História E os namoradinhos? (Versão Jungkook) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags ||milkzinhadokook||, Bangtan Boys (BTS), E Os Namoradinhos?, Fanfic, Hobi, Imagine, Jeonkook, Jimin, Jin, Jungkook&você, Jungkook&you, K-pop, Min Yoongi, Namjoon, Suga, Taehyung, Titia, Você, You
Visualizações 276
Palavras 3.099
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lírica, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Boquinha de uma Army


–_____? Acorda! 


 Senti meu corpo ser chacoalhado, lentamente abri os olhos ainda zonza por conta do sono pude ver a figura de uma garota desconhecida. 


–Já ta na hora do show? - perguntei me sentando no sofa. 


–Acabou a duas horas! 


–O que? - praticamente gritei. 

—_____ vejo que acordou meu amor! Hung entrou na sala seu sorriso era totalmente assustador. —Amarre ela Yuna! 

Olhei assustada, eu estava tonta ainda e não conseguia me sentir totalmente confiante para sair correndo. 

—O que você fez comigo? - perguntei me afastando da garota. 

—Você só dormiu, não fiz nada ainda com você. 

A garota me olhou nervosa e veio para meu lado prendendo meus braços atrás das minhas costas. Ela se afastou e encarou Hung. 

—Eu vou gritar! 

—Todos já foram, Jungkook não liga para você meu amor mas não se preocupe eu cuidarei bem de você! 

Hung se aproximou para me tocar mad Yuna parrou na minha frente, praticamente se jogando em meu colo, porque eu sinto que ela está sendo forçada a fazer isso? 

—Yuna! 

—Você disse que ia ver o vôo... Eu cuido dela. - Hung revirou os olhos e saiu da sala batendo a porta. 
 


–_____ respira, você precisa se acalmar. - Yuna me olhava preocupada, foi então que eu percebi que eu estava tendo um ataque de panico. —Hey, preciso que você fique calma, está tudo bem... Olhe para para meus olhos... Eu vou tentar te tirar daqui OK mas você precisa me ajudar e entrar em panico não é bom. 


 Yuna pedia, mas sua voz estava cada vez mais longe e eu sentia como se as paredes estivessem se fechando em minha volta, eu ouvia a voz de Yuna falando alguma coisa mas minha mente estava pronta para brincar. O pânico estava tomando meu corpo eu sentia tremores tomarem meu corpo e algo molhar meu rosto, senti meu corpo ser chacoalhado novamente. 


Meus olhos vagaram pela sala até pararem no pôster aonde Jeon estava, ver a imagem dele me fez suspirar as batidas do meu coração que antes batia como a bateria de escola de samba estavam lentamente se normalizado.  Yuna olhou para onde meus se encontravam. 


–Você quer ver o Jeon? - a garota perguntou-me, ela falava tão tranquilamente como se estivesse falando com uma criança pequena. 

Porque eu ia querer ver Jeon, ele havia me magoado e mentindo para mim, ele magoara meu coração tão profundamente. Pensando assim novamente tudo em minha volta ficou sem foco, estava tudo como um borrão, eu sabia que precisava se acalmar não podia deixar uma crise de pânico tomar conta novamente, mas meu corpo não obedecia meus comandos. E pensar que Hung poderia me fazer mal só piorava. 

–Não, não pense em coisas ruins, você não precisa ficar assim... - Yuna olhou para a porta e então pegou o celular e colocou na minha frente. –Jeon fez uma música para você. 

Franzi a testa confusa. 

Na tela havia um vídeo, era do show de hoje, tentei focar minha atenção no vídeo que aparecia. 

"–Recentemente percebi que meu coração estava bastante confuso com os novos sentimentos, uma garota causou essa euforia nele, magoei ela, eu queria que ela estivesse aqui para ouvir essa música que fiz para ela... _____ eu sinto muito pelo que fiz, mas preciso que saiba o que você causa em mim. Eu fiz uma música para você.


