1. Spirit Fanfics >
  2. É, Vitão, tá foda >
  3. Toda música tem um fim

História É, Vitão, tá foda - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


(fun fact: eu nunca nem comecei um relacionamento imagina terminar um)

Capítulo 1 - Toda música tem um fim


Ah, sei lá, mano. É que a gente cantando a discografia do Vitão não sai da minha cabeça. 'Cê cantava os versos mais rápidos porque eu sempre embolo nessas partes, apesar de saber cada palavra por não conseguir esquecer você cantando, enquanto eu alcançava as notas altas, já que tua voz grave falhava se tu cantasse igual ele. 

(um dia eu consegui cantar tudo direitinho, no ritmo certo. mas tu num precisa saber disso) 

A gente era aquela dupla conceitual que todo mundo achava que dava certo. Eu com meu visual sem-graça de quem só compra roupas básicas baratas e não sabe combinar peças, e tu sempre tava no "hype", como dizia o pessoal que andava contigo, andando com um violão nas costas e fones de ouvido pendurados na blusa. Mas andávamos de mão dada, dividindo o fone, desafinando de propósito no meio de um público que a gente nem conhecia e rindo de quem nos olhava com cara feia. 

E confesso, eu deixava meus fones em casa de propósito só pra tu me oferecer o outro lado do teu. 

Quando a gente cantava era um espetáculo. E mesmo que tivessem cem pessoas aleatórias que foram atraídas pelo nosso som nos olhando, eu só conseguia te ver tocando no violão, de cabeça baixa, aquela canção de los hermanos que te pedi pra aprender, com a franja caindo nos olhos – eu te dizia direto pra cortar o cabelo, mas tu negava usando a justificativa de que gostava quando eu arrumava teus fios rebeldes atrás da orelha. 

A gente era a meta do povo! A gente se encaixava! Mas só encaixar não era suficiente. E nem bom. Muito menos bonito como diziam. 

Tive que me esculpir pra tentar me encaixar no teu tempo, na tua rotina, nos teus rolês. Tu também se moldou por mim. Largou teu fim de semana de paz enfurnado no quarto escrevendo poesia pra me acompanhar na beira mar o dia todo – e tu nem gosta de sol, de mar, de areia ou de expor teu corpo em roupas de banho, mas 'cê ia. Assim como eu odiava passar horas no shopping indo de loja em loja só pra escolher e experimentar roupas, mas eu te acompanhava toda vez. E ninguém abria a boca pra dizer que não gostava disso ou daquilo. Mas tudo bem, era besteira. Amar é sacrificar. 

Mas até essas besteiras ganharam importância e a nossa cantoria aconchegante se transformou em uma gritaria desconexa. 

A verdade é que a gente se quebrou pra estar junto e não foi só nosso coração que saiu partido dessa, foi o corpo todo. Tentamos sem sucesso ser que nem as rimas do Vitão: palavras diferentes, com significados diferentes, mas que combinavam de algum jeito. 

Só que... A gente não conseguia mais rimar. 'Cê queria cantar verso livre e eu não queria mais cantar.

Então paramos de dividir o fone. E eu nunca mais escutei Vitão. 


Notas Finais


hmmm isso devia ser um texto feliz mas se tornou isso aí???? eh isto escutem vitão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...