História Duty or love? - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Barbara, Drama, Justin, Revelaçoes
Visualizações 8
Palavras 5.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem deu o ar da graças meus amores
LEIAM AS NOTAS FINAIS
Espero que gostem do capítulo
BOA LEITURA!!

Capítulo 5 - Cards On The Table


Fanfic / Fanfiction Duty or love? - Capítulo 5 - Cards On The Table

 

Point Of View Kelsey Everghardan 

Como que é pode nos se decepcionar tanto com uma pessoa? Como podemos ser tão trouxa a ponto de acreditar que em uma pessoa como Justin poderia haver humanidade?

Mas estava completamente enganada

A forma como Justin me tratou ontem, levou todas as esperanças que eu tinha em conhecer ele melhor. Mesmo estando bêbado ele tinha consciência do que estava fazendo, eu sei disso, eu olhei bem em seus olhos. Aquele par de íris carameladas que me deixavam como uma boba alegre, mas tudo isso se foi por água no momento em que ele achou que eu era um objeto que ele podia fazer o que quisesse comigo

Sinto o meu corpo reclamar devido a estar exposto a tanto sol, atrapalhando meus pensamentos, devido a isso, me viro de barriga pra baixo, e deixo o sol torrar meu corpo

Confesso que mesmo estando muito chateada com Justin, do que ele disse pra mim aquele dia depois de ter dado uns amassos no seu carro, eu tinha esperanças que ele mudasse

Não que eu quisesse voltar a ficar com Justin, mesmo não sendo uma má ideia, mas porque eu gosto de ver o bem das pessoas. Eu sou boa com as pessoas e quero que elas sejam comigo também 

Meus pensamentos são interrompidos por Caitlin 

- Vamos entrar na piscina? Está dando muito sol pra nós ficar só deitadas? - disse se levantando e puxando nem dando direito de dizer se queremos ou não, não sei porque que pergunta já que vai sair arrastando a gente junto

Chegamos na beirada da piscina e Caitlin é a primeira a pular, depois Kath e por fim eu, mas quando estou quase entrando na piscina, os meninos chegam e por último Justin com o olho roxo e o lábio cortado

Nosso olhares se encontram, por um mísero segundo eu sinto pena dele mas já passa e pra mostrar que estou bem, dou alguns passos pra trás e vou um pouco mais rápido em direção à piscina e pulo e dou um mergulho de sereia e vou nadando até o outro lado aonde as meninas se encontram

-  Nossa, nao pensei que ia ficar tão feio assim, voce nao aparenta mas é forte hein - diz Caitlin admirada pelo estrago que fiz em Justin 

- Não é atoa que virei policial - digo dando de ombros

Os meninos entram na piscina, Ryan e Kath já se grudam, os outros se aproximam com uma bola na mão 

- Vamos jogar vôlei? - diz Chaz vindo pro meu lado me dando um abraco e um beijo na bochecha e sussurra no meu ouvido - Você está melhor mesmo? 

- Estou sim Chaz obrigada - digo sendo sincera 

- O que você pensa que está fazendo aqui ainda na minha casa? - Justin diz com um semblante irritado, chegando perto de mim mas sendo  impedido por Chaz 

             Flash Back On 

Olho no fundo dos seus olhos e vejo que mesmo bêbado ele tem consciência do que está fazendo e falando, e sei que ele veio aqui determinado a conseguir o que ele quer, que no caso é eu na sua cama

Não vou me deixar levar pelos seus encantos, vou dar uma lição nele pra aprender a não obrigar uma pessoa a fazer o que não quer, desgraçado 

Passo minhas mãos pelos seus braços e vou até o pescoço, desço pelo seu peitoral, como ele esta sem camisa dou uma boa arranhada, fazendo com que ele de um gemido rouco que sai do fundo de sua garganta e um sorriso malicioso brota em seus lábios 