[…]

Euphoria
Euphoria
Take my hands now
You're the cause of my euphoria.
Euphoria
Euphoria
Close the door now
When I'm with you, I'm in Utopia
Have you wandered looking for that dull rainbow like a dream?
Only one thing is different from fate
You hurt the look looking at the same place that I
Could you stay in your dreams, yes
I hear a distant ocean
Through a dream, over the horizon
Going to that place that becomes clearer.
Take my hands now
You're the cause of my euphoria.
Even if the desert becomes cracked
No matter who shakes this world
Do not release the hand you are holding
Do not wake up from this dream.
You are the sun that has risen again in my life.
The second coming of my youthful dreams
I do not know what this is
If this is all a dream
The dream is a green oasis in the desert
The deepest priority within me
I'm so happy I can not breathe
My surroundings become more transparent
I hear the distant ocean
Through a dream, over the horizon
Going to that place that becomes clearer.
Take my hands now
You're the cause of my euphoria.
[…]

Olhei para a garota que afastava o celular do meu rosto, por um segundo senti um sentimento diferente que aquecia meu coração e então pequenos fleshes surgiram me deixando bastante afobada.

[…]


"–______ você precisa entender... Isso que está acontecendo com você é o destino usando seu azar para que você tenha uma chance! 

–Chance de ser mais azarada? Sook meus pais vão ser processados e tudo por culpa minha! 

–Esquece isso, você está no mesmo hotel em que o BTS está, vai dar uma voltinha e encontrar um deles. 

–Não! 

–____ para de ser criança, que tipo de army é você? "

[…]

Sook tinha razão, era o destino dando uma chance para mim, eu consegui já imaginar Sook dizendo "Eu te disse".


[…]

"–... Olha Jeon iludiu varias? Sim, mas você é a única garota que ele realmente gostou.

–Não muda o fato dele sumir depois que falei sobre o que sentia. 

–Bem... Não é culpa dele, o staff chefe proibiu Jeon de usar o aplicativo. "

[…]

Então Jeon não havia me deixado após minha declaração, ele realmente gostava de mim, certo? Pois havia falado sobre mim no show repleto de fãs, ele fez uma música para mim.

–Ele estava esperando cantar essa música na sua frente... Mas você não apareceu, ele ficou triste mas disse entender você. - Olhei para a garota. 

Senti o controle voltando novamente para meu corpo, eu precisava ficar bem logo eu precisava ir até Jeon e dizer o que eu sentia.

—Eu preciso sair daqui! - pedi. 

Minha voz saiu baixa e rouca.

–____, o vôo dele sai em quarenta minutos... E temos esse idiota do Hung aqui. 

—Liga para a polícia! 

—Ele tem acesso ao meu celular se eu ligar ele vai ver! 

—Vejo que já estão bem amigas! - Hung entrou na sala sorrindo. 

Ele veio até Yuna e a jogou no chão e então veio até a mim pegando meus cabelos e tentando me beijar, quando de repente Hyona entra e nocautea ele. 

—Vocês estão bem? - Hyona me abraçou e me soltou. 

—Como me achou? 

—Yuna me deixou um recado. Vem... Vamos para o carro.


Hyona pegou meu pulso e me fez sair correndo junto com ela, meu corpo ainda estava um pouco fora de sí mas me obriguei a seguir Hyona, enquanto corríamos ela gritava para ligarem para os staff que estavam acompanhando o grupo. Chegamos no carro e Hyona andou o motorista ir rapidamente para o aeroporto o mesmo seguiu a ordem e acelerou.

—Vamos encontrar o Jungkook? 

—Sim, esse amor não vai acabar não... Depois vemos o que fazer com Hung. 

Eu me sentia como nos filmes clichês aonde a garota corre para o aeroporto para impedir o amor da sua vida de ir embora. Jeon seria o meu clichê?

Em anos apenas me iludi com fanfic ou inagines, nunca imaginei que iria atrás de Jeon ou que o mesmo realmente gostasse de mim de verdade ao ponto de fazer uma música para mim. Assim que chegamos no aeroporto Hyona me puxou para sair correndo mas antes de chegar ao portão aonde os garotos estavam algo atrapalhou nossa passagem.


