História Dust Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Naruto Uzumaki
Tags Naruboru, Naruto, Naruto X Boruto, Sosukodo, Uzumakicest, Yaoi
Visualizações 2.095
Palavras 2.592
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Lemon, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oe :3

Novamente voltei com uma fic de Naruto, a maioria que escrevo aqui é de outra categoria, então meh :P

A única fic de Naruto que cheguei a postar nesse site foi "A História de Uzumaki Himawari" - que foi deletada por falta de criatividade e, também sendo um motivo não tão importante, o banimento da minha conta.

E, lembrando que não apoio muitas coisas aqui no mundo real não. Lembrem-se: Ficção sempre será diferente da realidade.

Enfim, é isso e... Espero que gostem :3

Capítulo 1 - Capítulo Único - Dust Love


Fanfic / Fanfiction Dust Love - Capítulo 1 - Capítulo Único - Dust Love

Era uma tarde ensolarada e animada para todos os habitantes de Konoha, exceto para o Nanadaime. O mesmo estava trabalhando de maneira sufocante em meio à vários papéis. Shikamaru aparecia na sua sala para entregar outra carga da papelada. Naruto suspirou pesadamente, coçando levemente sua nuca. Tudo que o loiro queria era um dia de folga para relaxar e estar ao lado de sua amada família, mas nem isso conseguiu durante meses.

O que mais lhe preocupava era Boruto, o garoto de 14 anos queria um pai mais presente pelo menos para a irmã caçula, isso doía no peito do Uzumaki, ele sabia como Himawari adorava sua presença em casa e também como sua ausência afetava a pequena. Para o garoto que sempre desejou se tornar Hokage, agora era um homem cansado, sufocado pelo próprio trabalho e longe da família. Mas, seu dever como Hokage era muito importante, principalmente para proteger a grande família que tinha, honrando seu cargo e seu novo sonho.

Passos largos foram ouvidos pelo corredor, e só iam aumentando até parar na porta de sua sala. Em questão de segundos, a porta foi totalmente escancara. Naruto soltou um suspiro pesado ao ver de quem se tratava, não era nenhuma surpresa ver seu filho ali, completamente irritado, já presenciara cenas como essa várias vezes. Boruto se direcionou até a mesa do pai, entregando-lhe uma advertência que recebeu durante a aula por pichar os corredores da escola.

- Boruto... Francamente, o que faço com você? - Naruto questionou, vendo a advertência.

- Tsc... - o jovem loiro desviou o olhar, olhando toda sala do Hokage para se distrair.

Boruto corou de leve ao ver que a luz do sol iluminava o Nanadaima, deixando-o um pouco mais belo que o normal, além daquele olhar sério e penetrante que ele tinha sobre si. Aqueles olhos azuis focados em si deixava o nervosismo e timidez exibidos em sua face corada. Ao notar o estado do filho, Naruto arqueou uma sobrancelha, soltando uma leve risada. Na visão do ninja, seu pai estava encantador. Por alguns minutos, ele se sentiu hipnotizado pelo loiro mais velho à sua frente.

Naruto continuou fitando o filho, como ele estava fofo assim. Por um momento, lembrou-se de sua esposa, a timidez de Boruto deixava perfeitamente a imagem de Hinata ali. Mesmo querendo negar isso imediatamente, o Nanadaime se sentiu atraído por tamanha fofura do filho, o desejo de agarrar aquele garoto encrenqueiro para dar uma boa "punição" nele surgiu em sua mente.

Os dois tentavam controlar seus pensamentos errados, mas falhavam assim que encaravam um ao outro. Boruto também estava incomodado com o silêncio ali, assim, o garoto fez um bico, demonstrando estar meio irritado com aquilo.

- Poderia falar algo?! - Boruto indagou, ainda corado.

- Algo - o Jinchuuriki falou, usando um tom brincalhão - Estou pensando em que castigo te dar, mocinho.

- Sabia! - ele bateu o pé no chão, enfiando suas mãos nos bolsos da calça, fazendo bico novamente, aquilo foi a gota d'água para Naruto - Estou indo pra casa - exclamou, dando as costas para o pai - Até, Velhote - acenou, ainda de costas.

- Espere aí - o loiro mais velho apareceu na frente de Boruto, fazendo o mesmo apalpar seu membro ao invés de pegar a maçaneta - E-Eh... - Naruto corou, deixando escapar um gemido, constrangido com o que acabou de acontecer.

