História Duplicate Love - Taoris - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Huang Zitao (Tao), Wu Yifan (Kris Wu)
Visualizações 54
Palavras 5.172
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Por Favor Leia!!

Olá, bom eu tive essa ideia faz algum tempo, espero ter conseguido desenvolve lá de uma forma aceitável para vocês caros leitores, mesmo que eu ache que não esteja completamente perfeita, espero que ela agrede vocês.

Para quem não entender muito bem, Yifan sofre de transtorno de personalidade (conhecido como transtorno de personalidade múltipla ou de dupla personalidade, caracteriza-se pela presença de duas ou mais identidades diferentes que controlam algum comportamento da pessoa. fonte: google), então para não ficarem bugados, quando Zitao se referir a ele como Kris, ele se refere a essa segunda personalidade.

Não sou muito boa com hot's, então me desculpem se estiver um lixinho. kissus kissus ~ 😘😘

Capítulo 1 - Único.


Fanfic / Fanfiction Duplicate Love - Taoris - Capítulo 1 - Único.

 

who are you? It's not the same as I loved -

 

Huang Zitao abriu a porta com raiva, estava completamente possesso pela atitude de Wu Yifan no aniversário de sua prima mais nova, não acreditava que seu namorado havia agido de forma tão bruta e vergonhosa na frente dos seus familiares. A unica coisa que Zitao queria era pular no pescoço do namorado é mata lo.

 

flashback on

 

Tao estava sentado na mesa do centro, distraído mexendo em seu celular, enquanto esperava Yifan voltar com as bebidas, seu ombro foi cutucado rapidamente de ambos os lados, fazendo ele encontrar seu olhar ao do primo Yibo que estava poucos centímetros de seu rosto que fez o mesmo rir.

 

“O que faz aqui? Me disseram que você estava ocupado com a Faculdade e não viria” Perguntou Huang com o olhar sobre o garoto que puxou a cadeira ao seu lado para se sentar.

 

“Depois que soube que você viria, terminei meu compromissos antes” Respondeu com um enorme sorriso nos lábios, envolvendo seus braços por cima dos ombros do primo, se aproximando para sussurrar em seu ouvido “Você sabe que é meu primo favorito!”

 

O mais velho deu uma risada fraca com aquilo, desferindo um pequeno tapa no peito do mais novo, fazendo com que o mesmo caísse na risada junto com ele, continuando a sussurrar no ouvido do garotos suas gracinhas. Mas no meio de toda aquela diversão Huang não havia percebido a proximidade do namorado, que cutucou o ombro do mais novo dos três desferindo um soco no rosto do garoto.

 

“YIBO! YIFAN - Olhou para o garoto que estava de pé, que logo o puxou da cadeira segurando seu braço com certa força, arrastando o garoto para fora “Yifan! Está me machucando! Yifan” Chamava o namorado repetidamente, enquanto olhava para o primo que ainda estava no chão, essa hora todos os olhares estavam voltados aos dois.

 

“Vamos para casa!” Apenas falou aquilo enquanto puxava o garoto para o seu carro, jogando o mesmo com certa brutalidade no banco da carona.

 

“Yifan…” Chamou o garoto, tocando no ombro de seu namorado que o olhou com certa raiva, em seguida puxando o mesmo pelos pulsos e lhe dando um beijo forçado para “esvaziar” sua raiva.

 

“Eu não sou o Yifan… Espero que nunca mais fale com aquele sujo, que estava ao seu lado” Soltou o garoto novamente, logo dando partida no carro. Foi assim que permaneceu - se calado, até que o ataque de fúria passa se assim o “trazendo” a realidade novamente.

 

flashback off


 

Huang sentiu um leve arrepio na espinha apenas de lembrar o que havia acontecido, sua raiva não era 100% pelo fato do mais velho ter agido daquele jeito, e sim por ele não ter simplesmente tomando seus medicamentos que controlavam atitudes como aquela, o pior era que o mesmo nem poderia sequer cobrar seu namorado, entendia que as vezes o transtorno de personalidade do mais velho poderia aparecer de forma repentina como também desaparecer. Mas isso não impediria o mesmo de ignorar Wu Yifan pelo resto do dia, e seria isso que o garoto faria.

