1. Spirit Fanfics >
  2. E se... >
  3. Você me faz sentir

História E se... - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um cap hot pra vocês meus babys, espero que gostem ❤️❤️

Capítulo 10 - Você me faz sentir


Fanfic / Fanfiction E se... - Capítulo 10 - Você me faz sentir

-Voce não precisa de permissão pra isso. - digo o puxando para outro beijo, meu corpo estava em chamas, sentia suas mãos em mim, onde passavam ardia, minha respiração estava descompassada, sentia aquilo fundo em minha alma, ele me levantou junto com ele, me agarrei em seu pescoço e prendi minhas pernas em sua cintura, ele aprofundou o beijo e foi andando comigo até o sofá que tinha ali, me colocou delicadamente e desceu seus beijos pela minha pele, puxando as peças de roupa e me marcando, quase selvagem, eu soltava arfares a cada chupão e mordida que ele deixava, sentia o desejo em seus toques, era quase palpável, as peças foram escorregando pelo sofá, caindo no chão, a pele começando a ter um brilho de gotas de suor, a luz da lua brilhava no alto deixando as linhas da luz formar em nosso corpo, seu corpo quente se movia e me tirava do meu plano, tão intenso e tão prazeroso que me deixava flutuando.

- Tão linda..- sua voz rouca acariciava minha pele me causando mais desejo.

- Zoro...- gemi em susurro inclinando meu corpo pra cima em busca de mais toques, suas mãos percorriam meu corpo como se quisesse gravar cada pedaço, cada curva, me levantei o empurrando contra o sofá o fazendo deitar, minhas mãos passavam por seu pescoço, clavícula, tórax, abdômen e sua cicatriz, sentindo ele estremecer e ofegar com meus toques, desci minha mão em busca de sua intimidade, apertando levemente o sentindo firme entre meus dedos, desci arranhando seu corpo ficando a centímetros de o por na boca.

- S/n, eu.. - disse ele falhando a voz ao me ver abrir os lábios em torno dele, o engolia e lábia, senti sua pulsação aumentar, mais um pouco e ele se desmancharia em minha boca, levantei deixando uma última lambida o olhando intensamente.

- Preciso muito de você agora- disse subindo em cima dele.

Ele segurou minha cintura me puxando pra ele, me sentia pegar fogo, chegava a doer de tão necessitada, ele me deitou de volta no sofá e deu aquele sorriso que me derretia toda.

- Minha vez- disse e sumiu entre minha pernas, agarrei o tecido do sofá tentando segurar o grito mordendo meus lábios, sua língua era como veludo, quente e macia, se movia com força e certeira, arqueei a coluna quando o senti massagear meu clitóris, ele me olhava como um felino pronto a atacar, eu já tinha me perdido em gemidos e olhos revirados, estava nas nuvens.

- Vem pra mim S/n, se solta, agora.. - diz ele em tom autoritário, não evitei soltar um gemido alto e me desmanchar ali, sua língua ainda se movia em mim me causando mais e mais espasmos.

- Puta merda, eu preciso de você dentro de mim Roronoa. - rosnei o puxando em minha direção e o beijando, sentindo sua ereção friccionar contra a pele da minha coxa, grande, quente e dura, ele se moveu lentamente por entre minhas pernas, entrando e me causando um choque tremendo, cravei minhas unhas em suas costas e gemi em seu ouvido, incrível, a sensação era sufocante de tão prazerosa, nossos corpos se chocando com uma força única, o mundo tinha se desfeito em nossa volta, era como se só nós dois estivéssemos ali naquele lugar, som, risadas, música tudo havia desaparecido, só ouvia seus gemidos roucos contra minha pele, nossos corpos sendo chocados um contra o outro e as gotas de suor se espalharem entre nós, estava a beira da loucura, sentia meu coração acelerar ainda mais, em dado momento só sentia os espasmos correr em meu corpo, cheguei ao meu limite com ele junto, me apertando contra seu corpo enquanto tremia, então como se estivessemos voltado a lembrar que precisamos de ar caímos um por cima do outro, nossos peitos desciam e subiam tentando voltar ao normal.

- Isso foi...- diz ele tentando formular alguma coisa.

- Sim foi...- disse tentando voltar a raciocinar.

