História Easier - redhead - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Chuck Shurley, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Mary Winchester, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Rowena Rowena Macleod
Visualizações 38
Palavras 1.138
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Magia, Misticismo, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora, mas escrevi.
Tá curtinho, mas faz parte e espero que gostem. ❤️❤️❤️❤️

Capítulo 44 - Faz parte do plano ou fofoca


Fanfic / Fanfiction Easier - redhead - Capítulo 44 - Faz parte do plano ou fofoca

 

Lúcifer se despediu e foi embora.

 

Xxxxxxxxx

 

 

 

Rowena sentou ao lado da filha e observou ela dormir, seus pensamentos estavam tão bagunçados.

 

 

Xxxxxxxx

 

 

 

 

Já na caçada tudo estava bem, era um caso de espíritos presos no mundo humano que precisava parar de machucar pessoas próxima e seguir seu caminho. Mas Crowley ligou no celular de dean, e queria falar com a Brianna.

 

-Capiroto?! - disse dean atendendo a ligação.

 

-Estou sem tempo para brincadeiras.  - disse Crowley nervoso. -A Brianna tá com vocês?

 

-Tá! - dean disse esticando a mão com o telefone.

 

-Fala logo Fergus. -Brianna disse provocando.

 

-É filha da vadia ruiva mesmo! - ele disse enojado.

 

-Fala logo. - ela disse.

 

Se afastou de dean e Sam.

 

-Sabia que a sua irmã teve um ataque de pânico. - ele disse calmo.

 

-Como assim? Ela estava bem antes de sairmos de casa. - Brianna disse.

 

-Parece que o diabo foi fazer uma visita para a mãe e a filha. - Crowley riu. -E, é claro que a garota entrou em pânico. Mas deixa eu te dar um aviso.

 

-Você está me dando trote é isso? - Brianna disse sem paciência.

 

-Não, não estou. Quando eu disse que a mamãe era uma vadia eu tinha razão, ela trai seu pai com o próprio filho dele, sabia que na noite que vocês voltaram para a casa na manhã seguinte ele estava transando com ela em um quarto no fim do corredor? - ele disse calmo.

 

-Crowley que porra é essa? - Brianna gritou. -Para de brincar comigo.

 

Dean e Sam estavam observando a conversa de longe.

 

-Achas que estou mentindo? - ele disse irônico. 

 

-Eu tenho certeza. - Brianna respondeu respirando fundo.

 

-Então joga o verde pra ruiva que você vai colher o maduro. Ela transou com ele enquanto vocês idiotas dormiam e enquanto o maridinho está no céu. - Crowley riu e desligou. 

 

 

Brianna ficou muito irritada, andou em passos largos e cheia de raiva. Entregou o celular para dean e gritou.

 

-Que vadia. - esbravejou.

 

-Que foi? - dean pegou no rosto dela.

 

-Minha mãe. - Brianna não olhava para o rosto de dean.

 

-Ela é uma vadia! 

 

-Para com isso. Conta o que houve? - dean disse calmo abraçando ela.

 

-Me leva pra casa? - ela pediu mais calma.

 

Sam abriu a porta do carro para Brianna entrar.

 

-Bri o dean só precisa pagar a estadia do hotel e já vamos. - Sam disse olhando para ela.

 

-Tá Sam. Não tem problema. - ela disse.

 

-O que houve? - Sam perguntou. 

 

-Rowena está trepando com o diabo. - ela disse cruzando os braços. 

 

-Como assim? - Sam perguntou sem acreditar.

 

-Crowley disse que na manhã seguinte do dia que vocês foram nos buscar ele foi na minha casa trepar com a Rowena enquanto dormíamos. - ela disse olhando para o vidro da porta. 

 

-Bri, não pode ser! Sua mãe ama o Chuck. - Sam.

 

-Não tenho tanta certeza. O pior é a Lili. - Brianna.

 

-O que tem ela? - disse dean entrando no carro.

 

-Crowley disse que a garota entrou em pânico quando viu ele no quarto. - Brianna.

 

Ninguém disse mais nada.

 

 

Xxxxxxxx

 

 

 

Rowena estava no quarto, quando todos chegaram. 

 

Dean e Sam tentaram acalmar ela, mas nada a impediu, ela subiu raivosa pelas escadas já soltando fogo de tanto ódio.