Conforme uma das minhas maos vai em direção à sua nuca, a outra vai descendo em seu abdômen chegando aonde eu tanto quero, quando chega lá dou um aperto forte e sinto que ele é grande e está duro feito pedra, com isso aproximo meu rosto do seu pescoço e dou um chupão, vou dando beijos e subindo, sentindo suas mãos apertarem minha cintura enquanto eu aperto mais ainda seu membro deixando mais duro, se isso é possível 

- Kelsey voce está me enlouquecendo- ele fala me puxando mais pra ele

- Aah Bieber, você tem que aprender que eu não sou seu objeto pra você achar que manda em mim, aprenda uma lição nunca mais ouse encostar em mim sem meu consentimento - dito isto, tiro minha mão do seu membro e deposito toda força que tenho na minha perna e dou uma joelhada no lugar aonde a pouco segundo estava minha mão 

No mesmo instante Justin se ajoelha e solta um grito de dor, aproveito acerto um soco  com a direita no canto da sua boca e com a esquerda acerto em seu olho 

- SEU IDIOTA, VOCÊ NÃO SABE O QUE VAI ME FAZER PASSAR TUDO DE NOVO EU TE ODEIO EU TENHO VONTADE DE TE MATAR, NUNCA MAIS ENCOSTE EM MIM - grito com todas as minhas forças  que sobrou e Caio de joelhos com lágrimas molhando meu rosto 

No mesmo instante Kath, Caitlin e os meninos aparecem no quarto e não demora muito Kath entende o que aconteceu e vem correndo me consolar e não demora muito Caitlin vem também me tirando dali já que estava chorando em estado de choque

             Flash Back Off 

- Ela está aqui por eu quis que ela ficasse Justin, voce melhor do que ninguém sabe que ela nao podia ficar sozinha, já que voce foi o causador do transtorno -  diz Caitlin me defendendo 

- Causador do transtorno? Eu? Essa vadia não sabe com quem está lidando, acha que ta podendo so porque conseguiu me pegar desprevenido, mas você não perde por esperar sua vadia de quinta - Justin diz irritado apontando o dedo pra mim

- Você é que não sabe com quem está lidando, acha que me bota medo falando desse jeito comigo, se enxerga já passei por pessoas piores e to aqui inteira pronta pra próxima, voce nao é nada perto de tudo que vi, e outra, vou ficar esperando você com toda certeza, só que nao leve por surpresa se eu fazer da tua cabeça uma peneira seu desgraçado, acha o que? Que sei usar arma so na polícia ta muito enganado, então quer fazer as suas, faça mas lembre que eu estarei te esperando bem preparada - cuspo as palavras nele bem próximo ao seu rosto que nossos narizes se encostam e nossas respirações se misturam

Passo por ele e de propósito bato em seu ombro com força e saio da piscina 

- Tchau meninas conversamos beijos- mando beijos pra elas - Tchau meninos até mais se cuidem -dou tchau pra eles e vou em direção à entrada pra casa e vou pro quarto de Caitlin, já  que depois do ocorrido eu fiquei com ela no quarto dela 

Entro, vou em direção as minhas coisas troco de roupa e opto por um macacão preto e um cropped vermelho escuro e um tênis branco, faço uma maquiagem leve, passo meu perfume, arrumo minhas coisas e saio do quarto, indo em direção à garagem pegar meu carro. Entro no mesmo, deixando minha mochila de lado, dou partida e saio cantando pneu 

Estou com a cabeça muito cheia nao tenho condições de ficar sozinha em casa, preciso me distrair, vou pro shopping. Chegando lá, deixo meu carro na garagem e saio do mesmo com a minha carteira na mão 

Ficando andando olhando as vitrines sem vontade nenhuma de comprar algo, até que acabo batendo em algo ou melhor alguém, minha carteira e meu celular vão pro chão, só não vou pro chão por esse alguém me segura a tempo, estava tão distraída que nem percebi alguém vindo na mesma direção que eu

Olho pros braços fortes que me seguram, olho pro rosto da pessoa é uma homem com um perfume incrível, cabelo castanho e olhos da mesma cor, seu lábio superior é fino mas em compensação o inferior é grosso, resumindo ele é muito lindo 

-Me desculpa te machuquei? Eu não te vi, estava distraído no celular - ele diz me colocando de pé, mas mesmo assim me segura pra ter certeza que nenhuma tragédia aconteça de novo - Você está bem? 

