História E se eu te amar? - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Alfredo, Amanda, Ámbar Benson, Ana, Benício, Delfina, Emília, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo Balsano, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Personagens Originais, Ramiro, Rey, Simón, Yam
Tags Gastina, Lutteo, Ruggarol, Simbar, Sou Luna 3
Visualizações 302
Palavras 3.524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não vou contar pq dessa capa 😎
Vocês vão ter que ler para descobrir kkkk❤
Olha não aguentei e postei outro ❤
Boa leitura queridos
Somos 92 favoritos ❤

Capítulo 23 - Isso só foi um acaso


Fanfic / Fanfiction E se eu te amar? - Capítulo 23 - Isso só foi um acaso

                                ÂMBAR SMITH 

Tanta coisa poderia ter acontecido agora um beijo uma reconciliação um eu te amo mais não oque acontece é aparição desse embuste do Benício. Minha vontade é de ajudar Matteo bater nele mais se isso acontecer e alguém aparecer Matteo é expulso e vou ser expulsa também por ser cúmplice.

Então o jeito é segurar a fera.

- Qual o seu problema? - matteo pergunta se aproximando de Benício

- Meu problema? - Benício ri - o seu, todo mundo sabe oque você fez com ela e ainda tem a cara de pau de aparecer.

- Há como você é hipócrita - matteo ri nervoso - você sabe muito bem que isso não é oque parece mais é claro que você está junto de Emília nessa.

- Matteo chega brigar com o Benício não vai mudar sua situação com a Luna - eu entre no meio deles afastando Matteo

- Há chegou a defensora do amiguinho - Benício cruzou os braços - qual é Matteo? Não sabe se defender sozinho ? - pergunto Benício sarcástico e eu tive que segurar matteo que tentou ir em cima dele

- Diferente de você ele tem amigos e cá entre nós melhores que os seus - respondi cruzando os braços em um tom de deboche

- Eu não tô falando com você âmbar - Benício tenta me tirar da jogada hahaha como se ele conseguisse.

- Mais eu tô falando com você, para começar estamos na ala masculina se pagam vocês brigando aqui correm o risco de ser expulsos - os encaro - pensem um pouco.

- Porque você não vai embora Benício ninguém te chamou aqui - Matteo fala apontando para o corredor

- Como se alguém tivesse te chamado, tenho certeza que Luna não te chamo - Benício arquiou uma sobrancelha e eu percebi matteo fechar o punho

- Benício por favor vá embora, chega por mais que você merecesse levar uns bons socos eu não vou deixar Matteo ser expulso por causa de um lixo como você então vá embora antes que quem vá expulsa seja eu - eu ameaço e ele finalmente desfaz a pose de Durão

- Ok, eu vou mais eu volto - disse descruzando os braços

- Se eu deixar - matteo cruza os braços e Benício ri

- Você manda em mim no campo agora aqui você não passa de um Playboy - disse isso e se virou para ir embora - tchau âmbar - mandou um beijo no ar e revirei os olhos.

Benício sumiu entre os corredores e eu percebi matteo se acalmando aos poucos.

- Acho melhor você ir por hoje já deu - digo colocando a mão no seu ombro

- Mais e luna a gente - ele me olhou com um olhar preocupado

- Está tarde a cabeça dela tá a mil eu converso com ela com calma e amanhã você resolve tudo que você tiver para resolver - sorrio para ele que retribui

- Obrigada Âmbar - me abraça eu retribui

- Você me deve uma - pisco para o mesmo após sair do abraço

- E porque sendo que é seu trabalho como melhor amiga ? - me encara rindo

- Aé - bato no seu braço - então da próxima vez pense antes de fazer uma aposta - digo sorrindo debochada

- Ok. Você ganhou até amanhã - diz isso e sai pelo corredor e eu entro dentro do quarto imaginando que Luna escutou boa parte da conversa

(.....)

LUNA BENSON 

Nunca pensei que ia agradecer tanto por Benício ter chegado naquele momento oque Matteo estava me dizendo me machucada mais que uma facada só de saber que tudo aquilo era uma mentira.

