História Eclipse Perfeito - Capítulo 6


Escrita por: e manda369

Postado
Categorias Carmilla
Personagens Carmilla, Laura, Personagens Originais
Tags Elise Bauman, Natasha Negovanlis
Visualizações 10
Palavras 1.966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Antes do capitulo, vou explicando
Leitores nesse capitulo começa com a Avril Lavigne só que eu vou colocar músicas da Diva e filosofa contemporânea Britney Spears se vocês quiserem ver os clipes das músicas as traduções vou colocar do lado quem não viu os clipes das músicas.
Toxic= sou fã das duas Avril, e Britney e uma vez eu vi um vídeo da Avril cantando a música vicio uma das Britney TOXIC
https://www.youtube.com/watch?v=LOZuxwVk7TU
Radar = é só um duplo sentido já que ela também tem uma música e clip com esse nome
https://www.youtube.com/watch?v=PctD-8y0FRg
Overprotected = o clipe fala sobre ser super protegida, só que eles não são kkk(tanto faz ...)estão brincando com fogo
https://www.youtube.com/watch?v=PZYSiWHW8V0
- OOPS! ... iDiD iT AGAiN , a tradução se resume em “não sou mais inocente’’. E na parte os meninos tentam se fazer de bons alunos, só que ela fala isso “não sou mais inocente eu não vou cai na nessas caras de santo de pau oco que vocês estão fazendo’’ kkkkkk
https://www.youtube.com/watch?v=CduA0TULnow
- One more time = Vou tenta explicar a piadinha que eu coloquei na parte onde toca o sinal. Tem clipe da Britney a música “baby one more time’’ que começa ela sendo aluna dentro da sala e impaciente depois quando toca o sinal ela sai pro corredor de dança com os dançarinos
https://www.youtube.com/watch?v=C-u5WLJ9Yk4

Capítulo 6 - Trabalho de mitologia


Fanfic / Fanfiction Eclipse Perfeito - Capítulo 6 - Trabalho de mitologia

Pov Natasha

Finalmente, falta apenas duas aulas para acabar. Quando vou trocar os materiais vejo minha nova amiga e vizinha de ármario se aproximando acho que o nome dela é Avril Lavigne.

– Oie Natasha, qual é a sua próxima aula? – Perguntou Avril.

– História. – Disse para ela.

– É a mesma que a minha, espera aí eu só vou guardar meu skate nesse porta joias que eles chamam de armário. – Ela disse fazendo uma careta. Ri da cara dela o armário é quase do tamanho do skate dela. Ela tentou fechar a porta, mas toda vez que ela tentava a porta abria novamente, ver aquela menina toda delicada com seus mais ou menos 1,57 metros de altura com seu estilo de rockeira e com suas presas de um tamanho fora do normal que eu notei, mas ela disse que era normal, mas que não era para ficar falando sobre isso com ninguém. Ficar vendo essa pequena criatura tentando fechar a porta de seu armário que não fechava de forma nenhuma era motivo para dar muita risada.

Quando a porta iria abrir de novo pela 7 vez ela deu um tapa na porta que quase fez a porta entrar para dentro deu até uma leve amaçada, escutamos barulho de livros caindo provavelmente os dela.

– Eu mandei você ficar fechada porra. – Ela disse com uma expressão muito irritada.

– Não vai ver o que caiu? – Eu perguntei a ela.

– Tenho que chegar hoje ainda na aula e eu não arrumo esse armário faz uns 3 dias isso está uma bagunça, pior que o meu cabelo que eu esqueci de pentear hoje de manhã.

Sentamos no meio da sala e raparei que a Elise olhou para mim, mas rapidamente virou o rosto. Não entendi e fiquei olhando para ela por mais alguns minutos, mas ela nem acenou para mim, não vou poder falar com ela o pai dela proibiu ela de conversar comigo e tem o irmão dela com seus amigos que não deixam eu me aproximar, mas as vezes conseguimos conversar ou então acenamos de longe uma para a outra.

Depois de alguns segundos a professora entra na sala, espero que ela esteja de bom humor hoje.

– Queridos Alunos, eu não queria estar aqui dando aula preferia estar em LA mas como tenho que fazer isso vamos lá, formem duplas. – Diz a professora Britney (N/A: LA é onde a Britney ficou um tempo fazendo shows) 

Depois da bagunça de sempre que ocorre na sala quando a atividade é em dupla Avril puxou sua mesa para junto da minha e deu um sorriso tipo “Eu sou muito esperta’’ e eu fiquei rindo da cara dela.

