História E agora? - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Eijirou Kirishima
Tags Kiribaku, Tristeza
Visualizações 30
Palavras 641
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é a parte final pessoal. 100% romance meloso. Espero que vocês aproveitem

Capítulo 4 - Parte 4- por-do-sol


Kasumi e kirishima ficaram juntos pelo resto da semana.

Kirishima visitou a faculdade dele. "medicina né?" Disse kirishima "sim. Eu pensei: bom, não posso ser um herói, mas quero salvar vidas de outra maneira"

Os dois trancaram o olhar um no outro, compartilhando a afeição em execesso que despejava deles. "Sim"

"Eu quero ser traumatologista, para poder trabalhar com heróis feridos no campo de batalha. Talvez algum dia eu... Te trate depois de uma batalha"

Ele não sabia o que tinha dado em cima dele, porém kasumi se sentiu com vontade de tocar o braço de kirishima. "Sim. Eu adoraria ser tratado por você" ele falou sorrindo. As mãos pequenas e delicadas de kasumi passavam nos músculos do braço gigante de kirishima. Foi nesse momento em que kasumi percebeu

Não era novidade. Ele era apaixonado por red riot quando era mais novo, porém agora, com kirishima ejirou na sua frente, em carne e osso, não sabia direito o que fazer. Estava apaixonado.

Kirishima não notou muita coisa, além de uma estranha sensação que teve quando kasumi o tocou. Uma sensação que ele não tinha desde os 15 anos. Porém ele escolheu ignorar aquilo.

Os dois sairam para o parque perto do campo, a fim de observar o por do sol. Eles se sentaram na grama.

"Kiri... Eu... Fiquei muito triste quando eu soube do divórcio"

"Ah aquilo?" A luz laranja do sol de fim da tarde aquecia seus rostos "foi o que era melhor para nós dois"

"Mas eu sempre achei que vocês eram tão apaixonados"

"Bom, você, e todo mundo. Mas a realidade é que nós somos só muito briguentos um com o outro. Ou pelo menos ficamos assim depois de alguns anos"

Ele sorriu. "Mas agora isso não importa. O que importa agora é esse por-do-sol, essa praça, e o melhor traumatologista do mundo"

Ele corou. "Ai Kiri não fala isso" os dois riram. Porém é claro que nenhum deles fez alguma coisa, alguma tentativa de expressar o sentimento e a química clara.

Kasumi estava embasbacado o suficiente por ser agora amigo do seu ídolo de infância, e kirishima, bom... Não sabia o que fazer. Ele não tinha exatamente experiência quando o assunto é sedução e flerte, pois simplesmente nunca fez isso na vida depois dos 15 anos. Fora isso tinha a questão de que o kasumi nem levantava peso. Como kirishima ejirou poderia namorar um cara assim?

Então os dois ficaram sentados ali, observando o sol se pôr. E fizeram a mesma coisa pelo resto da semana, quase com total silêncio, com o objetivo de somente estar do lado um do outro, de se apreciar, e apreciar a beleza do por do sol.

E cada dia eles iam se aproximando mais e mais, e kirishima ia esquecendo mais e mais que esse era o tipo de homem que prometeu nunca namorar.

Terça feira seus ombros se tocaram

Quarta feira suas mãos se tocaram

Quinta feira kasumi deitou sua cabeça no ombro de kirishima

Sexta feira eles se abraçaram o tempo todo

Sábado, mesmo sem aula na faculdade, eles decidiram ir pra praça mesmo assim. Porém nenhum deles olhava para o sol. Eles só conseguiam olhar um ao outro, se perder nos olhos profundos e vastos da pessoa que havia entrado na vida deles a uma semana.

Kasumi se inclina para frente, e seus lábios se tocam. A sensação era indescritível, pelo menos para kirishima. Era como se uma parte morta de seu ser, a parte que morreu com bakugou, voltasse de repente a vida, com um salto. Ele se sentia leve de novo, e ele se sentia feliz de novo.

"Kasumi... Você..." Os dois coram "quer sair comigo amanhã a noite?"

Os olhos de kasumi se iluminaram, e seu rosto sorriu de uma maneira que não havia sorrido antes.

E foi nesse exato momento que kirishima finalmente pode dizer que tinha acabado com bakugou. Pois agora, finalmente, tinha superado.

"Sim"


Notas Finais


Foi isso. Eu tentei fazer uma fic diferentona e eu gostei do resultado. Espero que vocês também tenham gostado.

Eu certamente gostei de escrever.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...