Eu percebi que ele e Benício começaram discutir logo quando eu saí mais minha cabeça nem prestava muito atenção na briga ela pensava em oque teria acontecido se ele não tivesse aparecido só me dei conta que eles foram embora quando âmbar entrou no quarto e percebeu que eu chorava. Ela veio até mim eu sem ao menos dizer nada a abracei e chorei tudo que tinha para chorar.

- Porque é tão difícil ? - perguntei ainda abraçada a âmbar

- Ninguém disse que seria fácil - ela se afastou tirando uma mecha de cabelo do meu rosto

- Porque ele fez isso comigo ? - perguntei olhando para a pare de fazia onde eu pretendia colar as fotos que tivéssemos

- Luna - ela falou minha atenção e segurou minha mão - porque você não escuta o Matteo talvez não seja como você pensa - não acredito que até âmbar esteja do lado dele.

- Âmbar - a encarei - você caiu na conversa esfarrapada dele ? De que ele se apaixonou eu não acredito nisso - disse negando com a cabeça

- E se for verdade ? E você o tiver julgando sem saber ? - ela me encarava com uma certeza no olhar

- Olha o histórico dele é duvidoso - a encarei com a mão na cintura

- Se você ficar presa no passado nunca viverá o presente - derrepente a poeta se abre e nina entra ótimo mais uma para o complô de âmbar

- Vocês estão falando sobre oque estou pensando? - pergunta nina sentando ao lado de âmbar colocando a cabeça no seu ombro

- Tenta convencer esse cérebro de vento que o matteo se apaixonou por ela - âmbar fala como se eu não tivesse nesse ambiente

- Gente o Matteo fez uma aposta pada namorar comigo como vocês querem que eu confie em alguém assim ? - pergunto cruzando os braços esperando que respondam

- Se você não ser essa chance nunca vai saber - disse nina arrumando seu óculos

- Eu já dei - digo levantando da cama - e olha oque aconteceu - olho para janela me dando uma visão da lua

- Mais.... - interrompo NINA antes mesmo que ela termine essa frase

- Mais nada, chega de assunto - digo ainda virada para janela posso ouvir pequenos sussurros das duas dizendo "eu tentei" " com o tempo ela percebe" e eu apenas reviro os olhos.

- Bom você que sabe depois não diga que eu não avisei - âmbar disse indo em direção da sua cama e nina fez o mesmo eu me virei para trás e apenas suspirei.

Ficamos em silêncio alguns minutos e logo resolvemos dormir foi um dia cansativo principalmente para mim.

(.....)

SIMON ÁLVARES 

A única coisa pior que as piadas sem graça de Gastón pela manhã é o mal humor de Matteo que tem nome sobrenome e um par de olhos verdes que brilha mais que esmeraldas.

- Será que não se pode dormir em paz - Gastón reclama do outro lado do quarto.

- Por acaso tá na hora de dormir? - essa já é a quinta patada de hoje que matteo forneceu com o maior carinho

- Vem cá só porque você brigou com a Luna a gente não é obrigado a aguentar seu mal humor - diz Gastón bufando e levantando indo rumo ao banheiro

- ele tem razão Matteo - chamo sua atenção - fixar com essa cara de quem comeu e não gostou não vai mudar nada.

- Eu sei. Mais eu não sei oque fazer para ela acreditar em mim - diz passando a mão no cabelo

- Você não tá sozinho nessa - bato na suas costa - você mudou ela vai perceber isso - dou um sorriso para ele

- Eu espero - sorriu de volta

- MUDOU ? SÓ SE FOR DE ROUPA. - Gastón grita do banheiro me fazendo revirar os olhos

- VOCÊ NÃO DEVERIA TÁ TOMANDO BANHO ? - grito de volta

- E eu tô mais nada impede de fazer uma piada logo de manhã - diz isso e reviram os os olhos

- Como sua irmã aguenta isso ? - pergunto encarando Simon que está arrumando seu cabelo

- Ela tem gostos muito peculiares, Gastón é a prova disso.