- H-Hm... - Boruto apertou aquela região, fazendo o loiro mais velho gemer novamente. Aos poucos, sentiu que algo estava endurecendo onde apalpava - D-Desculpa, T-Tou-chan... - a figura mais nova parou imediatamente, afastando sua mão dali.

- A-Ah.. Você está se comportando muito mal ultimamente, Boruto - o Nanadaime tentou usar um tom sério, desistindo de tentar conter sua ereção.

- Tou-chan, o-o que q-quis dizer com is-- A-A-Ahhh! - gemeu quando sentiu o loiro mais velho chupar seu pescoço, ele não estava acreditando que seu pai fez aquilo - T-Tou-chan?!

- Você terá a punição que merece pelos seus atos, Boruto - Naruto sussurrou no ouvido do outro loiro, lambendo-o de leve, fazendo Boruto se arrepiar com o contato.

O Ninja ficou imóvel devido aos toques do Nanadaime. O loiro mais velho continuou distribuindo chupões pelo pescoço do filho, dando algumas lambidas nas marcas que deixara bem visíveis no pescoço do garoto. Naruto sorriu maliciosamente para Boruto, que estava completamente corado com aquela situação. Querendo ouvir os gemidos do filho novamente, o Jinchuuriki prosseguiu, mordendo o pescoço dele com um tanto de fora, ouvindo o filho gemer alto.

Naruto pegou o filho no colo e se direcionou até sua cadeira, sentando-se nela com seu primogênito no colo. Boruto se movimentou um pouco e se ajustou ali, sentando no colo do pai, sentindo a enorme ereção do mais velho. Perdendo totalmente o controle que lhe restava, o Nanadaime, ligeiramente, tirou a bandana e a jaqueta do seu filho .

Meio envergonhado, Boruto desviou o olhar, com vergonha do próprio corpo. O jovem ninja sentiu a mão do seu pai segurar sua nuca levemente. O loiro mais novo voltou a encarar o mais velho, sendo surpreendido por um beijo. O primogênito arregalou os olhos, mas logo retribuiu, aproveitando seu primeiro beijo. A língua grossa e quente do seu pai pediu passagem, Boruto cedeu logo em seguida. Naruto explorava cada canto da boca de seu filho, se deliciando com o beijo.

Em um certo tempo, os beijos iam esquentando cada vez mais. O mais velho enfiou sua mão dentro da camiseta de seu filho, explorando aquela região até chegar nos mamilos do mais novo, mexendo em um deles usando o indicador, provocando leves gemidos do seu primogênito. Depois de provoca-lo, Naruto removeu a camiseta de Boruto, jogando-a em qualquer lugar da sala. Logo, o Uzumaki mais velho percebeu a ereção do filho, ele esbouçou um sorriso malicioso novamente, tirando o resto das roupas dele, deixando Boruto completamente pelado em seu colo.

- Tão fofinho... - Naruto sussurrou, agarrando o membro mediano do loiro mais novo, fazendo-o soltar um leve gemido.

Usando movimentos lentos, o Jinchuuriki acumulou uma pequena quantidade de chakra na mão, começando a masturbar o outro Uzumaki. Cada vez que Naruto aumentava os movimentos com a mão, mais o prazer do jovem ninja aumentava. O Nanadaime estava adorando ver o filho se contorcendo e gemendo de prazer por causa de seu toque. O loiro mais velho aproximou seu rosto lentamente do peitoral do mais novo, atacando os mamilos dele, distribuindo lambidas e leves mordidas nos pequenos "botões" que adorara brincar há alguns minutos atrás.

- A-Ahh... T-Tou-chan...! - Boruto gemia de maneira manhosa, se contorcendo de prazer.

- Oh, Bolt... - Naruto sussurrou no ouvido do loiro mais novo, fazendo ele se arrepiar - Papai está adorando brincar contigo - sussurrou mais uma vez, mordendo o lóbulo de sua orelha. O Uzumaki sentou o filho em sua mesa, aproximando sua cabeça entre as pernas dele.

- Tou-chan, o-o q-q-que v-vai faz-- H-Hmmmm!!! - o mais novo gemeu alto ao sentir seu pai abocanhando seu membro com vontade, dando uma enorme lambida em sua glande - A-Ahhh!!! T-T-Tou-chan!!!

Cheio de prazer devido aquelas novas experiências, Boruto entrelaçou seus dedos nos cabelos loiros de seu pai, empurrando a cabeça do mais velho para baixo, aumentado os movimentos de Naruto. O mais velho era cuidadoso no que fazia, lambia e chupava o membro de Boruto lentamente, só para provoca-lo mais do que antes. A boca de Naruto era deliciosamente quente, o suficiente para levar Boruto à loucura.