 

- Taozi…. Vamos conversar - Chamou Wu Yifan, que finalmente teve seu namorado olhando em sua direção, se sentia envergonhado pelo que havia feito, sabia que não deveria ter arrastado o mesmo para fora da festa após a crise de ciúmes, via nos olhos do mais novo sua raiva e isso lhe renderia uma semana sendo ignorado pelo garoto se não fizesse nada - Eu não…

 

- Me poupe Yifan! - Interrompeu a fala do mesmo de forma grossa, enquanto ia em direção as escadas sabia exatamente o que o garoto falaria, então nem sequer perderia seu tempo com a ladainha do mais velho - Eu estou cansado dos seus transtornos repentinos, estou cansado de avisar você para que tome seus remédios, eu vou tomar meu banho, quando sair quero que pegue suas coisas para dormir aqui na sala.

 

- Taozi! Por favor - Exclamou em piedade para seu namorado, que apenas deu de ombros e continuou subindo para o segundo andar onde ficava o quarto do casal, logo foi atrás do mesmo.

 

Quando Huang ouviu os passos do mesmo atrás de si, apressou seus passos e se trancou no quarto, deixando a chave na porta para evitar que o mesmo pudesse abrir com a reserva, ouviu o garoto o chamando continuamente, mas dessa vez não cederia tão fácil, estava cansado daquelas atitudes de Yifan. 

 

- Taozi! Abre a porta! - Exclamou batendo contra a mesma, saberia que Tao poderia ser difícil quando estava magoado, mas aquilo já era demais - Vamos conversar como dois adultos, Taozi abre a porta! 

 

“Vai se foder, eu estou cansado de suas conversas inúteis” essa foi a única resposta que havia recebido do mais novo, o que deixou o mesmo realmente frustrado com aquilo tudo, que logo desceu para o primeiro andar novamente, saberia que o mesmo não iria ceder mais nenhum pouco depois daquilo. Sentia uma forte dor em sua cabeça, como se fosse um aviso que teria mais um de seus ataques, pós rapidamente suas mãos nos bolsos de suas blusa a procura dos remédios.

 

- Wu Yifan você sabe que se isso acontecer só vai piorar sua situação - Falou se frustrando mais ainda, percebendo que não estava com os mesmo, foi rapidamente em direção a cozinha já que sabia que o mais novo deixava algumas cartelas extras no local, mas quando abriu o armário estavam todas vazias - DROGA, HUANG! - Exclamou alto com raiva, já se alterando por conta de sua segunda personalidade que agia daquela forma agressiva, sua única chance era o mais novo que estava com raiva.

 

Subiu as escadas rapidamente, batendo na porta do quarto do garoto continuamente, mas o mesmo já estava debaixo do chuveiro, sentindo a água cair sobre seu corpo, levando o mesmo para outro lugar, deixando o fora de alcance de Yifan, que já estava xingando o garoto mentalmente por ser daquele jeito.

 

quebra de tempo


 

Huang já ponhava seu roupão e secava seus cabelos com uma toalha menor, achou estranho as coisas estarem quietas daquele jeito, mas apenas ignorou, talvez Yifan apenas tivesse desistido de insistir em seguida o mesmo destrancou a porta de seu quarto, para permitir que o garoto entrasse, quando viu a maçaneta ser girar, apenas foi para o outro canto do quarto deitando na ponta da cama ficando de costas para o mais velho.

 

- Pegue suas coisas logo! É um incômodo ter você aqui agora - Deixou que a toalha menor ficasse de repouso envolta de seu pescoço após sua fala, esperando que o garoto disse algo, mas apenas ouviu a porta ser fechada novamente, deduzindo que o mesmo havia saído, mas quando se levantou para ir trancar a porta novamente sentiu a pressão outro corpo maior contra o seu - YIFAN! Se você acha que sexo é a solução pra nossa situação está bem enganado.

