História É tão difícil assim me amar? - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae Jaejay
Visualizações 157
Palavras 1.305
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Antes que façam as coisas que as outras leitoras fizeram em outras fics minhas, eu vou avisando que minhas histórias são assim, tem altos e baixos, final, que tipo de história seria se só houvesse coisas Lindinhas? Nas minhas fics eu faço o casal sofrer muito antes de ficarem juntos, e se não gosta disso, esta lendo história da Autora errada.

Capítulo 9 - Porque com o Youngjae?







    –Jay?–

–Youngjae? Você esta chorando? Oque foi Sunshine? Você esta bem?–

–não Jay, eu não estou bem, é o Jaebum–

–aff aquele idiota eu sabia, estava bom demais para ser verdade–

–eu preciso de ti Jay, por favor– disse entre o choro.

–estou vindo te pegar– Jay largou o celular e se levantou da cama indo se vestir e logo saiu de casa pegando seu carro, era 10:09 PM, mas quando se tratava de Youngjae...




00000




Jaebum estava sentado a porta de sua casa, ou de Youngjae, bom eram casados com união de bens então a casa era de ambos.

O Im não pretendia sair dali até Youngjae lhe dar pelo menos 1 minuto para se Explicar, ele não tinha culpa de nada, amava Youngjae e seria incapaz de se separar dele agora que tinha percebido o tesouro que tinha ao seu lado.

Jaebum Batia a porta uma vez a outra mas Youngjae não atendia já sabendo que era o Im mas ele só batia para Youngjae saber que ele ainda estava ali, naquele frio esperando uma chance de se explicar.

O im já estava para pegar no sono quando ouviu o som de um carro parar ali e logo se levantou vendo a figura que saia do carro fechando a cara de imediato.

Jay caminhava rapidamente ate Jaebum parando na frente dele.

–oque faz aqu...– Jaebum se calou pelo soco bem dado que recebeu de Jay.

–isso foi por ter feito o Youngjae sofrer por 2 anos– Jay deu outro soco em Jaebum –isso foi por ter lhe iludido lhe fazendo acreditar que você estava o amando– mais um soco no rosto do Im –e esse é por ele estar ai dentro chorando por você!– berrou irritado

–idiota!– Jaebum deu um soco no estómago de Jay que deu passos para trás cuspindo sangue pelo impacto e força que o soco lhe tinha sido desferido. –o Youngjae é meu esta me ouvindo?– gritou e deu um soco no rosto de Jay que quase caio.

–seu idiota!– Youngjae bateu em Jaebum e se aproximou de Jay o ajudando a se equililibrar –porque bateu nele?–

–ele quem começou, chegou aqui me batendo e me acusando–

–ele não te acusou apenas disse a verdade–

–mas Youngjae... –

–cala a boca Jaebum, eu não quero ouvir falar de você já disse, agora pegue suas coisas e vai embora! Não quero ver você quando voltar–

–você vai sair com esse idiota?–

–vou sair sim e você não vai fazer nada, já assinei a merda do divorcio, agora é só Você assinar que vai ficar livre de mim para sempre–

Youngjae saiu dali com Jay e a vontade de Jaebum era de esmurrar aquele tatuado até fazer panqueca dele, mas não era assim que ele convenceria Youngjae de que é outra pessoa.




00000




–vai ficar uma marca– disse Youngjae após limpar o canto da boca de Jay que tinha um corte.

–você não esta com aquele idiota e isso é oque realmente importa– disse sorrindo fraco oque lhe fez o estómago doer.

–me deixe ver isso– Youngjae ajudou Jay a tirar a camisa e a deixou ali na cama olhando aquele peitoral ficando hipnotizado.

–rs, pode tocar quando quiser– Jay comentou e viu Youngjae corar e logo olhou o local roxo ali na região do estômago, Youngjae pegou uma pomada que estava ali na caixa de primeiros socoros e passou ali delicadamente ouvindo Jay gemer, só não sabia se era de dor ou do contacto dos dedos do menor com sua pele.

