História .e essa moda sadboys. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Agrião Do Carlão, Pistolinha D'água
Visualizações 82
Palavras 728
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


já avisando: meu intuito não é ofender e já peço desculpas caso fique ofendido. o intuito é expôr a minha opinião e propôr uma ajuda à quem é de tal forma.

Capítulo 1 - .unique;


"Todo mundo agora quer ser sad boys

Foda-se a letra, soca filtro na minha voz

Sai de camisa de 'otakinho' e acha que é porta-voz

Pensa que é diferente, mas é igualzinho aos outros boys

Não me entenda errado, até porque eu já ouvi

Os álbum do yung lean e os barulho do bladee

E o que eu entendi é que é mais pelo estilo

Tanto faz o conteúdo, o que importa é logotipo"*



essa modinha aí de ser depressivo por qualquer coisa já encheu o saco. eu não aguento mais entrar naquela porra de WhatsApp, ir nos status e ver aqueles vídeos de pessoas se cortando e cometendo suicídio (uma farsa isso) com umas legendas tipo "olha o que você fez comigo" ou "me abandonou, então agora, só lamenta". ah, faça-me o favor.

primeiro que, se veio um filho da puta e te deixou para baixo (um "amigo"), se afasta e segue a tua vida. não fica dando bola pra quem te faz mal porque isso só piorará a tua situação, nenê.

e, se o crush, @ ou seja lá o que for, ou: gosta de outro, falou que só te quer como amigo, tá cagando pra você; esquece ele e bola pra frente com a tua vida, cara. o planeta tem quase oito bilhões de pessoas, já, então tu vai encontrar alguém melhor, porra. para de insistir em algo que dificilmente dará certo ou de ficar se ferindo atoa.

mas claro, isso só acontece por uma coisa: não fomos educados a lidar com as frustrações.

nossos pais sempre nos criaram em bolhas, nos protegendo de tudo quanto é peido e arroto e, quando cabe a nós vivermos em um ambiente de convívio social (escola), aparece um bando de gente ingênua e infantil que quer conhecer tudo e, ou sai ferindo o povo de graça ou acaba se machucado de graça. aí, o indivíduo não sabe lidar com isso e começa a se cortar, se depreciar, adoece e daqui a pouco, comete um suicídio porque simplesmente não soube lidar com algo extremamente idiota.

claro que, isso é o normal de acontecer, no entanto porém, existe um outro lado disso, e por acaso, eu estou nesse outro lado. (coloca uma aspas aí porque eu tô com preguiça de colocar)

as vezes, os jovens acabam realmente ficando depressivos mas não por motivos bestas, são coisas um pouco mais complexas como: familiar adoece/morre, transição abrupta no corpo e na mente, bullying e por aí vai.

eu, por exemplo, comecei a ficar doente (sim, 13 anos e fará um ano que eu vivo com depressão, olha que top) por conta de uma mudança radical e abrupta no meu corpo e no meu ambiente social. e o gatilho para que eu ficasse doente de vez foi saber, por terceiros, que uma amiga minha, muito querida e próxima, se mudou para outro país sem me avisar. aí eu fiquei doente.

no começo, claro que, muitas pessoas que vêm desenvolvendo depressão (e não sabem, as vezes) acabam postando coisas tristes em lugares mais públicos para que a família perceba, porque não consegue chegar e falar. mas depois, talvez em um momento de desespero ou "descuido", sua família fica sabendo e vai sim te ajudar com isso, sendo ela a pior ou não família do mundo.

o problema é: tem muita gente (adolescente de mente vazia) que sai fazendo esse tipo de coisa porque perdeu a amizade com cara X ou o crush Y não gosta dele.

tipo, cara, eu sei que dói saber de umas coisas assim, mas não é para tanto. se tu arrastar esse comportamento pra tua vida, como tu vai viver no mercado de trabalho, que é mil vezes pior?

'cê tem que começar a lidar com isso como um ralado no joelho para que, depois, isso não vire uma fratura exposta.

quanto mais você aprender a lidar com esse tipo de coisa, menos vai doer quando (e se) acontecer de novo. se tem que levar isso como uma lição de vida, não ficar se culpando pra isso piorar e te matar por dentro depois.

o que eu quero dizer é: se tua família não te ensinou a lidar com essas decepções, então você vai ter que aprender sozinho, assim como você aprende a andar de bicicleta.

só depende de você escolher um caminho bom e ter uma vida boa, vivendo, errando e aprendendo ou viver alimentando uma culpa unilateral e fictícia (em relação a tamanho) e se destruir com isso.


Notas Finais


* música: suadoboys - yung lixo ( https://youtu.be/G6M7X9a9dMM )


e de novo, peço desculpas se alguém se ofendeu, não era a intenção.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...