História É se achar insuficiente - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Insuficiente, Ism, Rhada Jhin
Visualizações 6
Palavras 400
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Eu sou tão negativo.


Criei expectativas e mergulhei nelas profundamente. Busquei sem descanso os meus objetivos de vida, sem pensar em outras coisas.

Fui atrás da minha felicidade, mas mal sabia como fazer tal procura. Criei expectativas na garota que me prometia tudo o que eu queria: paz, amor e conforto.

Continuei indo atrás de um jeito cego, focando apenas no que estava no centro, sem me importar com o que estava nos cantos, achando que não era importante. O centro era importante, nada mais.

Eu fui perdendo as minhas paredes que me seguravam, mas ainda continuava, cambaleando, olhando para a frente, quase caindo.

Quando eu caí, percebi o quão fui idiota. As paredes que antes me seguravam tinham sido destruídas, e o que era meu objetivo, virou meu pesadelo. Depois de perceber que minha grande caminhada tinha sido em vão, o meu chão também foi destruído. A minha esperança tinha se acabado.

Comecei a cair naquele enorme buraco escuro e, surpreendentemente, frio. A minha falta de esperança me levou para a falta da criação de objetivos novos, já que eu nunca mais pensei positivo.

Todos os objetivos que eu pensava em criar, eram automaticamente destruídos pelo simples pensamento de ser insuficiente. Com isso eu fui caindo cada vez mais, e sempre que eu tentava me segurar em uma parede, aquilo me revelava ser um grande espinho, perfurando a minha mão profundamente.

Depois de várias perfurações nos meus dois membros superiores, percebi que era inútil tentar subir tudo aquilo. Eu tinha caído muito, sem sombra de dúvidas. Vendo minhas mãos machucadas e cheias de sangue, desisti.

Eu desisti de correr atrás de algo, e apenas deixei a gravidade me puxar para o fundo daquele poço, que mesmo depois de anos, não acabava. Parecia que era um buraco que apenas se repetia infinitas vezes, já que as paredes eram iguais e eu nunca deixei de ver o começo do buraco, com o teto do corredor da minha vida.

Eu via as pessoas passarem por cima do meu buraco. Algumas me olhavam e tentavam me ajudar, mas sem nenhum êxito, enquanto outras apenas ignoravam. Os últimos eram inteligentes, então nem ligavam para aquela falha ali.

Depois de tudo isso, acho que parei de cair. As paredes não se moviam mais, além de eu sentir algo nas minhas costas.

Eram espinhos gigantes que perfuraram o meu coração.

Depois de ser empalado por aquelas pontas afiadas, fechei meus olhos e esperei a minha morte.

Infelizmente, tudo aquilo era apenas um pesadelo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...