História E se tudo fosse diferente?? - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Oiie mores, como vocês estão???
Mais capítulo para vocês, bem calminho hoje...
Boa leitura!!!

Capítulo 24 - O Traidor


PVD DUMBLEDORE

Fiquei sabendo sobre Alice e Frank e me preocupei com isso é claro, eu tinha que me certificar que ninguém iria se machucar, por isso chamei meu agente duplo, aquele que me passou as lembranças e me fez outros trabalhos também. Eu estava em um dos restaurantes do beco, vestindo algo largo e pouco chamativo, quando finalmente meu informante chegou. Vestia roupa preta comprida e capuz, estava irreconhecível e eu agradeci por isso.

- O que houve para me chamar com essa urgência? - perguntou.

- Você deve saber que Alice e Frank foram raptados não sabe? - olhei nos seus olhos.

- Ah, os Longbottom, fiquei sabendo sim, mas o Lorde das Trevas não me deixa chegar perto deles. Mas 'ele' disse que eles não estão muito machucados. - eu sabia exatamente quem era 'ele', não usávamos os nomes para não chamar atenção. - Alice e Frank estão sendo torturados, se demorarem para encontrá-los, os dois ficarão malucos, não terá mais volta. Eles vão ter o destino pior do que a morte, Dumbledore, precisa ajudá-los! - falou assustado.

- Preciso que me diga onde eles estão, vou precisar da sua ajuda para isso. - supliquei, ele parecia relutante em me informar sobre isso, dizia que se me falasse, Voldemort saberia quem foi o dedo duro. - Me diga onde eles estão, nada vai acontecer a você e nem a 'ele' , isso é uma promessa e você sabe que eu sempre cumpro minhas promessas.

- Tudo bem, eles estão em um galpão abandonado no centro de Londres, o lugar está prestes a despencar, então tome cuidado em quantos homens vai mandar para pegá-los, 'ele' me disse que

o lugar nunca fica vazio, sempre tem, pelo menos três comensais lá, tome muito cuidado, eles não ligam para as regras do ministério sobre a proibição das maldições imperdoáveis, eles a distribuem de boa vontade. Eu aconselharia a ir lá pela manhã, ao nascer do sol, onde os comensais estão mais vulneráveis e cansados pela noite em claro, eles não tem autorização para tortura-los sem a presença 'dele', então não se preocupe, não deixarei ninguém chegar perto do lugar enquanto vocês estiverem lá, eu posso tentar distrair os idiotas enquanto vocês invadem. - deu um longo suspiro depois de falar.

- Parece um bom plano, pelo menos sei que Frank e Alice estão bem na medida do possível e vivos, isso é o que importa, fale com 'ele' e também tente convencer ao Lorde das Trevas deixar que você vá para tortura-los também, precisamos de você lá no dia. E me mande corujas sobre como eles estão indo, preciso manter esses dois vivos e bem, não suportaria vê-los loucos. - a pessoa a minha frente concordou com a cabeça e se levantou.

- Vou mantê-lo informado sobre tudo, eu agradeço por tudo. Irei falar com C. também, tenho que manter todos informados sobre tudo. E mais uma coisa Dumbledore, Snape está envolvido na tortura. - disse me encarando.

- Irei falar com ele a respeito, se Severo mentir saberei e então não confiaremos mais nele. - a pessoa acenou com a cabeça.

- Até a próxima Alvo. - falou e apertou minha mão.

- Até a próxima. - acenei enquanto a pessoa ia embora e me deixa só com meus pensamentos.

Voltei a Hogwarts, eu ainda era o diretor e tinha assuntos da escola para cuidar, proteções a fazer e conversar com meu outro agente duplo que não estava se saindo muito bem no seu trabalho. Eu estava no meu escritório quando alguém bateu na porta.

- Entre.

- Mandou me chamar diretor? - perguntou a voz.

- Sim Severo, sente-se por favor. - apontei para a cadeira a minha frente onde o home se sentou.

- Aconteceu alguma coisa? - ele perguntou e eu o encarei.

