História Edukof contra o ditador do universo paralelo - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Eduardo "Edukof" Fernando (AM3NlC)
Personagens Eduardo "Edukof" Fernando
Tags Afreim, Comedia, Danilo Crespo, Drama, Edukof, Portuga, Romance, Task Aventura
Visualizações 14
Palavras 28.347
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


gente decupe a demora mais esses capítulos são um pouco grande porque acaba entrando personagem novos e explicação da historia da vida dos alguns personagem

Capítulo 8 - A chave


Fanfic / Fanfiction Edukof contra o ditador do universo paralelo - Capítulo 8 - A chave

Todos estão em sua volta, mais edu não reage aos estímulos de Afreim e como se ele estivesse em coma tata continua ao seu lado sua expressão e de estrema preocupação Afreim se afasta e diz

-eu não sei mais o que fazer tata, ele não reage e como se ele estivesse em coma profundo

Portuga

-mais ele parece estar sonhando olhos os olhos dele estão fechado mais se meche

Tata se levanta e dá um suspiro e diz

-e normal quer dizer quando e usado e essa substância ele começa ter fleche beque de todos edu

Danilo

-tá mais qual e a parte ruim

Tata

-e que Neuma cobaia que usou isso resistiu, e muita informação para uma pessoa comum

Portuga

-então edu vai morrer

Tata

- se ele for especial não,

Danilo

-mais como você sabe que em uma pessoa especifica isso não fara mal

Tata

-não sabemos, quer dizer os cientista disseram que cada 3bilhoes de pessoa pode ter uma pessoa que tem um cérebro maior então ele pode ter mais memória absorvida

Afreim

-então edu pode ser uma dessas pessoas

Tata

-não tem como saber só vamos saber daqui algumas horas, porque todos Eduardo que usarão isso não durarão mais que 3 horas 

Danilo

-e quais são os sinais para saber que não dará certo

Tata

-ele terá um derrame e pode ser fatal ele talvez não acordara mais

Afreim

-vou monitora ele qual quer coisa te aviso, acho melhor vocês darem um jeito naquela Angel

Tata se vira e diz com uma voz sinistra

-ah ela vai ter que me dizer antes quem ela e quem a mandou?

Portuga e Danillo se olha e dizem

-ela está morta tata!!

Tata caminha rapidamente até a sala Danillo e portuga seguem ela ,tata joga a tv no chão e desliza a mão na parede onde a tv  estava ela para seus dedos em um certo lugar e pressiona a parede e uma gaveta se abre ela pega uma pequena mangueirinha com uma agulha bem grosa da largura de um tubo de caneta e um frasco de mais o menos 500 ml do liquido da substância da cura rápida ,ela se vira e passa entre os meninos que estava a observando eles a segue ela se aproxima do corpo da Angel que estava estirada no chão tata olha os  meninos e diz

-Danillo pega pra mim uma cadeira daquela que está lá no pc aquela de ferro e uma algema que esta numas das gaveta lá no segundo andar portuga pega o quite de primeiros socorros precisamos retira a bala e estanca a hemorragia, tata rasga a blusa de Angel e procura sinais para saber quem e ela mais nada e encontrado Neuma tatuagem nada portuga core em direção a tata e se ajoelha e diz

-aqui toma

Tata olha para ele e diz

-eu não vou fazer isso por mais que esteja com pressa quero que você faça isso

Portuga

-mais como vou fazer isso ??

Tata

-portuga você e medico lembra se acalma

Portuga

-chama o Afreim ele sabe o que fazer

Tata pega em sua mão e olha para os olhos de portuga que está apavorado

- ele precisa fica com edu, e eu preciso de você

Portuga engole seco respira fundo e diz

-tá vamos ver eu, eu preciso de um bisturi

Tata dá um sorriso para ele e dá o bisturi em sua mão, ele começa a corta onde o ferimento de bala está em suas costa ele pede cada fermenta a tata que o observa com atenção ele consegue retira a bala e para a hemorragia Danillo está com tudo que tata pediu esperando eles terminarem de opera a Angel. Depois de portuga termina tata diz

-tá vamos colocar ela na cadeira e algema-la

Danilo se aproxima e pega Angel e leva ela na cadeira tata algema ela e portuga diz

-não entendi pra que você quis que eu operasse um defunto e pra que algema-la

Tata termina de prender Angel e vai até o balcão e fura o vidro de cura rápida e com uma seringa ela pega uma pequena contida dê e depois ela coloca o cano dento dele e leva o cano em sua boca e suga o liquido até cria preção ela coloca a agulha na ponta do cano e caminha em direção a Angel onde os meninos estão ao lado de Angel, ela com uma certa pressa e brutalidade aplica no a injeção no coração de angel. Depois ela coloca mais delicadamente na ateria do pescoços de Angel a agulha que tem a mangueirinha que leva o liquido da garrafa de cura rápida. Portuga dá para tata uma toalha para limpa sua mão que esta manchada de sangue tata pega e diz

-valeu, agora e só espera

Portuga

-dá pra você nos explicar quer dizer pensei que essa cura rápida só servia para ferimentos não tão grave esse e que você me intende

Tata

-então sim e não

Danilo

-como assim ??

Tata

-para uma pequena quantidade e usada para ferimentos simples, mais a morte já e necessário uma grande quantidade

Portuga

-too mais confuso ainda

Tata

-na realidade grande quantidade pode curá-la mais isso vai dala depois de um tempo

Danilo

-ela vai morrer

Tata

-ela já estava morta Danillo, isso só usado no último caso porque em grande quantidade fara ela sobre com efeito terrível

Portuga

-qual efeito

Tata

-uma dor de cabeça comunal, vomito e dores na articulação e outras coisas, depois de um tempo seus ris irão para e depois seus órgão vão para de funcionar ai vocês já sabe ela morrera

Danilo

-que morte ruim ela irra sofre muito

Tata

-mais não antes de eu saber quem a mandou e porque

Portuga

-mais como faremos para ela fala ela e uma Angel não vai entrega tão fácil assim

Tata dá um sorrisinho maléfico e diz

-eu sou uma Angel, em questão de interrogatório fui treinada pelo melhor

Danilo

- Angel da terra2 te ensinou bem então

Tata levanta uma de suas sobrancelhas e cruza os braços e diz com uma voz de deboche

-Angel da terra2? ela e uma humanista de carteirinha ela não gosta desse tipo de interrogatório na realidade ela não faria mal a uma mosca

Portuga

-então quem te ensinou

Tata olha para portuga e diz

- eu too olhando para ele

Portuga olha com um olhar de surpresa e diz

-eu te ensinei quer dizer ortu que te ensinou

Tata joga a toalha manchada de sangue em portuga e diz

-essa sua cara e a melhor, vocês fica de olho nela que vou toma banho e limpão essa bagunça não posso fica 2semanas fora que isso vira um caus.

Danilo e portuga se olhão e olha para o meio do armazém a luta que ele teve com aquela Angel quebrou as mesa do p.c. e está tudo espalhado e o chão está com sangue de Angel ,portuga e Danillo  revira  os olhos e vão começa a arrumar as coisas .os meninos leva-o cadeira mesa p.c. quebrado tudo lá para fora no pátio eles jogão no meio do mato alto que tem atrás do armazém ele volta e Danillo vai varre o restante da madeira quebrada portuga olha para o chão cheio de sangue e resolve passa um pano mais ele procura na cozinha e não acha nada ele volta coçando a cabeça e pergunta para Danillo

-você sabe onde tem um balde e um pano de chão para limpa essa possa de sangue

Danilo para de vare e diz

-sei não cara

Afreim levanta da cama onde edu está e diz

- tem lá no armarinho do banheiro, lembra quando você quebrou o nariz e eu tive que limpa o chão do tatame então lá no banheiro tem

Portuga de ombro e vai até o banheiro que fica lá no fundo do lado do tatame quando ele ouve o barulho do chuveiro ligado e ele lembra que tata esta tomando banho ele resolve bate na porta pra ver se tata terminou o banho porque faz um tempo então possa ser que ela terminou ele bate três vesse na porta e diz

-tata posso entra e que preciso pega um balde e um pano de chão para limpa o chão onde tem aquela possa de sangue de Angel

Ele ouve tata destranca a porta e dizer

-pode entra

Portuga

-posso entra agora você está vestida ne

Tata

-entra logo

Portuga entra e vê tata secando o cabelo, portuga fica vermelho de vergonha e diz

-você não disse que estava vestida

Tata Continua a secar seu cabelo com uma toalha e diz

-eu não disse que estava vestida eu disse para você entra e outra não sabia que está com roupas intimas e estar pelada

Portuga evita em olha em direção a tata e diz

-não e isso e claro que isso está vestida e que,

Tata o interrompe e diz

-e que você nunca viu uma garota em traje íntimos

Portuga olha irritado e diz

-e claro que sim a maioria até sem

Tata dá uma risadinha e se vira para ele e escora na pia do banheiro faz um biquinho e diz

-não me diga, então porquê dessa cara vermelha parecendo um tomate

Portuga core em direção a pia onde tata esta escorada e olha no espelho atrás dela e diz

-eu não too vermelho e impressão sua

Tata senta na laterão da pia para fica da altura de portuga e levanta a sobrancelha e olha direto para ele e diz

-então porquê desse espanto todo senhor

Tata desliza os dedos no braços de portuga, portuga olha para ela que está fazendo uma cara de safadadinha e ele engole seco e começa a suar ela de repente acaba soltando uma gargalhada e diz

-vocês homem não mudam mesmo, não consegue se controla quando fazemos uma simples cara de garota safada

Portuga olha feio para ela e tata dá um pulinho e vai para outro lado do banheiro suas roupas limpa estava pendurada tata pega a causa para vesti, portuga se vira e escora na pia e cruzas os braços e com uma cara poucos amigos ele respira e diz

-você sabe que qualquer um que te visse iria fica sem saber o que dizer pincipalmente assim de roupas intimas

Tata se vira e abutua a causa e diz

-portuga só disse isso que pra mim e estranhos vocês corão com qualquer coisa, tipo quando fui levado pelo ortu na base homens e mulheres tomava banho junto

Portuga supresso diz

-como assim juntos no mesmo chuveiro

Tata

-para de ser pervertido era um grande banheiro com vários chuveiros após os treinamentos e missões nós todos tomava banho entrava um grupo e depois outro

Portuga

-tendi mais ninguém se olhava tipo diferente se e que você me intende

Tata

- não, não que saiba agente era bem grandinhos mentalmente e não pervertido como vocês que não pode ver uma garotas meio despida que já fica todos urisados

Portuga dá uma risadinha e diz

-foi mal mais acho que não iria me controla em meio de tanta garotas nua

Tata coloca a blusa e diz

-e eu sei mais vamos para de conversa fiada você veio pega as coisas para limpa ou deu essa desculpa só pra tenta pega eu nua

Portuga cosa a cabeça e diz sem graça

- e claro não mais não seria má ideia

Tata faz um sinal com a cabeça de reprovação e portuga se vira e abre a portinha que tem embaixo da pia e pega o balde e o pano e um rodo atrais da porta e vai em direção a onde tem a possa de sangue no meio do armazém, portuga caminha com um longo sorriso no rosto e se aproxima para começa a limpa Danillo se aproxima e diz

-e ai que ajuda ??

Portuga olha para ele com uma felicidade e diz

-não Danillo pode deixar que eu termino

Danilo faz uma cara de desconfiável e diz

-você está bem cara, o que você andou aprontando

Portuga passa o braços em volta do pescoço de Danillo e fala baixinho em seu ouvido

-eu vi tata de roupas intimas

Danilo afasta um pouco o rosto e olha portuga ele faz uma cara de danado Danillo diz

-mentira serio me conta os detalhes

Portuga dá um sorrisinho e diz

-ela estava com uma lingerie vermelha meu deus se pudesse tocar aquele corpo ai se pudesse

Danilo faz uma careta e balança a cabeça negativamente e diz

-você não fez nada ne tipo tirar uma casquinha

Portuga

-claro que não mais a bicha gosta de brica com fogo

Danilo

-como assim brica com fogo

Portuga

-ela acha normal um homem ver uma mulher assim com traje íntimos ela não esbouçou Neuma reação de vergonha coisa do tipo

Danilo

-se toda garota fosse assim

Portuga

- ela ficou debochando de mim pela minha cara que fiz de espanto quando entrei no banheiro

Danilo

-essa mina tem personalidade ela não e fresca ou coisa do tipo ela sabe que tem coisas melhor para se preocupa agora

Portuga

-mais essa não foi o pior ela ficou me provocando eu já não estava aguentando só olhar

Danilo

-como assim você ficou bem perto dela

Portuga

-o que !! ela veio com a ideia que eu estava corado por pega ela daquele jeito ai fui ver no espelho fiquei do lado dela ela veio com um papo lá e começou a me alisar, já estava quase pulando encima dela

Danilo

-alisando, tipo naquele lugar

Portuga

-não no meu braço ela veio passeando com seus dedos finos, e com uma cara de safadinha ai já estava tudo urisado um contato desse ai quase não consegui me segura  

Danilo

-mais será que se você tivesse avançado ela tinha té dado bola

Portuga

-não começa Danillo agora vou ficar pensando nisso, mais eu acho que não ela era capais de me dá uma bofetada isso sim, essa mina gosta de testa nossos limites

Danilo

-e pensando por um lado e ela tem mais o que se preocupa mais foi uma bela visão ne

Portuga

-e como foi

Danilo empurra portuga e os dois se olhão e começa a rir, tata sai do banheiro esta amarando o cabelo ela está indo direto onde para o quarto onde edu esta ela caninha e vê Danillo e portuga rindo e quando ela diz

-ainda não terminarão isso ?? já até sei o que vocês estão falando cambada de pervertido

Portuga e Danillo parem de rir e abaixa-o a cabeça e volta a limpa, tata faz um sinal de negativo e se aproxima de Afreim que está sentado nos pé da cama observando edu ela coloca a mão no ombro de Afreim e diz

-e ai como ele está ??

Afreim olha para ela que está com um olhar de preocupação e coloca a mão sobre a dela que está em seu ombro

-ele continua estável na mesma não apresentou Neuma mudança

Tata se aproxima de edu e leva os dedos em seus cabelo e depois ela desse as pontas dos dedos em seu rosto fazendo um carinho ela se senta na outra cama que fica do lado da edu e apoia os cotovelo em suas pernas e Afreim respira fundo e diz

-você acha que vai acabar tudo bem ??

Tata

-eu não sei Afreim mais vamos torcer que sim

Afreim

-mais como vocês produzem um substancia dessa que vocês não sabe se vão dar certo

Tata

-eu não tenho todas as resposta Afreim mais isso e usado no último recurso, eu não queria que fosse assim e não era pra ser assim

Afreim

-mais antes de você sair daqui você disse que iria aplica nele se ele não lembrasses do que era necessário

Tata

-sim eu disse!! mais eu acabei exagerando eu sei e que forcei a barra, eu sou assim mesmo como sou burra não era pra isso acontecer eu acabei estragando tudo não era pra isso sair do meu controle não era

Afreim se levanta e senta do lado de tata que está curvada com os cotovelos em suas pernas ele passa a mão nas costa de tata e diz

-calma tata o que importa que ele sabe que aquela Angel fria e desumana não era você, mais me diz porque ela estava aqui se você disse que irra usar o plano b e porque a Angel da terra 2 mandou ela ??

