História É, meu rei, choveu na bahia - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Angst, Droubble
Visualizações 5
Palavras 200
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Droubble, Lírica, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


esse é o texto mais significativo pra mim porque, de todos, foi o que saiu mais rápido da mente pro papel

Capítulo 1 - ;chove chuva, chove sem parar...


chovia na bahia

pinga lá fora

pinga no meu copo

 

 

— outra dose pra morena mais bonita desse bar — cê disse enchendo meu copo, me deu o cigarro que tava entre teus dedos e eu nem pensei em recusar.

 

falava sobre tua mulher, teus filhos e de como tua vida era complicada, que num dia dava umas escapadas e no outro tudo voltava pro lugar [mas que mesmo assim a amava].

 

— resenha mal contada, ama nada!

 

antes da discussão relacionada a teu pensamento distorcido sobre o que é amar acabar: outra dose, mais um cigarro — eu já nem aguentava mais falar. não me preocupei, depois de comer água cê que sempre me levava pra casa. era amigo da família há anos, no entanto, acho que meu respeito não foi suficiente, percebi isso quando o primeiro comentário sobre meu corpo foi feito.

 

— magrinha que engana, cintura fininha e atrás uma abundância.

 

depois tudo passou rápido: outro comentário, teu corpo me prensando contra a parede e mãos onde minha mãe disse que ninguém sem permissão podia tocar.

 

— tu já decepciona demais, não vai querer contar isso pros teus pais.

 

 

chovia na bahia

pinga lá fora

pinga não mais no copo, 

mas aqui dentro


Notas Finais


eu não tava em um momento bom com meus pais e, de fato, decepcionava mesmo — sei nem por que isso tá conjugado no passado. no entanto, fui obrigada a contar depois que comentários foram espalhados por aí. ele teve a coragem de dizer que tudo não passou de um teste, era só pra ver se minha homossexualidade era verídica, afinal ninguém recusa um coroa rico, boa pinta. não lembro da época em que estive realmente bem, mas hoje, depois de receber vários olhares sugestivos dos amigos dele e de pessoas pra quem ele contou, acho que já estava, só não sabia. e lembrem-se: DENUNCIEM. não fiquem caladas, contem pra alguém, não deixem com que coisas assim passem despercebida. qualquer tipo de abuso é crime, SIM. é isto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...