- Claro que aconteceu, Frank e Alice Longbottom foram sequestrados! - falei indignado com a traição do homem que se dizia meu "aliado".

- Sim, eu vi senhor, apareceu nos jornais. - ele disse.

- Me diga, por tudo que é mais sagrado, que você não está envolvido nisso. - olhei no fundo de seus olhos percebendo sua hesitação. - Severo, por favor.

- Eu não estou envolvido nisso. - falou calma e pausadamente. Era mentira, estava escrito nas suas feições que era uma mentira descarada. Resolvi não tratar disso agora.

- Certo, pode ir então, se souber de algo me avise por favor. - falei, a voz calma massacrando a raiva que eu sentia dele.

- Claro diretor. - dito isso, saiu da sala sem nem olhar para trás. Eu queria entender quando foi que ele se perdeu dessa forma, trair o único homem que o ajudou, que lhe deu emprego, confiança e protegeu a mulher que ele amava. Se ele queria jogar, ótimo, eu também sabia jogar. Ele não fazia ideia de quanto eu abominava uma traição. Enviei um patrono para Minerva e para Filius, pedindo que viessem até minha queria falar com os dois.

Longos minutos se passaram até que alguém batesse em minha porta.

- Entrem. - murmurei.

- Alvo, oque aconteceu? - Minerva perguntou com o cenho franzido.

- Não podem confiar em Snape. - falei rápido e eles me olharam como eu estivesse caduco.

- Como? - perguntou Flitwick.

- Não podemos mais confiar em Severo, ele está do lado do Lorde das Trevas e não do nosso. - falei depressa. - Falei com meu informante esta tarde, ele me disse que Snape sabia de tudo e que também estava ajudando a torturar Alice e Frank.

Minerva cobriu a boca com as mãos não sabendo como reagir. Filius me encarava com os olhos arregalados de pavor.

- Como aquele cretino ousa fazer isso? - McGonagall falou e eu a encarei surpreso. - Desculpe. Mas eu não consigo acreditar que ele fez isso.

- Eu nem sei oque dizer. Vamos contar ao resto da Ordem sobre isso? - Filius perguntou.

- Ainda não. Essa não é a hora certa para isso, eles estão muito abalados com o sumiço dos amigos. Mas eu já consegui a localização deles, vou tratar de ir buscá-los o mais rápido possível, poderia agendar uma reunião para amanhã Filius? - falei calmamente organizando meus pensamentos. - Se tudo der certo, depois de amanhã eles estarão sãos e salvos.

- Claro claro. Farei isso agora mesmo. - falou ele e saiu apressado da sala. Minerva continuou ali comigo, contei a ela tudo sobre a identidade do informante, sobre como ele me ajudava, falei também sobre meus planos para recuperar os Longbottom, ela me ouviu pacientemente, depois de tudo deu sua opinião sobre o plano e apontou algumas falhas que rapidamente corrigi. Eu nunca fui uma pessoa de compartilhar meus pensamentos, mas com Minerva eu sentia que podia falar sobre tudo, além de colocar de trabalho, ela é minha melhor amiga, isso parece coisa de adolescente eu sei, mas eu confiaria a minha vida a ela. Já passava das três da manhã quando terminamos tudo, nos despedimos e ela foi se deitar. Eu por outro lado fui andar pelos jardins para pensar um pouco, tenho que bolar um plano para acabar com Voldemort, algo que acabe definitivamente com todo o seu reinado, para que enfim as pessoas possam ser livres, possam andar pelas ruas sem terem medo se morrerem.

Sei que o tempo dele está acabando, o seu reinado está com os dias contados. Tudo chegará ao fim. Logo.


Notas Finais


Eaiii oque Acharam????
Lorde das trevas tem seus dias contados???
Snape safado, traindo os amigos!
Próximo capítulo também vai estar calminho, maaaas a calma não vai durar muitooo!!!
Espero que tenham gostado e até a próxima!!
Um enorme beijo e
Malfeito, feito!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...