção ao Hongjoong antes que San me puxasse, deixando só ele e a staff ali.



- Youngie-ah... Não vai me dizer o que tá te incomodando?

Perguntou San, virado de barriga pra cima na minha cama, agarrado ao travesseiro, como uma criança querendo atenção. Visto que eu estou descontando toda a minha insatisfação na tela do celular que apenas reproduzia um joguinho.

- YAH! Eu estou falando com você! - Bravo joguei o travesseiro, qual ele me acertou, de volta. Larguei o telefone e suspirei pesado, me encostando na parede próxima a cama:

- Você sabe que pode falar qualquer coisa pra mim né?

- Não é nada Sannie, é só que.. - outro suspiro, olho as minhas próprias mãos, enquanto flashes da cena de mais cedo surgem de novo - Acho que eu só estou um pouco carente mesmo.

Acabo debochando de mim mesmo, mas sou atacado por um San fazendo vozinha fofa e engraçado, como se falasse com um cachorrinho.

- Aigoo! Mas eu não te dou todo amor do mundo?! - Me apertou forte balançando meu corpo pra lá e pra cá. - Eu gosto tanto desse bebezinho!!

Eu tentei ficar bravo mas é impossível não rir com tudo isso, mesmo que o aperto na minha bochecha estava doendo. Depois dessa afobação todo ele continuava com o carinho na minha cabeça de forma lenta, voltei a cutucar minhas próprias unhas distraído:

- Sannie, você gosta de mim né?

- Mas é claro que sim! - Sorrio com todo a confiança na sua voz.

- … você acha que o Hongjoong hyung também gosta de mim?

- Que pergunta é essa?! É claro que ele gosta! Todos nós gostamos de você!

Acabo abrindo mais o sorriso, apesar de saber que não era bem esse "gostar"que eu queria, sussurro um obrigado baixinho e ele palavras de conforto afagando meu braço, porém todo o clima é cortado pela voz vinda da cama acima da minha.

- Lindo a comoção do casal, muito lindo mesmo, mas por gentileza eu gostaria de dormir ainda hoje!

O sarcasmo e a leve irritação no tom de Jongo plantou dois sorrisos amarelos em nós que saímos para finalmente deixá-lo dormi, porém não sem dar um abraço de urso e tentativas quase sucedidas de beijinhos no rosto dele.



O sono não vinha, não importava o que eu fizesse, já rolei de um lado pro outro na cama, troquei de posição várias vezes mas nada parecia confortável o bastante e eu nem pregava o olho. Estava encarando o 'teto' da beliche com aquele sentimento amargo no peito, eu sabia o que era mesmo não querendo admitir.

Ciúmes.

Ciúmes pela cena que eu vi mais cedo, era algo idiota de se pensar mas aquilo estava incomodando tanto! Ainda mais por não saber quanto tempo ele deve ter ficado lá. Me levantei tentando fazer o máximo de silêncio possível, procurei um elástico qualquer para amarrar aquele emaranhado de fios negros, que eu chamava de cabelo, fechando a porta com cuidado seguindo direto pra cozinha. Peguei um copo de água e alguns biscoitos que achei na geladeira, ao dobrar o corredor eu travei.

Hongjoong estava sentado no sofá, com um cobertor ao seu lado e o computador entre as pernas, iluminado todo seu rosto cansado. Eu podia ir embora e deixá-lo terminar seja lá o que for, mas a preocupação falou mais alto me fazendo caminhar devagar e sentar no sofá, deixando a coberta nos separando. Pigarreei para chamar sua atenção:

- Wooyoung, por que está acordado a esse hora?

- Sem sono, e você? Por que não foi dormir?

- Compondo, ou ao menos tentando.. - passou a mão nos olhos irritados pela luz.

O assunto morreu, me remexi inquieto, vendo ele com as sombrancelhas franzidas digitando e apagando repetidas vezes. Olhei o pote nas minhas mãos e ofereci, sorri pequeno com seu "obrigado" voltando a comer um pouco também.

- O que você estava conversando com a staff?

- Hm? Nada de importante..

- Mas.. o que era? - Queria me bater por parecer tão desesperado, ainda mais quando ele olhou pra mim.

- Não era nada demais. - voltou a digitar. - Ela só sugeriu que a gente fizesse algo diferente da próxima vez. Tipo algum jogo ou sei lá.

Senti um alívio subir pelo meu corpo, me endireitei tentando não deixar isso tão óbvio.

- Que tipo de jogo? - Mordi mais um cookie.

- Não sei, mas alguma coisa com times quem sabe.

Acabei só soltando um longo "hmm" voltando a comer em silêncio, ouvindo o som das teclas e de vez em quando Hong roubando um biscoito.

Será que eu deveria tentar? Mordi os lábios, respirei fundo virando nervoso.

- Hyung, eu sei que a gente pode decidir na hora mas.. Você não que ser minha dupla? - O de fios castanhos se virou confuso. - Eu sei que pode ser equipe também mas Hyung eu-você! Não..

- Tudo bem.

- Tudo bem?

- Eu aceito ser sua dupla na próxima vez.. - Sorriu.

Ah esse sorriso... Esse sorriso deixa o meu coração louquinho Hyung!

Apesar da minha cara de idiota apaixonado eu não podia estar mais feliz.

A água e os cookies haviam acabado a muito tempo, consegui fazer o mais velho largar o computador e ficamos conversando no escuro da sala mesmo.


Eu não sei quem dormiu primeiro, porém só sei que não me arrependo nenhum pouco de ter minhas costas doendo se eu puder acordar com ele ao meu lado novamente.



Notas Finais


Espero que tenham gostado! Fique pensando muito nessa história, dei uma leve travada MAS! Eu gostei do resultado final.

Eu também fiquei com um pouco de receio da interação entre o Wooyoung e o San parecer romântica, mas ela é mesmo só essa amizade engraçada e divertida 🙃

( Woosan friendship goals 💖😔✊ )

Hehehhe obrigado por ter lido!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...