Pov Elise

O dia já pode acabar porque ganhei ele com o que aconteceu há algumas horas atrás, mas não posso nem respirar que já vem várias garotas também conhecidas como vadias dar em cima da MINHA Nat, o que me dá muita raiva, tantas pessoas por aí e ela vem dar logo em cima da Nat. O lado bom é que ela não liga para essas garotas, mas sempre tem uma para me dar dor de cabeça.

Há alguns meses chegou essa garota nova, Avril Lavigne, acho que ela é parente da cantora Ramona Lavigne, mas isso não vem ao caso. E vira e meche eu vejo a meio metro colada na minha namorada, claro que é a Natasha, mas só falta ela saber a parte que namoramos.

Essa garota vive de conversinha com a Nat, ela se acha com o jeito de rockeirinha com as roupas que são o dobro de seu tamanho e aquele maldito skate que quase atropela todo mundo, eu odeio essa garota.

Vejo as duas entrando na sala dando risada, sorte dela que eu ainda não me transformei se não já teria arrancado a cabeça dela a muito tempo. A sorte dela é que quando os lobos estão perto de transformar vai acontecendo devagar e eles se transformam no dia do 18 aniversário que no meu caso vai ser só em 22 de julho.

Quando a professora fala do trabalho em dupla não quis saber de nada, deixei meus amigos para trás e fui correndo em direção a Natasha.

Pov Natasha

Quando me virei para pegar o caderno na minha mochila e olho para a frente vejo Lis colocando sua mesa de frente com a minha.

– Oiie Nat. – Falou sorrindo de um jeito tão fofo que quase apertei as bochechas dela. Ela se virou para Avril e quase a matou com o olhar, e disse com um tom áspero.

– Olá Lavigne. – Não entendi o porquê daquilo.

– Que isso Elise, pode me chamar de Avril. – Ela concordou, mas a cara não mudou muito. Depois de alguns minutos comigo tentando descontrair o clima estranho que ficou entre minha “dulpa’’ a professora parou em frente a nossa mesa e falou:

– O trio vai ficar com o tema de mitologia grega, como vocês tem uma pessoa a mais vão ter que falar de dois deuses ou dois contos envolvendo eles, vocês têm 1 mês para entregar o trabalho. – Nós três sorrimos com a fala da professora, mas como alegria de pobre dura pouco ela se pronunciou novamente:

– Mas é para ter cartazes com desenho e explicar para a classe, e escrito ou digitado para entregar para mim. – Eu e Avril tentamos bajular a professora para melhorar nossa situação.

– Professora eu já disse como sua voz é maravilhosa? – Eu disse dando um sorriso galanteador para ela.

– Deveria cantar no nosso baile de primavera professora – Disse Avril dando o mesmo sorriso que eu.

Pov Elise

Avril começou a cantar para a professora, eu conhecia essa música era Toxic e ajudei ela a cantar.

Amor, você não percebe? Estou chamando

Um cara como você deveria ter um aviso

É perigoso, estou me apaixonando

Não há escapatória, não posso esperar

Preciso de um pouquinho, amor, dê para mim

Você é perigoso, adoro isso.

Pov Natasha

Eu entendi o que elas estavam fazendo e peguei duas canetas ajudando as meninas, batucando na mesa e ajudando a cantar algumas partes.

Tão alto, não consigo descer

Estou perdendo a cabeça, dando voltas e voltas

Você me sente agora?

 

Com o gosto dos seus lábios, eu viajo

Você é tóxico, estou perdendo os sentidos

Com o gosto do seu veneno, estou no paraíso

Estou viciada em você

Você não sabe que é tóxico?

E eu adoro o que você faz

Você não sabe que é tóxico?

 

Está ficando tarde para desistir de você

Tomei um gole do copo do demônio

Lentamente está tomando conta de mim

 

Tão alto, não consigo descer

Estou perdendo a cabeça, dando voltas e voltas

Você me sente agora?

 

Com o gosto dos seus lábios, eu viajo

Você é tóxico, estou perdendo os sentidos

Com o gosto do seu veneno, estou no paraíso

Estou viciada em você

Você não sabe que é tóxico?

E eu adoro o que você faz

Você não sabe que é tóxico?

Você não sabe que é tóxico?

 

(Gosto dos seus lábios, eu viajo)

Você é tóxico, estou derretendo

Com o gosto do seu veneno, estou no paraíso

Estou viciada em você

Você não sabe que é tóxico?

 

Com o gosto dos seus lábios, eu viajo

Você é tóxico, estou perdendo os sentidos (tóxico)

Com o gosto do seu veneno, estou no paraíso

Estou viciada em você

Você não sabe que é tóxico?

