1. Spirit Fanfics >
  2. Eclipse lunar >
  3. " In Deafening Silence"

História Eclipse lunar - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus amores! 💕😊
Have a good Reading 🤩
Tenho uma dica para vcs, leiam esse capítulo ouvindo Blue Jeans da Lana Del Rey. Fica perfeito. Caso a música acabe e vc não tenha terminado ler, coloque-a desde o ínicio :):)

Capítulo 21 - " In Deafening Silence"


****

Soltei um suspiro ao ver meu reflexo no espelho. Trajava uma calça moletom preta, um casaco cinza e um top branco tomara que caia escrito em preto a palavra “BABY” e um tênis.  Deixei meu longo e ondulado cabelo da cor castanho solto. Não tava afim de me maquiar e nem de me arrumar muito para encontrar com o Jin. Passei um pouco de perfume e saí do meu quarto.

- Vai sair S/N?- Minha mãe perguntou assim que cheguei na sala

- Sim. Vou sair com uma amiga, mas não irei demorar.

- Uhm... Ok! Quero você em casa até 21:00 viu SN?

Olhei a hora e era 18:58. Assim que mandei mensagem para o Jin ele não demorou me responder. Combinamos dele vir me buscar.

- Tá. Tchau!- Saí de casa e fechei a porta ficando ali parada esperando ele.

Exatos 3 minutos depois ele chegou com o seu carro. Respirei fundo e um nervosismo bateu. Será se é tarde demais para dar meia volta e entrar dentro de casa? Não S/N, resolva logo os seus problemas de uma vez. 

Adentrei o carro do mesmo e logo o vi. Seus cabelos loiros levemente bagunçados, seus lábios vermelhos avantajados, sua camisa marrom bem passada, a calça preta na medida certa e seu sobretudo preto. Qualquer uma se derreteria ao lhe ver e comigo não foi diferente.

- Oi- Falei sem encará-lo.

- Oi- Ele respondeu encarando-me. Pude perceber que ele abriu a boca para falar mais alguma coisa mas acabou desistindo e voltou a dirigir.

É incrível como o nosso relacionamento esfriou mudando drasticamente da água para o vinho. Ele decepcionou-me mas eu não deveria cobrar tanto dele já que não chegamos a oficializar o nosso relacionamento. Entretanto ele dizia gostar de mim. Dizia que o seu desejo era que nós dois pudéssemos dar certo. Mas pelo visto foram apenas coisas ditas da boca pra fora.

Ele estacionou o carro em frente a uma pequena praça que encontrava-se deserta, ou seja, teríamos privacidade. Desci do carro, fechei a porta do mesmo e fui sentar-me em um banco que nos proporcionava uma vista exclusiva para o rio Han. Uma ponta do banco foi ocupado por mim e a outra pelo Jin. Do outro lado do rio podíamos enxergar várias luzes ligadas iluminando a cidade.

A única coisa audível era o som de carros que passavam pelo local e do vento um pouco gélido. Estávamos tão perto um do outro mas ao mesmo tempo estávamos tão distantes.  Decidi então encará-lo, mas fui pega de surpresa ao ver que ele me encarava profundamente como se quisesse guarda cada detalhe meu. 

- Por que?- O questionei fitando-o. Logo ele desviou o seu olhar do meu rosto, então me aproximei dele e peguei o seu rosto com as minhas mãos forçando-o a olhar-me.- Por que?- Repeti a minha pergunta franzindo o cenho e com os olhos marejados.

- Sei que não é a resposta de deseja ouvir, mas é complicado S/N!  

- Então tenta me explicar caramba! Tenta me ajudar a entender. Eu te peço!

- Independente do que eu falar você irá esquecer o que viu? Irá voltar a agir normalmente? Irá S/N?- Questionou-me tirando as minhas mãos do seu rosto.- Sei que errei. Tenho ciência disso. Sei que você não merecia tal atitude minha, porém a única justificativa que tenho para justificar meus atos, estão além de uma simples explicação. Nem eu sei que decisões devo tomar S/N- Nesse meio tempo, algumas lágrimas minhas insistiam em cair- O que eu vou dizer agora pode até parecer rude de minha parte mas é preciso, eu não deveria ter me envolvido com você. Eu não deveria ter te impedido de sair daquela biblioteca, eu não deveria ter te levado para aquela sala, eu não deveria ter me aproximado de você porque no fundo eu sabia que poderíamos ter essa nossa conversa de agora.

- Então por que?- Gritei para ele sentindo minhas lágrimas molharem o meu rosto- Me diga a porra do motivo de você não ter evitado tudo isso já que sabia aonde poderia nos levar?

- Porque eu não pude resistir a uma coisa que já tinha se tornado tão irresistível para mim- Ditou calmamente fitando o chão.

- Droga Jin! Eu me apaixonei por você. Você me fez amar cada detalhe seu, de suas piadas ruins a sua maravilhosa comida, de seus carinhos e beijos deliciosos a suas provocações, de sua risada engraçada a sua encantadora voz. Como irei fazer para que quando eu olhar para você eu não lembre dessas coisas?- O questionei incrédula. Seu olhar sob mim era triste e profundo dando a entender que a sua magoa era do tamanho da minha. Mas não, não era.

- Desculpe-me S/N!- Ele pegou meu rosto juntando as nossas testas- Não quero te perder e nem te deixar ir.

- Irá me explicar toda a historia?- Indaguei olhando seus olhos que estavam tão perto dos meus.

- Não posso! Acredite, quanto menos você souber melhor.

Fechei os olhos e inspirei profundamente inalando  o seu perfume que eu tanto amava! Me permiti então ter a ousadia de selar meus lábios nos seus, que não demorou ser correspondido. Foi um beijo ardente, apaixonante, necessitado... Mas foi o último.

Juntando toda a minha força de vontade afastei seus lábios dos meus.

- Ok. É um direito seu não querer me falar nada mas de uma coisa tenha certeza, você não irá me perder porque já perdeu. Assim como você me deixará ir, eu o deixarei ir também. Sei que não o esquecerei, mas irei superar o que eu estou sentindo agora. Peço que tenhamos apenas uma relação de aluno e professor.- Me levantei do banco afastando-me dele- Tchau SeokJin.

Antes de eu ir embora definitivamente virei-me mais uma vez para ele.

- Ah e por favor não cometa o mesmo erro que você cometeu ao vir atrás de mim. É a última coisa que lhe peço. – Ditei por fim indo embora.  

Durante o meu percusso de volta para casa, deixei minhas lágrimas caírem á vontade. Me sentia magoada, decepcionada. Porém eu também tinha minha parcela de culpa. Eu não deveria ter me apaixonado tão rapidamente por ele e nem ter dado aquele beijo nele. Estava quase perto da minha casa então cessei as lágrimas e apressei mais o passo, pois só quero tomar um banho e ir dormir.

QdT

Encontrava-me deitada na minha cama com a luz desliga. Meu quarto estava iluminado apenas pela fraca luz da lua que atravessava a janela do meu quarto e passava pela brecha da cortina. Fitando o teto em um silêncio ensurdecedor, fechei os olhos e me permiti esquecer por algumas horas tudo que aconteceu. Como se fosse uma simples lembrança envolta de espinhos.

 

 


Notas Finais


KISSES 💋
Love you all 💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...