Tata olhou para Afreim com os olhos cheios de lagrimas e disse com a voz um pouco roca

-eu não sou a mesma depois que conheci vocês ,essa coisa de família pra mim não existia mais quer dizer eu fui treinada a sobreviver e ter lealdade mais num afeto envolvido quando comecei a conhecer isso foi tirado  de mim ,mais ver edu arrisca a vida a pro de vocês que ele sempre me disse que vocês era a família dele eu no começo pensei que isso era um fraqueza terrível mais hoje eu vejo que essa união e na verdade o maior forca  que vocês tem ,isso acabou trazendo  aquela tata os princípios que ela tinha ,não que essa tata tenha mais com o treinamento novos princípios foram criado e os outros fora se perdendo ,mais conviver com vocês e volta para essa terra me deixou desestabilizada .

Afreim

-entendo você tata de verdade não que tenha vivido o que você passou mais quando convivemos com pessoas diferente acabamos se adaptando e revendo questões dentro de nós que achávamos que era certo mais que na realidade não e isso acaba nos confundindo isso acontece mais porque volta nessa terá

Tata respira fundo e volta a olha edu e diz

-o que vou te conta só fica entre nós!! Angel não costuma dizer de que universo viemos isso e arriscado, mais e sou desse universo Afreim eu sou a Angel da terra 4, esse terra e classificado como a terra 4, o únicos que sabem e ortu e Angel da terra 2

Afreim

-mais ortu não pode fazer mal a sua família

Tata

-não eles estão em um lugar seguro e fui velos e ver se está tudo bem com eles e outra ortu não está preocupado em me pega ou algo assim do tipo ele não vai perder seu tempo ele está atrás de edu, e ele sabe que eu não irei arrisca a micção se eles pedirem edu em troca de minha família, ele sabe que se ele matar eles ou posso tê-los de volta quando edu conseguir volta no tempo e tudo voltara a normal

Afreim

-mais eles ficarão feliz em vela de novo ne ??

Tata

-não eles não sabe que estou viva eu só observo de longe e Angel da terra 2 sempre faz ele se mudarem quando e preciso

Afreim

- eu sinto muito mais, o que eles acham que aconteceu com você ??

Tata

-ah na verdade e que estou na lista de desaparecidos, me cinto copada em ver o sofrimento deles em ter me perdido só queria poder abraça eles e dizer que de uma certa forma estive sempre com eles observando suas conquistas e alegrias de longe mais estive com eles

Afreim

-mais vai dar tudo certo tata vamos conseguir volta no tempo e tudo vai voltar ao seu lugar

Tata olha para Afreim e dá um sorrisinho para ele e se levanta e seca seus olhos e diz meio sem graças

-mais vamos mudar de assunto temos mais o que se preocupa fique de olho no edu qualquer mudança você me chama

Afreim se levanta e diz

-onde você vai tata??

Tata se aproxima de edu e passa a mão em seus cabelo e diz com um ar meio sinistro

-tenho que fazer um interrogatório e não vai ser nada bonito em se ver

Tata se inclina em direção a edu e dá um beijo em sua testa e vai até onde Angel esta amarada ela passa pelos os meninos que estão terminando de limpa a bagunça eles olhão para tata ela está com um olhar sinistro e com uma cara de poucos amigos, tata para na frente de Angel e coloca seus dedos no pescoços de Angel para procura seus batimentos e quando Danillo chega perto de tata e diz baixinho

-ela está viva quer dizer ela voltou da morte

Tata sem olhar para ele diz com uma voz sem tipo de sentimento

-o pulso está fraco mais ela está viva, mais não tenho tempo preciso dela acordada agora

Danilo coloca a mão no ombro de tata e diz

-você está bem ??

Tata se levanta e coloca a mão sobre a mão de Danillo que estava no seu ombro e diz

-só vou está bem depois de saber o que ela estava fazendo aqui e que a mandou e porque, mais tenho minhas suspeitas

  Portuga chega pertos deles e diz

-pronto tata terminei, mais alguma coisa para fazer?

Tata se agacha e pega a garrafa de cura rápida que está cone quitada na mangueira que está com agulha na veia do pescoço de na Angel ela coloca no colo de Angel que esta desmaia ainda, ela dá volta na cadeira e pega nas costa da cadeira de ferro onde Angel esta amarada e inclina para traz a cadeira fica apoiada nas somente nas pernas traze irá ela olha para os meninos que estão em sua frente e diz

-logo que vocês querem tanto me ajuda então vamos lá, portuga pega pra mim umas garrafa de agua e umas toalhas e pede e tudo que e remédio pra dor que tivemos, Danillo você tira pra mim a bateria do mustang e pega no porta mala o cabo de fazer chupeta e pega umas cadeiras pra nós porque isso vai leva a noite toda levem tudo isso no outro galpão

Os meninos dá um sinal com a cabeça tata arrasta a ceira em direção a saída e que dá no pátio e leva ela por outro armazém ela coloca Angel um pouco longe do piano task está cheirando Angel tata prende task no pé do piano ela senta no banquinho do piano e observa Angel e espera os meninos chega com as coisas que ela pediu, tata respira fundo e passa a mão em seus cabelos ela se vira e fica passando os dedos nas teclas ela parece meio perdida e um pouco chateada ,portuga chega meio ofegante com as coisas que tata tinha pedido ele coloca tudo do lado no chão do lado de tata ele olha para tata ela não parece muito bem ele leva as mão na cintura e tenta recupera o folego e diz

-o que ouve tata ??

Tata com o olhar longe e vazio diz olhando as teclas

-não gosto que as coisas saem do meu controle, esse mistério sobre o que acontece em minha ausência está me matando

Portuga

-não se cupê tata você vai descobri quando Angel acordar

Tata

-você acha que ela vai dizer tão fácil assim

Portuga

-como assim

Tata

-as Angel são trinada para não dizer nada com estrema tortura

Portuga

-você acha que e capais dela não dizer nada

Tata

-claro que não mais ela vai dizer tudo, ortu sempre conseguia respostas de uma Angel mais eu não gostava dos métodos dele, e isso me incomoda porque vou ter que usar se for preciso

Portuga

-e muito brutais esses métodos de ortu??

Tata

-e sim ele não sentia Neuma tipo de remorso, eu achava que era até prazeroso para ele mais eu vou tentar chovesse-la a fazer sem precisas usar esse tipo de interrogatório

Portuga cosa a cabeça e lembra da lembrança de Danillo ele meio sem graça diz

- deixa eu te pergunta uma coisa você achava que ortu era um sádico tipo ele gostava de maltrata as pessoas que ele amava

Tata para de toca as teclas e olha para portuga, portuga congela na hora e um silencio toma o armazém ela encolhe os olhos e diz com um ar de desconfiada

-o que você está escondendo de mim portuga!!, saiba que odeio que as pessoas esconde algo de mim e melhor você me dizer logo, vocês nunca me viram furiosa e posso dizer que não cera nada legal saber

Portuga engole seco e dá um passo para traz e diz

-e que ...

Danilo no galpão e diz

-pronto chegue as coisas estão todas aqui

Portuga foi salvo pelo gongo, ele core em direção a Danillo e ajuda ele com as coisas eles coloca as coisas perto do deles no chão e tata se levanta e pega o cabo de fazer chupeta no carro e prende um fio numa perna da cadeira na parte de trais e outro fio na outra perna da cadeira também na perna de trais ela puxa o restante do fio e liga um dos das pontas na faze positiva da bateria ela segura o outro fio do cabo e olha para os meninos e diz

- acho que vocês sabe o que vou fazer, se vocês não quiserem ver e melhor sair

Os meninos olhão para ela e fazem um sinal com a cabeça de negativo tata olha para sua mão que está segurando o cabo e respira fundo e encosta na outra ponta da bateria que e a faze negativa e quando Angel leva um baita choque a cadeira e toda de metal, Angel dá um grito aterrorizador e quando tata retira a ponta do cabo da bateria.

Angel está com a cabeça baixa mais sua respiração esta rápida seus braço estão presa na cadeira com as algemas seus mão treme ela então levanta a cabeça e olha para frente onde tata está de joelho do lado da bateria e com um dos cabo em sua mão e os meninos logo atrás dela com um olhar de assustado. Angel tenta se solta mais ela está muito fraca para isso ela está mole meia atordoada pelo choque que tomou ela então olha para eles e diz

Angel

-porque você atirou em mim?? pensei que estivéssemos do mesmo lado!!

Tata se levanta e coloca uma cadeira que Danillo trouxe e colocou do lado da bateria e pegou novamente o cabo na mão e disse

-se você não reparou você não está em posição de fazer perguntas e quem você pensa que e para ter feito aquilo com edu ??

Angel dá um sorrisinho sarcástico e diz

-eu não sou ninguém a comparado a sua reputação, eu só fui recrutados de última hora para termina uma micção que aquela que todos pensava ser a melhor!! claro que abaixo de Angel da terra 2 mais sim uma das melhore acabou se deixar se envolver com um bando de pião nesse imenso tabuleiro que e essa gera entre universos

Tata dá uma risadinha e olha para Angel e diz

-ainda bem que você sabe que sou umas das melhores e continue a ser uma boa menina e me responda. Quem lê mandou e porque eles acham o que eu não poderia termina a missão

Angel faz uma cara de deboche e diz

-você acha que por você ser umas das melhores vou te dizer algo ??

Tata se levanta e vai até onde as coisas que ela pediu para os meninos trazer ela pega algumas garrafa de agua e se aproxima de Angel e diz

-espero que você esteja com calor

Tata joga agua em Angel ela molha Angel toda até ela fica encharcada e tata se vira e vai até sua cadeira e se senta, ela pega o fio novamente e olha com um olhar se superioridade e diz

-e melhor você me dizer, porque não vou pergunta de novo

Angel levanta a sobrancelha e diz

-sabe quando estava sendo treinada eu tive várias lembranças suas e eu tinha você como uma expiração ser treinado por ortu erra uma grande dadiva por mais que ele esteja do lado errado ele te treinou bem seus sentimentos sempre erra estável e você erra leal a causa você não sentia remocei-o no que fazia não importava quanto sangue você tinha nas mão você nunca se importou ,ortu tinha criado uma verdadeira guerreira, quando você criticava ortu por algo que você não achava certo o que ele te dizia

Tata se ajeita na cadeira e cruzas as perna e diz

-olha Angel como disse você não faz as perguntas aqui mais dessa vez vou te responder ele tinha como um mantra essa frase ele dizia que” os fins justifica os meios “sinceramente eu acho que isso diminuía a culpa que ele poderia ter, mais vai saber mais eu não too afim de lembra das coisas que vivi e como eu disse era a última vez que iria pergunta logo que você não quer colabora vamos ver até onde você aguenta

Tata então coloca o fio novamente na bateria e observa Angel grita de dor muito mais pior por causa da agua que tata chegou nela, os meninos chegam perto de tata e Danillo diz

-tata isso vai matar ela

Portuga

-tata para com isso ela não vai falar

Tata olha para ele e depois se vira e tira o cabo da bateria Angel para de grita e sua respiração esta ofegante seus braços e pernas tremem ela está de cabeça baixa tata se levanta e diz

-agradeça a eles dois eles tem uma certa pena de você eu deixaria você mais alguns minutos ai gritando mais ele me convencerão ele acha que você irra more por causa desse pequeno choquinho, mais o que eles não sabem e que enquanto você estiver com essa garrafa de cura rápida em sua veia posso fazer o que quiser com você que você não irra morre

Danilo e portuga se olha e Angel olha para tata e diz

-então não vou morrer ??

Tata faz uma cara de surpresa e diz com uma voz de sarcasmo

-você não sabia ??

Angel

-e cloro que não!! se você não se lembra eu disse que fui treinada de última hora não sei de tudo

 

- mais para você não se anima você não morrera agora só daqui algumas horas enquanto você estiver tomando a cura rápida você pode se cura mais uma dose excessiva dessa cura vai te mata e posso dizer que já tomou mais de 4x da doce permitida e se continuar assim mais rápido você vai morre e mais doloroso cera se você não quer sofre tanto e melhor você começa a fala porque se você fazer isso posso tirar essa agulha do seu pescoços e você terá algumas horas

Angel abaixa a cabeça e fechas os punhos e dá um grito de raiva e encara tata com um olhar de estremo ódio e diz

-então pra que você me matou não era mais fácil você me prende e depois me matar, mais não você atira e mim e depois me trais de volta e agora quer me matar de novo, isso e uma diversão pra você ??

 Tata se aproxima mais de Angel e se inclina para fica mais fase a fase de Angel elas se olhão por um estante tata solta uma risadinha baixinha e no seu rosto aparece um belo sorriso então ela diz

-pobre Angel está com medo de more !!

Angel se debate na cadeira e com desespero nos olhos começa a chora e diz com raiva e em alto bom som

-deixe-me ir pó favor eu não quero morrer, para por favor tira isso de mim eu não quero morrer assim

Danilo se aproxima de tata que está na frente de Angel e diz

-tata para com isso, ela não merece isso, isso e crueldade pare por favor

Tata se levanta e se vira para Danillo e cruza os braços e diz com uma voz de irritação

-como não merece isso !!!olha o que ela fez com edu, vocês meninos melhor que ninguém deveria ter ódio dela por machucar seu amigo seu irmão não e assim que vocês se consideram

Danilo

-ela foi mandada por alguém não foi culpa dela

Tata

-e culpa dela também, ela aceitou a missão que lhe foi dada ela estava ciente do ela iria fazer então ela tem tanta culpa do quem lhe mandou, ela não hesitou em cumprir sua missão e eu não vou deixar ela empune

Danilo passa as mão nos cabelo e sem saber o que fazer ele olha para Angel que está caindo aos prantos e olha para tata que está com um olhar sombrio então ele diz

-me desculpa tata mais não posso deixar você fazer isso com ela eu e portuga não concordamos o que você está fazendo com ela isso e desumano nós não somos assim

Portuga diz um pouco distante com uma voz fria

-então só você e assim.

Danilo olha com uma cara de supresso para portuga que se senta na cadeira onde tata estava e pega o cabo no chão Danillo diz

-como assim portuga você acha que isso está certo, ela está sofrendo isso e errado

Portuga olha Danillo com uma frieza nos olhos e diz

-errado !!! ela enfiou aquela agulha no pescoço de edu sem qualquer tipo de remorso   e olha agora edu está na aquela cama e não sabemos se vai voltar, então se ela não quer dizer por bem ela vai ter que dizer por mal

Danilo se aproxima de portuga e diz

-e se ela não dizer ??e se ela morrer por não aguenta tanta tortura que vocês farão esse sangue vai estar em suas mão

Portuga se apoia os cotovelo em seus joelhos e diz

-pelo menos fizemos justiça e isso que vou fazer

Portuga coloca o cabo na bateria e Angel leva outra descarga ela grita de dor ,tata se aproxima de portuga e Danillo olha para eles e balança a cabeça negativamente e da as coita para eles dois e vai até a saída do armazém .tata , portuga se olhão e tata dá um pequeno sorriso e leva uma mão no ombro de portuga como se desses obrigada por ele está do lado dela ,portuga retira o cabo da bateria e Angel desmaia de dor tata pega uma cadeira e coloca do lado de portuga ela se joga na cadeira e se ajeita  eles ficção em silencio por alguns minutos observando Angel desmaiada esperando ela acordar .portuga diz sem muita expressão na sua voz

-estou com medo tata !!

Tata se vira e diz calmamente

-medo de que ??

Portuga olha para e diz

-medo de tudo que posso ser, essa raiva que estou sentido e não sentir remorso no que estou fazendo com ela, tenho medo de ser como ortu

Tata olha para ele e diz

-eu também cinto medo portuga de ter mais sangue em minhas mão mais ela não deu escolha a nós e uma coisa posso garanti você não vai ser como ortu eu vejo isso em seu olhar

Portuga

- e ela não deu mais você acha que quando ela acorda ela via dizer responde suas perguntas

Tata

-sim agora sei onde e seu calcanhar de Aquiles

Portuga

-onde ??