 

- Yifan? - Perguntou rindo contra o pescoço do garoto, apertando sua cintura mais contra seu corpo - Ele não está agora amor, você sabe eu gosto de aparecer quando você é um garoto malcriado… Você não sabe como eu gosto - Falou descendo uma de suas mãos para a nádega do garoto, apertando com força.

 

- Me solta! Seu babaca, você é o único motivo por isso tudo ter acontecido, Yifan deveria fazer você sumir para sem… Yah - Acabou por gemendo de dor após sentir o mesmo apertar seu membro com força, que estava coberto apenas pela boxe.

 

- Como dizer algo assim, hum? Senão fosse por mim, aquele babaca do seu primo estaria te comendo naquela festa agora ou você queria aquilo? Você queria Taozi? - Chamou o mesmo pelo apelido só para provocar o garoto, enquanto puxava o laço do roupão do garoto de forma lenta.

 

- Vai se ferrar - Falou levantando seu olhar para o mesmo, antes de ser jogado com brutalidade na cama pelo mesmo, com suas mãos levantadas acima de sua cabeça  - Yifan, por favor tome seus remédios, já basta o que aconteceu com o Yibo... 

 

- Amor, não repita o nome daquele sujo, não se lembra do que te falei? Se não fosse pelo Kris aqui, você estaria sendo fudido por aquela babaca nós fundos da festa, sendo que seria muito melhor por mim, não acha? - Perguntou, enquanto levantava de forma lenta o roupão do garoto, dando visão ao seu bumbum farto - Você sabe o quanto me deixa louco? Se eu pudesse ficar no comando mais vezes, você seria muito grato pelo que eu faria - Mordeu levemente o módulo da orelha do garoto que se estremeceu.

 

- Se você estiver no controle do Yifan, eu nunca teria namorado uma pessoa tão desprezível como você - Levantou seu olhar para o garoto que logo teve o “sorriso” que tinha em seus lábios desfeito, que logo foi soltando as mãos do mesmo, esse que puxou com brutalidade o roupão do corpo do garoto, puxando seus cabelos com brutalidade, fazendo o mesmo levantar seu corpo.

 

- Desprezível? É isso que você pensa de mim? Apenas um cara desprezível que fica no controle do seu namorado? - Perguntou de forma baixa contra o ouvido do garoto, logo o empurrando contra a cama novamente.

 

Kris estava mais fora de si do que o normal, faria Tao ver como uma pessoa desprezível agiria em sua relação, faria o garoto pagar por cada coisa que havia dito, puxou a gravata que estava frouxa em si, para amarrar as mãos do garoto atrás das costas, mesmo que ele ainda tentasse impedir o mais velho não adiantaria, seu corpo frágil não o ajudava muito naquela situação.

 

- Me solta! Eu vou gritar para a vizinhança se você não me soltar agora - Falou num tom de ameaça para o garoto, que logo puxou seus cabelos o fazendo soltar um gemido rápido de dor.

 

- É o que eu mais quero que você faça - Falou com um sorriso sacana nos lábios, pressionando seu membro que já estava desperto contra o bumbum do mais novo, descendo suas mãos pelo corpo do mesmo - Vamos Taozi, eu não estou ouvindo você, não quer que seu namorado seja detido pelos vizinhos? Não quer Taozi? - Adentrou suas mãos na boxe do garoto, estimulando seu membro de forma lenta.

 

- Me solta… Yifan ~ ah - Acabou por gemendo contra sua vontade quando sentiu o mesmo apertar seu membro, ainda tentou relutar para que o mesmo o soltasse mas aquilo parecia só estimulá lo a continuar.

 

- Você também está achando injusto só você estar quase seminu? Já que estou começando a ficar com calor, vou acabar com essa injustiça para você - Falou o mesmo tirando suas mãos do corpo do garoto, para poder tirar sua própria roupa, em seguida segurou com as duas mãos as nádegas do garoto, as separando um pouco - Depois desse dia você vai até mesmo esquecer quem é Wu Yifan e só pensar no em mim - Falou deixando um selar no local, antes de levar suas mãos a barra da boxer do garoto é baixa lo totalmente.

