1. Spirit Fanfics >
  2. É possível a eternidade? >
  3. Coisas estranhas acontecem

História É possível a eternidade? - Capítulo 4


Escrita por: gabifxd

Capítulo 4 - Coisas estranhas acontecem


Fanfic / Fanfiction É possível a eternidade? - Capítulo 4 - Coisas estranhas acontecem

A viagem. Cada dia se que se passa, a viagem fica perto de acontecer. Não sei o que esperar. Não sei realmente o que esperar.

-Filha, coma tudo - fala minha mãe.

-Eu estou sem fome, mãe - largo os hashi na mesa

-Tem algo de errado na escola? Brigou com a Sugo? - ela pergunta preocupada.

-Não, mas eu fiz uma burrada... - respiro fundo - Tem esse garoto na escola que eu gosto, mas disse pra Sugo que não gosto e agora ela o quer.

-E porque você fez isso?

-Me pergunto isso também, mãe.

-Saemi... - ela segura minha mão - Não fique assim. Hoje eu, você e seu pai, teremos um jantar de negócios. 

-E porque eu vou?

-A empresa desse homem está falindo. E ele é um antigo amigo de seu pai e queremos ajudá-lo. E uma opção seria um casamento entre você e o filho dele.

-Quê??????

Eu? Casar? Eu ainda to na escola!

-Filha, não iremos te obrigar a nada, mas eu só te peço que considere.

-Mãe, eu to ainda no ensino médio.

-Só conheça o rapaz. Vai ver ele é uma boa oportunidade para você esquecer esse menino da escola.

(...)

-Como é? Tu vai casar? - Sugo quase grita, enquanto estamos sentadas no pátio da escola.

-Eu não posso... eu ainda sou - chego mais perto e falo baixo - virgem.

-E o que tem?

-Sugo, todo cara quer fazer essas coisas com a mulher, e quando você está casado, acho que você não tem muita escolha. É a mesma coisa se você tiver um cachorro e não alimentar ele.

-Amiga - ela segura a minha mão - Vai da tudo certo. Confie em mim.

-Ok...

Espero que ela esteja certa. 

-Então... tá preparada para a viagem?

E eu achando que ia escapar desse assunto.

-Não tanto como você, pelo visto.

-Eu tenho que agir na viagem. Estaremos longe da escola, dos pais e da diretora.

-Os professores vão.

-Eu sei, mas a autoridade máxima não estará lá. O que é bom.

Como eu me arrependo de ter mentido. Agora já era.

-Você já falou algo com ele?

-Não... mas vou tentar.

Pelo menos, ele não sabe quem ela é... o quê que eu tô falando? Fui eu que dei corda pra isso.

(sinal toca)

-Vamos, a aula vai começar - ela afirma se levantando do banco e indo em direção a sala.

-Pode ir indo, só vou arrumar umas coisas aqui - pego meus cadernos abertos no banco.

-Quer ajuda? - alguém me pergunta.

-Não é necessá... - aí meu Deus - Jeong-Sin!

-Aqui - ele pega meu caderno e da para mim - Você ia esquecendo desse.

Eu to sonhando? Eu to em um universo paralelo? Durante esses 6 anos estudando juntos, eu nunca me esbarrei com ele desse jeito. Nunca.

-Obrigada... - pego o caderno de sua mão e vou andando, mas...

-Espera! - ele segura o meu braço.

O que está acontecendo?

-O que? - me viro pra ele.

-Você sabe que eu gosto de você né?

Tá, agora eu tenho CERTEZA de que estou sonhando.

-Oi? 

-Saemi-Won... eu gosto de você, e mal espero para te ver na viagem - ele se inclina e me da um beijo na bochecha.

Pronto... preparem o meu caixão, porque eu acabei de morrer.

-Mas... - antes de eu dizer alguma coisa, o que eu não iria conseguir, ele vai embora - Meu Deus do céu!

(...)

Não acredito no que aconteceu hoje na escola. Ele realmente disse que gosta de mim? Ele realmente me deu um beijo na bochecha? Como eu vou me concentrar agora no jantar?

-Você está bem? - minha mãe pergunta sentado ao meu lado, na limousine.

-Sim, sim.

Se você soubesse...

(...)

Estamos andando em direção ao restaurante e meu coração não para de bater rápido. Porque isso foi justamente acontecer comigo, logo hoje? Que menino mais abusado... Não quero nem olhar pra cara dele de novo.

-Je-Won! - o amigo de meu pai levanta, o chamando para cumprimentar.

-Sury-Jin! Quanto tempo! - meu pai aperta sua mão de volta.

Calma aí... ele disse Sury-JIN?

-Je-Won, quero apresentar o meu filho, Jeong-Sin.

-Oi, prazer em te conhecer - ele cumprimenta o meu pai.

Mas que por#&@ é essa?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...