Tata

-você vai ver

Portuga se ajeita e volta a olha Angel e diz

-você as vezes me assusta tata

Tata se ajeita na cadeira e diz

-eu sei as vesse eu sinto da mesma forma, eu me assusto pela frieza que ortu me fez ser antes pra mim essa frieza de não sentir nada medo, alegria, tristeza, amor era uma qualidade que eu mais gostava em mim, mais quando conheci Eduardo eu comecei a ver que erra um defeito e era a forma de manter no controle, mais eu luto todos os dias para que esse defeito volte mais as vezes eu acabo não conseguindo controla

Portuga

-você culpa ortu por ele ter feito você assim

Tata

-eu não culpo ele talvez  seja  a forma dele se manter no controle talvez  você não vê ele assim mais ele precisa ser assim  o ditador não admite erros e  para ter o controle de tudo e todos temos que deixar essas coisas de lado sentimentos e uma fraqueza portuga se você deixar se leva por eles no final você pode ter que paga com a vida ,então da sua forma estranha e peculiar de amar ortu teve que fazer que eu seja a melhor para que não me perdesse mais no final não sal da forma que ele queria se e que você me intende

Portuga se senta meio de lado para fica olhando para tata e diz

-então você não odeia ortu ??

Tata

- não odeio ele quer dizer ele tirou Eduardo de mim, mais eu consigo compreender seus motivos não o motivo que ele me ama mais ele sabia que no final se alguém descobrisse que eu Eduardo estávamos juntos ele ia nos matar

Portuga

-como assim ??

Tata

- todos na base já me odiava por ser uma Angel mais ortu convenceu o ditador que seria bom se tivéssemos uma Angel ao seu lado para planos futuros mais nem todos gostarão da ideia quer dizer ele aceitarão a ordem do ditador mais lá no fundo eles queria me ver morta, imagina uma Angel se envolver com um Eduardo ele poderia pensar que estávamos armando algo para destruir os plano do ditador

Portuga

-te entendo e entendo ele, ele não suportaria em ver você morrer

Tata

-ah muita coisa que não entendia em ortu mais sei o que ele fez por mim não era por maldade da forma que foi ensinada por muitos seria chamado de tortura maldade e até perversidades eu diria foi que ele me ensinou da forma que ele achava certo que eu conseguiria sobreviver nessa guerra, depois de que descobri a verdade que ele está mentindo eu me senti manipulada ele dizia que eu estava destinada a grandeza nunca entendi porque achava que ele faria de mim a melhor mais nossos lasso foi cortado repentinamente eu deixei a base e tudo o que ele significava pra mim e o que ele fez com Eduardo agora só considero ele como um oponente que se for necessário terrarei ele do caminho sem hesitar

Portuga

-acho que mesmo depois de tudo isso ele lá no fundo sente orgulho do que você se tornou, mais tristeza de não ter você ao lado dele como ele queria

Tata

-eu queria ter cedo o que ele esperava que eu fosse, mais não temos tudo o que queremos

Portuga

-mais você o ama??

Tata

-vou ser sincera com você portuga eu não amo pelo que ele se tornou se nossas vidas tivesse se encontrado em outra ocasião como aquela vida passadas que ti mostrei eu poderia dizer que sim eu o amaria a escolhas que ortu fez para viver sua vida e suas atitudes acho que nos fez nos se distancia.

Portuga

-então você não ama o ortu pela pessoa que ele e mais se ele fosse alguém do bem mais integro você o amaria

Tata

-sim possa dizer que sim mais mesa vida o destino não foi bom pra nós

Portuga se levanta e vai até o piano e diz

-você poderia se junta mim quero ver aquela lembrança da vida passada você pode me ajuda a lembra

Tata faz um sinal como a cabeça dizendo sim ela se levanta e caminha até o piano ela senta do lado de portuga e começa a toca portuga ouve e tenta lembra da música tata para e faz um sinal com a cabeça pedindo para ele continuar, ele olha para tecla e não consegue lembra tata continua mais portuga só consegue admira tata e não consegue se lembra como toca à musica tata olha para ele então portuga diz

-foi mal não consigo me concentra

Tata da de ombro e se levanta e quando portuga pega em seu pulso e diz

-a vez de nós tentamos lembra de uma lembrança do passado porque não construímos uma lembrança no futuro

Tata olha para  ele sem entender ,é quando portuga se levanta e se coloca em frente de tata ele sente a respiração dela em seu pescoço tão perto que ele está dela , ele leva sua mão ao rosto de tata ele faz um carinho em sua bochecha e leva a ponta do seu indicador no queixo de tata e levanta o rosto dela para que ela olhasse em seus olhos tata esta imóvel surpresa sobre a proposta de portuga ,ele se olha por algum estante e quando portuga toma a iniciativa e se esse inclina e dá um beijo quente e suave em tata ,ela não reage ao beijo dele e quando portuga se distancia seu rosto de tata e olha nos olhos dela ele se olha um pouco e não dizem nada portuga respira fundo como se estivesse desapontado ele na um passo para trás como se fosse embora e então que tata segura em seu braço ele volta a olha para ela então dá um passo em sua direção ela leva sua mão ao seu torrisques e escorrega a mão até sua nuca ela olha profundamente em seus olhos e puxa devagar para que ele se inclina em sua direção ele se inclina e então que lá dá um beijo tão quente quanto dele a coisa começa a esquenta ,portuga leva as mão em sua cintura e até ele chega em suas cochas ele então pega tata no colo tata cruzas as pernas em sua quadril ele escorrega as mão por baixo da blusa de tata fazendo carinho em suas costa  ela por sua vez escorrega seus lábios no pescoço de portuga e morde sua orelha ela ouve um baixo gemido de portuga ele senta no banquinho do  piano ele se beija intensamente ele puxa o cabelo de tata e beija seu pescoço e com a língua desse devagar até os seios dela ela aperta os seus braço como se estivesse aponto de explodir de prazer ela puxa a blusa dele e tira com uma rapidez ela olha para ele e desliza as mão em seu peitoral ela empurra ele par que ele se se escora-se no piano ele faz o que ela manda e ela morde os lábios com uma cara que iria comer ele vivo de prazer ela escorrega a as mão em seu torrisques ele se meche um pouco como se sentisse cosica ela vai descendo e chega em sua casa ele olha para ela e ela olha para ele então ela solta o cinto dele ele começa a ficar ofegante. E quando eles ouve Angel gemer como se estivesse acordando ele se olha tata revira os olhos e respira fundo e se levanta portuga pega no braço de tata e diz indignando

-você vai me deixar assim ??

Tata arruma sua roupa e diz

-o que você que eu faça ela está acordando, você quer uma ménage seu guloso e eu acho que ela não está no clima pra isso

Portuga faz uma cara de decepcionado e levanta e pega sua lusa e se veste e se arruma tata se aproxima de Angel e pega no seu queixo e quando Angel olha para ela e tenta forçar nela tata da um tapinha em seu rosto tentando manter ela acordada, Angel balança a cabeça e olha em volta e tentando se lembra o que tinha acontecido tata senta na cadeira e portuga senta no banquinho do piano ele parece decepcionado ele tocas a teclas do piano aletoriamente.

Angel olha para as algemas e respira fundo e olha para tata que está com as pernas cruzadas sentada na cadeira olhando para ela, Angel revira os olhos e diz

-esta bem vou dizer o que sei ,mais o que ganho com isso ??

Tata se levanta e vai ate ela e diz com um ar de supioridade

-você não está em posição de negocia mocinha, a única vantagem se você dizer o que quero e se livra dessa agulha em seu pescoço, ai você terá mais tempo de vida e menos dor

Angel olha para o vidro que está quase pela metade ela entoa olha com um olhar de desespero para tata e diz

-tá eu só fui mandada porque ele convenceu o conselho que você não conseguiria completa a micção que era vital para a sobrevivência dos multes versos

Tata

-quem e ele e quem são esse conselho eu achava que Angel da terra 2 mandava em tudo

Angel

-o Dé me procurou ele disse que o conselho mandou para me treinar mais sem que Angel da terra2 soubesse então ele fez um treinamento de última hora porque teria que fazer isso enquanto você estive fora porque era certeza da micção falha porque você conseguiria me impedi

Tata se levanta e caminha de um lado para outro tentando entender o que acabou de ouvi, portuga então vai até Angel e para em sua frente e diz

- quem e esse Dé ??

Angel

-Dé e o infiltrado no grupo do ditador ele que faz que eles não achem vocês ele espalha pista falsas pelo mundo para que ortu fique seguindo os rastro falsos para dar tempo para vocês

Tata

-então por isso que quando estava quase chegando aqui um sinal de presença da elite de ortu estava rondando a região fui investiga e não encontrei nada ele queria dar tempo a você não foi

Angel

-sim era para ganhamos tempo

Tata

-quem são esses conselhos quem são eles

Angel

-eu não sei porque tive contato só com Dé eu só sei que eles se preocupam com andamentos dessa guerra eles querem que isso acabe logo porque senão isso pode acabar com os multes versos e todas as linha do tempo

Tata

-porque Dé achou que não poderia completa a missão

Angel

-ele está sempre em contato com Angel da terra 2 ela disse que você estava muito instável por estar envolvida emocionalmente com eles, e por estar em seu mundo com essa coisa de família isso poderia faz você hesitar em cumpri o plano B, mais Angel da terra 2 achava melhor que fosse bom você hesitar porque ela acreditava que edu era o escolhido e que só precisava de mais tempo

Tata

-então Angel da terra 2 não sabia e queria de uma certa forma proteger os meninos dando tempo a eles

Angel

-sim. Mais Dé não queria dar mais tempo porque já estava difícil cria pista falsa sobre sua localização e ele não queria ariscar a vantagem que a resistência tinha em ter ele infiltrado lá dentro, ele achava em quanto mais tempo ele desse para vocês mais certeza de ortu desconfiar que tinha algo errado por toda as pista de vocês sempre levar a lugar algum

Tata

-Angel contou a ele que eu iria sair por algumas semanas e por isso que ele aproveitou para te manda

Angel

-na realidade não ela não disse que você iria sumir ela só disse sobre você está estável, ele só soube porque o celular que vocês tem ele tem um rastreador e Dé sabe onde vocês estão e vão, quando você fugirão da casa dos meninos na maioria do caminho eles não te encontrarão porque ele espalhava pista fora da rodovia que você iria ter que passa

Portuga diz irritado

-então porque eles nos encontrarão no hotel

Angel

-porque não erra pra vocês irem pro hotel era pra vocês virem direto pro armazém ele tinha espalhado um rastro seus naquela região e por achar seus ele te encontrarão.

Tata

-nós tivemos um contra tempo na aquele dia mais foi resolvido

Tata caminha para um lado e outro Angel segue ela com os olhos e portuga volta para o piano e começa a tocar Angel revira os olhos e diz

-serio mesmo que você vai toca esse piano dessa forma tata não vai conseguir se concentra em que fazer

Portuga para de conta e olha para Angel e faz uma cara de deboche e diz

-você não sabe de quase nada para uma Angel eu que não tenho treinamento sei mais que você guria, tata diz que ortu ensinou ela piano para colocar as ideia no lugar quando deixa eles confuso e outra coisita amais

Angel

-como assim vocês tocam piano para pensar direito

Tata se irrita e se exalta e diz

-não menina tola, tem várias formas de coloca as ideia no lugar tem gente que precisa fica em um lugar quito tem gente que precisa respira fundo e outros precisa só escuta uma música relaxante, agora eu e ortu só precisamos expressar mossas aflição em um piano isso nos acalma e relaxa então as os pensamentos começa a ficar mais clara ai podemos tomar decisões sensata sem por nossas frustação e sentimentos em primeiro lugar

Angel olha assustado pela forma que tata está irritada com sua pergunta insolente então ela diz

-ata entendi isso faz vocês esfriar a cabeça

 Portuga se levanta e caminha até tata que não para quieta ele para na frente dela ela se assusta e olha para ele sem reação ele põe as mão em seus ombros e diz calmamente

-calma tata andar de um lado pro outro não vai adianta, me diz o que posso fazer pra ajudar

Tata respira fundo e revira os olhos e abaixa a cabeça e olha novamente para ele e diz

-eu não sei anda o que fazer

Portuga dá um sorriso e diz

-tudo bem tudo no seu tempo temos que fala pro os meninos quem sabe eles não tem uma ideia

Tata

-também mais acho que ele não vão saber o que fazer vocês não tem muitas experiência nesse assunto se e que você me intende

Portuga cai na risada e se inclina e encosta a testa no ombro de tata e diz

-não custa tenta mais não podemos deixar eles sem saber o que soubemos

Tata

Tem razão vamos conta a eles e eu preciso fala com Angel da terra 2 e quem sabe ela não pode nos ajudar

Portuga olha para ela e balança a cabeça concordando e ele se viram em direção a saída e Angel diz com uma voz meia desesperada

-ei vocês vão deixar eu aqui e o nosso trato tira isso de mim

Tata e portuga olha para ela e tata se aproxima dela e tira a agulha que está em seu pescoço, tata vai até onde estava as coisas que ela tinha pedido para portuga trazer e pega um remédio contra a dor e uma garrafa de agua e leva até Angel e diz

-abre a boca garota

Angel olha desconfiada e diz

-o que e isso ??

Tata

-e uns remédio para dor você vai precisar

Angel

-quem me garante que é??

Tata

-olha garota daqui a pouco você vai sentir muita dor que vai compara a uma enxaqueca monstruosa e tontura pela quantidade de cura que você tomou então acho melhor você tomar isso

Angel abre a boca imediatamente e tata joga os comprimidos na boca dela e joga um pouco de agua em sua boca tata fecha a garrafa e leva a mão em sua cintura e diz

-e agora garota o que faço com você

Angel olha para ela e diz

-não me mate por favor.

Tata revira os olhos e diz com a voz irritada

-para de implora guria, você não e digna de leva o nome Angel uma Angel não implora por sua vida nos temos respeito e pelo nome que levamos você deveria ter também nos aceitamos nosso destino e não demostramos medo de morrer você só e uma cópia mal feita e mão treinada de uma Angel somos soldados e não pedimos misericórdia diante do inimigo

Angel se sente envergonhada e diz

-eu sinto muito de estou manchando a honra de uma Angel, mais eu só não quero morrer assim

Tata respira fundo e joga a garrafa de agua no chão e diz

-olha você não e mão pessoa e só um civil que Dé não teve tempo para treinar direito ele só treinou seu físico e você absorveu minhas habilidades mais ele esqueceu de treinar sua emoções que e mais importante do que o físico se você não souber domina as duas coisas então você não poderá ser um bom soldado. Eu não vou te soltar mais não vou deixar você morrer aqui

Tata se vira e olha para portuga que estava perto da porta do armazém e ela diz

-portuga traga ela até o outro armazém

Portuga faz uma cara que não entendeu e diz

-você vai soltar ela

Tata

-não exatamente araste a cadeira com ela

Portuga vai até elas e arrasta Angel tata vai até o piano onde task está amarado na perna do piano ela solta ele, task vai até seu coxão e vai tirar uma soneca ela pega o vidro da cura rápida e vai até o outro galpão ela chega lá e portuga esta arrastando Angel até perto da sala, tata coloca o vidro encima da bancada da cozinha e vai até o quarto onde está Afreim sentado nos pês da cama onde edu está ainda inconsciente e Danillo está na cama do lado olhando edu ela se aproxima de Afreim e diz

-e ai alguma novidade

Afreim

-ele chamou por você mais ele está delirando ele está febril mais consegui controla, não a muito que fazer tata por isso que nem te chamei

Tata

-entendo preciso fala com vocês lá na sala você acha que pode deixar ele sozinho por um estante 

Afreim

-claro e algo de grave

Tata

-mais o menos precisamos fala com Angel da terra 2 e a outra Angel vai explicar algumas coisas para vocês

Danilo dá uma risadinha de sarcasmo e diz

-serio que ela não morreu pela desumanidades que você e portuga fizeram com ela

Tata olha Danillo com um olhar de raiva e diz com uma voz de superioridade

-ela só passou por isso porque seu eu a mandou aqui, ele foi negligente em manda uma Angel mal treinada e ela só vai morrer por irresponsabilidade ele sabia que Angel não iria sobreviver se eu a pegasse ele sabia dos riscos

Danilo olha com um olhar de surpresa e ao mesmo tempo de remorcio, tata faz um carinho em edu e diz

-vamos logo meninos vou se se conquistar com Angel da terra 2 por videio chat

Tata vai na frente e Afreim e Danillo se levanta e vão atrás  dela, chegando lá todos se acomoda nos pufe e Danillo olha para a Angel que não diz nada só observa ela continua acorrentada na cadeira ela olha em volta e quando seu olhar cruza com o de Danillo ele olha para ela sem esboçar reação  pelo choque das palavras de tata ,ela por sua vez em seus lábios surgem um pequeno desenho de um sorriso como se soubesse que ele sabe que seu eu o mandou então o contato de seus olhares e quebrado quando o som da chamada de vídeo chat na tv da sala  começa .Angel da terra 2 atende e diz com um tom de preocupação

-olha tata aconteceu algo ??