- Intenso. - dissemos juntos, logo caindo na gargalhada, ele se levantou e se sentou no sofá me olhando.

- o que é? - disse tirando o braço de cima dos meus olhos e o encarando.

- Você é perfeita demais pra ser real S/n. - ele diz isso assim, do nada, senti meu rosto inteiro queimar e minha vergonha me atingir.

- Isso lá é hora de falar isso? - disse tampando meu rosto sorrindo e me sentando também.

- Vem, banho, segundo round - diz ele me puxando pela mão e me levanto para o banheiro que tinha ali.

- Espera, o que?- disse o olhando incrédula, minhas pernas estavam moles, não sei nem se vou ficar em pé no chuveiro.

- Estou brincando, vamos apenas tomar um banho, eu juro - ele diz sorrindo e me colocando dentro do banheiro.

- sim, porque eu não tenho mais pique pra outro round, fora que preciso ir falar com o Chopper. - digo o puxando pra perto beijando sua boca. 

- Falar com ele pra que? Posso saber? - diz ele me prendendo contra a parede e sorrindo enquanto beijava meu pescoço.

- Você disse que não iria ter outro Round, comportar-se Roronoa. - digo rindo e ligando o chuveiro gelado. 

- Aff, podia ter deixado no morno - diz ele se afastando e rindo.

- vou falar com ele se tem alguma pílula pra mim tomar. - disse mudando a temperatura da água e pegando um sabonete.

- pílula? Pílula pra que? - disse ele pegando o sabonete da minha mão e se ensaboando, mordi meus lábios vendo essa imagem, isso ficaria na minha memória pra sempre. 

- Bom, pra evitar uma gravidez. - digo fechando os olhos e deixando a água cair em meu rosto.

- Gravidez?- escuto sua foz sufocar e o barulho do sabonete cair no chão, abri meus olhos e o encarei surpresa.

- Claro né Roronoa, você gozou dentro de mim. - disse seria, ele fechou a cara e voltou a me olhar sério.

- Mas e seu eu quiser? - disse ele cruzando os braços e fazendo beicinho.

- Primeiro, você está uma fofura, segundo eu acabei de literalmente conhecer você pessoalmente, você não sabe nada sobre mim, terceiro, na moral acha mesmo que esse é um lugar seguro pra uma criança Zoro? - digo terminado de me lavar e puxando uma toalha o olhando feio.

- Mas, achei que a gente ia se conhecer, você disse que me ama lembra? - disse ele sorrindo.

- Epa, pera lá eu nunca disse isso, eu disse que sou apaixonada, vai com calma aí, nem no meu mundo eu me aprofundei tanto assim com alguém, eu não curto isso e tenho pânico de me imaginar em uma relação assim. - digo virando as costas pra ele e saindo pra pegar minhas roupas antes que ele me fale mais alguma besteira. 

- S/n, não foi isso que eu quis dizer. - disse ele me seguindo sem um toalha o tampando.

- Não? Como não? Você praticamente acabou de me pedir pra ser mãe de um filho teu e ficar com você pra sempre. - digo colocando minhas roupas.

- Amor, não, não quero te forçar a nada, sabe disso - diz ele se aproximando e por instinto me afasto o vendo parar onde estava me olhando assustado. 

- Não Zoro, você acabou de me conhecer, a gente não vai falar sobre isso e ponto final. - digo passando por ele e indo pra porta.

- Me perdoa S/n, falei sem pensar, você tem razão, eu não te conheço direito, vou fazer do jeito que você quer e ser paciente. - diz ele me olhando com os braços cruzados.

- Certo, então esse assunto morreu aqui e vamos desacelerar. - disse abrindo a porta e sorrindo pra ele.

- Combinado. - disse ele passando as mãos pelo cabelo. 

- Boa noite Roronoa... - disse saindo e o deixando lá, eu pisava firme seguindo pra dentro do meu quarto, não percebi que tinha passado por todos apagados no convés de tão bêbados, quando abri a porta pro corredor dos quartos eu bati em cheio em um peitoral.

- Caralho, foi mal, tô com pressa- disse esfregando o rosto.

- Parece mais é que você  vai matar um...


Continua..



Notas Finais


E aí meus amores? Gostaram, até a próxima ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...