1. Spirit Fanfics >
  2. É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã >
  3. Desejo

História É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Inventei também o título do capítulo pq não coloquei palavras lá e como casa app é diferente pra esse é obrigatório.

Capítulo 23 - Desejo


Fanfic / Fanfiction É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã - Capítulo 23 - Desejo

Os meses passaram.

Anna:melhor agente parar.

Sentou do meu lado,e ficou chorando.

Ed:Anna ta td bem?.

Anna:ta machucando mt,to sentindo dr.

Ed:desculpa,pensei qui vc tava curtindo.

Anna:eu tava,ms dps doi,eu to com mt vontade.ela me abraçou.

Ed:eu tabem to.

Anna:oq vamos fazer agora.

Ed:vamos ter qui esperar a gravidez acabar,n quero machucar vcs.

Passei a mão na barriga dela qui tava inorme.

Anna:vc n vai aguentr ficr tanto tempo.

Ed:fiquei mt ms tempo quando vc ficou em coma,vamos ficr bem,n se preucupa com isso não.

Anna:é diferente agora,nós temos nossa vida sexual ativa,to insigura.

Ed:sim,é mas n quero perde vc,n vou errar,ms é dificil,pra mn confiar em mn vc precisa confiar,vc vai confiar.

Anna:vou.

Anna já estava com 5 meses.

Ed:vamos ter qui resolver seu ultrasson.

Anna:n quero fazer o ultrasson com aquela mulher.

Ed:anna,para de ciumes.

Anna:vc viu o jeito qui ela olha vc,e ela me ofendeu,dizendo qui perdi as conts,mor se ver ela denovo eu n vou ter paciencia.

Ed:agente tem qui fazer,o ultrasson pra saber se o bb tabem e pra comprar as coisas.

Anna:vc ta querendo ver ela denovo,n precisa ficr dando desculpas n .

Isso é Anna com tezão.

Ed:para com isso.

Anna:não,pq é tão importante fazer o ultrasson com ela.

Ed:tabom anna,só achei qui seria ms importante vc fazer com ela já qui a msm tava aconpanhando sua gravidez des de do começo.

Ela ficou cansada cm o ar rarefeito.

Anna:pf ,n quero fazer ,ms com ela.

Deitei devagar ela na cama.

Nessa conversa qui tivemos o estresse qui teve já deixou ela mal assim.

Ed:td bem,vou preucurar outro lugr pra vc fazer esse ultrasson.

Anna:ta. Deitei com ela.

Ed:ta td bem?.

Anna:ta amor,esse menino é grande,me cansa mt.

Ed:quero batr essa utra,pra ver se ele tabem ultimamente vc fica mt cansada.

Anna:é normal eu to gravida,olha ele ta mechendo.

Passei a mão.

Ed:to sentindo ele amor,ele é mt agitado.

Anna:é sim,meu garotão.

Ed:nosso.

Anna:nosso.

Ed:vamos fazer o utrasson onde vcs se sentirem melhor quero vcs bem,amanhã vou preucurar  outro lugr pra gente vr isso,descança tabom amor.

Ela balançou a cbç dizendo sim,fechando os olhos.dps de uns minutos ela dorme.

Cris mandou mensagem.

-Como ela ta?.cris.

N ta ms reclando de dr de cbç mas.ed.

To cheio de coisa na cbç,e to  mt preucupado com a Anna.

Mas pq se ela já ta melhor.cris.

Pq,n contei a Anna,ms quando ela perdeu o bb ela perdeu mt sangue por conta  do qui o pai dela fz com ela ,o médico me chamou no canto e me disse qui n poderiamos tentar ter outro filho qui ela poderia correr risco de morrer,n to pronto pra perde a Anna,e n quero perde ela n to pronto pra isso.ed.

Poem na mão de Deus,leva ela numa igreja,eu n sou mt chegada á religião ms minha familia e toda crista e já teve mt caso assim,ms leva ela numa igreja envangelica...tem olho grande nessa gravidez leva ela pra tirar todo espirito ruin.

N acredito nessas coisas.ed.

Ms levar fz isso por ela,e pelo seu filho.cris.

vou fazer,minha familia é toda catolica.ed.

Vai na igreja envangelica.cris.

Vou sim,pela Anna,e por nosso filho.

No outro dia fui resolver o problema da utra conseguir marca  pra segunda.

Chegando no domingo.

....levei ela pra igreja....

Nunca fomos  ....

Anna:n quero ir.

Ed:pq?.

Anna:eles vão ficar me olhando,me julgando.

Ed:n vou deixr ,eu to do seu lado amor.beijei a barriga dela.