- Oh claro estou bem sim, você não me machucou nao imagina, eu que lhe devo desculpa, estava olhando pros lados que não me concentrei em olhar pra frente - falo ficando sem jeito, coisas rara de se acontecer 

- Bom, eu sou Noah Marshall - Fala me estendo a mão - e você?

- Ah, sou Kelsey, Kelsey Grey - falo estendendo a minha mão e apertando a dele. Seu aperto de mão é firme 

Olho pro chão e vejo meu celular e minha carteira com os documentos tudo pra fora. No mesmo instante, me ajoelho e começo a ajuntar, quase no mesmo instante Noah se agacha e me ajuda a recolher todos os meus documentos e por fim ele pega meu distintivo. Ele franze suas sobrancelhas que no meio se forma um pequeno "v" 

- Você é policial? - ele me pergunta com os olhos arregalados e a voz com um tom de surpresa

- Ah, sim sou, estava afastada mas amanha volta a ativa - falo me levantando, sendo acompanhada pelo mesmo 

- Nossa que demais - ele me entrega meu distintivo - é... é será que... - abaixa a cabeça e depois ele coloca a mão na nuca e coça, por fim levanta seus olhos pra mim determinado - será que voce me daria a honra de comer alguma coisa comigo por minha conta? Estou me sentindo péssimo por ter quase derrubado uma garota tão linda como você- ele diz com um olhar esperançoso e sem pensar muito eu digo

- Claro que aceito, se isso vai fazer a sua culpa, mesmo que tenha sido proposital - falo 

Logo abre um sorriso aonde eu possa ver seus dentes brancos e em um alinhamento perfeito 

Começamos a andar lado a lado conversando, até que ele para e quando me dou conta estamos na frente de uma pizzaria

- Espero que goste de pizza - ele diz esperançoso 

-Quem que não gosta? Faz tanto tempo que não como pizza, estamos esperando o que vamos entrar -fico tão animada que não ligo e acabo pegando em sua mão. Quando me dou conta do que fiz, solto rápido sua mão, no mesmo instante, sinto minhas bochechas esquentarem - Oh, me desculpe, eu... eu.... eu fiquei animada, faz tanto tempo que não como pizza que me animei foi mal - digo olhando pros meus pés 

Ele coloca sua mão delicadamente no meu queixo e de leve levanta minha cabeça até meus olhos azuis encarar seus olhos castanhos 

- Não precisa ficar com vergonha, gostei de sua mão na minha - diz e pega minhas mãos e da um beijo - bom, vamos entrar? Pra você matar a saudade de comer pizza?

- Oh, sim claro - falo soltando minhas mãos das dele

Não é porque ele está sendo muito atencioso e carinhoso que tenho que ficar de mãos dadas com ele, mal o conheço

Entramos na pizzaria, escolhemos uma mesa do lado da janela, sentamos um de frente pro outro. Pego o cardápio e dou uma olhada nos sabores

- Gosta de que sabor? - Pergunto tentando deixar o clima mais leve

- Frango com catupiry e você? - pergunta levantando seus olhos por cima do cardápio

- Calabresa - falo passando a língua nos meus lábios 

- Então está escolhido frango com catupiry e calabresa pode ser? - diz fechando seu cardápio e deixando de lado. Faço o mesmo. Assinto com a cabeça

Ele chama o garçom, enquanto faz o pedido eu me perco em meus pensamentos, quando na vida eu aceitei sair comer algo com um desconhecido, o que que deu em mim? Não conheço nada da vida dele. O que faz? Trabalha no que? 

