História Durmstrang - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Bellatrix Lestrange, Gellert Grindelwald, Harry Potter, Lord Voldemort, Merlin, Personagens Originais
Tags Bruxaria, Escola De Magia, Harry Potter, Suspense
Visualizações 13
Palavras 569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem ;)

"Juro solenemente não fazer nada de bom"

Capítulo 1 - Aceitação


Fanfic / Fanfiction Durmstrang - Capítulo 1 - Aceitação

Estava chovendo bastante lá fora, conseguia me distrair olhando as gotas que se chocavam com o vidro do carro enquanto seguíamos em silêncio até o destino. 
Olhei para o lado e vi encima do viveiro da minha aranha minha carta de aceitação, sem muito pensar, a peguei e comecei a ler de novo (deveria ser a milésima vez que estava lendo). 
Caro Sr Eld 
É com imenso prazer que informamos que V.Sa tem uma vaga na Escola de Magia e Bruxaria de Durmstrang. 
Em anexo segue a lista de matérias, junto com o endereço de embarque desse ano. 
O Ano letivo começa no dia primeiro de Setembro, aguardamos a sua resposta até dia 31 de julho. 
Atenciosamente, 
Marie Laveau
Diretora de Durmstrang
” 
Respirei fundo e olhei a lista de materiais anexada, vendo que comprei tudo o que estava ali. Não sei se estava muito feliz em ser selecionado para Durmstrang, a escola não tem uma boa reputação, porém, não poderia ficar sem ir para nenhuma instituição, e agora que o ministério está conseguindo colocar em dia os registros dos acadêmicos bruxos que o Lord das trevas havia destruído durante a Guerra Bruxa. 
O silêncio gelado foi interrompido com minha mãe: 
- Chegamos. 
O lugar parecia um pesqueiro antigo, o cheiro de madeira úmida predominava. Desci do carro e já ajudei meu pai a descarregar as bagagens. Olhei diretamente para ele, que me respondeu com um meio sorriso. Pegamos todas as coisas do porta malas o mais rápido possível, e fomos para dentro do pesqueiro, evitando o máximo se molhar com aquela chuva que não cessava. 
Tinha um velho sentando próximo ao balcão, não deu muita atenção enquanto nós adentrava na loja, meu pai se aproximou dele: 
- Está um belo dia para se pescar com sapos dragões. 
- Seria um prazer mostrar meus equipamentos para o senhor - Respondeu o velho, que ao levantar o rosto, consegui ver que um olho era de vidro, esbranquiçado, que dava arrepios. 
O velho se levantou e abriu uma porta de madeira que estava atrás do balcão, fazendo um aceno com a mão para acompanhar ele. A porta dava para um corredor estreito e no fundo conseguia ver um espelho grande. O espelho era da largura do corredor e dava do chão até quase o teto. O velho olhou para mim e apontou para o espelho. 
- Podemos ir com você só até aqui querido - Disse minha mãe com um olhar afetuoso
- Lembre-se, honra e perfeição sempre foi o lema de nossa família, não esperamos menos de você - falou meu pai com uma voz dura.
Respirei fundo, peguei minha bagagem com uma mãe e na outra segurava o viveiro da minha aranha. Era como se já soubesse o que deveria fazer, mas a sensação me dava medo. Fui seguindo até o espelho, quando fechei os olhos e entrei dentro do mesmo. 
Senti um vento gelado no meu rosto, quando abri meus olhos não estava mais na loja do velho, mas sim numa espécie de Porto, e na minha frente, um navio enorme de madeira. 
Na proa do navio havia uma escultura de um anjo, que tocava uma harpa como uma espécie de sinal. Vi que deveria ir direto para o navio. 
Naquele momento tive um choque de realidade, não teria mais como voltar. Estava a caminho de Durmstrang e já não sabia mais o que poderia acontecer daqui para frente. 
 


Notas Finais


Logo logo postarei novos capítulos.

"Malfeito feito"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...