História É errado te amar tanto? - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jikook, Kookmin, Vhope, Yaoi
Visualizações 49
Palavras 1.281
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heslou! Cá estou outra vez hehe//

Capítulo 5 - F i v e


— Jungguk...— a voz baixa porém audível do menor, se fer presente ao ver Jungkook ali, parado em sua frente.

Logo, ao longo corredor do sétimo andar do prédio, pôde se ouvir Jungkook reclamando para que Jimin parasse de puxa-lo. O mais velho carregou-o por toda extensão do lugar até chegar em sua casa.

— Você é louco, Jungkook? Perdeu o juízo de vez? Se é que tem algum.— Jimin o empurrou para dentro de casa, fechando a porta em seguida.

— Louco deve ser você, por achar que eu ficaria o dia todo sem fazer absolutamente nada.

Ao retirar seu casaco e joga-lo em algum canto da sala, Jeon deitou no sofá e ligou a TV não dando a mínima para os sermões que acreditava continuar a ouvir. Jimin tentou se acalmar respirando fundo por duas vezes, pois sabia que continuar, na situação em que se encontrava, só pioraria as coisas.

— Olha... eu sei que não foi legal o que eu fiz, beleza. Mas você poderia pelo menos ter me avisado.— O menor se sentou no braço do sofá e olhou para o mais novo, que agora também olhava para si.

— Ok, admito que errei também. Mas você é muito bravinho, pensei que me mataria se te acordasse de novo.

Jimin desviou o olhar, corado. Nunca quis passar tal impressão para o primo de seu melhor amigo, apesar de no fundo querer sim dar um certo "medinho" no garoto para ver se o mesmo o obedecesse, de certa forma. Se enganou feio.

— É, acho que exagerei nisso também.— Jimin coçou a cabeça.— Vamos começar outra vez, esqueça esse Jimin que você conheceu. Afinal não sou assim na realidade, eu apenas não estou acostumado a "cuidar" de garotos da sua idade.

Analisando brevemente a situação, Jungkook apenas balançou a cabeça concordando.

Após algum tempo conversando, amigavelmente, Jungkook e Jimin estavam se dando bem. O menor não fazia idéia de como conversar com Jungguk poderia ser interessante, poderia ter evitado tanto transtorno se tivesse feito isso antes. O mais novo havia contado várias histórias engraçadas de como é e como vive onde mora com sua mãe e contou também sobre a escola, causando em Jimin uma nostalgia repleta de boas lembranças.

Porém, ao tempo em que era bom lembrar de seu passado na escola, no mesmo, não era. Jimin odiava estar no colégio onde freqüentava.

Aos 7 anos no ensino fundamental, Jimin sofria bullying na escola por seus colegas de turma simplesmente por ser praticamente o único baixinho da sala. Os garotos de sua idade o olhavam torto, riam pelas costas, colocavam bilhetes maldosos em sua mesa e no armário e até tiravam sarro na hora do recreio, sem contar as brincadeiras chatas como na vez em que colocaram uma barata em sua mochila.

Foram-se dois longos anos a mesma tortura todos os dias. Até no terceiro ano, um menino novo de cabelos castanhos chegar de Daegu.

Por ser de outra cidade e ter um estilo completamente diferente, um estilo único, o garotinho novo também era tratado com indiferença e Jimin observava isso o tempo todo. Porém algo naquele garoto chamou sua atenção. Ele revidava.

Iaê, Yoongi. Como vai o garotinho bizarro? Cuidando muito desse cabelinho brilhoso com condicionador?— O menino alto disse a ele, bagunçando seus cabelos.

Me deixa em paz! Se você não cuida desse seu cabelo seboso não vem querer zoar o meu por isso, invejoso!

Jimin observava atentamente os meninos que mexiam com Yoongi, o garoto novo, e mais ainda as suas reações. Se perguntava constantemente como ele conseguia, como tinha tanta coragem de enfrentar os grandalhões que o zoavam todo dia? Como tinha tanta valentia a ponto de revidar as provocações e piadinhas?

Olha só, parece que o viadinho quer mostrar que é valente.— Agora, o garoto menor falava, enquanto pegava um dos biscoitos de Yoongi.