- Não vou te estrupar quando sairmos daqui, trabalho com o meu pai no ramo de negócios. Gostei de você e te convidei pra comer algo porque me senti na obrigação. Não se desespere, não vou te força em nada, só quero a tua companhia - ele diz tudo ollahdno profundamente nos meus olhos

Como ele conseguiu me ler tão rápido? Nem Kath consegue, quem conseguia era meu pai 

Pai!

Afasto ele dos meus pensamentos na mesma velocidade em que chegou. Encaro esse belo homem em minha frente, que tudo o que fez até agora foi pra ser gentil comigo 

- Me desculpe, não pude evitar não pensar, costumo ser bem desconfiada das pessoas, mas voce está sendo gentil comigo tenho que concordar em deixar minhas desconfianças de lado - vejo uma taça de vinho branco na minha frente e logo pego em minha mão e tomo um longo gole

O nosso pedido chega e não conversamos, também com uma pizza deliciosa dessa nao tem como falar

Depois de comermos, o garçom retira nossos pratos, ficamos degustando um bom vinho, Noah puxa assunto e logo aquele assunto emenda no outro, assim passamos horas conversando  como se nos conhecêssemos a tempos

Depois de um tempo conversando percebo que meu celular não para de vibrar, decido olhar e  vejo um monte de mensagens e ligações perdidas de Kath e Caitlin, olho as horas e tomo um susto

- Meu Deus já são 21:00 meu Deus como passou rápido, eu tenho que ir minhas amigas estão louças atrás de mim, você entende né? Se eu sair agora? - Pergunto me levantando 

- Claro, pode ir, muito obrigada pela conversas e as risadas, espero passar mais vezes isso com você, me dê seu número pra mim te ligar - ele me alcança teu celular, sua foto de papel de parede, ele está com uma camisa social preta e calça preta e olha pra câmera com um olhar um tanto sedutor, ele é muito bonito, mas nada compara ao Justin... espera aí eu estou pensando no Justin

Balanço minha cabeça, não posso pensar nele. Paro de olhar a foto do Noah, dígito meu número e salvo como "Everghardan" e lhe devolvo seu celular. Vamos ver se ele vai saber qual é o meu número 

- Vou com você, até o estacionamento também vou pra casa - diz se levantando também 

Vamos em direção ao caixa pagar a conta, no entanto, tivemos um pequena briga por quem iria pagar as conta, que por fim, resultou nele pagando, alegando, que foi ele que quase me derrubou 

Saímos da pizzaria, em direção ao estacionamento em silêncio, aproveitando o silêncio um do outro 

Quando chegamos no estacionamento, vou em direção ao meu "bebê", vejo Noah olhar encantado pro carro 

- Belo carro, tome cuidado nas estradas, vou indo tenho coisas pra resolver, eu te mando mensagem pra marcarmos algo algum dia desses - de repente seus olhos se arregalam e imediatamente sua mão vai em direção à sua nuca, coçando ali mesmo com certa força - é... quer dizer... é... se voce quiser é  claro - ele diz todo envergonhado

- Claro que quero, gostei muito desse tempo que passei contigo, bom vou indo que também tenho algumas coisas pra resolver- dou um abraço e um beijo na bochecha 

Embarco no carro, ponho a chave na ignição e giro, meu carro ganha vida me fazendo no mesmo instante abrir um imenso sorriso. Saio da vaga do estacionamento e acelero em direção à saída. Saio do shopping e acelero nas ruas de Stanford, abro os vidros e deixo que o vento limpe minha alma

Chego em casa, percebo o carro de Kath, o da Caitlin e o outro julgo ser do Ryan estacionados na minha garagem. Deixo o carro na minha vaga e saio do mesmo em direção à entrada da minha casa

Chego na sala estão os 3 esparramados no sofá comendo pipoca e assistindo filme. Quando percebem minha presença, Caitlin e Kath me olham de cara feia. Caitlin vem em minha direção 