Tata se levanta do pufe e cruzas os braços e diz

-sim e posso dizer que a situação e bem complicada

Angel da terra 2

-prossiga tata

Tata

-edu está num tipo de coma efeito do plano B

Angel da terra 2

-você não disse que não faria mais isso que o plano B você iria descartar e que você daria mais tempo para ele, achei que na última conversa que tivemos por mensagem estava tudo certo tata

Tata

-e eu iria compre com minha palavra mais não foi eu que dei a injeção com a substância

Angel da terra 2

-então quem foi ??

Tata sai do campo de visão de Angel da terra 2 e puxa a cadeira onde está a outra Angel e coloca ela de frente a tv, Angel da terra 2 faz uma cara de surpresa e diz

-como pode!! Outra Angel que a mandou ??

Tata

-eu a interroguei e fiz ela fala, ela disse que Dé a mandou escondido de você e que Dé convenceu um tal de conselho a manda ela porque disse que eu não estava psicologicamente abita a termina a missão. O que você tem a mi dizer sobre isso Angel da terra2??

Angel da terra 2 fica som um olhar de desolação pelo que acabou de ouvir ela respira fundo e diz

-tata eu estou completamente sem chão espera isso do Dé

Tata com a voz um pouco irritada diz

-eu quero saber porque de você dizer sobre o que acontece eu confiei em você tudo o que sentia eu disse a você eu contei tudo a você eu deixei você saber das minha frustação emoções e você espalhou isso ao quatros ventos porque

Angel da terra 2 diz com uma voz de estrema tristeza e arrependimento

-me desculpe tata eu errei de quere envolver sentimentos e trabalho ,eu erei de conta coisas pessoas se só devia conta coisas somente profissionais me desculpe mais eu sei quando te mandei para esse universo eu sabia que não seria fácil para você eu me preocupei com você queria se você estava bem psicologicamente se só deveria saber se você estava bem fisicamente ,mais Dé era uma pessoa de estrema confiança eu achei que ele me apoiava 100% nas minhas decisões mais estou vendo que não ele agiu pelas minhas costa e arma uma missão junto ao conselho sem eu saber .

Tata

-não importa mais o que ele queria fazer ele consegui edu está inconsciente dês de manhã e não apresenta Neuma melhora os sintomas esta como deveria ser se continuar assim vai acontecer como sempre aconteceu com as outras que usarão essa substância  ele vai morrer .e eu vou perder ele de novo como sempre aconteceu com quem eu deixo entra em minha vida ,e dessa vez esse sangue não está somente na minhas mão mais nas suas também eu disse para você que não iria acontecer isso de novo comigo mais fui dar olvido a você em deixar ele sozinhos e você me disse que não iria  acontecer  isso de novo eu confie em você eu confie em você

Tata leva sua mão em sua boca e desaba em chora ela solta um grito desesperador e portuga se levanta e core em sua direção e a abraça ele coloca uma mão em sua cintura e outra em sua nuca ele apoia seu queijo em sua cabeça e tata fica com as mão em seu peito. Todos observa a sena com um aperto no peito Angel da terra2 diz com a voz trêmula ela sentiu o desespero de tata e sentiu que cada palavra dela era verdade e se sentiu culpada e diz

- eu sei que prometi a você tata mais eu não sabia você sabe que jamais iria fazer mão a Num deles, eu sei que não fui prudente em conta sertãs coisas a Dé mais ele era de estrema confiança mais estou vendo que ele mentiu para mim

Tata se afasta de portuga que a solta e seca as lágrimas de seu rosto e vira o rosto em direção a Angel da terra2 e diz com uma voz rouca

- e da mesma forma que você fez comigo você não e diferente de ortu você Dá e ortu se merecem eu too fora eu não vou lutar uma guerra para onde eu olho só existe mentiras eu só não passo de um pião em suas mão

Tata se vira para caminha até a saída do armazém Angel da terra 2 diz com um ar de desespero

-não tata não faça isso eu não menti para você eu não sabia de nada disso

Tata se vira e diz

-não mentiu! você nunca disse que você recebe ordem de um tão de conselho e não me disse que tudo o que eu dizia para você espalhava por ai então se você não disse isso o que mais você não esconde eu não confie mais em você e ninguém e por isso too fora essa guerra não e mais minha

Angel da terra2

-eu te conheço muito bem tata e sei que você odeia pessoas que esconde coisas de você e por isso eu sei que não vai mudar de ideia mais sei que você não abando seus amigos sua família olha para eles ,eles tornarão sua família esses últimos meses e por isso só té peso uma coisa não lute pela causa ou pela guerra por nem dos lados lute por eles ,sem vocês eles não vão sobreviver ortu vai achar eles e você melhor do que ninguém sabe o que ortu fara ,eu sei que você está predestinado a grandeza tata e por isso vou deixar você no comando não precisa me ligar mater. informada ,agora você será comandante de uma nova resistência

Os meninos se levanta e com um olhar de esperam e confiança eles acena a cabeça para tata e tata olha para eles e com um olhar sem saber o que dizer o que Angel da terra2 tinha proposto ela respira fundo e diz

-eu não posso fazer isso e demais para mim eu não sei se consigo

Angel da terra2

-tata você está predestinada uma Angel que sobreviveu dentro de um exército que odeia Angel ser treinada por alguém sádico  que foi um pai e se rebela contra eles e ir ao seu próprio mundo e colocar a missão em primeiro lugar você tata e uma verdadeira guerreira você põe a sua missão em primeiro lugar e isso não e qualquer um que consegue .edu e o predestinado eu sinto isso e eles precisa de você  não faça isso pela causa faça isso por você  sua vida está em suas mão você só precisa aceitar ,não será mais eu e ninguém que vai te comandar vai ser você mesmo

Tata engole seco e diz

-eu preciso pensar

Angel da terra2

-está bem passamos muita coisa hoje e eu te entendo eu preciso de uma resposta sua até amanhã. Então eu deixo Danillo no comando por enquanto, espero que você não deixe eles sozinho hoje tata pode ser perigoso

Tata

-eu não vou sair da fábrica eu vou fica de olhos só preciso fica sozinha um pouco

Tata se vira e vai até a saída os meninos se olhão e olhão para Angel da terra 2, eles veem tata saindo pela porta um pouco apresada e ela some na escuridão da noite. Portuga se vira e diz a Angel da terra2

-o que faremos com essa Angel ??

Angel da terra2

-preciso que ela me diga tudo primeiro para tomamos providencias

Os meninos se sentam e observa o interrogatório que Angel da terra2 faz a aquela outra Angel, ela repete todas as coisas que já fora dita a tata e portuga, a madrugada se aproxima e o interrogatório termina Angel da terra2 deu seu veredito em relação a Angel e diz

Angel da terra 2

-depois de muito pensado eu decidi por enquanto se tata não se impor e em saber que você só tem algumas horas de vida eu decido  em solta-la

Portuga se levanta e diz

-como assim ela e uma ameaça se solta-la ela pode nos matar

Angel da terra 2

-ela só tem algumas horas de vida portuga e sua missão foi concluída e se vocês quiserem pode manter ela algemada mais manter ela nessa cadeira e crueldade deixa ela aproveitar o tempo que lhe resta e se você quiser ver com tata se ela estiver de acordo se não pode manter ela presa nessa cadeira

Danilo

-Angel da terra2 está certa se tata continuar com agente ela irra nos proteger de qualquer coisa que ela queira fazer contra nós

Portuga

-está bem vou procura ela para ver como ela está e ver o que ela acha

Portuga caminha em direção a porta do armazém e Angel da terra2 conversa com os meninos e a outra Angel  .portuga chega no pátio e olha em volta vê se acha tata mais ela não está lá fora ele então vai ao outro armazém para ver se tata está lá ele entra  e olha no piano e tata não está lá então ele vai até lá fora e caminha até no meio do pátio ele caminha em direção ao carro de tata e olha lá dentro e não vê ela então ele ouve task latindo ele vai até onde o som do latido de task ele caminha para trais do armazém ele vê task latindo para cima e olhando para uma escada velha de ferro que dá no telhado do armazém onde o piano esta portuga se aproxima da escada e passa a mão na cabeça de task ele pega um pedaço de galho que está ali perto e joga para task pega task corre para pega o galho ele então resolve subir a aquela escada e  quando ele chega no telhado esta ventando um pouco mais a brisa e como uma brisa de vera ele olha para frente e vê tata sentada de costa para ele seus cabelos estão soltos ela está sentada com os braços envolta do seu joelho e seu queixo esta escorado em seu joelho ele se aproxima dela e senta ao seu lado ela está admirando as luzes da cidade alguns quilometro dali o silencio paira entre eles somente se ouve o som das arvores envolta do armazém quando o vento bate em suas folhas um som tranquilo e ouvido .portuga olha para tata  que parece estar longe ele resolve não dizer nada ele olha para as luzes da cidade e sente a brisa em seu rosto se passa alguns minutos tata vira o rosto em direção a portuga que está admirando a cidade ela apoia a latera de seu rosto em seu joelho e diz

-obrigada portuga

Portuga vira o rosto para tata e diz

-  pelo que tata??

Tata

-por que me confortado lá na sala

Portuga

-não agradeça tata eu Fasso isso ´porque me preocupo com você

Tata

-você e o oposto de ortu se fosse ele, ele me faria engoli o choro e diria que isso faz de mim uma pessoa fraca

Portuga

-demostra o que você sente não faz de nos fraco mais humano e isso que gosto em você tata, você sabe ser forte quando e preciso e não tem medo de demostra seu sentimento não se faz de forte na hora errada

Tata

-eu cansei de ser alguém que não sou ser apena um soldado eu quero sentir tudo o que precisa ser sentido ser humana sem medo de sentir

Portuga se vira para tata se aproxima dela ele pega em sua mão e tata olha para ele e se vira para ele, eles se olhão por alguns estantes portuga desliza seus dedos no rosto de tata que se apoia na mão dele e segura a mão de portuga no rosto dela ela fecha os olhos e com o carinho dele ,ela abre os olhos e olha profundamente para ele ela solta a mão dele e se levanta ele também levanta ele ficção frente a frente tata dá um passo em direção a portuga ela escorrega as mão no peitoral de portuga em direção a seus ombros ela olha para portuga que também olha fixamente com intensidade para ela ,ela se inclina em direção ao lábios de portuga ela fica nas pontas dos pés ela sente a respiração de portuga rápida e intenção então ele se olhão pela última vez então portuga apega intensamente ele se beijão ele passa seus braços pela cintura dela e a levanta tata passa as pernas envolta da cintura dele ela pressiona suas cochas, portuga escorrega as mão na bunda de tata e apetando e deslizando em suas colchas tata passa suas mão na nuca de portuga e cada vez mais as coisas vão se esquentando e cada roupa e tirado com intensidade até sobra só as roupas intimas deles portuga pega sua camiseta e estica no chão do telhado e pega tata no colo e leva e deita ela na blusa dele ele ,ele fica por cima e se olho por um estante ele faz um carinho no rosto de tata , ele desliza os dedos no rosto e vai pelo pescoço e no meio dos seios e vai passando pela barriga e leva os dedos na lingerie de tata ele tira a casinha dela ele volta os olhos para tata que está mordendo seus lábios intensamente e ai acontece eles se entrega-o a esse sentimento de paixão prazer e desejo mutuo

A madrugada vai se acabando eles continua no telhado do armazém mais tata está de blusa   no peito de portuga ela está casa e de surtiam e portuga está  de causa   e sem camisa porque eles estão encima da blusa ele faz um carinho nos cabelos de tata e com outra mão ele está com os dedos entrelaçado nos dedos de tata eles admira o céu após a madrugada ardente que eles teve portuga respira fundo e tata levanta a cabeça para olha para portuga ele olha para ela com uma cara de quem quer pergunta algo ,tata revira os olhos e se senta e fica de costa para portuga que continua deitado ele coloca as mão atrás da cabeça e tata pega sua blusa e veste e diz

-o que você quer me pergunta portuga diz logo para de ficar matutando tanto e pergunta logo

Portuga senta ao seu lado e olha para tata que está amarando seu cabelo e diz

-e agora como vai ficar entre nós depois dessa noite?

Tata se vira e olha para portuga e respira fundo

-olha portuga essa noite maravilhosa mais

Portuga se levanta rapidamente e pega sua blusa do chão e diz com uma voz de irritação

-mais só foi coisa de momento, pensei que existia algo mais entre nós

Tata se levanta devagar e dá um pequeno sorrisinho e diz

-acho que estamos invertendo os papeis essa sua frase parece uma fala de mulher rejeitada

Portuga cruzas os braços e faz um biquinho de criança birrenta tata se aproxima dele e leva suas mão sobre seu peito e diz

-portuga para de birra você sabe que não podemos ficar juntos, essa nós não foi só uma noite foi a primeira vez a anos que me deixo me leva pelas minhas emoções e de verdade eu mi senti viva em seus braços e me senti segura em seus braços mais sabemos o que acontece quando me envolvo com alguém sempre alguém more e dessa vez eu não vou deixar isso acontecer

Ele rapidamente abrasa ela e aperta ela com forca como um sinal de carinho e diz em seu ouvido

- eu te intendo de verdade, mais eu acho que estou gostando de você dez da aquela visão dos nossos eu do passado mais sei que você não vai suportar perder mais alguém em sua vida então vou respeita sua decisão

Ele se afasta um pouco dela e leva seus dedos em seu queixo para que ela olha em seus olhos ,ela olha para ele ,ele olha em seus olhos e o olhar dela e profundo ele se olhão por alguns segundos então ele a beija ela retribui ela passa as mão em sua nuca  ele em sua cintura ele a levanta e pressiona firmemente o corpo dela contra o dele ,tata escorrega a mão da nuca até seu queixo e cessa o beijo ela aperta o seu queijo e olha intensamente para portuga que solta um gemido baixinho ele abre os olhos tata olha para ele com um olhar malicioso e morde seus próprios lábios ele não diz nada ela escorrega a mão de seu queijo com intensidade até seus cabelo e puxa ,ele morde seu próprio lábio gostando do que ela está fazendo ele continua a olhar tata então se aproxima de seu rosto sem tirar os olhos dos de portuga ela faz que vai beijar ele mais ela dá uma lanbida na bochecha dele então ela se aproxima do olvido de portuga dá uma mordidinha em sua orelha e portuga sussurra

-estou gostando mais dessa tata, acho que não vamos disser desse telhado tão cedo

Tata afasta do rosto dele e olha com sorrisinho e diz

-você não viu nada essa tata e muito melhor e sádica do que aquela que você passou a noite

Portuga olha com um olhar malicioso e diz

-estou começando a gosta, uma garota doce para uma garota má, assim eu gamo

Tata dá uma risada e diz

- olha que e melhor se controla porque sou viciante do que qualquer tipo de drogas então acho melhor paramos por aqui

Portuga reluta em solta-la e faz uma cara de pidão ,mais ele a solta ela arruma sua roupa e dá um selinho nele  e dá uma risadinha e se vira para descer do telhado ele passa a mão no seus cabelo e solta uma risadinha e a segue eles descem e vão até o armazém onde os meninos estão  chegando lá Angel da terra 2 está conversando com aquela Angel ,tata se aproxima da sala e olha para onde edu esta ele continua inconsciente ela respira fundo e portuga coloca a mão em seu ombro tata olha para portuga ele faz uma cara como se disse ele vai fica bem ,tata coloca a mão em sua mão e faz um biquinho como se disse tomara .

