1. Spirit Fanfics >
  2. Eccedentesiast >
  3. One

História Eccedentesiast - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo pequeno, bleh. );
Tentarei trazer um maior da próxima!
Boa leitura, perdão por qualquer erro. ♡

Capítulo 2 - One


06:40 AM 

Seul – Coréia


     Jeon havia acordado a exatos vinte minutos atrás, os quais passou se arrumando para mais um dia de serviço. O garoto trabalhava na cafeteria na esquina de onde ficava seu apartamento e às vezes fazia turnos à noite na editora apenas para ganhar uma renda a mais. 

  Aproveitou seus últimos dez minutos em casa e sentou-se, desbloqueando seu celular e olhando suas redes sociais, havia apenas algumas mensagens de Yoongi, dizendo o quanto aquela notícia era legal, mas Jungkook estava desapontado, esperava acordar com alguma resposta de Taehyung, sabia que não devia ter criado tanta expectativa quanto a cena da noite passada e que aquilo havia sido apenas uma brincadeira sem graça consigo.

  Sendo assim, colocou seu aparelho em seu bolso e tomou o último gole de seu café, fazendo careta pelo líquido já estar frio. Como estava bastante adiantado, caminhou sem pressa pelas ruas de Seul, o dia estava nublado e uma brisa fria passava pelos longos fios castanhos de Jeon, a ponta de seu nariz estava um tanto vermelha, indicando que o clima realmente estava gélido naquela manhã.

  Foram cinco minutos para chegar a cafeteria, esse era um dos benefícios de morar praticamente ao lado de seu serviço.



  — Bom dia, Jungkook! — Disse Hyungwon com certo entusiasmo, Jeon perguntava-se como alguém podia estar tão feliz em uma manhã fria de quarta-feira.


 — Bom dia, Hyung. — Respondeu, por educação, seguindo para os fundos do local, onde ficavam os armários dos funcionários. 


 — Seu cabelo está bonito hoje, fez algo de diferente? — Perguntou Won, tentando puxar assunto com o mais novo. Hyungwon era gay e desde que Jeon começara a trabalhar ali, o mesmo vem alimentando a ideia de que um dia ambos poderiam dar certo juntos.


— Não, apenas lavei, como sempre faço. — Tirou de sua mochila seu avental limpo, pegando em seu armário o avental que havia sujado anteriormente, colocou o mesmo dentro de um plástico e pôs em sua mochila. Tirou então o moletom que estava usando, ficando apenas com uma blusa branca. Demorou um pouco para notar que Hyungwon ainda estava ali, Jeon perdia-se facilmente pelo seus pensamentos. — Won, para de me olhar.


 — Desculpa, é inevitável. 


 — Por favor, pode deixar eu me trocar sozinho?


 — Mas Jeon, você só vai ficar sem camisa, não tem problema algum nisso… — Tentou convencer o garoto, que olhava seriamente para ele.


 — É sério, Won, sai. — Disse mais uma vez, podendo ouvir o maior bufar e sair dali, assim tirou sua blusa e rapidamente vestiu o uniforme, juntamente com o avental. Guardou suas coisas e seguiu para o balcão, ainda faltava alguns minutos para abrir a cafeteria. Enquanto Hyungwon passava pela última vez pano no chão, Jeon contava o dinheiro do caixa, alguns outros funcionários ainda chegavam, e aos poucos organizavam-se, até a estabelecimento abrir.


  O período da manhã fora bastante corrido, eram várias pessoas entrando e saindo a todo momento, Jeon havia deixado o caixa para outro funcionário e passou a anotar pedidos e levá-los. Era cansativo anotar quase sempre as mesmas coisas, a maioria dos clientes pediam um cappuccino ou latte macchiato juntamente com um croissant, aliás, a Coffee Academics era a melhor daquela região e super conhecida por seus tradicionais. 

  Com tantas tarefas, a manhã acabou passando em um piscar de olhos que, Jeon nem se deu conta que estava novamente em frente ao seu armário, guardando seu avental. Pegou seu cartão e estava saindo para o horário de almoço, sendo seguido por Hyungwon.


  — Hey, Jeon, quer almoçar comigo? — Já esperava um belo “não” vindo de Jungkook, mas não custava tentar, queria apenas alimentar sua ilusão.


 — Pode ser. — Para o espanto de Won, aquela era a primeira vez que Jeon concordava com algo. Seu sorriso foi de orelha a orelha, puxando o garoto pelo braço para um restaurante não muito longe dali. 

  

    Jungkook estava tão frustrado com tudo que acontecia ao seu redor, que achou que seria uma boa ideia almoçar com Hyungwon — mesmo sabendo bem quais eram suas intenções. — Jeon de fato nunca foi um garoto que ligou para relacionamentos ou sequer envolveu-se com alguém durante seus dezoito anos de vida, era extremamente focado no objetivo de alcançar seu sonho que não via finalidade em ter uma namorada ou namorado.

  


 — Você está me ouvindo?? — Perguntou Won, enquanto mexia freneticamente seus dedos, mostrando o quanto estava ansioso.