- Fiquei que nem louca atrás de você, porque não respondeu minhas mensagens, porque não atendeu as minhas ligações? Poxa Kells voce me deixa muito preocupada- diz com o tom de voz cansado

- Me desculpe Cat, estava caminhando no shopping, até que alguém esbarrou em mim e quase cai, e esse alguém é o Noah, e no ponto de vista dele, ele ficou no dever de pagar algo pra nos comermos, fomos numa pizzaria, ficamos conversando por horas, como voce percebeu, não fiz de propósito me perdoa vocês duas? - digo olhando Cailtin e pra Kath que chegou ao lado de Cat enquanto eu lhe explicava o que aconteceu

- Só não faz mais isso está bem, de um jeito ou de outro nos avise Okey? - pergunta Kath

- Okey, Oi Ryan- vou em sua direção e dou um abraço- Bom, eu vou pro meu quarto se vocês não se importam, preciso de um banho e descansar, amanhã tenho que trabalhar - dou um abraço nas meninas  e subo e Caitlin fala que já vai pra casa, agora que já cheguei

Entro no meu quarto, deixo uma  trilha de roupa em direção ao banheiro, quando chego no mesmo já estou nua, isso já é rotina. Tomo meu banho, lavo meus  cabelos, saio de dentro do box, me seco e me enrolo no meu roupão e coloco a toalha enrolada na minha cabeca. Saio do banheiro, vou em direção ao meu closet, coloco uma calcinha-calção vermelha de renda e uma regata branca, antes de me vestir passo creme no meu corpo, depois coloco minha roupa pra dormir, vou em direção à minha penteadeira retiro a toalha da minha cabeça, penteos os meus cabelos, em seguida, pego o secador e seco meus cabelos, depois de secos vou em direção à minha cama e deito embaixo dos edredons, me deito e me cubro, quando estou quase pegando no sono meu celular amiga, acho estranho vou ver o que é. Uma mensagem com um número até então desconhecido, mas quando abro a mensagem já não é mais desconhecido pra mim

Mensagem enviada às 22:47 PM de Noah Marshall

Pensou que não ia conseguir achar teu número com o seu outro sobrenome, salve meu número e ah, a foto que você ficou admirando no meu celular ta ai pra você admirar mais ainda 

*  Anexo de uma foto

Mensagem enviada às 22:49 PM de Kelsey Grey

Você é louco não admirei foto nenhuma voce está sonhando seu pervertido, admito pensei que não ia achar meu número porque salvei com meu outro sobrenome ksks vou dormir amanhã o trabalho me chama boa noite 

Mensagem enviada às 22:51 PM de Noah Marshall

Durma com os anjos linda e bom trabalho amanhã 

Não respondo guardo o celular e deixo o sono me consumir e repor todas as minhas energias

              3 semanas depois

Já perdi as contas de quantas xícaras de café já tomei pra me manter acordada. Estou de plantão hoje, me enfiei de cabeça no serviço, estou focada em todas essas papelada pra não pensar que na última vez que estive de plantão, foi o dia em que meu pai foi assassinado por outra pessoa para tomar o seu poder

Trato de tirar meus pensamentos da minha cabeça, tudo está voltando ao normal, Kath ta morando comigo lá em casa Ryan já é como se fosse de casa porque está sempre quando pode lá, na primeira semana eles tiveram uma briga feia ficaram dias sem se falar e sem se ver, Kath não quis conversar comigo a respeito e eu respeitei sua decisão. Já Caitlin não quis morar comigo porque ela trabalha juntos com os meninos então não foi, mas quase todo dia está e quando não vai me liga por vídeo pra conversarmos. Não vi mais o que Justin, ainda bem. Já o Noah sempre quando pode ele me liga ou manda mensagem marcamos de sair esse final de semana, ele tem sido muito fofo comigo, mas nao quero nada sério com ele nem com ninguém. Hoje não conversamos, mandei mensagem pra ele e ele disse que nao podia falar hoje porque estava muito ocupado no serviço, entendi o seu lado e não oportunei