Angel da terra2 olha para tata e diz

-olá tata espero que você já tenha a minha resposta sobre essa Angel e claro se não for perder muito sobre lidera essa nova resistência

Tata olha franze a testa como se não tivesse intendido umas das perguntas, Danillo, Afreim olha para ela esperando sua resposta ela diz

-sobre Angel como assim ??

Danilo imediatamente diz

-portuga não te falou

Afreim faz uma cara de malicioso e diz

-o que vocês ficarão fazendo esse tempo todo lá fora ??

Portuga coloca a mão em sua cintura e com a outra ele passa a mão em seus cabelo e diz meio sem graça

-não aconteceu nada Afreim eu ia fala com ela mais ela não estava bem então só conversamos achei melhor ela processar tudo o que aconteceu ai depois eu iria fala com ela

Tata olha para ele e balança a cabeça e diz

-e foi isso não estava bem ele nós conversamos então eu me acalmei e tomei minha decisão mais que assunto e esse sobre essa Angel?

Danilo suspira e diz

-Angel da terra 2 acha melhor soltamos essa Angel logo que você deu uma dose excessiva da aquele liquido de cura e por isso você só deu algumas horas de vida para ela

Tata cruza os braços e revira os olhos com o ar de deboche de Danillo ela respira fundo e diz com olhar frio em Danillo

-e o que você acha sobre isso Danillo, devo solta-la ou não ??

Danilo sente a indireta de tata e lembra do que ela falou que essa Angel só passou por isso porque seu eu Dé mandou ela sabendo que se encontrasse tata ali ela não conseguiria escapar dela, ele faz uma cara de mal humorado pela indireta dela e diz

-olha tata eu não concordo com seus métodos em relação a que você fez a ela por mais que você tenta me convencer que meu eu a mandou a morte certa eu não vou ser como ele e concordar que ela passe seus últimos momentos de vida em uma cadeira acorrentada

Tata solta um ar de sarcasmo e volta seu olhar para Angel da terra 2 e diz

-está resolvido se Danillo acha melhor solta-la pode soltar mais tem uma condição

Todos olhão para ela tata se vira para Danillo e diz

-logo que você quer ser um bom samaritano você vai fica responsável por vigia ela

Danilo faz uma cara que não está acreditando no que esta ouvindo e se levanta do pufe e diz

-como assim vou virar baba dela

Tata faz uma cara de deboche e diz

-você não quer que eu solte ela, então nada justo você cuidar dela

Danilo se levanta e cruzas os braços e faz uma cara que não gostou nada da ideia e diz

-e se ela escapar sei lá tentar fazer algo ruim com todos nós

Tata pega uma chave do bolso e joga para ele e diz

-por isso que não quero soltar ela eu não tenho tempo e nem cabeça em fica de olho nessa Angel, e como você quer ser um bom samaritano você cuida dela

Danilo faz uma cara de preocupado e diz

-mais ela e uma Angel, alguém como eu sem muita experiência não conseguiria detê-la

Tata

-ela não foi treinada o suficiente para ser uma verdadeira Angel e outra ela só precisou atuar ser passar por mim para conseguir concluir sua missão então você conseguirá ficar de olho nela sem muitos problemas mais se você acha que não e capais deixe ela ai presa como sugerir

Danilo revira os olhos e diz

-eu já disse não acho certo tratar alguém dessa forma ainda mais ela que tem pouco tempo de vida

Tata franze a testa e diz

-e mais acho que foi por causa dela que edu está assim e a mesma coisa ‘da casa ter pena do seu caçador’ mais uma coisa se ela machucar mais alguém aqui a culpa será, pense bem o que você acha certo por a vida de seus amigos em risco ou querer se mostra piedoso com aquela que colocou edu naquela cama

Tata se vira para Angel da terra 2 e diz

-eu vou aceitar a sua proposta mais quero que ninguém mais saiba onde estamos ou que edu esteja vivo ,quero que você Angel da terra2 fale que edu está morto que fomos atacado por uma Angel mais que conseguir matá-la que não temos Neuma informação sobre quem foi o mandante desse ataque .quero que todos tanto da resistência e do ditador achem que edu foi morto e que eu resolvi sair da resistência e ter uma vida normal diz que não conseguir suportar a dor em perder edu  sei lá inventa algo o resto eu dou um jeito

Angel respira fundo e faz uma cara que acha que essa ideia não dará certo e diz

-você sabe que ortu ira atrais de você quando ele saber que você deixou a resistência ne ??

Tata cruza os braços e faz uma cara que não intendeu o que Angel da terra 2 quis dizer e diz

-não acho que ele me procuraria e mesmo que você ache não acho que isso aconteceria temos uma história mais depois que descobri a verdade declarei ele meu inimigo

Tata

-mais você declarou ele seu inimigo porque você entrou na causa agora você não está mais na resistência então pode ser dizer que ele vai achar que você não tem mais lado e ele vai quere trazer você de volta pó lado dele

Tata leva a sua mão ao seu cabelo e diz um pouco irritada

-mais nós sabemos que não deixei a causa só vou completa essa missão sem dar satisfação ao esse tal de conselho e a você Angel da terra2

Angel respira fundo e diz

-e eu sei e por isso vou te deixar leva isso a diante porque sinto que edu esta sim também foi culpa minha se eu não disse ao Dé que você tinha deixado o armazém talvez ele não teria chance de fazer isso com edu, pode deixar que eu me viro aqui mais só me diz uma coisa como você vai fazer para sair do rastreador de Dé ??

Tata diz

-então eu ainda não sei mais até amanhã eu penso em algo acho que essa Angel pode ser útil a nós e fazer algo certo se ela quere nos ajudar e termina sua vida como uma verdadeira Angel com um pouco de dignidade

Angel olha para tata e depois olha para Angel da terra2, ela respira fundo e diz

-eu sei que o que fiz não foi certo e só quero ir pra casa

Tata

Se aproxima dela e diz

-de que terra você e ??

Angel

-Dé disse para não dizer isso pode por minha família em risco

Tata

-você não percebeu que eu não interessada em sua família e não tenho tempo pra destruir sua família se e que você esteja pensando, você que ir pra sua família eu posso te soltar mais você tem que colabora Angel

Angel olha para o chão e respira fundo e diz

-também o que você quer ??

Tata diz

-anda não tenho certeza se isso ira da certo mais até segunda ordem você vai ficar aqui

Danilo vai em direção a tata que está de frente a Angel e diz

-mais ela não tem tanto tempo assim até o remédio fazer efeito

Tata revira os olhos e diz olhando para Angel que observa a discussão de tata e Danillo

-olha Danillo eu não diria que ela tem pouco tempo de vida assim.

Danilo diz

-como assim você disse que ela não teria tanto tempo de vida assim porque ela tomou muito do liquido de cura

Tata leva os dedos ao queixo e se vira para Danillo e diz

-eu sei porque e já era para ela estar passando muito mal até diria que ela estaria vomitando sangue e se contorcendo de dor por que seus órgão estaria parando mais por incrível que pareça ela parece bem ao meu ver

Danilo olha com um olhar de impressionado e um pouco aliável por aquela Angel não morrer porque foi seu eu que a mandou nessa missão suicida e diz

-está bem mais você acha que ela e imune a cura ??

Tata

-não ,não acho talvez ela seja resistente vai leva um tempo para ela começa ater o sintomas ,então parabéns Angel você tem algum tempo de vida amais e por isso acho melhor você aproveitar quer dizer espero que você esteja do nosso lado se quiser viver seus últimos momentos com um pouco de dignidade e não presa em uma cadeira ,posso até te solta se você ser uma menina boazinha mais Danillo continuará a ser sua sombra eu não confio em você e por isso quero retribuir o favor que eu irei te pedi em breve o que você acha ?? garotinha

Angel escora na cadeira e revira os olhos para tata e diz

-está bem vou fazer o que você me pedi mais quero essa algumas longe de mim

Tata

-está bem minha queridinha mais Danillo será sua sombra e se você tentar algo pode ter certeza que eu não darei a você uma morte tão doce com da primeira vez

Angel olha para tata ela está com um olhar de pura maldade e Angel engole seco e faz um sinal com a cabeça como se estivesse entendido a ameaça de tata, tata faz um sinal a Danillo que se aproxima de Angel e a solta Angel passa a mão em seus punhos e se levanta e fica de frente para tata e diz

-se não for muito incomodo eu posso toma um banho e comer algo se poder

Tata se vira e vai em direção a tv onde Angel da terra 2 esta observando o que está acontecendo tata diz

-Danillo você sabe o que fazer de o que essa Angel precisa e fique de olho nela e isso inclui entra no banho junto com ela

Danilo faz uma cara de barbarizado e diz

-como assim você quer que eu vejo ela nua

Tata diz com uma voz calma

-é claro não vejo mal nisso, não intendo porquê desse drama todos que vocês meninos faz em ver uma garota nua

Angel revira os olhos e diz z Danillo

-vamos logo eu não tenho tempo para esse drama todo até parece que nunca viu uma garota tomar banho

Tata dá uma risada e diz

-essa e das minhas sem tolerância para essas coisas de vergonha, too começando a gosta dessa garota

Danilo revira os olhos e pede para Angel a seguir eles vão até o banheiro e tata continua a conversar com Angel da terra 2 e os meninos estão nos pufe escutando a conversar, Danillo chega no banheiro e Angel atrás algemada Danillo se vira e retira as algemas ela massageia os passos e diz olhando ao redor

-será que tata tem alguma roupa pra mi emprestada a minha não dá pra usar de novo ??

Danilo ai até a pia e se escora na pia e cruza os braços ele diz

-ali atrais da porta tem umas pesas dela pendurada

Angel vai até a porta e escolhe uma muda de roupa e coloca no canto e vai até perto do chuveiro e tira a camiseta e a causa quando ela vai tirar as roupas intimas ela olha para Danilo que olha para ela ele desvia o olhar e olha para o chão com uma cara de vergonha, ele engole seco e diz com a voz meia trêmula

-desculpe eu não vou olha

Angel

-eu não disse nada, e eu não me importo

Danilo olha e ela já está de costa para ele no chuveiro deixando a agua cair em seu rosto uma neblina se forma ele balança a cabeça e resolve mexer no celular ,Angel desliga o chuveiro e pega uma toalha do lado do chuveiro ela se enrola e vai até a pia onde Danillo esta ,Danillo está concentrado no celular e não reparou a aproximação de Angel ,ela coloca a ponta do dedo na tela do celular abaixando da visão  de Danillo e quando ele olha para ela faz uma cara que está pensando maldade aquele tipo de maldade que pode ser feita só entre quatro parede ,ele fica inpenutizado com o olhar dela ,então ela rapidamente dá uma risadinha e quando Danillo sai do traze ele balança a cabeça Angel cruzas os braços e diz

-se não for muito incomodo você poderia dar uma linsenca para eu olha no espelho da pia

Danilo guarda o celular no bolso e um pouco incomodado com o que tinha acabado de acontecer ele sai meio sem jeito da frente de Angel e vai até aporta e se escora nela, Angel passa a mão no espelho que está embasado e olha um tempo pra ele e deixa a toalha cair no chão Danillo desvia o olhar e leva as mão em sua boca ele parece bem incomodado e ele se abana um pouco parece estar com calor, Angel olha para ele e dá uma rizada ela está vestindo a muda de roupa de tata e quando ela diz

-vc não acha que aqui está muito quente não ??

Danilo olha para ela e ela está quase toda vestida ela está colocando a camiseta e ela olha para ele com uma cara de que estava suando ele, Danillo dá um olhar que não gostou da brincadeira e diz com a voz um pouco irritado

-deve ser porque você tomou um banho bem quente acabou ficando abafado aqui senhorita

Angel solta uma gargalhada e amara seu cabelo e vai em direção a ele e diz 

Angel

-entao agora será que você pode me dizer onde eu encontro algo pra comer

Danilo revira os olhos e desses corá da porta e dá um sinal com a cabeça para ela o segui ,eles caminha até a cozinha Angel olha em volta enquanto eles chegam até a geladeira ,Danillo abre a geladeira e procura algo para Angel ,ele pega uma tigela cheia de fruta e uma garrafa de leite na geladeira ,ele leva até o balcão e Angel vem atrás dele ele se escora no balcão e faz um sinal com a cabeça para Angel pega ,ela se aproxima e devora as frutas e a garrafa de leite ,Danillo olha para onde tata ,portuga Afreim está eles estão sentado no pufe conversando entre si Angel da terra 2 já tinha terminado a transição ,ele volta seu olhar a onda edu está na cama inconsciente ainda ,ele vela a mão em seu queixo e observa edu sua mente viaja ele fica assim por alguns segundos ,Angel termina de comer e olha para Danillo e segue seu olhar e vê que ele está olhando para edu ela volta seu olha a Danillo e  passa a mão em sua boca e diz

-será que ele vai fica bem ??

Danilo respira fundo come se estivesse longe e voltasse e diz

-eu não sei ??

Angel

-se ele for o escolhido vai sair dessa

Danilo

-e se não for

Angel

-talvez por um milagre ele volte, olhe pra mim já era pra mim está quase morta mais nada aconteceu anda

Danilo

-sorte sua, mais eu vou deixar bem claro uma coisa a você não quer dizer que eu não apoie tata no que fez com vc que se acontecer o pior com edu eu não irei impedir que tata irra fazer com você

Angel arregala os olhos e engole seco e diz

-você acha que ela irá me tortura

Danilo

-eu acho que ela vai desconta a frustação de perder ele de novo em você antes de matá-la, pelo pouco que conheço ela não vai te dar uma morte tão doce como da última vez

Danilo olha de canto de olha a reação de Angel que fica branca como papel e fica muda pensando nas barbaridade que tata irá fazer com ela. Danillo volta o olhar a tata e os meninos e Angel se perde em seus pensamentos.