–Hung? O que esta fazendo aqui? -Hyona perguntou visivelmente irritada.— Como fugiu? 


–_____ vejo que esta roubando minha garota!- falou debochado.


–Porque está fazendo isso? - Perguntei. 


–Jeon sempre tem o que quer, esta na hora dele perder. - Hung avançou para cima de nós mas rapidamente Hyona me puxou e saímos correndo.


As pessoas em nossa volta nos olhavam confusas, duas garotas correndo pelo aeroporto em plena noite não acho que seja muito normal.


"Alô, cade os meninos? " Hyona corria enquanto fala ao celular. "Manda esperar, eu to sendo perseguida preciso de ajuda. "


Subimos as escadas rolantes e corremos mais um pouco finalmente paramos no lugar aonde era o embarque mas não havia ninguém ali apenas uma senhora que trabalha no aeroporto.


–Já decolou? -perguntei sentindo as lágrimas.


Eu deveria parar de sonhar em ter meu clichê isso não existia.


–Sim. - a senhora respondeu.


–Não adianta correr, finalmente vou me livrar de uma e ficar com a outra, as duas garotas do Jeon, a melhor amiga e a paixão dele... Foi tão fácil colocar coisas ruins do Jeon na sua cabeça _____ você acreditou tão fácil.


Hung caminhava lentamente ate nós, Hyona segurou firme minha mão, Hung era o dobro do nosso tamanho sabíamos que ele poderia fazer qualquer coisa mas havia seguranças no aeroporto ele não conseguiria sair com nós duas.


–Dessa vez Jeon não tera tudo...


–Você é tão idiota! -Hyona falou.


–Fica quieta... Jeon sempre tem tudo, você... Yunni... Não vou deixar ele roubar outra garota... Você é tão irritante!


–Eu não roubei ninguém... E o único que pode chamar ela de irritante é eu!


Olhamos para voz familiar, segundos depois Hung estava no chão com o nariz sangrando e Jeon fazendo uma careta de dor segurando a mão.


–Isso dói. -falou Jeon encarando Hung no chão, seguranças e staff chegaram correndo. 

–Vocês estão bem?

Jeon se aproximou puxando eu e Hyona para um abraço que ambas retribuimos.

–Eu corri uma maratona... To bem, eu só preciso achar o Nam e agradecer. -Hyona falou rindo, olhei confusa.

–Namjoon 'perdeu' o passaporte... Agora entendí. -Jeon falou rindo.

–Se resolvam crianças. - Hyona saiu nos deixando sozinhos.


Ficamos em silêncio olhando um para o outro, até que criei coragem e lembrei que precisava chegar cedo em casa.


–Eu vi um vídeo em que você cantou uma música... Você fez ela para mim?


–Eu precisava falar como você me fazia bem e como me fazia me sentir. - ele sorriu envergonhado.


–Eu... Bom, você já disse o que sente por mim... Acho que agora é minha vez.


–Apenas diga! - sussurrou.


Eu não tinha uma música ou um poema bobo clichê, e eu sei como sou péssima com palavras quando envolvem sentimentos, minha mãe diz que sou boa apenas com atos. Suspirei fundo, é agora ou nunca.


–Jeon... -Me aproximei e puxei seu rosto para baixo colando nossos lábios.


Ele ficou surpreso mas logo suas mãos foram para uma em minha cintura e a outra para meu rosto, senti Jeon aproximar mais nossos corpos, enquanto aprofundavamos mais o beijo, e como a música fala Jeon é a causa da minha euforia, eu poderia viver com os labios de Jeon nos meus que eu nunca iria cansar, mas infelizmente o ar fez falta.


–Isso foi... Uou! -Jeon falou sorrindo. –Acredito que isso foi uma resposta para minhas desculpas?


–É, você mereçe uma chance... Nunca mais me faça passar por coisas assim, nunca mais mesmo... Eu fui praticamente drogada. 