Não demorou muito até o pequeno Uzumaki gozar com a ajuda das provocações de antes também. O mais novo arregalou os olhos vendo o pai beber todo o seu esperma como se não fosse nada. Agora, chegou a vez do Uzumaki mais velho se despir, tirando seu manto de hokage e sua camisa laranja, revelando o corpo definido e sensual que tinha, com sua pele bronzeada deixando tudo aquilo cada vez mais atraente. Percebendo que o filho estava gostando de seu corpo, Naruto puxou Boruto para seu colo novamente, se remexendo um pouco para o garoto sentir cheiro másculo que vinha do peitoral do mais velho.

Inocentemente, Boruto, sem resistir, deu uma longa lambida no peitoral do Jinchuuriki, aumentando o sorriso malicioso do mesmo. O pequeno Uzumaki agarrou os mamilos do pai, apertando eles com força, isso foi o suficiente pra arrancar alguns gemidos de Naruto. O Pequeno continuou brincando com os mamilos do pai para dar o troco no que ele fez, dando beijinhos, mordidas e lambidas de leve naqueles "botões" durinhos. Depois, ele rebolou no colo do Nanadaime, fazendo-o rosnar devido a sua boxer e sua calça apertarem sua ereção. Mas isso não durou muito, Boruto teve a bondade de remover a calça do seu pai, deixando apenas a boxer preta - suja graças ao pré-gozo.

- Filho... Quer mamar o Papai? - o loiro mais velho perguntou, usando um tom sensual. O ninja apenas assentiu, estava com muita vergonha para falar alguma coisa - Heh, foi o que pensei.

Assim, o jovem ninja mordeu a borda da boxer de Naruto, removendo-a lentamente. O membro de Naruto praticamente saltou pra fora, o garoto arregalou os olhos quando viu aquela cena, com medo quando "aquilo" estiver dentro de si. Boruto respirou fundo e se ajoelhou no chão, ficando entre as pernas do Nanadaime. Hesitando um pouco, ele lambeu a glande do membro de Naruto lentamente, ouvindo o loiro mais velho gemer. Logo, Boruto começou a abocanhar o membro, lentamente. Naruto tombou a cabeça para trás, gemendo alto. O primogênito agarrou o membro do pai com força e continuou chupando-o como se fosse um doce. O loiro mais novo rodeou sua língua na glande daquele enorme membro, lambendo ele de cima a baixo, chupando os testículos do mais velho com um tanto de força. Ele estava adorando provocar o pai, era maravilhoso ouvir os gemidos dele. Então, não se contentando com só aquilo, iniciou uma masturbação também, voltando a chupar o membro ao mesmo tempo que masturbava-o.

- A-Ah!! B-Boruto! Q-Que boquinha gostosa! - Naruto exclamou entre gemidos, movimentando a cabeça do filho para baixo.

O mais novo ficou feliz em estar agradando seu pai, então, apenas continuou, mordendo o membro dele de leve. O garoto se esforçava ao máximo para continuar agradando-o, cheio de energia.

- B-Bolt... E-Eu vou...!!! - o Jinchuuriki nem teve tempo de terminar a frase, já tinha gozado uma boa quantidade na boca de Boruto. O loiro mais novo se ajoelhou no chão e engoliu tudo, com seus olhos brilhando um pouco - Gostou do leitinho do Papai? - soltou uma risada maliciosa, agarrando o outro Uzumaki de uma maneira selvagem, roubando-lhe um beijo.

Não aguentando mais, Naruto jogou Boruto em cima da sua mesa, sem se importar com os papéis que foram derrubados. O Nanadaime fez um bunshin dele mesmo - que também estava pelado. O Bunshin se direcionou até a porta e a trancou, voltando para perto da mesa do Hokage, onde Boruto se encontrava de quatro para o Naruto original. Aproveitando que Boruto estava de frente para si, o Bunshin beijou o garoto de forma selvagem, tendo o beijo correspondido logo em seguida. O Nanadaime agarrou a bunda grande e redonda de Boruto, dando leves tapas nela, depois, deu uma pequena lambida na entrada do loiro mais novo. Gostando do contato, o Primogênito rebolou um pouco.

Usando a língua, Naruto penetrou a entrada do garoto, movendo-a dentro daquele local. Boruto soltou um gemido abafado graças ao beijo do Bunshin, isso era estranho e prazeroso ao mesmo tempo para ele.

Quando acabou as preliminares, Naruto ficou por cima de Boruto na mesa, roçando seu membro na entrada do mais novo. O Bunshin apenas via a cena, se masturbando e lambendo os próprios lábios.