Os dias se passão e nada de edu acorda ele continua na mesma, eles se revezam para fica de observa perto de edu, Danillo continha baba de Angel que não demostro quere fugir e tata sempre fica de observam pra ver se Danillo ou ortu tentam entra na fábrica, os meninos se revisão nos treinamentos ele melhoram cada dia. a noite vai chegando e tata volta da patrulha que ela fez nas redondeza da fábrica ela entra no armazém e dá uma olhada em volta ,portuga está com edu ,Danillo está na sala com Angel ,e Afreim está preparando mais uma sonda de alimentação para edu por ele está em coma ele precisa se alimentar por sonda ,ela vai até onde edu está e se próxima da cama onde edu está ela faz um carinho em seu rosto ,portuga está sentado na outra cama ele olha para tata ,o olhar dela e de tristeza ela fica olhando edu por alguns segundos portuga não diz nada só observa tata e quando Afreim chega e tira tata do seus pensamentos tata picas várias vezes e se afasta de edu dando passagem para Afreim fazer o que tem que fazer ela olha para Afreim e diz

-e ai Afreim alguma melhora sei lá qualquer coisa pra dar uma esperança a nós

Afreim

-o de sempre tata, ele chama por você quando eu chego perto dele e pergunto algo pra ver se ele responde ou volta mais nada acho que ele está tendo alguns relapso dos seus eus memorias se lá algo assim do tipo

Tata vai até o pé da cama e olha pro chão e respira fundo e fica inquieta ela bate a ponta do pé como se estivesse pensando em algo ela então olha pra Afreim que está colocando o alimento na sonda e diz

-eu vou fica essa noite com ele pra quando ele me chama eu responda quem sabe ele não responde de volta

Portuga

-mais você ficou o dia todo da patrulha você tem que descansa tata

Tata

-eu sei e confesso que too muito cansada mais eu preciso tentar portuga

Afreim

-mais quem vai fazer a ronda essa noite

Tata

-vocês e claro já está na hora de ver como vocês se sai

Portuga

-como assim ??

Tata

-agente está no meio do nada e cheio de mata envolta vc acha que estamos sozinhos

Afreim

-os capangas de ortu e do Dé estão pela redondeza ??

Tata

-não pare de ser besta mais não somos os únicos seres vivo pela redondeza, vamos ver como vocês se sai

Portuga

-mais se Angel tentar algo não está mais seguro ela fica aqui no armazém ??

Tata

-quando vocês forem eu prendo ela e fico de olho nela e no edu

Portuga

-está bem mais qualquer coisa nos liga tá?

Tata

-e mais fácil você me ligarem para te salvarem de algum bichinho que lhe assustou

Portuga se levanta e cruzas os braços e faz uma careta, tata balança a cabeça e faz um sinal de negativo Afreim vai andando até a cozinha dando risada da careta de portuga, portuga para do lado de tata e diz

-você tem certeza que quer fica sozinha aqui com aquela Angel?

Tata olha para ele e diz

-você acha que ela e palia pra mim meu caro

Portuga dá um sobrinho e diz

-e cloro que não mais você está cansada se você pega no sono

Tata

-vc acha que eu vou pega no sono assim tão fácil meu caro já fique vários dias acordada, dia não e nada

Portuga faz um sinal de positivo com a cabeça e diz

-está bem se você diz, vou avisa o Danillo pra se prepara

Ele caminha até a sala onde Danillo está com Angel ele conversa e Afreim está se arrimando pra ir também tata se senta na cama do lado de edu e observa ele. Danillo e Angel se aproxima de tata mais ela está perdida em seus pensamentos e quando Danillo senta do lado de tata e Angel fica aos pé da cama onde edu, tata olha para Danillo e diz

-antes que você diga algo Angel ira fica algemada na cadeira aquela que ela estava e vai fazer isso logo porque já está na hora de ir fazer a ronda

Danilo se levanta e percebe que não adianta argumenta com ela, ele dá um sinal com a cabeça para Angel que o segue eles vão até a cadeira e Angel senta na cadeira que está no mesmo lugar da primeira vês na sala sem dizer uma palavra Danillo pega a algemas na gaveta da estante na sala ele se abaixa e prende os pés de Angel e depois as mão ele se levanta e solta um suspiro e Angel olha para ele então ele diz

-eu iria fala pra ela deixar você ir com agente, mais parece que ela não está muito de papo e melhor não contrariara, não sei o que está deixando de mal mor mais e melhor assim

Angel volta o olhar ao quarto onde tata está e diz olhando o olhar distante de tata e diz

-não a cupê ou a jugue só a entenda, isso e culpa minha ela só quer que ele acorde mais isso não depende só dela e por isso que ela está assim, isso está fora do controle dela não a nada que ela possa fazer e está nessa situação deixa ela desesperada ela não quer transparecer mais ela está ficando sem tempo ou opção

Danilo vira o rosto para observa tata e ela não tira os olhos de edu ele se vira e diz

- então eu vou nessa, só mais uma coisa tente não estresa mais a tata porque eu não vou estar aqui pra te defender algo assim do tipo, e tata não parece que está muito afim de preocupação extras se e que você me intende

Angel escora no encosto da cadeira e revira os olhos e diz

-eu intendi bem, vou fazer de tudo que ela não me note que ainda estou aqui

Danilo passa a mão na cabeça e vai em direção ao balcão onde portuga está com alguns armamentos para eles leva e Afreim está colocando algumas fruta e garrafas de agua em uma mochila, ele se arruma-o e vão em direção a porta portuga corre em direção a tata e diz

-tata estamos indo tem certeza que irá fica tudo bem por aqui sem agente

Tata se levanta da cama e rapidamente dá um pulo em pescoço de portuga ela sussurra em seu olvido

-tome cuidado, e não se preocupe vou fica bem, e vai termina tudo bem

Portuga se curva e retribui o abraço e diz

-pode deixar minha pequena, vê se cuida

Tata solta ele e se afasta ,portuga olha em seus olhos e dá um longo sorriso e faz um sinal com a cabeça e se vira e vai em direção aos meninos que o espera na porta do armazém ,tata vê eles sumindo atrás da porta ela volta assenta na cama e observa edu .algumas horas se foi e nada se edu ter alguma reação ela começa a ficar inquieta ela fica batendo com as pontas do dedo em seu joelho ela não tira os olhos de edu ela solta um respiro fundo e leva a mão em sua cabeça e apoia os cotovelo em seus joelhos .e quando ela ouve Angel diz algo

Angel

-você sabe o que deve fazer mais porque não fazer tata

Tata lentamente levanta o rosto em direção a Angel que está na sal olhando físico para ela, tata não diz nada como que aquilo a surpreendeu Angel se ajeita na cadeira e diz

-qual e a surpresa tata nós sabemos que isso pode trazer ele de volta, quer dizer 51% de chance

Tata olha para edu e diz

-mais se não trazer isso ira matá-lo de vez

Angel

-intendo mais se você não usar ele pode ficar assim por anos ou a vida toda ele vai vegeta nessa cama

Tata se levanta e se aproxima de edu e faz um carinho em sua bochecha e diz

-prefiro ele assim do que matá-lo

Angel solta uma gralhada e diz

-não acredito que estou ouvindo isso, sabe eu ouvi muito sobre você tata e no meu treinamento mais nunca pensei que você não e nada do que disseram quer dizer você foi tudo aquilo mais você hoje não e a sombra daquela Angel que todos temem

Tata faz um carinho no cabelo de edu e cruzas os braços e respira fundo e diz calmamente olhando pra edu

-você não intende ne Angel, na realidade você não teve tempo pra ver ou intender que as coisas mudam quando você conhece o amor ,vc deve achar isso muito clichê mais acontece .sabe eu adorava ser temidas por Angel e qualquer um que entrasse no meu caminho ver o termo nos olhos dos meus inimigos erra uma sensato inesquecível ,a vida pra mim não era nada cada morte em minhas mão era como mais troféu em meu ego mais quando conheci o Eduardo vi que aquela Angel não era eu era uma máscara uma carma que ortu lapidou com punho de ferro aquela Angel que ele fez sumir quando ele me recrutou tinha voltado o poço que convivi com Eduardo ele fez ver quem realmente era quem realmente era pra ser

Tata olha para Angel que a observa com um olhar de ódio ou frustação e tata diz com uma voz suave

-você se espirou na minha reputação de Angel implacável sem escrúpulos a tem sem alma mão direita do mais perigoso comandante e mão direita do ditador mais cruel visto em todos os tempos, mais eu te digo algo minha cara não nada mais satisfatório do que ter uma família e ser amada de verdade, creio que você não sabe o que e isso

Angel olha para Ochoa e rapidamente fica corada, tata faz uma cara de dureza e leva as mão em sua cintura e diz

-você sabe o que estou dizendo não e ??

Angel olha ela com um olhar de vergonha e diz

-você não sabe de nada

Tata

-minha cara nós somos iguais e você não sabe disfarça bem

Angel

-não enche

Tata

-vou te prova que sei muito bem o que passa nessa cabeça, você deve estar gostando de um certo alguém, que eu acho e porque ele te defendeu quando mais ninguém tinha qualquer vontade de salvar aquela que colocou seu amigo em uma cama

Angel faz uma careta e volta olha para o chão vermelha de vergonha tata senta no pé da cama de edu e diz

-eu sabia e isso e que eu me lebre bem o único que fez isso foi o Danillo.

Angel olha para tata impressionada ela olha ela com um olhar de vergonha e morde os lábios, tata levanta a sobrancelha e diz

-então e ele não esperava isso de uma Angel quer dizer nada contra mais a maioria se envolve com um Eduardo ou um ortu mais não escolhemos que amar minha cara, mais me diga você colocaria Danillo em perigo se você tivesse a opção de não pôr ??

Angel respira fundo e diz

-não colocaria, mais se fosse escolher entre tentar trazer ele de volta ou deixar ele vegetar nessa cama, eu preferia tentar trazer ele de volta

Tata volta o olhar a edu e respira fundo e fica pensativa por algum minutos, tata se levanta rapidamente e vai em direção a porta do armazém com presa Angel vê ela indo e diz

-onde você vai °??

Tata se olha pra ela e diz

-você verá minha cara

Tata sai e vai em direção ao pátio onde seu carro está estacionado ela pega a bateria do carro e o cabo de fazer chupeta ela volta correndo e coloca aquilo do lado da cama de edu ela volta em direção a Angel, e Angel olha com um olhar de medo tata olha pra ela e diz

-calma, eu não vou usai em você de novo preciso de sua ajuda.

Angel arregala os olhos e diz

-como assim precisa de mim

Tata pega a chave e olha para ela e começa a abri as algemas e diz

-preciso de você você não quer continuar viva eu te dou sua liberdade se você me ajudar

Tata solta ela Angel se levanta e massageia seus passos e diz

-porque devo acreditar em você ??

Tata

-porque eu devo acredita que você não irra fazer algo tanbem, eu não too aqui pra te matar você que veio aqui se eu te dei um voto de confiança acho que você deveria fazer o mesmo, se eu quiser você morta tinha feito quando você me disse o que eu queria saber

 Angel balança a cabeça convencida com o que tata tinha acabado de dizer, elas se direciona em direção a cama de edu, tata vai em direção a cozinha e pega uma bolsinha e abre ela pega um vidro de adrenalina e uma seringa ela coloca uma dose na cerinha e vai até a cama de edu ela se aproxima de Angel e diz

-toma essa injeção quando eu manda vc aplica no coração dele tá?

Angel pega injeção olha para ela e diz

-o que e isso

Tata

-e adrenalina quando eu der um choque nele seu coração pode para, quer dizer se ele não volta no primeiro choque vou dar outro e assim vai isso pode fazer seu coração para, mais porque eu estou te explicando vc sabe como funciona

Angel dá um sorrisinho pra ela e diz

-e eu sei por cima nada tão detalhado

Tata

-esta que seja, vamos logo com isso antes que eu desista

Tata vai até a bateria que está no pé da cama e coloca os cabo ela se aproxima e Angel vai pro outro lado da cama tata olha pra Angel e Angel olha para tata ela segura um cabo em cada mão e respira fundo ela faz um sinal para que Angel se afasta um pouco da cama e se inclina em direção a edu ela se certifica que ela não está encostando na cama para não leva um choque tbm então ela dá um último suspiro e encosta no peito de edu .edu leva um descarga e seu copo dá um pequeno pulo da cama tata afasta o cabo de edu ela observa se ele está respirando sua respiração esta rápida mais nada dele acordar ,Angel então diz com os olhos físsil em edu

-de novo tata

Tata olha para ela e Angel olha para ela, tata acena com a cabeça e aproxima os cabo no peito de edu ele leva outra descarga tata deixa mais tempo ele se recontorce na cama tata tira os cabo do peito dele e observa nada acontece mais edu continua a respira, tata fica frustrada e senta na cama com os cabo nas mão e diz

-ele não vai acordar Angel e melhor nos paramos com isso ele não vai suportar

Angel franze a testa e diz com uma voz de irritação

-pare com isso você não quer ele de volta então não desiste ele ainda está lá e ele precisa de você, eu estava morta e você me troce de volta não foi então e mais fácil você trazer ele de volta porque seu coração ainda continua a puxar, vamos só mais uma vez

Tata olha para ela e percebe que ela tem razão ela se levanta e coloca os cabo em edu com uma vontade como se aquilo fosse a sua última chance de trazer ele de volta edu se contorce na cama mais tata não solta o cabo do peito de edu quando ela tira elas observa ele depois de alguns segundos edu para de respira tata olha para Angel e diz

-ele teve uma parada cardíaca aplique agora Angel no coração dele

Angel se aproxima com uma certa brutalidade ela aplica em seu peito ela retira e tata e Angel observa nada acontece tata com desespero se joga em cima de edu e faz massagem cardíaca em edu ela leva um pequeno choque em seu corpo e porque edu está energizado pela descarga que levou mais isso não faz ela se afasta ela olha para Angel e diz

-faz respiração boca aboca precisamos trazer ele de volta

Angel se aproxima e faz a respiração, tata não para de fazer massagem e depois de umas 10 minutos nada de edu responder ele não respira e nem acorda, Angel se afasta e coloca a mão no ombro de tata que está pingando de suor pelo esforço que está fazendo Angel diz

-tata chega ele não vai voltar, sinto muito

Tata não diz nada e continua a fazer massagem nele

Angel pega no rosto de tata e vira em sua direção para que tata olho para ela, tata está com os olhos cheios de lagrimas e Angel diz

-tata chega você fez o que podia, ele não iria quere viver em uma cama pelo resto da vida

Tata se desarma e abrasa Angel cai no choro tata chega a soluçar Angel passa as em suas costa tentando conforta-la Angel diz

-eu sinto muito tata de verdade mais não podemos trazer as pessoas que perdemos

Tata para de chora e fica muda, Angel se afasta e olha para ela tata olha para Angel e diz

- posso trazer ele eu troce voce !!

Angel arregala os olhos como tive esntendido o que tata disse diz

-o liquido da cura

Tata da um soriso pra ela e se levanta de cima de edu e corre ate a bolsa onde ela pegou o remédio da adrenalina ela pega uma serinda e coloca uma quantidade de liquido da cura ela volta correndo e aplica com presa no coração de edu ela retira e obiserva e nada dele volta tata passa as mao em seus cabelo e respira fundo ela fecha a cara para edu e ela da um soco em seu peito e se joga em cima do peito de edu e diz com a voz de choro misturado com raiva

-voce não pode me deixar de novo eu não vou perder você de novo eu não vou suportar, porque você não vai me deixar de novo eu não vou suportar

Tata cai no choro com o rosto no peito de edu, de repente edu respira fundo ele respira tão fundo que ele tenta se levanta em quanto ele puxa o ar, tata se assusta e se levanta de cima de edu ela olha para ele e se senta na cama e se vira pra tata e diz com uma voz fraca

-porque você acha eu iria te deixar minha pequena guerreira

Tata solta uma risada misturada com o choro e se joga no pescoço de edu, edu a abrasa e tata retribui com os olhos cheio de lagrimas, eles ficção por alguns minutos assim e edu diz no ouvido de tata

-eu não sei o que aconteceu mais toda vez que você me fazia um carinho eu sentia e toda vez que você falou comigo eu ouvi, você que não deixou eu ir eu sentia que a escuridão estava me puxando mais você foi minha luz que me fazia fica

Tata se afasta para olha em seu rosto, ela dá um sorriso e edu leva o seu indicador nos rosto dela para secar as lagrimas em seu rosto, eles se olhão um pouco ela se levanta e diz

-você precisa comer alguma coisa, troca de roupa e se quiser toma um banho bem quente para repor as energias

Edu segura no braço de tata para ela não ir embora mais ela faz uma cara de dor, ele olha para ela e dar um sorriso sorrisinho para ele, ele diz

-tata você se machucou?