 

 

 

 

Rowena estava em pé mexendo em um saquinho de feitiços.

 

Brianna empurrou ela como se fosse um homem querendo arrumar briga.

 

-Ei! - Rowena gritou. -O que tá fazendo? 

 

-Você é uma vadia. -Brianna apontou o dedo na cara dela.

 

-Eu sou sua mãe, não pode me tratar assim! - Rowena disse brava. 

 

 

Sam e dean estavam subindo as escadas e entraram no quarto puxando Brianna, que a mesma jogou os dois longe só com um movimento do dedo. 

 

-Não faz isso Bri. - disse dean.

 

-O que tem de errado com você? Porque está tão irritada? -Rowena disse.

 

-Eu tenho nojo de você ser minha mãe. - ela empurrou a Rowena novamente. 

 

-Que porra! O que tem de errado com ela? - Rowena olhou para os rapazes. 

 

-O que tem de errado comigo? - Brianna gritou e riu.

 

-Acha que não sei que tá com o Lúcifer? - Brianna gritou.

 

-Não estou com ele. - Rowena negou.

 

-Você só estava trepando com o diabo, é isso então? - Brianna riu.

 

-O que? - disse Rowena incrédula.

 

-Tá surda? Você tá trepando com o diabo enquanto o papai está no céu. - Brianna esbravejou e empurrou Rowena longe com os movimentos dos dedos. 

 

Rowena jogou o mesmo feitiço nela que caiu sentada ao lado da porta. 

 

 

-Já chega Brianna. - Rowena gritou.

 

 

-Minha irmã entrou em pânico por causa dele e você ainda fez ela tentar conversar com ele? - disse Brianna. - Tenho nojo de você! 

 

 

Lilith havia acordado com a briga das duas. Que ficou em pé e vi Rowena ir até Brianna e dar um tapa no rosto dela, deixando a Pelé arder. 

 

 

-Para! Parem com isso. - disse Lilith.

 

Brianna sabia que a menina só tinha dois anos e era muito pequena para entender o real motivo da briga. 

 

Brianna agachou ficando da altura da menina.

 

-Você está bem? - Brianna deu um sorriso ao ver a irmã

 

-Ele já foi embora? - Lilith perguntou baixinho. 

 

Brianna olhou para Rowena com um olhar de nojo e desdém, Rowena havia negado até o fim que não havia feito nada de errado com o Lúcifer, mas a irmã entregou a mãe. Brianna pegou Lilith no colo e começou a brincar com a garota.

 

 

-O que acha de aprender usar seus poderes? - disse Brianna.

 

-Você vai me ajudar? - Lilith riu e deitou a cabeça no ombro da irmã. 

 

-Vou. - disse Brianna andando com ela pela casa. 

 

 

Xxxxxxxxxxx

 

 

Sam e dean estavam feito estátuas na porta, não sabiam como reagir. 

 

 

-Converso com você depois dean, tá pegando a Brianna né? Mas agora não é hora. Como ela soube? - Rowena jogou os cachos para trás do pescoço. 

 

-Crowley. - disse Sam.

 

-Eu mato ele. - esbravejou a bruxa. 

 

-Como sabe de mim e da ..? - disse dean que foi interrompido.

 

-Tá escrito idiota na minha testa? Você deixou o corpo dela todo marcado. - Rowena disse dando uma cotovelada nele.

 

Saiu do quarto e se deparou com Chuck em pé na escada, ele estava acabado. 

 

Estava chorando muito e sem estruturas. Havia se apoiado ao corrimão da escada, ele encarava Rowena com um olhar de desapontamento, queria que fosse mentira e que pudesse voltar no tempo para mudar tudo que Haia acontecido na ausência dele. 

 

Rowena então caminhou até uns metros dele.

 

 

-Porque? Porque Rowena?

 

-Porque fez isso comigo? Meu amor por você esses anos todos não foram o suficiente? - Chuck disse caindo de joelhos na escada.


Notas Finais


E aí o que acharam?
Teve treta né? O que vocês acham/querem que aconteça agora que Chuck voltou do céu e descobriu tudo? Como acham que ele devia reagir com a bruxa?





Pessoal tô pensando em dar fim nessa fic, pretendo escrever mais alguns capítulos e finalizar. Só um pensamento por enquanto...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...