 

Logo pressionou sua glande contra a entrada do garoto, apenas para vê lo estremecer com aquela sensação, sorriu ao ouvi lo, mas logo que ouviu um xingamento do garoto direcionado a si, sem aviso prévio ou qualquer tipo de preparação, o mesmo penetrou Huang com certa violência, fazendo com que começasse a escorrer lágrimas involuntárias pela bochecha do garoto por conta da dor repentina que invadiu o garoto.

 

- Se não fosse tão malcriado, poderia até ser carinhoso - Falou segurando o mesmo pela bochecha fazendo com que ele virasse o rosto para olhar para si, em seguida iniciou um beijo excitante com o garoto, mas não durou muito após ter seus lábios mordidos, o que fez o mesmo rir - Você realmente é tão imprevisível - Segurou o mesmo pelo pescoço, afundando seu rosto no colchão, em seguida dando uma estocada proposital no garoto após aquilo, apenas para ver sua expressão de dor - Você não pode negar que gosta disso, mesmo que não seja seu Yifan no comando.

 

Soltou o mesmo, se afastando um pouco para segurar a cintura do garoto com força, estocando o mesmo de forma devagar, sorrindo ao ver ele se debater na cama para tentar se soltar. Logo saiu totalmente do mesmo o ouvindo gemer baixo por conta da dor que ainda sentia, mas antes do mesmo poder formar suas primeiras palavras, apenas um gemido mais audível saiu de sua garganta, quando Kris o penetrou com brutalidade novamente, continuando naquele ritmo rápido, deixando sua cabeça tombar para trás, por conta da entrada do mais novo estar pressionando seu membro, que lhe dava uma sensação êxtase, ouvir os gemidos do garoto só lhe deixava mais embargado no prazer. 

 

Mas antes que esquecesse de seu objetivo segurou o membro do mais novo, começando a masturba lo rapidamente, ouvindo seus gemidos se tornaram cada vez mais audíveis pelo mesmo, saberia que a qualquer momento acabaria gozando com aquilo e o mais novo também, mas não daria aquele privilégio ao mesmo, então foi parando com suas estocadas aos poucos e seus movimentos no membro do garoto. Quando havia cessado todos movimentos no garoto, sentou - se ao seu lado, puxando o mesmo para seu colo, fez com que o mesmo ficasse de frente para si e sorriu ao ver os olhos do mesmo marejados, posicionou o garoto novamente em seu membro o fazendo descer rapidamente, vendo o mesmo apertar os pés enquanto tinha os olhos fechados com força. 

 

- Argh, Taozi você é tão gostoso - Falou com a voz rouca contra o ouvido do mais velho, subindo suas mãos para a cintura do garoto o fazendo rebolar contra seu membro - Por que está chorando? Não gosta disso?

 

Perguntou para o mesmo, logo começou a fazer o mais novo subir e descer em seu membro de forma lenta, Zitao já estava uma bagunça total com aquilo tudo, logo sentiu os lábios do mais velho em seu pescoço, maltratando o local com chupões e mordidas que ficariam marcadas por dias, com suas duas mãos apertava as nádegas do mesmo, enquanto fazia com que seus movimentos sobre seu membro aumentassem aos pouco.

 

Seus gemidos já se misturavam ao longo que os movimentos se tornavam mais rápidos, até que o mais novo chega em seu ápice, sujando seu próprio abdômen e o de Kris, fazendo com que o próprio cessasse os movimentos em seu colo aos poucos. Logo Kris tirou o mais novo de seu colo o empurrando para o chão, ouvindo um gemido pela dor que o mesmo sentia nos quadris, logo se levantou, puxando os fios de cabelo do mesmo,levantando sua cabeça em sua direção.

