História E se... - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Grey's Anatomy
Personagens Addison Montgomery-Shepherd, Alexander "Alex" Karev, Alexandra "Lexie" Grey, Amelia Shepherd, Andrew DeLuca, April Kepner, Arizona Robbins, Bailey Grey Shepherd, Benjamin "Ben" Warren, Calliope "Callie" Torres, Cristina Yang, Derek Shepherd, Eliss Grey Shepherd, Erica Hahn, George O'Malley, Isobel "Izzie" Stevens, Jackson Avery, Jo Wilson, Leah Murphy, Margaret "Maggie" Pierce, Mark Sloan, Meredith Grey, Miranda Bailey, Nathan Riggs, Owen Hunt, Personagens Originais, Preston Burke, Richard Webber, Shane Ross, Sophia Robin Sloan Torres, Stephanie Edwards, Theodora "Teddy" Altman, Zola Grey Shepherd
Visualizações 18
Palavras 608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), LGBT, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, vocês já devem me conhecer por umas fanfic de Boruto que postei anteriormente que foram canceladas e espero que isso não ocorra nesta fanfic.Pros que ainda não conhecem o meu trabalho,meu nome é Beatriz e espero que gostem da fanfic.

Capítulo 1 - Prólogo


—Adeus mãe!Boa viagem para Vancouver!–Meredith Grey se despedia de sua mãe que agora iria aprofundar-se melhor na área da medicina em outra cidade.

Ellis Grey era uma mãe muito dura com Meredith,queria que a filha fosse extraordinária,que fizesse feitos inacreditáveis,mas agora partia deixando a filha no último ano de medicina levando uma vidinha medíocre, decepcionante para ela.Meredith já enxergava sua mãe como uma mulher exigente demais,tentava impressionar a mãe,fazer com que ela sentisse orgulho da filha,mas nada que fizesse era suficiente para a mãe.

Dentro de mais ou menos um ano Meredith terminaria sua faculdade de medicina e começaria sua jornada para se tornar uma cirurgiã explendida como sua mãe e aquelas pessoas que via nas revistas que sua mãe recebia mensalmente.Meredith já havia escolhido sua área, neurologia,era apaixonada pelo sistema nervoso, adorava descobrir mais sobre o cérebro e afins, neurologia era a sua área é nada a faria mudar de ideia,já havia decidido e quando ela decide,nada pode mudar sua opinião,ou será que pode?

* * * 

O amanheceu dia nublado.Meredith levantou sonolenta da cama,tomou um banho,escovou os dentes,se vestiu e foi esperar sua amiga Elena que pegava carona todos os dias para a faculdade enquanto comia uma maçã.Elena Smith era uma menina de cabelos loiros,curtos e cacheados, tinha olhos azuis acinzentados,rosto fino e nariz arrebitado,estava sempre com cara de quem ainda estava sonhando e toda vez que Meredith a olhava indagava-se "O que será que ela está pensando?",nunca havia tido coragem e cara de pau o suficiente para perguntar, não que nunca houvesse tido oportunidade,teve muitas,mas preferiu ignorar.

Quando Elena chegou,as nuvens escuras que cobriam o céu transformaram-se em chuva e obrigaram Meredith a ir buscar um guarda-chuva.No caminho,Elena cantarolou umas músicas e conversou com Meredith, quando chegaram, Meredith ouviu comentários com "Lá vem a lunática e a esquisita", Meredith sabia que ela era a esquisita, sempre gostava de permanecer quieta sobre sua vida pessoa e gostava de evitar perguntas sobre sua família,a única que sabia da verdade era Elena, Meredith sempre dizia que morava com os dois pais (mentira) e que eles tinham um pequeno comércio nos arredores da cidade (mais mentira) e que era filha única (meia verdade).Elena e Meredith guardaram suas coisas em seus respectivos armários e seguiram cada uma para um lado,já que Elena era um ano mais nova.

* * *

Durante o intervalo, Meredith aproveitou para ir na biblioteca terminar de ler um livro sobre uma menina que escrevia cartas aos mortos (autora:o nome do livro é "Cartas de amor aos mortos" para quem se interessou).

—Oi–ela ouviu uma voz masculina lhe cumprimentar por detrás do livro–meu nome é Klaus Fuchs, e você?

—Sou Meredith Grey.

—Muito prazer "Merredith"–ele pegou na mão dela e beijou-a–Você parece ser veterana aqui.Será que pode me ajudar?Eu sou novo aqui, acabei de me mudar para essa cidade e nunca entrei "nerssa" biblioteca,eu procuro um livro sobre biologia celular.

—Ficam naquela sessão Klaus,perto dos livros de anatomia.

—"Obrrirgado" "Merredith".

Klaus era loiro de cabelos lisos que quase chegavam no ombro largo,seus olhos eram verde azulados e quase não tinha bochechas,seu sotaque estrangeiro era bem forte,tinha uma pele que aparentava  não ter visto o sol recentemente,seu corpo era um pouco malhado e sua presença passava segurança aqueles que estavam perto.

* * *

—"Merredith"!

—Ah,oi Klaus,o que foi?

—Quer ir ao bar comigo? Hoje a noite?Vai ser legal!

Meredith pensou um pouco e respondeu:

—Claro!Vamos!

* * *

Meredith acordou em sua cama desorientada, não se lembrava de nada da noite passada,sua última lembrança era de ter entrado num bar com Klaus,e falando em Klaus, Meredith finalmente percebeu o corpo nu dele e o seu cobertos apenas por um cobertor "DROGA!O QUE EU FIZ?!" era o que ela pensava naquele momento.



Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Beijinhos de arco-íris açucarados!
Deixem sujestões nos comentários!
Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...