1. Spirit Fanfics >
  2. É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã >
  3. Grávida

História É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Grávida


Anna:vou cuidr dela até ela melhorar,pq ta sendo tão frio com ela.

Ed:Ela dá emcima de mn,n disse ants pq fico com medo de te perde.

Anna:n posso acredita nisso.

Ed:ela sempre me joga contra vc,agente sempre briga por ela.

Anna:sempre eu fico no meio de td ,n consigo n dá mas.

Ed:vc ta confusa eu sei,n aguento ms essa situação tmbm.

Anna:msm acontecendo isso td n posso deixa-la ,n tem ninguém ela.

Ed:vai com ela?.

Anna:até ela ficr melhor.

Ed:n quero qui nosso amor se esfrie.

Anna:eu confio nele,n vai ser o tempo qui vai destruir ele.

Ed:vc é minha mulher,n aguento ficr sem vc.

Anna:vai ser só por um tempo.

Ed:vai voltr pra mim.

Anna:sim.

Dormimos.

Passou uma semana,quase n nos falavamos ms,mandava mensagem ela n me respondia.

Fui vr ela na escola.

Fiquei esperando ela sair,veio uma menina correndo perguntou q eu era Eduardo,me pediu desculpas e me beijou empurrei ela,a msm qui caiu no chão olho no fundo Clarrise com o celular gravando.

Ed:puta qui pariu.vou atras da msm.

Clar:agora vc ta nas minhas mãos.

Ed:qual é seu problema.

Anna aparece.

Anna:Eduardo.

Eduardo:anna. Ficamos nos olhando.

Anna:vc sumiu,me esqueceu rapido.

Ed:ligava e vc n atendia.

Anna:vc n me ligou nenhuma vz.

Mostrei as ligação pra ela.

Eduardo:vim te vr. Ela engordou um pouco,ms continuava linda.

Ela me deu um abraço,estava triste.

Clar:n vou deixr vc magoar ela denovo.

Anna:tenho qui ir.

Ed:dorme lá em cs hj.

Anna:melhor n.

Ed:pq?.

Anna:to trabalhando.

Ed:onde vc ta ficando.

Anna:na cs de uma amiga daqui ,ela mora de aluguel ms divide oq tem com agente,ela ta fazendo deve ainda vc vai conhecer ela.

Ed:vc n precisa trabalhr,sabe disso.

Clar:karol vindo ai.

Ed:oi.

K:oi.

Anna:essa é a Karol,e esse é o Eduardo.

Anna:vamos pro trabalho,tava demorando.

K:melhor ficr em cs,vc n tabem.

Ed:anna ta td bem?.

Anna:só tive um mal estr hj desmaiei,ms foi só pressão,já to melhor Karol é isagerada.

Clar:e como vai aquela menina qui vc agarrou daquele dia ,ed.

Ed:anna,acabou de dizer qui tabem.

Karol:vamos então.

Ed:preciso falr com vc.

Anna:agora n,eu tenho meia hora pra descançar.

Anna tava fria cmg.

K:vão na frente.

Ed:oq houve.

K:Clarrise,fica pondo um monte de coisas na cbç dela,n machuca ela n ela gosta mt de vc.

Ed:n fiz nd.

K:toma meu número,sempre quando quiser falr com ela liga pra mn,Clarrise meche o tempo todo no cel n duvido nd qui tenha apagado suas ligações.

Ed:brigada pela ajuda.

K:quero vr o ben da anna.

Ela foi embora.

Cedo liguei pra Karol,pedi pra falr com a anna.

Era sabado...chamei ela pra tomr um sorvete.

Ed:pq ta se afastando de mn.

Anna:pq sua namorada confirmou o beijo,eu confiei em vc,e vc me traiu.

Ed:quem,n ,isso é coisa da Clarrise.

Anna:n vou deixr vc me colocr contra minha irmã denovo.

Ed:aposto qui foi ela qui disse isso.

Anna:n foi ela,foi a garota.

Ed:é mentira.

Anna:ai.

Ed:qui foi?.

Anna:tontura,andei mt.

Ed:tem qui no medico.

Anna:to bem.

Ed:vamos pra cs.

Anna:n dessa vz,n vou cair nessa,to cansada de sofrer,nm sei oq to fazendo aqui,Ed me deixa em paz,n quero ms falar com vc

Ela disse td chorando.

Ed:nunca trairia vc,vc falou qui voltaria,e n voltou.

Dei um beijo.