 

- Você não quer mostrar pra mim como usa sua boquinha? - Perguntou com um sorriso sacana nos lábios - Se você me morde vai arcar com as consequências - Falou pressionando seu membro contra os lábios do mais novo, que se escolha abocanhou o membro do mais velho que agora fodia sua boca, fazendo o mesmo engasgar algumas vezes com seu membro, o que fazia o sangue de Tao ferver, acabou por deixando uma mordida na glande do mais velho que tirava seu membro da boca do garoto, que logo gemeu de dor e o olhou com raiva - O que eu disse para você?

 

- Vai...se fuder - Falou logo em seguida tendo um tapa sendo desferido em seu rosto, logo sendo puxado do chão para ser jogado em sua cama novamente.

 

- Você realmente não aprende não é? - Falou negando com a cabeça, dessa vez o mais novo sofreria o dobro das consequências, Kris levantou os pulsos que estavam amarrados sobre a cabeça do mesmo, enquanto outra segura o pescoço do garoto, logo começando a estocar o mesmo com mais brutalidade da outra vez. Ouvia os gemidos de dor do garoto mas apenas ignorava aquilo, continuava com os movimentos de forma bruta, o que fazia o mesmo acabar pressionando o pescoço do mesmo, quando sentiu seu ápice chegar deixou um suspiro prolongado escapar de seus lábios, logo se inclinou deixando um selar nos lábios do garoto.

 

- Eu vou tomar banho, se quiser chorar enquanto isso fique a vontade - Falou sorrindo soltando os pulsos do garoto e se afastando, indo em direção ao banheiro - Por favor se limpe, não quero dormir com você todo grudento.

 

 

 . 

.

.

 

 

Wu Yifan acordou pela manhã com uma terrível dor de cabeça, percebeu que estava no quarto do casal, completamente nu em sua cama se sentou na mesma já de forma desesperada olhando para os lados a procura da figura do mais novo, logo notou alguém na sacada do casal, suspirou aliviado ao ver a silhueta de Huang se levantou da cama, pegando sua boxe para vestir enquanto caminhava em direção ao garoto que estava arrumado, abraçando o mesmo pela cintura.

 

- Bom dia meu amor - Falou apoiando sua cabeça nos ombros do garoto, que se prontificou em tirar as mãos do garoto de sua cintura, virando na direção do mesmo.

 

- Só estava esperando você acordar - Falou segurando uma das mãos do mais velho, logo tirou uma chave de seu bolso entregando na mão do garoto - Pegue, não preciso mais disso - Soltou a mão do mesmo, saindo da sacada, indo em direção a porta pegando sua bagagem de mão, mas logo teve seu braço segurado.

 

- Para onde você vai? Vamos conversar Huang, não vai desse jeito, podemos resolver isso, resolvemos tantas vezes, porque isso agora? - Perguntou Yifan desesperado com o olhar sobre o garoto, que puxou seu braço com força para que o mesmo soltasse.

 

- Esse é o problema, passamos tanto por isso, você não me machucou apenas umas vez Wu Yifan ou Kris! Não importa o quanto eu te ame, esse cara ainda vai ser você, esse estranho que sempre me machuca, ainda vai continuar sendo você, não importa o que, ele ainda é você - Falou sentindo seus olhos marejaram novamente, tornando sua visão turva - Eu estou cansado, essa não é a pessoa que eu amei.

 

- Taozi…. - Chamou o garoto por seu apelido, mas o mesmo apenas negou com a cabeça abrindo a porta para que pudesse sair, mas logo o mais velho bateu a porta com força, segurando o mesmo pelos ombros o prendendo contra a parede - Você não pode! Não pode me deixar assim! Eu te amo Huang Zitao - Se aproximou do garoto para beijar o mesmo pela última vez, mas antes que pudesse fazer isso corretamente teve o mesmo o afastando.