Tata se aproxima dele e leva a outra mão em seu braço por cima da manga longa que ela vestia e diz

-não e que eu levei um choque quando eu me aproximei de você, você estava energizado eu precisava fazer massagem cardíaca porque você teve uma parada cardíaca por causa do choque que te dei

Edu olha para ela e diz

-mais você sabe que vc não deveria estar com nada de metal deve ser por isso

Tata

-mais eu não too com nada de metal

Edu pega o braço de tata e levanta a blusa encima da tatuagem que ela tem de uma coruja com um coração no peito da coruja e segurando uma chave com as pés ,ele vê que a tatu dela a chave que a coruja segura ela está queimada na forma de um micro SD,edu olha pra ela e ela olha surpresa quando vai fala algo ele tem uma visão .ele vê o ditador em um laboratório mexendo em um tubo de ensaio ele vê uma lousa com um desenho uma células coisa de genética ai as imagens se acelera ele vê uma mulher dentro de uma tubo de vidro e uma mulher flutuando dentro de um liquido ele foca no rosto de dela e era uma Angel ele vê a imagens se acelerando de novo e vê o ditador com a Angel ,e depois ele vê Angel olhando vários bebe em uma sala cercada de vidros ela olha para  uma quadro explicando para o ditador que ela irá leva  cada bebe a cada universo .

Edu escuta tata a voz de tata bem longe e de repente ele volta e tata está com suas mão em seus ombros olhando para ele e chamando seu nome, edu pisca várias vezes e respira fundo e tata olha pra ele e edu diz

-acabei de ter uma visão

Tata senta na beira da cama e diz

-isso e esperado depois de tomar aquela injeção que Angel lhe deu

Edu lembra do que tinha acontecido e diz

-e mesmo aquela impostora que se passou por você, ela m.

Antes do edu termina a frase Angel diz

-sim eu morri mais tata me troce de volta

Edu leva um susto e olha para o lado Angel esta lá um pouco distante mais esta de pé com os braços cruzados edu olha para tata e diz com a voz com um pouco preocupado

-você acha que devemos confia nela tata??

Tata se levanta e diz

-vamos dizer que sim entronca de sua liberdade ela me ajudou a trazer você de volta e acho que já estamos resolvida ne Angel pode ir se quiser, mais saiba que sou grata por você não ter deixado eu desistir de trazer edu

Angel faz um sinal com a cabeça e diz

-eu não sei se quero ir na realidade nem sei por onde começar e pra onde ir preciso pensar

Tata dá um sorriso e diz

-se você quiser fica tudo bem estamos de braços aberto, fique o tempo que quiser

Angel dá um pequeno sorriso e diz

-obrigada tata, mais acho que você precisão conversar eu vou dar uma volta por ai

Tata acena com acabes e Angel se vira e vai até a porta do armazém e some na noite, tata se vira e vai em direção a cozinha e diz

-então edu se quiser alguma coisa só me dizer

Edu se senta na cama e diz

-eu vou tomar um banho primeiro e depois eu procuro algo pra comer

Tata

-não se preocupe eu quando você sair do banho o jantar vai estar pronto que tal uma bela lasanha?

Edu

-pra mim está ótimo parece que não como a semanas

Tata está mexendo na geladeira e edu vai em direção ao banheiro ele entra e liga o chuveiro enquanto ele tira a roupa ele tira com uma certa dificuldade ele sente fraco e então ele senta em um banquinho que tem perto da pia ele tira a roupa e senta ele olha para o cheiro e acaba lembrando as memoria que ele teve quando segurava o braço de tata ,tudo vem em sua memória rapidamente ele leva sua mão em sua cabeça como se a dor fosse insuportável ele fica tonto e dá um grito como se aquilo não parasse de piora ,tata ouve o grito de edu e joga uma panela que segurava no chão e corre em direção ao banheiro ela tenta abri a porta mais edu a trancou ela então arromba a porta e ela vê edu agachado ela se aproxima dele e coloca as mãos em suas boches ele está de olhos  fechado gritando de estrema dor ela então diz

-edu olha pra mim EDU!

Edu tenta fica no rosto de tata ele chora de dor, tata diz com uma voz calma como soubesse como lidar com a situação

-isso edu foca em mim nós precisamos ir até o chuveiro preciso de sua ajuda pra chegamos ao chuveiro

Tata pega no braço dele e coloca em seu pescoço ela força ele a levantar ele faz um esforço mais suas pernas estão tremendo como se ele estive fraco eles vão com dificuldade até o chuveiro que está ligado eles entra no chuveiro e edu se abaixa tata ajuda ele edu senta embaixo do chuveiro ele leva a mão em sua cabeça e tata fica do seu lado então edu diz com a voz fraca

-o que e essa dor tata, faca para por favor

Tata olha para ele com pena e diz

-calma edu isso e sintoma da cura, fique ai que daqui a pouco passa, eu prometo

Tata se levanta e vai até a porta do banheiro antes dela sair ela se vira e diz

-qualquer coisa me chame

Edu olha para ela e faz um sinal coma cabeça, tata volta cozinha e pega uma toalha e seca as seus braços e rostos e as ponta de seus cabelos ela tira a blusa que molhou e fica só de tope e passa a toalha em sua calça pra secar um pouco ela joga na cadeira do balcão e vai que as panela que jogou no chão ela volta a fazer a comida.

Passa mais o menos uma hora e edu desliga o chuveiro e vai até a pia ele passa a mão no espelho para se ver ,ele se olha ele está um pouco magro e com a cara de acabado ele se seca e se veste ele então vai devagar até o balcão ele está fraco e tata está na pia cortando a lasanha ela coloca um pedaço num prato e edu a observa ele vê várias cicatrizes nas costa dela algumas dá pra saber que foi ferimentos de bala ,tata se vira com o prato na mão e olha para ele e dá um longo sorriso e vai até o balcão ela coloca o prato na frente de edu e lhe faz um sinal para comer edu olha pra lasanha e corta um pedaço e come tata escora os cotovelo no balcão e coloca as suas mão em seu queixo apinhando-se ela não tira os olhos de  edu ele olha pra ela e ela diz

-e ai está bom??

Edu com a boca cheia faz um sinal de positivo

Tata abre um largo sorriso e volta pra pia para pega um pedaço pra ela, ela coloca a forma no forno e volta para o balcão ela se senta de frente para edu e come junto com ele, eles não diz nada em quanto come só troca olhares e sorrisos. Edu termina e vai até a geladeira pega um pouco de suco ele pega dois copo e toma uma e leva o outro até o balcão para tata, ela engole e diz

-obrigada anjo

Edu se escora no balcão e diz

-imagina, posso fazer uma pergunta tata

Tata toma seu suco e faz um sinal com a cabeça dizendo que sim

Edu

-onde você consegui essa tatu de coruja

Tata olha para edu e olha para a tatu ela olha edu e franze a testa como se tentasse lembra e diz

-é...............se eu te dizer que não consigo me lembra que estranho

Edu olha pra ela e diz

-está mais essas outras você se lembra

Tata solta os talares e se escora no encosto da cadeira e diz

-sim a faniques que tenho nas costa foi numa missão que ortu me mandou sozinha eu era novata e acabei levando uma sura de um caras da resistência quase morri mais consegui chega na base antes de morrer ai quando sai do coma os médicos disseram que eu era um milagre eu ressurgir da cinzas então resolvi fazer uma tatu para lembra

Edu

-e essa no seu ombro de gatinho

Tata

-essa foi um apelido que os soldados da base colocarão em mim quando ortu me troce eles dizia que eu era como um gato arisco eu não deixava ninguém se aproxima de mim, tipo eles via o conversar tentar ter uma amizade coisa assim do tipo mais eu os tratava com um certa desconfiança, então eu fiz não porque eu me importava com que eles dizia o mais porque adoro gatos

Edu acena com a cabeça como que o que ela tinha dito fazia sentido ele então diz

-e essa clave de sol com essa baquetas?

Tata

-essa porque a música faz parte de minha vida e foi com ela que consigo me acalmar e as baqueta e só pra dar um charme porque eu gosto mesmo e do som do piano

Edu

- e essas estrela em seu punho

Tata

-essas três estrelas são as minhas irmã que deixei pra traz a minha família tipo só tenho duas irmã mais somos nos três

Edu

-então e essa coruja ai ??

Tata olha pra coruja mais e como se sua mente estivesse em branco ela respira fundo e diz com uma voz de preocupação

-eu sei tenho ela a muito tempo mais não consigo dizer o que ela e como fiz e porque fiz, o que está acontecendo edu too ficando assustada

Edu se aproxima dela e passa delicadamente a mão na tatu de tata ele vê a queimadura enzima da chave que a coruja segura e diz

-nos precisamos conversar tata

Tata olha pra ele e diz

-você sabe alguma coisa sobre a tatu??

Edu olha pra ela com um olhar de angustia e diz

-não sobre sua família

Tata rapidamente puxa seu braços e o segura seu posso com a outra mão e diz com um olhar de aflita

-o que tem a ver com minha família edu??

Edu se aproxima dela e coloca as mão em seus ombros ele olha em seu olhos e respira fundo e diz

-lembra que disse que tive uma visão logo que acordei?

Tata

-sim o que vc viu

Edu respira fundo e diz o que viu, tata abaixa os olhos para o chão e fica pensativa quando edu termina de explica sua lembrança ele diz

-tata tudo que disseram e mentira eu sinto muito

Tata continua calada edu leva seu polegar no queixo de tata e levanta seu rosto, tata olha para ele e não diz nada ela está com um olhar perdido edu a olha e diz com uma certa preocupação

-tata diz pra mim que não fiz errado de lhe conta essa lembrança eu não vou me perdoar se você disser não deveria conta isso a você

Tata respira fundo e atenta disfarça a sua tristeza e diz

-imagina anjo você fez bem em me conta

Edu vê em seus olhos que essa lembrança acabou com ela então ele diz

-tata eu vejo em seu olhar que isso destruí você me diz como posso ajudá-la

Tata olha para o acho como se edu tivesse adivinhado ela se encole os ombros e cruzas seus braços ela com a voz trêmula diz

-e claro isso acabou comigo edu, eu tinha esperança que no final poderia fica com minha família mais vejo que nem família eu tenho, só sou uma criação daquele que eu quero destruir

Edu abrasa ela como se quisesse protegê-la e diz

-mais você tem uma família eu, portuga, afreime Danillo nós somos sua família

Tata empurra ele com carinho para que ele a solte edu dá um passo pra traz e tata se levanta, ela está com o olhar confusa e leva sua mão em seus cabelos e respira fundo ela olha para o chão e diz

-edu preso fica sozinha por alguns minutos eu preciso pensar coloca as ideias no lugar

Edu antes dela se afasta diz

-mais você vai me deixar sozinho se aquela Angel volta

Tata diz com a voz fria sem emoção

-ela não vai fazer nada com você eu garanto

Edu

-mais eu não confio nela e se eu tiver uma crise de dor inovo quem vai me ajudar

Tata respira fundo e leva as mão em seus bolsos e diz

-tabem eu vou fica mais você vai deitar você precisa descansa

Edu

-mais você vai fica perto e mim ne,

Tata

-sim vou fica na sala, só preciso fica sozinha

Edu

-estabem eu só não quero perder você de vista

Tata

-eu não iria embora edu só preciso refletir

Tata se vira e vai senta no sofá e edu vai para cama o silencio reina no galpão ,edu deita e se vira e ele consegue ver tata sentada no pufe ela está senta com os braços envolta do joelho ela escora seu queixo no joelhos e ele sente uma dor no coração por ver tata naquele estado o olhar de tata está longe ,edu a observa por horas imagina a dor de tata ela só queria volta pra sua família e agora isso e tirada dela ,ela não tem mais por que lutar ela deve sentir sozinha uma pessoas criada e colocada em vários universos um ser humano que não deveria existir .ela deve se sentir só .depois de algumas horas edu pega no sono já estava amaenseno quando edu acorda com as risada dos meninos se aproximando do galpão ele está com uma dificuldade de acordar ele se espreguiça e se senta na cama ele lembra do que tinha acontecido ontem e olha para a sala e não vê tata ele olha para todos os lados com um olhar preocupado quando ele escuta os meninos chamando seu nome ele olha pra porta e vê Afreim correndo em sua direção e os meninos atrás ele dão uma braço em edu ,eles fala o todos juntos edu diz

-calma gente eu não too intendendo nada um de cada vez

Afreim

-como, quando você acordou?

Edu

-eu ainda não sei direito mais foi tata que me troce de volta e aquela Angel

Portuga

-cadê tata e a Angel?

Edu

-eu não sei eu acabei pegando no sono ontem, mais too preocupada com a tata acontece algumas coisa ontem que deixou ela arrasada

Danilo

- e a Angel cadê ela?

Afreim

-quem quer saber daquela traidora

Portuga

-ele quer saber, posso saber porque você se importa tanto com essa garota

Afreim

-está rolando algo entre vocês Danillo ??

Danilo olha incomodado com a pergunta de Afreim, mais edu se levanta e diz

-vamos para gente precisamos encontra tata e serio ela está arrasada

Portuga

-o que aconteceu pra deixar ela desse jeito

Edu faz um sinal com a cabeça para eles seguirem ele todos vão em direção a cozinha e se senta nas cadeira do balcão edu explica tudo o que tinha acontecido e a lembrança que ele teve. Todos ficam chocado eles ficam em silencio por alguns estantes e portuga parece o mais incomodado ele respira fundo e diz com um olhar de irritação e diz com uma voz fria

-você não devia conta isso pra ela edu

Edu olha pra ele sem entender e diz

-como assim você acha que iria guardar um segredo desse dela

Portuga

-você não sabe o que ela passou depois que você entrou em coma

Edu

-me desculpa mais eu não sei mesmo mais se soubesse talvez contaria do mesmo jeito ela não merece ser enganada sobre seu passado

Portuga

-ela desabou depois que você entrou em coma, ela tinha medo de você não voltar ela se desestabilizou completamente ela até saiu da resistência brigou fie com Angel da terra2, ela só ficou por você ela dizia que não aguentaria perder outro pessoa que ela amava ter mais uma vida em suas mão ela não suportaria mais ela sempre dizia que ela só queria termina essa missão para ter sua vida e família de volta, mais agora você tirou isso dela

Edu se levanta e respira fundo e passa as mão em seus cabelos e olha para os meninos em sua frente e diz com olhar de preocupação

-será que fiz o certo?

Portuga

-eu acho que sertãs coisas não se deve conta edu, se for pra proteger alguém do que essa lembrança ira lhe causa

Afreim

-eu acho que você fez certo ela iria acabar desconfiando

Danilo

-eu não sei dizer mais ela não estava pronta emocionalmente para essa bomba, mais não acho que você tem culpa edu você não sabia o que ela tinha passado quando você estava alzente

Edu senta na cadeira e olha para os meninos e diz

-e agora o que vamos fazer ??

