1. Spirit Fanfics >
  2. É dando que se recebe. - mclennon. >
  3. Chocado, mas não surpreso.

História É dando que se recebe. - mclennon. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite :b
Perdão pela demora, estou muito ocupada com as tarefas nessa mALDITA QUARENTENA.

Enfim, no próximo capítulo vai ter referências á alguns filmes de escola, hsuehsus.

Bem, aproveitem.
Beijos <3

Capítulo 4 - Chocado, mas não surpreso.


Fanfic / Fanfiction É dando que se recebe. - mclennon. - Capítulo 4 - Chocado, mas não surpreso.

Chocado mas não surpreso. 

Eu tava no banheiro, tomando um banho (óbvio), depois daquele grito e daquela tombada, acho que nunca mais vou ter um filho, mesmo nem sequer ter tentado ter um.

Depois que eu terminei a ducha, me sentei no banco que tinha ali e vesti o moletom cinza, o típico do time quando é hora de encerrar. 

— John…? — Era Paul, ele estava atrás de alguns dos armários e eu apenas acenei com a cabeça. — Está tudo bem com… o seu…

— Sim, eu acho. — Cocei a nuca, respirando fundo. 

— Nós vamos deixar o treino para amanhã, fique bem descansado. — Deu dois tapinhas nas minhas costas, saindo do vestiário. 

Eu queria não ter um pau para não sentir tanta dor, levantei-me do lugar em que eu estava sentado e resolvi sair dali.

— Oi, John, espero que esteja bem. — Elvis bagunçou meu cabelo.

— É, tá tudo bem. — Sorri mínimo, andando que nem um pato.

Já era de tarde e a aula já havia acabado, eu tinha muita tarefa para fazer e para estudar. Fui pegar minhas coisas no armário e minha mochila, até que avisto George.

— Afinal, Lennon, você foi jogar futebol ou foi arrombado por todos?

— Cala a boca. — Ele me acompanhou até a saída do colégio. — O Ringo me deu uma joelhada no ovo e o treinou ficou para amanhã. 

— Uh… — Fez cara de dor. — Que peninha.

— Ah, Geo, meu negócio não é futebol, meu negócio é dançar, cantar, salto alto. Me entende?

— Entendo, eu acho…

— E eu ainda tenho uma festa para ir!

— Festa? 

— Sim, o Elvis me deu o convite dele para ir na festa do McCartney. 

— Hum, não sei não, hein.

— Vai dar tudo certo, vou arrasar! 

— Então tá.



[...]


Já era de noite quando eu comecei me arrumar. Dancei na frente do espelho e pratiquei algumas falas.

Oi, McCartney, vem sempre aqui? — Sorri galanteador e resmunguei. — Óbvio! É a casa dele, animal!

Falei á mim mesmo, respirando fundo.

— Tô pronto! 

Saí do meu quarto e caminhei elegantemente.

— Para onde tu vai, pivete?

— Vou ir na casa de um amigo.

— O geo?

— Não, o McCartney, tia.

— Aquele olhudo de bochecha grande? — Perguntou, colocando bacons para fritar. 

—  Sim, estou divo? — Virei-me para ela.

— Ô se tá'!

— Obrigado. — Sorri, beijando a bochecha dela. — Volto antes da meia noite.

— Tudo bem.

Saí de casa, caminhando em direção á residência dele. Eu já fui lá uma vez, quando nós estávamos na sétima série para fazer um trabalho de geografia. Dava para ver de longe a luzes na casa do burguês safado, respirei mais uma vez, andando mais rápido. 


TUTS, TUTS, TUTS, TUTS!


Eu estava frente á frente da porta, dei algumas batidinhas e esperei, ninguém me atendeu. Bati mais algumas vezes e a única coisa que se ouvia era o som do beat lá dentro.

— Ô meu caralho mesmo. — Abri a porta com tudo e olhei ao redor.

As luzes piscavam mas dava para ver algumas garotas se pegando e alguns meninos também, tá explicado porque o Elvis não quis vim.

Na mesma hora, todo mundo parou o que estavam fazendo e olharam para mim. Jesus, todos estavam eróticos, mais eróticos que o papa.

Por que você convidou o Lennon? — A Linda cochichou no ouvido de Paul. 

— Eu não o convidei! — Sussurrou de volta.

Eu sorri, debochando deles mentalmente com as mãos na cintura. Paul veio até mim, ele era o único que não estava parecendo um putinho. Estava até fofo vestido de gatinho.

— John! — Sorriu, tocando no meu braço. — Tudo bem? CONTINUEM COM A FESTA! 

E a música começou a tocar e a luzes voltaram a piscar loucamente. 

— Tô bem. 

— Hã… pode me dar o seu convite?

Estendi o convite, sorrindo ironicamente.

— Uh… o Elvis… cadê ele?

— Não pôde vir e eu tive de fazer presença por ele. 

— Ah, oh… entendi. — Me entregou o convite. — Você e o Elvis são bem próximos, não é?

— Sim, somos. — Cruzei os braços. 

— Fica a vontade aí. — Se despediu de mim, indo para outro canto da casa.

Bem, os pais dele não estavam ali. As pessoas continuavam a se pegar, só me restava mesmo pegar um pouco de ponche e beber até cair. Peguei um copinho e a concha, o preenchendo com a bebida. Fui até o local de dança e comecei a dançar.

Remexi meu esqueleto até chamar a atenção de todo mundo dali.

— JOHN, JOHN, JOHN, JOHN! 

Eles gritavam e eu dançava mais, senti algo me empurrando, até eu sair da casa.

— NÃO VAI ESTRAGAR A FESTA DO MEU NAMORADO! — E me chutou de lá.

MAS???? Não acredito!

— EI! DEIXA EU ENTRAR! — Comecei a bater na porta com toda a minha força e o som da música ia aumentando.

TUTS! TUTS! TUTS! TUTS!

Bufei, voltando a caminhar pela calçada. Eu nem queria ir naquela festa chata mesmo. Quando eu cheguei em minha casa, a Mimi começou a perguntar:

— E aí? Como foi? Bebeu muito? Dançou muito?

— Não foi nada bem, bebi um ponche e dancei mais ou menos.

— Ué, por quê?

— A namorada do Paul me chutou da festa.

— Namorada? Ele não era gay?

— Ele é mais hétero do que a senhora pensa. — Estalei meu pescoço, caminhando até o meu quarto. — Eu vou dormir, até amanhã. 

— Não vai comer nada?

— Tô sem fome, Mimi. Valeu.

— Toma um banho para tirar essa tristeza!

— Tá. — Falei, adentrando no meu lugar.

Me joguei na cama, descansando meus músculos. Alguns segundos depois, fui até o banheiro – que ficava no meu quarto – e tomei outro banho, para tirar a tristeza, como a Mimi disse.

Depois disso, me deitei e comecei a mexer no meu laptop, entrando no meu facebook, enquanto rolava a timeline, recebi uma mensagem do Geo no meu perfil.


[George_Harr1son]

Ei, bicha, ficou sabendo da nova?


[John W. Lenny]

Que nova?


[George_Harr1son]

Cê tá ligado que o Paul namora a Linda, né?


[John W. Lenny]

Aham, que que tem?


[George_Harr1son]

Ela trai ele.

Fiquei sabendo de uns babados.

Faz tempo já, desde alguns meses depois do namoro deles.


[John W. Lenny]

:0


Chocado, mas não surpreso.

É A MINHA CHANCE!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...