 

- Não me toque, não sou seu brinquedinho! Estou cansado de ter que lidar com isso, ou você é meu Yifan ou é apenas aquele babaca que só me viola - Falou com lagrimas nós olhos, pegando suas coisas - Enquanto você não se decidir, apenas esqueça que eu existo - Saiu rapidamente para fora do quarto enquanto chorava.

 

- Tao! Você não pode ir assim! Tao! - Foi atrás do garoto da mesma forma, tentando chamando de forma insistente - Eu vou mudar, vou tomar os remédios, por favor Tao! - Segurou a mão do garoto, mas o mesmo puxa de volta.

 

- Você deveria ter feito isso, enquanto eu estava suportando isso, agora tudo isso será em vão - Olhou para o mesmo pela última vez, antes de abrir a porta, partindo de vez, Huang não hesitaria daquela decisão, seguiria em frente até que Yifan mudasse ou não.


 

alguns semanas depois


 

Fazia dias que Huang não obtia notícias de Yifan, nos primeiros dias o garoto até chegou ir atrás do mais novo, mas nunca chegaram a conversa já que o mesmo sempre estava acompanhando de amigos ou familiares que afugentaram diversas vezes o mais velho, o mesmo até agradecia mentalmente por não ver mais o mesmo, pensaria que ele deveria ter seguido em frente e era isso que o mesmo faria. Depois de tanto seus amigos insistirem para que o mesmo saísse para se divertir, se permitiu ir a uma boate que ficava perto de seu novo bairro, precisava apagar o chinês mais velho completamente de sua mente, cansou de esperar que o garoto mudasse.


 

O som do local juntamente com as bebidas que o mais novo ingeria, já havia o deixado totalmente fora de si, sem perceber já estava sendo levado ao banheiro por um cara com que estava dançando com o mesmo pela pista. Sentiu o homem prender o mesmo contra a parede, descendo selares pelo pescoço do garoto, que já se contorcia pelos toques já que fazia algum tempo que não tinha contatos como aqueles, mas antes que pudessem continuar com aquilo de repente o garoto foi puxado de cima de si e abriu seus olhos, logo se assustando com a figura que estava a sua frente que desferiu um soco no mesmo que foi ao chão, logo levando seu olhar ao mais novo.

 

- Você? - Perguntou com o olhar sobre o mesmo que estava com uma cara séria, logo puxou seu braço tirando o mesmo do banheiro - Yah! O que você está fazendo? Me solta!

 

O mais novo foi arrastado para a saída dos fundos da balada, logo que saíram foi soltado pelo mais velho, que prendeu o mesmo contra a parede do beco, num ato rápido capturando os lábios de Huang, iniciando um beijo necessitado e intenso, como se transbordassem todos os seus sentimentos naquele momento.

 

- Você não sabe como eu senti a sua falta - Falou separando seus lábios do mais novo, ainda segurando seu rosto com as duas mãos, acariciando o mesmo com o polegar - Ainda bem que cheguei a tempo, ele pode não pode te tocar, você ainda continua sendo apenas meu - Desceu suas mãos a cintura do garoto o puxando para si num abraço.

 

- Ah, então é você Kris - Falou sem animo o “nome” da segunda personalidade do garoto, tentando afastar o mesmo de si - Como me encontrou aqui?

 

- Não, Yifan meu amor - Falou roçando seus lábios no pescoço desnudo do garoto, enquanto dava alguns passos para trás até ter o corpo do mesmo preso contra a parede - É o Yifan, em pleno controle.

 

- Yifan? - Perguntou surpreso, pois aquilo não parecia ser atitude do garoto, logo sentiu seus pelos se arrepiarem ao sentir os lábios do garoto em seu pescoço - O que aconteceu com você? Nunca agiu daquela forma.  

 

- Eu aprendi muito sobre mim nesse tempo que você esteve fora, e eu não sou muito diferente do “Kris”, você não disse para mim escolher quem eu deveria ser? Então, estou aqui para te responder - Falou roçando seus dentes no pescoço do garoto - Pensar que aquele cara quase tocou em você, me deixa com tanta raiva, mas o pior disso é pensar que você estava deixando isso acontecer - Mordiscou o local com certa força.