— Desculpa… O que estava falando mesmo? 


— Jeon, me diga, o que aconteceu? 


— Nada, Hyungwon. — respondeu, virando seu rosto para a janela que havia no ambiente, era péssimo a sensação de estar sendo observado, entretanto ele pelo menos sabia quem estava observando-lhe. 


  Passaram-se alguns minutos até o Bibimbap de ambos chegarem, após a gafe de Jungkook, o silêncio constrangedor permanecia no local. Então, começaram a comer.


— Hum… Você pretende fazer faculdade, Jungkook? — Novamente, Hyung tentou puxar assunto, vendo agora as orbes escuras de Jeon lhe encararem. 


— Não sei. Não é algo que almejo, mas quem sabe. E você, fez faculdade de algo ou ainda pretende fazer? — o acastanhado finalmente estava mantendo assunto com o mais velho.


— Pretendo fazer, meu sonho é ser professor. E qual é o seu sonho? — O sorriso que mantia em seus lábios foi desfeito assim que viu o outro abaixar seu olhar e voltar a comer.


— Meu sonho é ser um grande escritor. — respondeu após algumas colheradas em sua comida, tendo um suspiro vindo do maior.


— Você escreve? Adoraria ler algo seu, será que qualquer dia irei ter essa honra? 


— Eu até te mostraria, mas sou um tanto inseguro com isso. Acho melhor esperar até eu publicar meu livro. — riu baixo de seu próprio comentário, Won estava quase morrendo ali mesmo, eram muitos avanços para um dia só.


— Logo, logo você vai conseguir lançar seu livro, então não me preocupo em esperar. — Sorriu, e a partir dali, ambos seguiram conversando sobre coisas aleatórias enquanto terminavam suas refeições. 


  O horário de almoço de ambos foi extremamente agradável, Jungkook achava que dali poderia surgir uma amizade e seria até bom para ele, já que não costumava fazer amigos fácil. Essa era uma das razões por trabalhar naquele local por mais de um ano e não ter feito sequer uma amizade. 

  A cafeteria abriu novamente por volta das quinze horas da tarde e pouco a pouco o movimento ía crescendo. O expediente de Jeon seria até às dezoito horas naquele dia, estava pensativo sobre ir ou não para a editora após o ocorrido da noite passada, ainda sentia-se envergonhado por ter sido humilhado por seu “chefe”.


 — Jungkook, há um cliente querendo seu atendimento. — Uma das colegas de trabalho adentrou a cozinha, chamando atenção do garoto que estava preparando um café americano.


— Não tem outra pessoa para atender ele agora? — perguntou, focado no que estava fazendo.


— Olha, eu até tentei atender ele, mas ele exigiu sua presença. Parece ser alguém importante, toma cuidado, tinha até fotógrafos na rua por causa dele. — Vestiu sua touca, escondendo suas longas madeixas negras e puxou Jungkook, começando a fazer o seu serviço. — Vai lá, eu cuido disso.


— Ah… Estranho, acho que ele deve estar se confundindo, irei lá ver esse mal entendido. — Lavou suas mãos, secando-as brevemente em seu avental e tirou a touca de seu cabelo, seus fios mais longos estavam amarrados todos juntos, em um pequeno coque desengonçado.


  Assim que saiu da cozinha, pode notar o cliente que usava um béret basque na cor preta e um sobretudo bege, o mesmo mantinha em suas mãos o cardápio local, olhando por cima, aquele era o único que não bebia e comia algo. Talvez fosse ele que quissesse o atendimento de Jungkook, mas por quê?



  — Hum… Boa tarde, senhor. Gostaria de fazer seu pedido? — Aproximou-se da mesa, tirando de seu bolso um tablet onde fazia as anotações de pedidos.


— Sente-se, por favor, tenho assuntos para tratar contigo. — a voz grave fez os pelos de Jungkook se arrepiarem. Por um momento, pensou que conhecia aquela voz.


— Me desculpa, mas eu estou… 


— Eu tenho dinheiro suficiente para comprar este lugar, agora sente-se. — O homem disse, abaixando o cardápio revelando seu rosto, Jeon estava paralisado, conhecia bem aquele rosto. Era Kim Taehyung em sua frente.


— Tudo b-bem. — Sentou-se no banco de frente para o mais velho, que olhava fixamente para o garoto.


— Fico feliz que tenha me mandando mensagem, e eu entendo que estivesse nervoso ontem. Eu sei o que aconteceu, ainda tem seus rascunhos?


  Jeon estava em um turbilhão de sentimentos por dentro e sem reação alguma por fora, perplexo com o fato de Taehyung saber de seus rascunhos e confuso com o que estava acontecendo. Então, de fato, na noite passada ele havia falado com seu ídolo e novamente estava fazendo isso?


   Jungkook convenceu-se que estava vivenciando um sonho, tudo aquilo era irreal demais para ele.





Notas Finais


espero que tenham gostado! Até o próximo capítulo. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...