História É tão difícil assim me amar? - Capítulo 11


Escrita por: e Kate4679

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae Jaejay
Visualizações 235
Palavras 602
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Penúltimo cap

Capítulo 11 - Organização






   –Youngjae!– Jaebum e Jay exclamaram ao mesmo tempo correndo para o Jato sendo seguidos pelos outros.

–Jae!– Jaebum colocou a cabeça de Youngjae que estava desacordado em seu colo

–ele esta bem?– perguntou Jay.

–com lisença– perguntou Sing que estava escondido ali no jato e tinha atirado em Jinyoung.

Sing mediu a pulsação de Youngjae e depois de Jae.

–os dois estão bem, mas é melhor leva-los ao hospital–

–esse desgraçado esta bem, mas por agora– Jay pegou sua arma e mirou a cabeça de Jinyoung.

–Boss não faça isso–

–esse desgraçado brincou com meus limites e humilhou o Youngjae, agora ele vai acertar as contas com o de lá de cima–

–hey! Ele é seu irmão não pode fazer isso, é a única pessoa que você tem no mundo– disse Jackson

–Se você não o fazer eu faço!– falou Jaebum irritado.

–n-não– se ouviu uma voz tremula fina e fraca

–meu amor você acordou– disseram os Jae's ao mesmo tempo e se encararam feio.

–ba-baixa isso Jay por favor, ma-matar ele não vai...n-não vai apagar o mal que já esta feito–

–mas ele te machucou–

–se você me ama assim como diz..por favor deixe ele vivo– pediu com os olhos semi cerrados e viu Jay suspirar e baixar a arma.

–vem vamos ao hospital– Disse Jaebum pegando Youngjae no colo e se levantou.

–peguem esse lixo– mandou Jay e Jvin colocou Jinyoung em seu ombro.

–aaah não, merda!!!– Jackson praguejou ao ver as viaturas da polícia cercarem o local.




00000




–hyung!– Bambam abraçou Youngjae que resmungou um pouco pela dor. –ai me desculpe– falou e se afastou olhando o mais velho deitado ali na cama do hospital com alguns ferrimentos.

–foi mesmo real?–

–foi, todos estão na delegacia fazendo seus depoimentos, excepto o Jinyoung que esta em coma, o Mark hyung também esta lá tentando os safar, claro que não queria mas o Jackson o convenceu, se bem que o americano não esta nada feliz Por saber que o namorado dele é um criminoso–

–aff, parece um pesadelo–

–mas é real, e nessa realidade você tem dois amores mas tem que escolher um Porque acho que aqueles dois não vão topar um relacionamento a 3, então, com quem você vai ficar?–

–eu...eu não estou com cabeça para isso agora Bamie–

–entendo, bom vou pegar qualquer coisa para você comer– Kunpimook selou a testa de seu hyung e saiu do quarto deixando Jae ali sozinho organizando suas idéias.




00000




–esta livre!– falou Mark e viu o policial retirar as algemas de Jaebum.

–e os outros?–

–o Jackson o Yug e os outros só precisam pagar uma fiança já que não houve mortos apenas feridos, já o Jay, ele esta um pouquinho mais enrolado porém aquilo das boates é só um mal entendido, ele fez aquele lugar para as pessoas espontaneamente irem se prostituir para não ficarem por ai nas ruas, um ato nobre ate, mas ele é um contrabandista de armas, vai precisar torrar muito dinheiro e usar toda sua influência para passar o minimo tempo possível na pisão, uns anos ou meses–

–espero que passe o maximo de anos possíveis lá– Jaebum caminhou até a porta e saiu indo ao hospital ver Youngjae.









5 meses se passaram, jay saiu da prisão, Jinyoung pegou 3 anos e seu irmão não mexeu nem um dedo para o ajudar, Jaebum ficava andando atrás de Youngjae e Youngjae fica o evitando morando com Mark e quase não saia de casa e teve de fazer uma terapia para assimilar tudo aquilo, mas ele não podia fujir para sempre, tinha de encarar a realidade mais sedo ou mais tarde.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...