 

- Yifan… - Tentou empurrar o garoto, mas aquilo só fez com que o mesmo apertasse mais o garoto em seus braços - Você não é assim… Yifan, nós estamos separados, não podemos fazer isso.

 

- Eu senti tanta a sua falta e ainda vai agir assim? - Perguntou descendo suas mãos pelo corpo do mais novo e apertando suas coxas, vendo que o mesmo fechou os olhos - Olha como você está tão necessitado, você não pode admitir, que está com saudade dos meus toques em seu corpo, eu sou seu Yifan, você gosta quando sou eu, não gosta? - Perguntou novamente sussurrando no ouvido do garoto.

 

- Eu não conheço esse Yifan - Respondeu o garoto com certa dificuldade, estava completamente fora de si, não apenas por conta da bebida, infelizmente estava necessitado dos a toques do mais velho mesmo que nunca fosse admitir isso, seu corpo lhe entregava - Eu estou começando a odiar esse novo você.

 

- Você vai mudar de ideia - Segurou o queixo do garoto e iniciou um beijo prazeroso com o mais novo, dando impulso para que pudesse pegá lo no colo, prensando mais contra a parede, fazendo com que suas intimidades se tocasse por cima da cueca do mais velho.

 

Tao se permitiu gemer num tom baixo por conta do contato repentino do garoto, sua mente já estava uma bagunça, mas já estava completamente entregue aos toques do mais velho, levou seus braços envolta do pescoço do mesmo, sentiu seus cabelos serem puxados fazendo com que o beijo fosse cessado, deixando seu pescoço totalmente exposto, logo o mais velho foi deixando um trilha de selares no pescoço do garoto, juntamente com chupões.

 

- Yifan… - Chamou o mesmo ao ter um pingo de consciência por estarem apenas em um beco sujo qualquer, onde poderiam ser pegos a qualquer momento - V-vamos pro seu carro, alguém pode nos ver.

 

- Não vejo problemas nisso, mas eu vou fazer sua vontade - Falou com um sorriso sacana nos lábios enquanto tinha seu olhar sobre o garoto, logo botou o mesmo no chão novamente olhando em volta, puxando o mesmo para o estacionamento.

 

Mesmo antes de entrarem no carro, Yifan já prendia o garoto contra o carro beijando o mesmo com veracidade. O mais novo por uma fração de segundos conseguiu abrir a porta, sendo arremessado para o banco de trás, o fazendo gemer em antecipação, o mais velho entrou em seguida fechando a porta, logo partindo para cima do corpo do garoto, sem pensar rasgando a camiseta que o garoto usava, começando a dar selares em sua pele desnuda.

 

- Essa era…. minha favorita - Falou de forma pausada após o que o garoto havia feito, ouvindo uma risada rápida do mais velho.

 

- Prometo que não vai se arrepender disso - Falou com levantando seu olhar ao garoto, logo subiu suas mãos para o corpo do garoto, apertando levemente os mamilos do mais novo, que gemeu em um tom baixo - Você é tão sensível aqui.

 

Subiu com selares seu abdômen, abocanhando um dos mamilos do mais novo, roçando seus dentes no mesmo, antes de deixar uma mordida fraca, enquanto apertava o outro, sentir o garoto se contorcer embaixo de si por conta de seus toques o deixava totalmente satisfeito. Logo desceu sua mão ao membro do mais novo, adentrando o na cueca, começando a masturbalo de forma lenta e hora ou outra rodeava a glade do mais novo.

 

Huang sentia que a qualquer  momento poderia gozar, ter Yifan dando completa atenção para o mesmo, fazia o até esquecer a forma bruta como havia o trato da última vez, logo sentiu sua cintura ser puxada para o colo do mais velho, que roçou seu membro contra o bumbum do mais novo. O mais velho parou com seus toques no membro do mais novo, apenas para puxar a calça jeans apertada que ele usava, deitou novamente por cima do garoto, subindo seus selares para o pescoço do garoto, logo levou um de seus dedo a boca do mais novo, fazendo com que o mesmo o chupasse por meros segundos, até o força contra sua entrada rosada, fazendo o mesmo arquear as costas e gemer de forma mais audível, como sabia que não conseguiria se controlar por mais tempo com o garoto gemendo daquela forma manhosa, deu vigorosas estocadas em sua entrada, antes de remover seu dedo por completo.