 

Intoxique-me agora, com o seu amor

Acho que estou pronta agora (acho que estou pronta agora)

Intoxique-me agora, com o seu amor

Acho que estou pronta agora

Quando paramos a professora falou:

– Não adianta nada vocês tentarem me bajular vocês estão no meu RADAR, eu conheço muito bem alunos que querem passar de ano fácil e ficam todo bajulador com esses charminhos barato, e nem adianta ir reclamar com o diretor porque vocês não são OVERPROTECTED. – (N/A: Super protegidos)

Ela riu da nossa cara e nós demos o típico sorriso de santo do pau oco que você dá para sua mãe quando ela te pega mentindo.

– Eu não sou inocente, agora comecem logo porque vocês não têm o dia todo.

Coincidência ou não o sinal tocou, mas como era duas aulas com ela, ninguém levantou. Ela olhou para nós e levantamos a mão e falamos juntas.

– Dessa vez não temos culpa – Ela riu e saiu andando em direção a sua mesa. Logo voltamos para nossa pesquisa.

- Ela só faltou sai da sala e dança no corredor - e não aguentamos e rimos mas paramos assim que uma professora olhou com cara de poucos amigos para nós , fazer oque vamos estudar .

Pov Narradora

– Vamos para o laboratório de informática professora, nesses livros não tem nada de útil. – Disse uma aluna e a maioria dos alunos concordaram. A professora que estava sentada na sua mesa descordou ela sabia que eles só queriam usar a internet e no final nenhum deles entregaria o trabalho.

– Nem pensar, nos livros tem tudo o que eu quero que vocês estudem, se eu levar vocês lá vão fazer de tudo menos o que tem que ser feito ,Vão pesquisar sobre banalidades tipo 

* Vampiros existe 

* Sobre Havana 

* Sobre luta de boxe 

* Seriados e filmes 

  E a professora estava certa, ela conhecia as pestinhas que eram seus alunos.

Pov Natasha

– Achei um chamado Morfeu, escutem o que tem sobre ele aqui. “ (Em grego Μορφεύς, tradução Morphéus, lit ‘moldador; a forma’) é o deus dos sonhos na mitologia grega.

O seu nome - derivado do vocábulo grego que significa "a forma" - indica a sua função: tem a habilidade de assumir qualquer forma humana e aparecer nos sonhos das pessoas. É um dos irmãos (em algumas versões menos confiáveis, é filho) do deus Hipnos, do sono. Os irmãos de Hipnos, os Oneiros, são personificações de sonhos, dentre eles Ícelo e Fântaso. Morfeu foi mencionado na obra Metamorfoses de Ovídio como um deus que vive numa cama feita de ébano numa escura caverna decorada como flores.

Como a maior parte das divindades do sono e dos sonhos, Morfeu é alado. Tem grandes asas rápidas, que batem sem fazer barulho, e o levam num ápice aos confins da Terra.

A droga morfina tem seu nome derivado de Morfeu, visto que ela propicia ao usuário sonolência e efeitos análogos aos sonhos.

Morfeu é comumente confundido com seu pai Hipnos, sendo este o deus do sono, e Morfeu, um dos deuses dos sonhos.

Quando uma pessoa augura: vá para os braços de Morfeu, sugere ‘ter um sono tranquilo, com bons sonhos’, como se estivesse envolvido por este deus. ”

– Já achei um devoto de Morfeu e Hipnos. – Disse Elise, eu e Avril olhamos com cara de quem não tinha entendido nada.

– Quem? – Perguntou Avril confusa.

– Não vai me dizer que não reparou como a  Lana fica durante as aulas, ainda não sei como ela passa de ano. Deve ser um dos seguidores desse deus kkk repara como ela está – Começamos a procurar a menina qual Elise estava falando, e achamos no fundo da sala algo parecido com o que ela falou.

– Encontraram ela? – Perguntou Elise e balançamos a cabeça em concordância.

– Agora, reparem bem nela. – Ela estava no fundo com seu parceiro de trabalho, mas ele estava deitado na mesa usando os braços para apoiar a cabeça com os livros em sua frente. Me concentrei nela e pude ouvir um barulhinho de ronco vindo dela. Elise chamou o seu amigo e ele olhou para ela já entendendo o que ela queria, e para completar puxou o livro da ­­­menina e por incrível que pareça o menino nem se mexeu. Não aguentamos e caímos na gargalhada e quanto mais a gente olhava, mas a gente gargalhava, a sala inteira já estava rindo daquela cena a professora nos olhou com uma expressão brava e nós paramos na mesma hora de rir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...