Sou tirada dos meus devaneios, pelo delegado que entra afobado com seus cabelos que estão sempre pra trás a hora estão em seus olhos 

- Policial Grey, tivemos uma denúncia de um assalto no principal banco da cidade, vamos voce é uma melhores que temos - ele diz tudo rápido e sai da minha sala com eu atrás colocando minha arma na cintura. Levanto meu pé e vejo que meu canivete está aonde eu sempre deixo 

Fora do prédio do Batalhão de Polícia, vou em direção ao meu carro, entro dentro do mesmo e saio cantando pneu. Nessas 3 semana que estou de volta, não aconteceu nada de ação, corre - corre e tudo mais, estava sentindo falta da adrenalina correndo nas minhas veias

Chegamos no banco, estaciono de qualquer jeito e pego minha outra arma, é bom ter uma de reserva, saio do carro e aponta a arma e vou em direção à entrada no banco, entro no mesmo a tempo de ver eles saindo, mas quando me vêem eles paralisam e depois voltam pra dentro do banco correndo e eu os sigo

Eles optam pelas escadas achando que vão me despistar, mas estão muitos enganados, subo os degraus de 2 em 2, vejo eles entrarem no corredor a direita, entro também com a minha arma apontada, corro e percebo frustrada que acabei perdendo eles de vista, mas nao desisto, vou andando até que escuto vozes 

- Eu não consigo, voce viu quem era? Não da - diz uma voz feminina que parece que eu conheço de algum lugar

- É ela, não tem como não ser Drew, o que vamos fazer? Como o Chris não conseguiu voltar com o sinal, que porra está acontecendo - diz uma voz parecida com a do Chaz 

Até que não resta dúvidas quando a outra voz fala

- Conseguimos despistar ela, podemos nos esconder lá em cima, o Chris sabe que em casos assim ele tem que mandar o helicóptero, só temos que achar... - Não deixo ele terminar de falar entro no corredor e aponta a arma pra ele 

- Abaixam as armas senao eu atiro - falo engatilhando a minha arma e ponho o dedo no gatilho

Todos congelam e um por um, olham pra mim, só de olhar nos olhos de todos reconheço cada um. Reconheço Caitlin pelo rabo de cavalo que sai de sua toca preta e pelo seus olhos azuis lindos como água do mar, uma lágrima cai sem nem ao menos perceber que tinha elas ali trato de limpar rapidamente

Me sinto traída por todos eles, será que a Kath sabe do "trabalho" deles? Se sabe porque hesitou em me contar 

Mas por mais que eles tenham me traído, no fundo eles são meus amigos, Caitlin entrou de repente em minha vida e se tornou tão importante. Chris, Chaz, Nolan e Ryan são como irmãos pra mim, não consigo deixar que eles vão preso. Meu dever seria deixar que pagassem pelos seus erros mas nao consigo 

PORRA! PORRA! PORRA! PORRA!

- No final desse correndor, virem a esquerda e sigam até o final, do lado direito a última porta vai ter uma escadaria reta e longa que vai dar no cobertura do prédio, o helicóptero de vocês podem pousar lá- como tenho uma boa audição, escuto o som de um helicóptero vindo - pelo o que me parece tem um vindo, vão e torçam pra que seja o Chris que tenha mandado buscarem vocês porque se for a polícia não posso fazer mais nada além de prender vocês. Vão, mas antes Caitlin - olho no fundo dos seus olhos e abaixo a minha arma e a jogo longe - preciso que me bata pra que eles acreditem que vocês conseguiram me deter e fugiram

- O que? Voce está louca Kells, não posso fazer isso com você, inventa algo pra aqueles... - eu a interrompe aumentando um pouco a minha voz