–Jae?– chamou e ganhou atenção do ainda Im que fechava a caixa. –você realmente assinou os papeis do divórcio?–

–sim, não vejo motivo para continuar com alguem que não me ama, foram dois anos aguentando tudo na esperança que um dia ele me amasse mas, tudo que fez foi me iludir para me destruir em grande escala– falou e viu Jay le limpar uma lágrima fujona –é só ele assinar para a gente estar oficialmente separados–

Jay limpou mais uma lágrima daquele rosto angelical e foi se aproximando dele juntando os lábios em um beijo terno e calmo.

Jay deixou Youngjae deitado ali na cama e ficou por cima o encarando

–seja meu Youngjae, seja meu e eu te garanto que você nunca mais vai derramar uma lágrima siquer de tristeza, minha razão de viver será ver esse seu sorriso lindo 12 meses por anos, 4 semanas por mês, 7 dias por semana, 24 horas por dia, 60 minutos por hora e 60 segundo por minuto–

Youngjae sorriu e deixou mais lágrimas lhe escaparem, mas essas eram de felicidade por ter alguem que realmente se importava com seu bem estar.

–me faça seu Jay, me mostre esse amor que você tem por mim e me ensine a te amar–

Os dois sorriram apaixonados e logo voltaram a se beijar acariciando o corpo um do outro se despindo.

Naquela noite Youngjae e Jay fizeram um amor incrível cheio de paixão e desejo, sentiram o calor e sabor do corpo um do outro junto a promessas de amor, para Jay aquela era a melhor noite de sua vida e para Youngjae...




00000




Youngjae olhou o rosto de Jay dormindo e sorriu lhe dando um beijo nos lábios e depois se levantou pegando sua cueca e usou a camisa de Jay saindo do quarto indo preparar o pequeno almoço já que não era a primeira vez que estava naquele ap.




Youngjae estava finalizando de colocar as coisas na bandeja quando ouviu a campainha tocar e logo colocou um biscoito na boca enquanto caminhava para ir abrir a porta o mastigando.

–quem é?–

–é o Jinyoung, você combinou comigo hoje esqueceu?–

Youngjae suspirou e abriu a porta mas...

–mãos onde eu possa ver lindinho– falou um homem mascarado apontando a arma para Youngjae que levantou as mãos.

–oi delícia– falou Jinyoung mordendo o lábio inferior analisando as coxas nuas de Youngjae. –vão pegar Jay– mandou e logo outros 3 homens mascarados subiram.

–rs, eu disse que aquilo não ficaria por ali, sabe porque? Porque eu estou habituado a ter oque quero e...você esta no topo da minha lista de desejos– falou e acariciou sua arma na coxa de Youngjae.

–você não pode fazer isso seu...– três sons de tiro foram ouvidos vindos do quarto

–vai ver oque esta acontecendo– Mandou ao outro homem que estava ali para ir ao quarto mas viram Um dos bandidos chegando na sala com Jay como refem, park este que estava só com uma calça e com o ombro machucado escorrendo sangue.

–Jay você esta bem?– Youngjae tentou ir ao alcance de seu namorado mas Jinyoung o segurou pelo braço lhe trazendo para perto de si.

–oi maninho, eu disse que iria fazer Você pagar não disse? Falou e deu uma fungada no pescoço de Youngjae fazendo o sangue do mais velho ferver.

–fica quieto!– mandou um dos bandidos que apontava as armas para Jay

–oque aconteceu ali?– perguntou Jinyoung.

–o seu irmão quis bancar o heroi e acabou acertando nos outros dois com a arma dele, mas eles estão bem, ai atirei no ombro dele e ele soltou a arma–

–aah tinha me esquecido que você é um gângster– disse Jinyoung e Youngjae olhou confuso para Jinyoung e depois para Jay. –sim isso mesmo lindinho, o prestigiado Jay Park, é um ganger, um traficante de armas e de prostituição ilegal, rs, não achou que esse dinheiro todo fosse heranca dos nossos pais e as boates dele neh? Ok, uma parte é mas o meu irmão mais velho tomou conta dos negócios sujos do meu pai, e agora ele os administra com mãos de ferro não é maninho?–

–chef é melhor a gente ir logo–

–é, peguem ele– disse saindo dali arrastando Youngjae que antes deixou um olhar de decepção seguido de uma lágrima para Jay que apenas baixou a cabeça.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...