Esperamos Gastón tomar banho fomos tomar café para começar nossa sexta feira para mim só vai começar quando luna estiver comigo.

(....)

GASTÓN PERIDA 

O primeiro período turno do dia eu poderia resumir em "clima pesado" Luna só conversava com Matteo se fosse necessário e as vezes nem isso, oque acaba deixando os dois mal dá para ver no olhar de Luna que ela queria ele e ele precisava dela mais ele tenta de tudo e ela não colabora oque faz o time ficar divido por um lado todos sabemos oqie Matteo sente e por outro sabemos como ela se sente, não é fácil confiar em alguém depois de saber algo como isso.

Para fugir desse clima nada agradável no horário vago resolvi ir com nina tomar um banho de piscina e aproveitar isso para usar como pedido de desculpa.

- O dia tá lindo né - digo jogando nossas coisas na cadeira de praia

- É tão bom sentir brisa fresca e calma sem ter que estar preocupada com o clima que tá acontecendo lá dentro - ela diz puxando o lábio lembrando de Luna

- Ei - puxo pela cintura - eles vão se resolver calma o Matteo já fez muita burrada mais a burrada de perder ela isso ele não vai cometer - digo com minhas pousadas na sua cintura.

- E bota burrada nisso , né Gastón - diz ela me encarando seria é eu penso a cabeça para trás rindo abafado

- Rapunzel você não vai esquecer disso né? - pergunto colocando uma mecha do seu cabelo atrás da orelha

- Isso poderia ter tido consequências mais graves - ela disse arquiando uma sobrancelha

- Mais graves ? É que você não viu o humor do Matteo de manhã até um mãe de filhotes de leão seria mais inofensiva que ele. - eu digo tentando arrancar um sorriso do rosto dela e eu consigo

- Só você mesmo Gastón - ela diz rindo e me abraça

- Sim só eu mesmo para fazer isso - aproveito que ela me abraça e me jogo na piscina com ela

- Gastón eu não estava preparada - diz me dando um tapa no braço

- Mais você fica linda molhada - digo beijando seu rosto

- Tentando me comprar perida? - pergunta ela entrelaçando o braço no meu pescoço

- Qual seu preço jovem Rapunzel? - perguntei passando a mão no meu cabelo

- Um beijo - diz se aproximando

- Só um ? - faço uma cara de cão sem dono puxando seu lábio

- Vou pensar no seu caso - sem ao menos eu responder ele me beija não existe nada melhor no mundo que beijar Nina ela me trás a calma que o mundo tira diferente de Matteo eu não fiz aposta me julguem só fui sincero.

(....)

LUNA BENSON 

Aproveitei esse tempo de horário vago para ficar sozinha resolvi assistir um filme para expandir minha cabeça com pensamentos sobre Matteo mais para minha maior sorte eu tive que assistir simplesmente acontece. Ok Deus oque eu te fiz ? Para o senhor me castigar dessa maneira com um filme aue me faz lenbrsr perfeitamente de Matteo estou na metade do filme quando Benício senta ao meu lado.

- Eu vim em paz - diz levantando o braço em sinal de paz

- Oque você quer ? - pergunto desligando a tv

- Conversar, eu sei que você tá pasando por um momento difícil - Benício se vira para mim.

- E oque você tem a haver com isso? - pergunto arquiando uma sobrancelha- porque pelo que eu saiba você é amiguinho da Emília.

- Qual é Luna, não podemos ser próximos só porque sou colega de Emília? - perguntou se aproximando mais de mim

- Eu não confio em você e muito menos na Emília - digo me afastando

- Só porque alguém te machucou não quer dizer que todos são iguais - ok essa foi a gota Benício conseguiu me tirar do sério

- Que saber Benício eu já vou tenho mais oque fazer - digo me levantando o deixando com cara de tacho

Agora pronto já não basta Emília para encher o saco agora tem o Benício também.

Fui para o quarto e resolvi ficar lá até o próximo período para evitar encontros desagradáveis como esses e aproveitar para pensar um pouco.