 

- Não faz assim Taozi, estou tentando me controlar ao máximo para não deixar meu lado agressivo aparecer - Falou enquanto desabotoava sua própria calça, puxando a mesma para baixo juntamente com sua boxe, mas antes que pudesse finalmente foder o garoto, chamou o mesmo com o dedo indicador - Lembra que você não pode mostrar o quão sua boquinha era maravilhosa porque me mordeu? Que tal tentar agora, hum? - Perguntou com um sorriso nos lábios, que aumentava mais após ver o garoto engatinhando em sua direção, logo começou a passar as mãos no cabelo do mesmo, num pequeno carinho - Você quer? - Perguntou pelo mesmo apenas estar observando seu membro pulsante, pressionou o mesmo levemente contra os lábios do mais novo, antes dele ceder totalmente.

 

Estocava a boca do mais novo de forma lenta, hora ou outra ia mais fundo fazendo com que ele se engasgar um pouco, até aumentar seus movimentos na boca do garoto, que fincava suas unhas nas coxas do mesmo. Antes que chegasse ao seu ápice, separou o garoto de seu membro, fazendo com que o mesmo deitasse novamente, posicionando seu membro na entrada do mesmo novamente, invadindo o mesmo de forma devagar, sentindo o mesmo abraçar seu corpo com certa força pela invasão. Como não conseguia se conter, começou a se mover em seguida, deixando selares pelo peito do garoto em uma forma de tentar confortá lo por conta do movimentos; ao perceber que o mesmo começava a se movimentar junto por mais contato, levantou seu corpo segurando a cintura do mais novo com força, começando a estocá lo de forma mais precisa, em apenas um movimento na intenção de ir mais fundo, até que encontrasse o ponto “mágico” de Huang, que não demorou muito para denunciá lo após mais algumas estocadas com força moderada que o mais velho havia dado, sorriu com aquilo, logo começou a apenas ir naquele ponto, até que o garoto chegasse ao seu orgasmo, mas não parou com seu movimento, após sair totalmente do garoto o virou de quatro para si, o fazendo ficar totalmente empinado, invadindo o sem aviso, com movimentos rápido em seu ventre. 

 

- Yifan, vai devagar - Pediu de forma manhosa, por seu corpo estar um pouco fragil pelo orgamos que o garoto havia dito a pouco tempo, mas sua fala apenas incentivou o mais velho ir mais rápido dentro de si, o que fez com que ele apertasse o estofado do carro.

 

Não demorou muito para que os dois gemerem em uniço, por terem chegado ao ápice junto, tão pendeu um pouco seu corpo cansado no banco, mas logo teve sua cintura enlaçada pelo mais velho, que virou o mesmo de frente para si, aproximando seu rosto para beijar o garoto.

 

- Ainda acha que vai me odiar? - Perguntou com o olhar sobre o garoto, deixando selares por seu rosto - Ainda acha que o antigo Yifan era melhor?

 

- Ainda te acho odiável Wu Yifan.

 

- Então acho que você não deve andar amanhã - Falou indo para cima do garoto novamente, que até tentou impedir aquilo, mas acabou que sedendo aos seus toques novamente. H


Huang até queria odia ló, não queria amolecer com seus beijos e toques, mas seu coração já estava completamente entregue ao mesmo e continuaria assim por um longo tempo, mesmo que ainda sofresse, mesmo que ainda chorasse, mesmo que tentasse fugir, acabaria nós braços do mais velho no fim, continuaria a dar voltas em circulos, constantes voltas sem fim. Mesmo que não quisesse seu coração seria de Yifn no fim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...