Ed:todo mundo erra,ninguém vai julgr vc.

Anna:meu filho n é o erro,n foi planejado mas n é um erro.

Ed:desculpa,as vzs atrapalho com as palavras.

Anna:hum.

Ed:eu amo o nosso filho,nd é um erro,nosso amor n é um erro.

Anna:tabom,é pra sentr do meu lado,n é pra olhr pras meninas de lá.

Eu sorri e beijei o pescoço.

Ed:n ,preciso de outra já tenho uma mulher,daqui a pouco nosso anjo,uma familia,vamos se não vamos chegr atrasados.

Anna:antes meu beijo.

Demos um beijo...com vontade de outra coisa,fomos embora.

Chegamos lá uma senhora nos recebeu na portaria com um sorriso.

Senhora:qui bebê lindo.

Anna deu um sorriso e simpatizou com ela.

Anna:meu anjinho.anna esfregava a barriga.

Dps entramos na igreja.

Fijeram uma peleja para aceitarmos Jesus,n aceitamos n fizemos nd....anna tinha durmido no culto todo,ainda bem pq tinha uma garota aparentava ser nova uns 15,16 sl pedofilia ficou me olhando o culto todo,fiquei com medo da Anna acorda e quebrar a cara dela,parecia puta desfarçada de anjinha.

Minha oração foi.

-Deus eu vim,senhor,mas permita qui saimos bem,e com o bb qui Anna n se estresse e qui essa menina vá embora ou durma.

O culto acabou.acordei Anna,qui ficou sem graça quando acordou,quis dr um beijo ms a msm virou o rosto.

Anna:tomo na cs de Deus,ta todo mundo olhando.ficou corada.

Ed:tabom.

Veio o pastor e uma senhora se dizia ser misionaria.

A mulher perguntou qui ela estava gravida.

Anna olhou pra minha cara ela queria dar um fora na mulher.

Ed:sim,senhora 5 meses.

Misionaria:são gemeos.

Ed:que?.

Anna olhou pra cara da mulher quando ela prguntou qui podia tocr na barriga dela.

Ed:ela n vai machucar.

Passei a mão da mulher devagr na barriga de anna.

Missionaria:vc tem mt cuidado com ela isso é lindo.

Anna:n to gravida de Gemeos,á médica n falou nd quando viu minha barriga.

Missionaria:posso afirma qui está e ainda qui são duas meninas.

Anna ficou assustada.

Ed:amém jesus.

Anna:para,ta Eduardo vc n vai botar duas criança pra fora.

Missionária:posso orar por vcs?.

Ed:sim,senhora.

Fechamos os olhos ....ouvimos as palavras.

Anna:brigada,desculpa por agir.

Pastor:volte sempre jovens.

Missionaria:vc vão ter mts provações mas se botar Deus e o amor de vcs na frente vai dr td certo.

A missionaria chamou ela pra conversar num canto,e eu fiquei preucupada.

Pastor:vcs tem quantos anos?

Ed:eu 21,ela 19.

Pastor:pretendem congregr.

Ed:eu e ela n conversamos sobre isso,vcs realizam casamento aqui.

Pastor:sim.

Ed:gostei daqui,estamos pensando em nus casar.

Pastor:esse é meu numero,se precisarem liguém.

Anna vinha sorrindo.

Dei um abraço nela.

Anna:amor.

Ed:ta td bem?.

Eu passei a mão na barriga dela.

Anna:ta amor,ela quer falar com vc.

Fui até ela.

Missionária:ela é mt boa,isso pode machuca-lar.

Ed:a gravidez dela é de risco.

Missionária:n deixa,ninguém entrar no meio de vcs,tem alguém tentando atrapalhar vcs.

Ed:oq vc ver.

Missionária:recebi um dom de Deus quando pequena,quando olhei pra vc n vi mt,ms quando olhei ela vi dr,vi sofrimento.

Ed:me diz pf.

Missionária:oque eu posso vr n pode ser mudado,ms pode ser evitado.

Ed:Anna vai morrer.

Missionária:n mas seja forte,vcs dois,cuida dela ela vai precisar de vc.

Pastor:vamos,estão fechando a igreja.

Anna:amor ta td bem.

Perguntou do jeito ms doce que existe.

Ed:sim,amor.

Anna:vamos pra cs to com sono.

Ed:vamos jantar primeiro aqui perto tem um restaurante.

Anna:n,vamos pra cs.

Ed:tabom.

Fomos....ela comeu uma salada de fruts que ela fz c yourgut n dividiu cmg,e dps uns sanduiches e eu tomei só um suco pra enganar o estomago,fomos escovr o dente e durmimos.

Eu durmir,quando acordei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...