Oque eu faço? E se âmbar tiver razão em relação a Matteo ? E se ele estiver mesmo apaixonado e eu estiver tratando ele com frieza sem motivos. Mais isso não justifica uma aposta nada justifica uma aposta ele não deveria nunca ter feito essa aposta esse é um dos motivos para eu não acreditar que Matteo me ama de verdade, como confiar nele depois de Sebastian eu não consigo eu não posso deixar ele brincar comigo.

- É hora de esquecer Matteo bálsano é fingir que não aconteceu nada - digo isso e uma lágrima solitária escorre pelo meu rosto

este será concerteza a coisa mais difícil da minha vida.

(....)

NINA SIMONETTI 

As aulas acabaram e com elas nossa sexta feira geramente somos liberados na sexta após o primeiro período mais hoje parece que a escola teve uma reunião com os colaboradores então nossa saída foi adiada para amanhã.

Luna está contando para gente sobre Benício querer ser amigo dela isso é muito suspeito e tá cheirando a plano da Emília.

- Isso tá com cara de armação da Emília - eu falo com a mão no queixo.

- Para separar você do Matteo - âmbar complementa a frase e Luna revira os olhos.

- Plano da Emília eu até concordo, agora me separar do Matteo ele mesmo fez isso - diz sorrindo triste

- Ei, já conversamos sobre isso - âmbar chama sua atenção.

- Meninas eu queria muito acreditar de verdade - disse enquanto abraça uma almofada de unicórnio

- Então acredita, no fundo você sabe que é verdade - eu digo olhando no fundo dos seus olhos e ela fica nervosa

- É vamos mudar de assunto né - diz passando a mão nos cabelos seu famoso sinal de nervosismo. E eu encarei âmbar negando com a cabeça

- Vou cantar para vocês então acho que dessa vez ninguém vai atrapalhar - diz indo em direção ao guarda roupa pegar seu violão e luna deita no meu colo segurando minha mão .

Âmbar pega seu violão e começa dedilar algumas notas

- Let me own the dark

Back to the start

Watching every footstep in front of me

Been chasing fire

Been walking over wire

I see what I wanna see

Going straight to my head

I just can't pretend

What have you done to me?

I was walking the wall

Now I'm a free fall

I'm a runaway

Jumping out of place

Be my parachute

Be my parachute

Throw me in the skies

Nothing left to hide

Just the fireflies

Catch me catch me catch me if you can

Catch me catch me catch me if you can

Catch me catch me catch me if you can

Catch me catch me catch me if you can

Após âmbar termina de cantar nós aplaudimos porque essa música ficou maravilhosa ela merece ser famosa

- Um acho que essa música muito romântica - eu digo escorando minha cabeça na de Luna

- Foi feita pro Simon - diz a mesma rindo e âmbar cora

- Calem a boca e se foi qual o problema? - âmbar e seu jeito super fofo pergunta

- Huuuuum - digo e luna ri - isso é tão romântico parece o livro de literatura que o Marcelo passou para gente - digo isso e em pulo Luna sai de cama

- Nossa. O livro eu tinha esquecido - diz colocando a mão na cabeça - preciso ir na biblioteca - diz descendo da cama e indo em direção a porta.

- Luna a distraída 15 de agosto nos cinemas - digo fazsndo âmbar rir e ela revira os olhos

- Hahaha um conselho pare de andar com o Gastón - diz se virando para mim rindo - daqui a pouco eu volto - disse e saiu em direção a biblioteca.

Rapidamente âmbar pega seu celular e digita alguma coisa e eu logo vou ver.

- Oque você tá fazsndo ? - pergunto olhando o nome do contato

- Só ajudando meu casal a voltar ninguém mais aguenta o chororô do matteo né - diz jogando o celular do outro lado do quarto após enfiar a mensagem.

- Você não presta Âmbar Smith digo rindo tacando uma almofada nela.

- Eu sei disso - diz rindo acompanhando meu ritmo.

Espero que de certo.