Ed:eu n errei com vc ,ms te peço desculps ms n me larga eu te amo mt,me dá ms uma chance.

Anna:n quero me machucr.

Ed:n vou.

Ela sentou no meu colo e me abraçou.

Ed:vamos sair daqui.

Levei ela pra minha cs .

Anna:n quero tranzr,to mt cansada.

Ed:vc tm qui ir no médico.

Namoramos um pouco e durmimos.

Anna:ed,eu tenho qui ir.

Ed:fica ms um pouco,descança.

Ela tava com a aparencia abatida.

Anna:eu amo mt vc n brinca cmg n.

Ed:n quero perde vc.

Anna:nm eu. Disse chorando mt de soluçar.

Anna:isso td ta acabando cmg.

Ed:volta pra cá ,Clarrise ta melhor ta na hora de vc pensr em vc,temos qui passar ms tempo juntos.

Anna:ta.

Passamos uma semana bem,até qui.

Anna:qui porra é essa?.

Ed:ela me beijou.

Anna:n quero ouvir ms nenhuma palavra da sus boca,n fala cmg n acredito ms em nd.

Ed:anna,eu.

Anna:n me preucura ms n me liga,eu queria nunca tr te conhecido.

Ed:Deixa eu explicar.

Anna:n ,eu n quero,ser mas enganada. Foi embora de lá chorando.

Ed:eu odeio vc Clarrise. Quebrei td dentro de cs.

Liguei pra Clarrise.

Clar:oi amor.

Ed:n me chama de amor n,vagabunda,por que vc fz isso comigo.

Clar:pq vc me rejeitou.

Ed:eu odeio vc.

Clar: e a anna te odeia,kkk,eu disse pra vc quem manda n disse.

Ed:n consegue ve ela feliz.

Clar:sou mt mas mulher qui ela,ela nm confia em vc.

Ed:vc fz essa cena toda só pra ferir a anna.

Clar:eu ,claro qui n,se me tr tem ela,se vc n fica cmg tmbm n fica ninguém.ela desliga.

.......................

Karol:oq houve?.

Anna:ele me trai eu vi o beijo,olha esse video.

Karol:n fica assim.

Anna:eu amo.

Karol:vc deixou ele se explicr.

Anna:n quero ouvir ms nd,da boca dele,desculpa clar,n ter confiado em vc ele é um cretino,mentiroso.

Clar:n fica assim irmãzinha.

A semana foi se passando anna me evitando.

Karol:aqui.

Anna:oq é isso.

Karol:hum.

Anna:teste em tira.

Clar:teste de gravids,ela n ta gravida.

Karol:anna,tem alguma possibilidade de vc tr gravida.

Anna:eu tava tomando remédio ms eu parei,n tava aguentando com os efeitos colaterais.

Clar:ela n ta gravida.

K:vc ta dizendo qui é normal ,ela querer comer melancia com manteiga.

Anna:kkkk,será?.

Clar:vc só pode ta brincando vc tm noção do qui fz.

K:ela n fz sozinha.

Anna:Eduardo.disse rindo.

Clar:vc só pode ta maluca,esqueceu td qui ele fz.

K:vem anna,n liga pra ela n recalque. Karol deu lingua pra clarrise.

Karol:vamos fazer o teste. Anna foi correndo vomitr.

Karol:to dizendo,toma,to do seu lado ta.

Anna:brigada.

Ela fz o teste.

Anna:fiz,ms n ta falando nd nm escrito,só apareceu duas tiras esse teste ta ruin.

Karol:anna,vc ta gravida.

Anna:que?.

Karol:parabens mamãe.

Anna se emocionou.

Anna:um bb,ho meu Deus obrigada.

Ela ficou olhando para seu corpo.

Anna:Como n percebi antes.

Esfregou a mão emseu rosto.

Anna:obrigado Eduardo.

Karol:parabens, amiga.

Anna:eu te amo tanto meu filho. Ela ficou fazendo carinho na barriga dela.

K:titia tambem te ama,tá bob.

Anna:n chama meu filho de bob.

Karol:pq?.

Anna:n quero qui ele naisar com cara de esponja.

Karol:oq vc quer comer.

Anna:eu,nd.

K:n,vc vai comer n quero tr um subrinho desnutrido.

Anna:pão cru.

K:vou mandr a clar,roda td pra arranjr já qui n fz nd da vida,vai descansr cara de pão.

Anna:para k,kkkkkk.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...