–Vai dizer que não foi divertido?


–Ta doido... Eu to de castigo por sua culpa. -Cruzei os braços indignada.—E não esqueça da droga do Hung. 


–Podemos resolver isso... E resolver como vai ser daqui para frente, você suporta a distância? Eu vou tentar proteger você dessa gente. 


Olhei confusa, mas logo uma alegria se instalou, ele ia continuar a distância, se isso for um sonho não me acordem.


–Acho que sim.


–Isso é um pedido para você me esperar... Nos conhecemos... Bom da para dizer que nos conhecemos... Você pode me esperar _____.


–Eu espero você a muito tempo... Acho que dá para suportar mais. -Sorri.


–Isso me faz ver que fiz a escolha certa. 


–Não vou negar. -senti os braços dele em minha volta.


–É realmente você é a causa da minha euforia. -sorri deitando a cabeça no peito dele, assim me deixando ouvir as fortes batidas do seu coração.



                [………………]


Eu queria matar minha tia no começo de toda a confusão, quantos problemas minha tia me causou em poucas semanas, ela se vendeu para simplesmente me enganar, isso com certeza foi algo que me deixou chateada, quem se vende para enganar a própria sobrinha? Tudo bem que  que tudo começou por uma brincadeira minha, mas se for parar para pensar essa brincanda além de causar problemas me trouxe o benefícios que eu não reclamaria. 

Jungkook virou meu namorado. 

É isso superem!

Jimin, Suga e Namjoon viraram meus melhores amigos. Jin, Tae e Hobi me adotaram como irmã. 

Bom tudo ainda é muito novo, não faz um ano que tudo aconteceu e recentemente os garotos saíram em turnê pelo mundo então só falo com Jeon raramente, não que tenha mudado muito já que eu moro no Brasil e ele na Coréia nossa comunicação é difícil, ele dorme eu acordo e vice versa, as vezes é complicado por conta da saudade mas nada muito "vou acabar com esse relacionamento", nunca acha mesmo que vou jogar essa sorte por agua abaixo? 

Aconteceu bastante coisas nesse meio tempo, viajei para a Coréia umas dez vezes, Jeon ou os meninos sempre me mandavam uma passagem para poder ficar com eles. As notícias sobre Jeon namorar deu grande repercussão tanto negativa quanto positiva ninguém ainda tinha muita certeza se era eu "a garota da live". Não tive tantos problemas acho que a sorte decidiu ficar comigo e me ajudar bastante, já tava na hora. 

Hoje estava marcada uma vídeo chamada com Jeon, ansiosa arrumei meu quarto, tomei um banho e coloquei meu pijama e em fim sentei para poder esperar a chamada do meu namorado. 

"Oi amor, como você está? "

A tela brilhou e Jeon apareceu, e puta merda ele estava só de box dando a visão de seu membro que vulgo eu não conheci pessoalmente só por vídeo ou fotos.

"Otima, e você? "

Com a visão que eu estava não tinha como ficar mau, mas infelizmente Jeon sentou-se me tirando a visão do paraíso. 

"Melhor agora, como estão as coisas ai? Sua tia ainda pergunta sobre namorados? "

Nem todo mundo sabia sobre meu namoro, mas ninguém ficava perguntando sobre isso. Agora que eu tenho um namorado ninguém pergunta, que injustiça.

"Tranquilo, e não ninguém pergunta isso... Estou com saudades amor! "

 O garoto sorriu no outro lado da tela. 

"Também estou amor, queria você aqui comigo."

Falou ele tocando a tela do celular, fiz o mesmo ato mesmo que não desse em nada era o nosso jeito de dizer " Eu te amo ".

"_____ eu amo você. "

Já fazia um tempo que ele estava longe e nossas conversas são apenas por vídeo, mesmo que não mate totalmente a saudade nos deixa mais tranquilos.

"Também amo você Kook! "

"Que tal você tirar esse pijama e deixar eu ver você. "

Ele sorri todo malicioso, Jeon se mostrava ser um homem tímido em frente as câmaras mas se mostrava outro só para mim. 