- NÃO TÔ PEDINDO SE VOCÊ PODE OU NÃO FAZER ISSO PORRA, TÔ MANDANDO VOCÊ FAZER AGORA OU QUER QUE ENTREGUE VOCÊS A POLÍCIA? ACHO QUE NÃO ENTÃO DE A PORRA DE UM SOCO EM MIM CARALHO - digo e ela vem me minha direção me olha bem nos olhos e diz

- Espero que me perdoe algum dia 

E com isso ela acerta um soco no meu nariz, no mesmo instante já sinto o sangue escorrer

- Não morreu viu - olho pra todos - agora vão pra aonde falei e boa sorte - digo dando um sorriso fraco

Todos retribuem e se preparam pra sair, me encosto na parede e fecho meus olhos, não quero ver isso. Até que sinto uma mão acariciar minha  bochecha. Não preciso nem abrir os olhos pra saber que é ele, meu corpo traidor se arrepiou todo com o toque, tudo o que eu queria era poder me jogar em seus braços e esquecer tudo isso, mas nao posso

Abro meus olhos e me perco naquele mar caramelado 

- Obrigada Kells por isso - ele diz colocando uma mecha de cabelo solto atrás da orelha 

- Não fiz isso por voce, e não me chame de Kells voce não tem o direito, não depois de tudo- afasto meu rosto da sua mão - agora vá os policias devem estar chegando

Ele me olha mais uma vez e sai correndo por onde falei. Me deito no chão pra fingir que apanhei feio deles, fico ali esperando até que o delegado aparece

- Pelo amor de Deus Kelsey, o que aconteceu? - ele me pega pela cintura e me levanta 

- Eles fugiram, me baterem estava em maioria não consegui reagir me pegaram de surpresa - digo procurando minha arma. Acho ela jogada num canto a pego 

- Mas é uma merda, porque não chamou reforços? - pergunta ele colocando as maos na cintura  enquanto andamos lado a lado pra sair dali

- Não deu tempo, foi tudo muito de repente, sinto muito- digo abaixando minha cabeça 

- Não sinta, voce nao teve culpa -diz colocando sua mão no meu ombro e apertando

As próximas horas eu passei na enfermaria da Polícia, fiquei enfurnada na minha sala até dar o meu horário, por fim, peguei 3 dias de descanso 

Tiro o dia pra descansar, colocar a cabeça no lugar. Kath não aparece em casa, minhas suspeitas estão quase certas de que ela sabia de tudo e não me contou 

No outro dia perto do meio dia, me arrumo com uma calça flare branca de botões, um cropped de renda curto e um salto mude quinze, faço uma maquiagem leve mas na boca uso um batom vermelho, arrumo meus cabelos e deixo eles solto passo meu perfume e pego minha bolsa com todas as minhas coisas dentro

Saio de casa com o meu corvette cantando pneu. Chego na mansão e liberam minha passagem. Saio do meu carro e vou em direção à entrada da mansão, entra na mesma e posso ouvir as conversas na cozinha, vou em direção à mesma. Quando percebem a minha presença, só Justin que está de costas pra mim que não percebe, mas logo ve que todos estão olhando pra mim e se vira e seus olhos se arregalam ao me ver ali. Seu olhar desce pelo meu corpo e quando volta a encarar, vejo em seus olhos desejo e luxúria. Não me deixo levar por aquele olhar

-Então, quando planejavam me contar? - pergunto indo direto ao ponto - Quando iam por as cartas na mesa pra mim?

Justin se levanta

- Kells... Kelsey vamos até o meu escritório eu que lhe devo explicações não eles, eles só fizeram  o que eu pedi - olho nos seus olhos e vejo que ele está falando a verdade, ou pelo menos, eu imagino que esteja

Assinto e deixamos a cozinha, ele me guia pela sua mansão até uma porta dupla de madeira, ele a abre e deixa eu passar e depois ele entra e fecha a porta. Ele anda até sua mesa e se senta em sua cadeira e aponta pra cadeira na sua frente, me sento e espero ele começar a me dar explicações. Olho pra ele, mesmo ele lutando pra parecer sério, seu olhar ainda tem desejo e luxúria nele. 

