História E como você, cairei sorrindo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Carta, Depressão, Homofobia, Sadfic, Suícidio, Tragedia, Violencia, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 13
Palavras 605
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Man, chorei escrevendo isso.
Lá estava eu linda e plena estudando para matemática e português quando começo a ter inspiração, blz, fui escrever. Não é que a porra do celular descarrega na hora que eu destravo a tela? Mas ok, coloquei pra carregar, comecei a escrever, eu estava meio pra baixo então acabou saindo isso.

Se tiver erros me desculpem e podem falar pra mim ok? Assim eu conserto depois

Queria falar que assim, n sei fazer capa e apelei para fanarts no pinterest, só editei colocando o nome da fic e é isso aí, se alguma alma boa que sabe fazer capa me doar uma, sem problemas viu? Kkkkk (cada k uma lágrima)

Mas só isso mesmo
Desculpa se estiver uma merda

Boa Leitura

Capítulo 1 - Capítulo Único; .e me entregando à liberdade


Foi tudo muito rápido, quando eu vi a ambulância já havia chegado e os paramédicos já balançavam a cabeça em negação, mostrando que na pessoa em que eu mais via vida, ja não restava nem 1% da mesma em seu corpo. 

Talvez tenha sido minha culpa por não ter percebido que o seu sorriso que mais alegrava meu dia, na verdade era falso e que doía cada vez mais colocar o mesmo no rosto todo dia que saía de casa, talvez por eu acreditar que as manchas roxas no seu corpo era mesmo culpa do futebol e não do seu pai que lhe agredia cada mais nos domingos de almoço em família, talvez por acreditar que sua sexualidade era aceitada sem problemas pela sua família, talvez por não saber dos antidepressivos que você guardava tão bem atrás das caixas de cereal pois sabia que eu odiava com todas as forças comer o mesmo pela manhã, talvez por não ouvir seu choro silencioso toda vez que eu pegava no sono, talvez por eu achar que as suas idas ao médico era por causa de suas fortes enxaquecas mas descobri que na verdade você só estava indo se consultar no psicólogo. 

Eu entendo, de verdade eu entendo você.

Quem estava do meu lado quando eu comecei a ter depressão era você, quem sempre vinha me socorrer quando tinha crises de ansiedade era você, quem não ligava para o meu sono constante por causa dos remédios e sempre me fazia companhia nas noites de pesadelos era você, sempre foi você.

E eu me pergunto o porquê que você não se abria comigo se quando eu estava no meu momento mais fraco te mostrei todas as minhas fraquezas. Me pergunto se o anel de noivado que tinha em seu dedo anelar era uma simples brincadeira para você. Sei que não posso te culpar, eu sei disso mas eu também queria que você dividisse as suas fraquezas comigo, assim como fiz com você.

Tem noção do quanto foi doloroso para mim atravessar a rua em direção ao nosso prédio e simplesmente congelar ao ver você pulando do terraço? Ver seus cabelos loiros voando com a pressão do ar pela queda e ver o quão livre estava sua aparência? Como foi para mim perceber o singelo sorriso que você tinha no rosto? O foda é que mesmo se suicidando você conseguia ser o ser mais belo que eu já avia visto na vida.

Lembro da lágrima que escorreu ao ver você sumindo da minha vista por causa do muro do condomínio, lembro de correr como nunca na minha vida e simplesmente parar ao constar seu corpo envolto do líquido carmesim que tanto assombra e tira meu sono até hoje, lembro das vizinhas ligando desesperadas para a ambulância e, quando ela finalmente avia chegado e eles confirmaram sua morte eu desabei.

Você tinha ido e nem ao menos se despediu de mim e agora quem toma os antidepressivos que você deixou após morrer sou eu, agora quem sempre dorme chorando silencioso sou eu e quem agora está deixando essa vida também sou eu. 

Sei que nunca lerá isso mas deixo que outros leiam por você. 

No final nós sempre estivemos ligados e um não viveria sem o outro. 

É engraçado por que eu juro que quando você estava caiando eu vi você sorrindo como nunca antes, era um sorriso verdadeiro como nenhum outro que você já tenha dado, era um sorriso de alívio e eu acabei sorrindo também.

E como você, cairei sorrindo e me entregando à liberdade, a que você tanto se privou mesmo estando ao meu lado.  

Com amor, Yoongi

 


Notas Finais


Se eu fiz alguém chorar, alcancei a minha meta. Isso quer dizer que pelo menos toquei um pouquinho o seu coração com a minha escrita.
Se eu não te fiz chorar mas mesmo assim você gostou fico feliz mesmo assim ^-^

Espero que tenham pelo menos gostado um pouquinho e desculpem se está uma merda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...