"Você primeiro amor"

Não me julguem eu adoraria ver ele se masturbando só para mim, muitas vezes recebi áudios bem peculiares de Jeon, um até foi meu toque do despertador.

"Amor, hoje pensei em você e precisei ir no banheiro," - Jeon arrumou a câmera posicionada para poder ver seu corpo todo, ele deslizou a cueca para baixo soltando seu membro para fora, Jesus. -" Precisei me aliviar"

"Me mostre como fez"

O coragem minha, meu deus isso é um sonho? 

Jeon sorriu safado como se aprovasse meu pedido, ele segurou seu membro e deslizou a mão, o pré gozo já se mostrava ali, senti meu ventre aquecer, os gemidos de Jeon deveriam ser gravados e guardados, sua mão subia e descia pelo seu falo, coreano de pinto pequeno? Jeon socorro, que fogo é esse me subindo aqui?

"_____, poderia ser sua boquinha aqui! "

Eu poderia gozar só com a imagem de Jeon se masturbando, mas ouvir meu nome me fez quase morrer. A mão de Jeon deslizava enquanto a cabeça de Kook se inclinava enquanto gemia cada vez mais auto. 

Jeon aumentou a velocidade assim como seus gemidos seu membros estava ereto e duro as veias estavam surgindo, céus tudo aquilo é meu? Seria tão saboroso quanto eu imagino? Qual seria o gosto dele?

Jeon gemeu e então ele chegou no seu clímax, sorri totalmente molhada e ofegante assim como meu namorado. 

"puta merda Jeon, isso sim foi incrível! "

"Tantos bebês pedidos! "

Rimos, então Jeon começou a limpar e depois vestiu um roupão, conversamos mais um pouco, eu não podia fazer o mesmo que Jeon, meus pais estavam em casa e eles adoram invadir meu quarto até mesmo chaveado. 

"Jeon deixa eu entrar! "

A voz abafada de Jimin fez com que Jeon tomasse um susto e fechasse o roupão, suspirando ele abriu a porta para um Jimin sorridente, como sempre Jimin roubou o celular de Kook para poder conversar comigo. 

"_____ você vai vir para cá no ano novo? "

Sorri, obviamente eu iria a passagem já estáva comprada, mas eu não estava indo só para apreciar a virada do ano com eles, Kook e eu havíamos planejado a nossa primeira vez, já estáva tudo organizado, uma casa em um lugar longe de todos para que nada atrapalhe nosso momento especial. 

"vou ir sim Jimin, estou ansiosa "

"Eu espero que vocês usem camisinha! "

"Jeon você contou para ele? "

Só pela bochechas vermelhas a pergunta já estáva respondida. 

"Eu precisei, não quero fazer a noite ir por água abaixo. "

"Vocês não precisam apressar as coisas, tem tempo ainda. "

Jimin sorriu, eu amo Jeon mas Jimin ainda é o mais fofo e da até vontade de morder. 

"vamos tomar cuidado, está muito cedo para ter pequenos pela casa! "

"Mas eu quero ser tio! "

Jimin riu apertando as bochechas de Jeon. 

"NÃO! "

Quase gritei, eu ainda não estou pronta para começar a trocar fraldas, dar mamadeira e nunca mais dormir por preocupação, e se meu filho quiser sair de casa aos quinze anos? Ou se minha filha engravidar cedo? Não, eu não estou pronta para ser mãe. 

"Venha para nós Amorzinho "

Jimin gritou abraçando Jeon, era sempre assim ter eles na minha vida com certeza é a melhor coisa.

"Eu vou dormir meus amores, vejo vocês no ano novo"

"Sonhe comigo amor"

 Jeon sorriu malicioso, com certeza eu iria sonhar com ele, e que sonhos deliciosos eu teria.


 Só que uma parte de mim sabia que esse contos de fadas talvez tivesse um fim e talvez eu não tenha o meu felizes para sempre. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...