Aquela foi a última vez em que os meninos encrenqueiros mexeram com o Min. O mesmo avançou no garoto menor de uma tal forma que o fez cair no chão no mesmo instante, Jimin ao ver tudo aquilo acontecer correu para apartar a possível briga que iria acontecer. Antes que Yoongi pudesse acerta-lhe o primeiro soco, Jimin o segurou e impediu. O garoto se assustou e saiu correndo dali, com medo.

Yoongi olhou para Jimin e perguntou:— Por que fez aquilo?

O menor o olhou confuso, e só então percebeu que ainda segurava o braço dele. Logo, o soltou.

Desculpe... é que não podia ver aquilo e ficar parado.— Este se encolheu abaixando a cabeça.— Sofro tanto na mão de pessoas assim mas não reajo. E ao ver o que vi agora a pouco, senti que precisava ajudar.

O mais velho então, se sensibilizou com a ação de Park, sentiu que o mesmo era uma boa pessoa. E desde então os dois findam uma amizade inigualável, uma amizade que ninguém poderia separar.

Jimin e Jungkook assistiram um filme naquela noite, um filme aleatório, só para passarem o tempo e, propositalmente, acordar bem tarde no dia seguinte. Eram 23:40, quando exatamente no meio do filme, o celular de Jimin toca. Olhando pelo visor do telefone, Park percebeu ser ninguém menos que Yoongi.

— Jimin!!— Gritou o ruivo, do outro lado da linha.

Jungkook o olhou ao conseguir escutar o primo, e riu.

— Yoongi sendo ninguém menos que o próprio.— Este agora ria do amigo.— Fala aí, o que foi dessa vez.

— Pega o Jungkook, se arrumem e me encontrem aqui no parque.— Ao tom de voz, Yoongi parecia animado.

Nos pensamentos de Jimin, com certeza estava aprontando algo.

— Mas pra quê? E por quê uma hora dessas?— Questionou o loiro.

— Não importa, só faz o que eu disse.— E desligou.

No parque?! O que esse retardado está querendo dessa vez... Tenho até medo.

Park se levantou junto ao mais novo e foram trocar de roupa.

[...]

A música era alta, as luzes que refletiam sobre as pessoas eram bem florescentes e coloridas. Sim, Yoongi os levou a uma festa.

Jimin não se sentia totalmente a vontade com ambientes desse tipo, ele era bem caseiro, não curtia muito sair para se divertir ou se distrair.

Com excessão ao primo e a Jimin, Yoongi havia levado também mais dois amigos, Jung Hoseok e Kim Taehyung. Todos estavam curtindo e aproveitando a festa, Jungkook estava dançando com Taehyung, Hoseok estava no bar bebendo até não conseguir mais distinguir as cores das bebidas e Yoongi, cantando uma garota. Não perdia uma oportunidade.

Já Jimin, esse não saiu do mini sofá que havia na festa, e não bebera um copo se quer de bebida alguma.

— Não vai dançar?— surgiu a voz de um garoto, aproximando-se de Jimin e se sentando ao seu lado.

— Huh? É... Não. Prefiro ficar aqui.— desviou o olhar para os outros que dançavam no centro.

— Sério?! Poxa, um garoto tão bonito como você aqui sozinho.— Jimin percebeu que o garoto estava querendo se aproximar com segundas intenções.

— Olha cara, não me leve a mal mas sou hétero.— Disse o loiro, direto. O que deixou o garoto um tanto que sem graça.

— Er... Ok. Desculpa.— este disse coçando a cabeça.— Bem, de qualquer forma, meu nome é Jooheon.— estendeu a mão cumprimentando Jimin.

— Ham... Prazer. Jimin.

Nunca havia passado pela cabeça do menor que poderia encontrar alguém amigável em festas que Yoongi arrumava, as pessoas eram tão... Sem graça. Mas dessa vez foi um tanto que diferente. Jimin passou um tempo conversando com Jooheon, conhecendo melhor sua pessoa. Jungkook, enquanto dançava com Taehyung, percebeu a aproximação de um garoto estranho com Jimin, algo nele disse que deveria ir até lá e tirá-lo dali.

E assim foi feito.

— Jimin vem cá.— O moreno o chamou.

Jimin sem entender, apenas se levantou e foi com o mais novo.

— Quem é ele?— Jimin arregalou os olhos confuso, e um tanto incrédulo com a pergunta sem cabimento.

— Oi?


...


Notas Finais


Espero que tenha gostado amores.

Beijão :3

//~Bunny 🐰🍭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...