- Estou entrado - Naruto avisou, lambendo o pescoço do pequeno loiro.

- T-Tou-chan... S-Sou todo seu... - o garoto sussurrou, corado.

O Uzumaki respirou fundo e penetrou Boruto lentamente, sentindo o mesmo se contorcer e gemer um pouco de dor. Ele queria se manter parado até que seu filho se acostumasse, mas o outro Uzumaki fez um sinal para que Naruto continuasse, e assim o fez. Infelizmente, Boruto estava gemendo alto demais, alguém poderia ouvir. Naruto foi obrigado a calar o Primogênito com um beijo, um beijo quente e sensual. Ambos sabiam que esse sentimento era totalmente errado, era um sentimento sujo, mas nada mais importava naquele momento.

Naruto soltou um gemido baixo, sentindo a entrada de Boruto apertar seu pênis. Ele pegou o filho nos braços novamente, sem deixar de estoca-lo, o Bunshin entendeu o recado e se aproximou dos dois, penetrando o Primogênito também. Algumas lágrimas caíram dos olhos de Boruto, o jovem sentiu seu interior rasgar com aqueles dois dentro de si. Mas, ele tinha o sangue dos Uzumaki nas veias, ele não iria desistir mesmo sentindo dor. O Bunshin ficou beijando e chupando o pescoço do garoto enquanto iniciava estocadas rápidas e meio brutas junto do Naruto original, que estava aos beijos com o filho, de maneira selvagem.

Chegou a hora de trocar as posições, Naruto deitou-se sobre o chão, puxando o Primogênito contra seu quadril, fazendo-o cavalgar em seu membro. O Bunshin segurou o loiro mais novo pela nuca e enfiou seu membro dentro da boca dele, iniciando estocadas rápidas. Boruto se masturbava enquanto chupava o membro do Bunshin de seu pai e cavalgava no verdadeiro, aquilo estava uma verdadeira loucura para o ninja, mas ele apenas se deixava levar pelo prazer. Em alguns minutos, a dor que estava sentindo antes, se tornou prazer. Assim, o Primogênito pode cavalgar com vontade, e seu esforço era retribuindo com estocadas fortes e extremamente rápidas. "Seu pauzão é o melhor, T-T-Tou-chan!" soltou um palavrão durante aquele momento, agora masturbando o Bunshin. Naruto apenas soltou mais um sorriso malicioso e continuou, ouvindo os gemidos do filho e a bunda do mesmo colidir contra o seu quadril.

Eles ficaram vários minutos naquela posição por um bom tempo, até que Naruto desfez o Bunshin e, em questão de segundos, inverteu as posições, ficando por cima de Boruto e entrelaçando seus dedos nos dele, fodendo-o com mais vontade.

- B-Bolt! G-Geme pro papai, vai! - ordenou, colocando mais força nas estocadas até atingir a próstata do garoto.

- A-A-Ahhh!!! T-T-Tou-Chan!!!! M-Mais, p-por favor! M-Mais forte! - implorou, gemendo alto.

- H-Heh! Meu garoto! - Naruto exclamou, indo mais forte.

- T-Tou-chan, e-e-eu vou!!!!! - Boruto exclamou entre gemidos, recebendo um beijo selvagem do pai, fazendo seu lábio inferior sangrar.

Os dois chegaram ao ápice junto, Naruto gozou uma imensa quantidade dentro de Boruto, tendo seu peitoral sujo pelo esperma do outro. Ambos ficaram se encarando por um tempo, sorrindo um para o outro.

- Vem, vamos para casa tomar um banho - o Nanadaime sorriu, pegando Boruto nos braços.

Quebra de Tempo

- Nanadaime-sama, por que sua sala estava trancada? - Shikamaru indagou, desconfiado.

- U-Uh... - Naruto suou frio, tentando achar uma desculpa - Eu tinha muitos papéis para assinar, então não queria nenhuma interrupção - ele manteve o tom sério.

- Eh... De fato - Shikamaru concordou com o Hokage, verificando alguns papéis, sem desconfiar que aquele Naruto era um Bunshin.

O verdadeiro estava em casa, iniciando um segundo Round com seu filho durante o banho, aproveitando que estavam sozinhos para desfrutar desse amor que ambos nutriam um pelo outro. E, eles não se importavam com as consequências que esse amor traria para os dois, apenas queriam aproveitar o máximo que podiam, juntos até que algo os separassem.

Dust Love


Notas Finais


*Esperando ser esquartejado* :D

Bae :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...