MATTEO BÁLSANO 

Eu estava no meu quarto só ouvindo oque os meninos conversava até que eu recebi uma mensagem de âmbar avisando que Luna estaria indo para biblioteca e que era meu momento de ir atrás dela, mais vindo da Âmbar eu sabia que ela faria algo para motivar tipo " e por favor não estraga tudo eu não aguento mais ver vocês chorando pelos quantos como isso fosse uma novela"

Âmbar sendo Âmbar.

Após receber essa mensagem eu saí logo em seguida atrás dela sem nem explicar direito para os meninos só disse que teria um encontro com a lua, chegando a biblioteca a encontro procurando um livro certamente o da aula de literatura não custa nada ir lá e trombar com ela assim como ela tromba comigo desde que nós conhecemos.

- Opaa - trombei com ela fazendo a derrubar o livro que ela carregava

- Depois você fala que eu esbarro com você né - diz pegando o livro que a fiz derrubar

- Isso só foi um acaso - eu disse a ajudando mais ela msis rápida - assim como o acaso que nos separou - encaro seus olhos verdes que mudam de direção

- De novo com isso Matteo eu já disse para esquecer oque a gente teve - disse dando a volta na partileira

- impossível - disse andando até ela - Luna admite que você também não quer esquecer e que no fundo você sabe que eu te amo - digo virando a mesma de frente para mim.

- Sabia que machuca ouvir você dizer mentiras Matteo como você tem coragem de mentir para mim depois de tudo? - pergunta me encarando com um olhar frio

- Luna eu menti sim sobre a aposta mais sobre oque eu sinto por você - digo envafando seus olhos mais ela muda a direção - por favor acredita em mim eu te amo.

- Essa palavra é muito forte para dizer sem sentir nada - ela diz voltando me encarar

- Sem sentir nada? Luna eu ti me humilhando para você provando que te amo e você diz que eu sinto nada ? Luna eu sinto sim e muito me dói te ver longe de mim ainda mais por não acreditar no que eu sinto - eu digo pouco alterado e ela me olha um pouco assustada

- Olha eu não te pedi nada a única coisa que pedi é que você ficasse longe de mim mais nem isso você obedece porque você fez questão de querer me machucar mais - ela diz abraçando o pequeno livro

- Desde de quando amar alguém machuca? - pergunto me inclinando pata ficar do seu tamanho

- Desde que esse amor não seja sincero - ela diz me encarando - e por favor matteo não sena hipócrita eu tenho mais oque fazer do que ouvir conversa fiada - diz se virando para ir embora mais eu puxo para mim

- Se não fosse sincero você acha que aguentaria você falando tanta merda para mim sem ao menos revirar? Ou então faria isso - nem término de falar e ataco a boca dela.

Ela tentou lutar contra esse beijo mais o desejo dela de me beijar era grande como o meu e acabou cedendo a minha boca era desse beijo que eu precisava era da boca dela colada na minha do corpo dela colado ao meu, mesmo que depois disso talvez ela me jogue pela janela vai ter válido a tempo o livro que estava em sua mão já estava caindo no chão e suas mais estavam repousadas no meu cabelo enquanto as minhas estavam na sua cintura eu aproveitava cada momento desse beijo minha língua travava uma guerra com a língua de Luna derrepente a falta de ar nos pega é tenho que cair na realidade que talvez não seja tão bom e não tenha gosto de morango

- Idiota - ela só fala isso e sai correndo para fora da biblioteca após pegar sei livro

Eu deveria estar pensando que minha tentativa não deu certo mais ela também não deu errada Luna não me bateu então isso é um ótimo sinal.

Sorrio me encostando na parede da biblioteca ao lembrar do que aconteceu aqui .

 - Em breve você vai ser minha de novo menina delivery - falo sozinho sorrindo que nem um bobo - ou eu não me chamo Matteo bálsano.


Notas Finais


Bom vocês não devem ter entendido a capa é que teve uma cena de Gastina e essa cena super talvez engraçada de lutteo então coloquei essa foto dos dois ❤
Âmbar continua a melhor CUPIDO 😎❤
Benício X Matteo
Quem vai ganhar?
Até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...