- Eu pensava que você fosse um espiã quando descobri que você era policial, não permito ninguém falar, comentar, demonstrar como é o nosso trabalho, não podia correr o risco de por tudo a perder, sua amiga namorada do Ryan descobriu a uns dias atrás, demorou pra ela aceitar, voltaram a se falar a alguns dias. Pode demorar o tempo que for espero que perdoe todo nos - ele diz sério - Obrigada o que ontem

- Como disse não  fiz por você, eu perdoo todos vocês, mas tudo o que eu fiz ontem foi pela Caitlin e a Kath e porque os meninos são muito gentis comigo - me Levanto - acho que era só isso então vou indo preciso falar com as meninas 

Saio em direção à porta, mas quando vou abrir sinto uma mão me puxar, no mesmo instante, sou prensada na parede, mal respiro e Justin ataca meus lábios, tento resistir mas nao consigo ainda mais por sentir seu peito nu em mim e ainda mais por ter visto que sua cueca é branca, que está bem visível já que seu calção e caído na bunda

Nossas línguas lutam por espaço, sua mão enrosca no meu cabelo e puxa com força me fazendo soltar um gemido que não  queria que tivesse saido, beija meu pescoço e vai descendo em direção aos meus seios, ele abaixa uma parte do meu cropped e meu seio salta pra fora, no mesmo instante, sua boca o suga e não controlo solto um gemido muito alto e agarro seus cabelos e puxo com força

Não sei da onde mas a minha consciência volta me fazendo ver o que estou fazendo. O empurro com força, arrumo meu seio dentro do cropped, minha respiração está muito acelerada 

- Você nunca mais faço isso entendeu? Não pode chegar me beijando achando que pode alguma coisa, te deixe bem claro aquele dia as coisas quer ficar com o olho roxo de novo é só dizer 

Viro as costas e saio. Não posso me deixar levar pela atração que sinto por ele, e lembro do que ele me fez e tudo passa

Chego na cozinha, todos estão do mesmo jeito, me sento na outra ponta da mesa, olho pra todos que estão me encerrando ansiosos

- Entendo o motivo de vocês não quererem me contarem, não estou braba com vocês, eu te entendo Caitlin que nessa vida voce tem que desconfiar até da própria sombra, aqui vocês são como irmãos mas eu cheguei agora, Kath eu te entendo o  quão apegada voce esta com o Ryan então te entendo e como Caitlin é nossa amiga e vocês 4 - olho pro Chris, Chaz, Nolan e Ryan - so estavam segundo ordens então não tem motivos pra descumprir ordem vindo do chefe, amigo, irmão, parceiro de vocês eu entendo bem então vamos deixar isso de lado porque gosto muito da amizade que tenho com vocês- digo dando um sorriso largo

Todos eles me  abraçam e eu e as meninas vamos pra piscina e decido passar a tarde aqui, esquecendo todas as minhas preocupações no serviço e no geral, deixo pra me preocupar com isso amanhã 


Notas Finais


A foto no início do capítulo é o Noah Marshall ele vai ser visto muito na estória, pra quem nao conhece ele é o nosso lendário "Quatro" ou melhor dizendo Tobias Eaton da série Divergente
Link da primeira roupa da Kelsey:
https://pin.it/ahx34mbycflvjs
Link da segunda roupa da Kelsey:
https://pin.it/kxwv3rrq2lqys2
Bom meus amores, como falei no último capítulo estou sem celular e continuo sem então vai ser assim até eu consegui um serviço e comprar um
Espero que gostem do capítulo, demorei muito pra terminar ele porque queria fazer tudo detalhado e explicado então me perdoem amo vocês beijo até a próxima
Aah ia me esquecendo me perdoem pelos erros prometo que logo vou corrigi-los


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...