Eles se olhão por alguns segundos, quando portuga vai dizer ele escuta a porta do armazém batendo eles olhão para a porta e Angel se aproximando de vagar se espreguiçando, portuga rapidamente diz

-Angel você não viu tata por ai quando você voltou pra cá

Angel se aproxima deles e leva as mão em sua cintura e diz

-como assim cara, eu sai ontem daqui eu tinha deixado edu e tata, parecia que estava mó lima aqui não queria fica sobrando

Os meninos olhão para edu que fica mó vermelho e diz

-não sei na onde você viu isso garota

Portuga cosa sua cabeça e diz

-tá chega de papo furado, precisamos encontra ela depois dessa bomba eu não sei o que ela e capais de fazer 

Angel

-mais o que aconteceu de tão grave pra deixa ela nesse estado

Edu

-nem te conto e pode ter certeza que você vai fica na mesma situação, me diz você tem família antes de ser recrutada

Angel olha pra ele confusa e antes de ela responder Danillo diz

-edu vamos para com isso agora não e hora já temos que ir atrás de tata não vai querer deixar outra Angel confusa ne

Edu levanta a sobrancelha e diz com um ar de sarcasmo

-preferia que ela tivesse sumido do que a tata eu não iria sentir remorcio algum

Danilo revira os olhos e faz um sinal com a cabeça de negativo, portuga começa a andar de um lado pó outro e diz

-você ficção aqui acho que sei onde ela esta

Portuga vai em direção a porta e edu diz

-eu vou com você portuga

Portuga para na porta e diz

-melhor não, fique aqui eu sei como lidar com ela

Os meninos fica olhando portuga sair do armazém, edu se vira e faz uma cara de não ter intendido nada ele olha pro meninos e diz

-eu perdi alguma coisa, quando supostamente tive fora

Afreim faz um sinal com os ombros de não saber de nada e Danillo balança a cabeça, Angel pega uma massa em cima da bancada e diz com uma voz de sarcasmos

-pode crê que você perdeu muita coisa, por exemplo tata foi amparada quando brigou com Angel da terra dois portuga parecia muito preocupado nos estado que estava tata, eles até ficção junto quando eles me torturarão eles parecia bem íntimos.

Edu se aproxima dela com um olhar de raiva e diz

-me conte tudo e você também Danillo e Afreim não me esconda o nada

Edu senta na cadeira e Angel começa a fala e os meninos também .portuga vai até o outro armazém e olha ele só vê o piano mais ninguém lá ,ele vai até o carro e nada de tata ele ouve task lati então ele vê o task latindo pra escada na laterão do armazém o mesma escada da última vez que tata precisava fica só ,portuga se aproxima e chama por task ele pega um graveto e joga task corre e portuga sobe as escada .Quando ele chega lá ele vê tata observando o amanhecer ela está com uma blusa de frio e está sentada com os braços envolvendo os seus joelhos e com o queixo escorado neles portuga vem por traz meio sem graça ele olha ela de lado ela está com um fone de ouvido do seu lado o celular ele vê na tela que ela está escutando música (clássica era sonata claro de Luna) ele olha para o amanhecer e diz sem olha para ela

-você não acha que essa música não combina com esse lindo amanhecer ??

Tata olha portuga de canto de olho e diz com a voz sem qualquer tipo de emoção

-deis de quando você conhece musica clássica ??

Portuga sota uma risadinha e olha a tata de canto de olho e diz

-lembra que meu eu e ortu ele te ensinou tocar piano, então de certa maneira eu sei de música clássica, mais confesso que deu uma esticadinha pelo celular

Tata faz um sinal de negativo com a cabeça e em seu rosto parece um pequeno sorriso tímido mais aparece, portuga se vira para tata e coloca sua mão no ombro de tata ela vira o rosto e olha para ele, portuga respira fundo e diz

-eu não vou dizer que intendo que você está passando porque eu não sei, só vou dizer que sinto muito de verdade, você não merecia passar por isso de verdade, mais estou aqui se quiser conversar eu só quero ver você bem não importa como, e vou confessar que não quero que você nos deixei quer dizer não quero que você me deixe, mais enfim eu too aqui você não está sozinha eu vou dizer por mim eu estou aqui por você

Tata respira fundo como se quiser chora com as palavras de portuga ela volta seus olhos para frente para ele não ver seus olhos cheio de lagrimas ela fecha os olhos e respira mais uma vez, ela tira um lado do seu fone morde seus lábios e diz mantendo seus olhos no horizonte

-sabe portuga hoje eu vejo que não Faso parte de Neuma universo e como se eu fosse uma mancha em uma janela que não deveria estar lá ,eu fico remoendo meu passado antes de ser recrutado por ortu ,minha mãe não tinha Neuma foto minha quando era bebe eu sentia que não tinha nada a ver com minha família, sabe eu não era parecida com meu pai e nem com minha mãe e nem com minhas irmãs ,eu tinha pensamento diferentes dele ideia  e agora vejo que nada batia .hoje sei porque todos os dias eu só queria termina essa missão logo para que voltasse para minha família ,mais agora eu vou lutar e acordar pra que? minha vida minha existência e uma mentira não era nem pra mim existir ,nem o universo me quis eu tive que ser criada e  pra que? nem isso eu sei, minha vida e cheio de porquê e pra que .

Portuga leva sua mão no rosto de tata para que ela olhe pra ele, ela está com os olhos cheio e lagrimas portuga então diz

-tata não deixe se abater por isso sei que deve ser difícil, mais eu te digo não importa porque ou pra que você foi criada, só digo que eu sou grato de ter você em minha vida e eu garanto que os meninos também, você nos mostrou coisas incríveis que se alguém me dissesse eu não iria acreditar sou grato por ter você aqui agora e não mudaria isso por nada então não se cupê ou se sinta deslocada algo assim do tipo, você só precisa ver as coisas de outro ângulo

Tata dá um sorriso pra ele e diz

-de outro ângulo? você deve estar de brincadeira comigo meu mundo caiu quando edu me contou sobre a lembrança, eu não passo de um rato de laboratório, nada na minha vida e real todos mentirão pra mim eu detesto que mintam pra mim, nem sei por que ainda estou lutando e pra que estou lutando e pra que causa, e quando isso termina será que vou existir ou vou desaparecer, eu não sei de mais nada.

Portuga se afasta de tata e leva as mão no bolso de sua calça e diz com a voz de decepcionado

-seu mundo pode ter caído seu passado ter sido uma mentira  mais voce não deixou de ser quem voce  é,não esquesa disso eu e os meninos precisamos de voce e mesmo depois de tudo isso voce ainda faz parte da nossa família precisamos da tata que nos fez ser que somos agora ,a pequena gerreira que não deixa se abater não importa o que acontesa aquela que ortu tem tanto orgulho .pense nisso tata voce vai se deixar se vira pueira ou vai renaxer como uma fenikis .

Tata olha pra ele comum olhar de supresa portuga mantem os olhos no orisonte e diz

-eu vou deixar você aqui repetindo no que conversamos, mais não esqueça que nós precisamos de você mais se você quiser nos deixar por favor venha se despedir de nos por uma última vez

Ele dá as costa a tata e caminha em direção a escada tata vele se afastando ela volta seus olhos em direção ao horizonte e portuga desse as escadas e vai em direção ao armazém chegando lá portuga entra em silencio os meninos continua conversando portuga vai em direção a eles, os meninos os olhão e Danillo diz

-e ai encontrou ela?

Portuga senta e passa as mão no cabelo os meninos está olhando ele com ansiedade pela resposta portuga suspira e diz

-sim, mais não sei se ela vai continuar com agente ela está arada ela está em conflito com seu eu coisa assim do tipo.

Afreim

-e agora se ela desistir de nós teremos que volta pra casa e ficaremos exposto e ortu vira atrais de nos

Danilo

-mais você disse algo pra convencê-la a fica ne

Portuga

-sim mais não sei se será o suficiente, deixei ela sozinha ela precisa colocar as ideias no lugar

Edu

-eu preciso fala com ela pedir desculpa sei lá qualquer coisa pra trazer ela de volta onde ela está portuga

Portuga

-acho melhor não edu você vai ser a última pessoa que ela vai querer ver

Edu

-engraçadinho você ne só quer ela pra você ne portuga, já não foi o suficiente enquanto eu estava em coma agora não quer que eu se aproxime dela você e muito sacana

Portuga

-too vendo que você já foi informado de tudo que aconteceu e não aconteceu em sua alzencia

Portuga lança um olhar em direção aos meninos e Angel eles desvia o os olhares e edu diz irritado

-então e verdade ??

Portuga

-depende do que eles disseram

Antes de edu fala Danillo entra no meio da conversa e diz

-esta gente chega vocês dois temos coisas mais importante em fazer, e edu acho que portuga está certo tata precisa fica só não vamos mais encher ela só podemos torcer que ela continue conosco

Edu se levanta e vai em direção a sala portuga vai em direção a geladeira procura algo pra comer e Danilo e Afreim e Angel continua a conversar ,o dia se passa e nem sinal de tata ,Angel e Danillo fazem o almoço portuga está treinando tiro ao alvo e edu está fazendo pesquisa no computador  Afreim está estudando um livro de anatomia .depois de algumas horas o almoço está pronto e  eles almoção em  silencio como se  tata lós fizessem falta e ansiosos pra saber se tata  ira fica com eles e preocupados de tata já ter ido embora sem se despedir  mais ninguém toca no assunto a tensão plana sobre eles seus olhares estão longe o suspiro e constante de preocupação ,eles termina o almoço e Afreim e Angel vai lavar a lousa ,Danillo e portuga vão pratica no tatame e edu volta sua atenção no celular lendo o relatório que Angel da terra 2 tinha mandado sobre seu eu pra ver se descobre algo sobre a tatu de tata ,a tarde vem chegando e todos fizeram o que tinha o que fazer eles estão na sala Danillo e Angel conversando Afreim jogando um joguinho no celular portuga está brincando com uma bolinha jogando pra cima e pegando e edu está concentrado em seu celular concentrado em seu relatórios .

Quando ele escuta a porta do armazém abri eles olhão pra traz e vê tata entrando eles abrem um belo sorriso e tata olhão pra ele sem muita reação  ela sabe que eles vão fazer um monte de pergunta quando edu ameaça dizer algo tata levanta seu indicador pra eles ,então edu fecha sua boca e aperta seu lábios  como desses esta calei  ,tata vai em direção a cozinha e  abre a geladeira e pega um prato que ainda tem um pedaço de lasanha ela leva no micro das e se escora na pia ela volta seus olhos para sala e vê todos ele observando ela ,ela cruzas os braços e levanta a sobrancelha os meninos entende a mensagem de tata e volta fazer o que estava o fazendo .tata pega seu prato do micro-ondas e  vai até a bancada e pega um copo de agua e come calmamente sua lasanha ela não diz nada ela só observa o local ,ela termina e vai lava o prato e os talheres que ela usou ela sente que está sendo observada ela vê de canto de olhos os meninos olhando pra ela quando ela olha pra  eles ,eles desfarão ela volta sua atenção para lousa  e aparece um queque no sorrisinho ela faz um sinal com a cabeça de desaprovação como disse eu sei que vocês estão me olhando .ela termina e vai até a sala todos param o que estão fazendo e olhão pra ela tata com indiferença ela senta num pufe  e se ajeita como se fosse dormir lá mesmo ela pega seu celular e coloca um fone em um ouvido e coloca  uma música e fecha os olhos ,os meninos se olhão como se não intendesse nada Afreim diz baixinho para portuga

-ela não vai dizer nada?

Portuga diz mais baixo possível

-você quer que eu faça o que, que eu a obrigue dizer algo

Danilo

-e melhor deixar ela quieta ela não está com cara de quer conversar

Angel

-eu conheço essa cara e posso dizer que Danillo tem razão

Edu

-se Angel está falando pode ter certeza que e isso que ela quer não ser incomodada

Eles começa a fala entre si e tata diz com a os olhos fechado

-se não for pedir muito, será que vocês poderia fazer silencio preciso dormir um pouco

Os meninos se calão imediatamente e se olhão e olhão pra tata, tata respira fundo e diz com uma voz de irritação

-eu sei que vocês estão me olhando.

Eles desvia o os olhares e portuga continua a olhar pra ela tata então diz

-eu sei que você está me olhando portuga

Todos olhão pra portuga e edu faz uma cara feia pra ele como se disse (para de olhar) portuga revira os olhos e tata então diz

-enquanto não dizer o que vocês querem saber você não vão para de olhar pra mim não ne?

Eles se olhão entre si e tata respira fundo e olha para o teto e se senta no pufe ela tira os fone do ouvido e apoia os cotovelo em seus joelhos e olhão para os meninos que olhão atentamente para ela, ela cosa seu nariz e diz

-tá vai pode pergunta o que vocês querem saber.

Todos ameaça a fala mais tata os interrompe

-um de cada vez não estamos numa coletiva de impressa se e que vocês me intende. Vamos ser um pouco civilizados

Eles se olhão e portuga e levanta o dedo timidamente, tata volta seu olhar para ele e faz um sinal com a cabeça de positivamente ele engole seco e diz

-você vai ficar com agente ou veio só se despedir?

Tata olha para eles e diz com uma voz calma

-eu não vou embora, só preciso descobri porque mentirão pra mim e porque fui criada e porque não lembro de sertãs coisas

Eles dão um sorriso de alivio por saber que tata ira fica Afreim levanta os braços desesperadamente para ser o próximo a fala, tata dá um sorriso se divertindo com seu desespero de ser escolhido para pergunta tata faz um sinal pra ele, ele então diz

-você acha que deveremos fica aqui quer dizer eles sabem onde estamos a resistência, e quem garante que ortu não saberá também você não acha que devemos encontra outro esconderijo

Tata faz um sinal com a cabeça dizendo que a pergunta e boa e diz

-você está certo Afreim quando eu fiquei a aquelas duas semanas fora já tinha arrumado um outro local pra gente ir não e seguro fica tanto tempo em um local mais aconteceu tudo aquilo que resolvi adiar mais sim iremos sair daqui mais rápido possível

Danilo diz quando tata termina sua frase

-e você acha que Angel da terra 2, ortu e dê e ou o conselho sabem disso que você foi criada pelo ditador

Tata olha para Danillo e diz

-eu não sei ainda e muito sedo pra tira conclusões precipitadas

Edu

-mais você irá pergunta para Angel da terra2 ne?

Tata

-não acho melhor eles nem saber que eu sei e que você acordou e nem saber que iremos sair daqui todos são suspeito

Angel

-como assim suspeito?

Tata

-eu não sei mais em quem confia Angel qualquer um do conselho pode ser informante do ditador e até Dé e Angel da terra2, sei que e difícil de acreditar mais não devemos confiar mais em ninguém somente entre nós. Até eu descobri a verdade e eu sei pra quem pergunta 

Portuga olha com um olhar intrigado e diz

-quem seria?

Tata olha fiquisamente para portuga e diz

-ortu

Todos se olham supresso e edu diz imediatamente

-você deve estar brincando ortu

Tata diz

-ortu e o único que confio e sei que ele dirá a verdade

Afreim

-mais ele quer te mata tata

Tata

-sim mais eu vou fazer um acordo de troca de informação, quando fazemos esse acordo a uma trégua estabelecida e coisa de código de hora

Danilo

-quem garante que ele honrará esse código

Tata

-meu caro eu o conheço muito bem e sei que ele não descumpre seu código

Angel

-e quem garante que ele não a seguira

Tata

-eu garanto minha cara sei bem como despistar ele, sei tão bem que ele não encontro agente até agora.

Edu

-eu vou com você quando você for encontra ortu

Tata diz imediatamente

-mais e cloro que não você acha que vou te entrega de mão beijadas edu isso não tem negociação

Edu

-mais você vai sozinha

Tata

-eu sempre tive sozinha edu e ninguém ira comigo isso não e negociável não quero me preocupa com Neum de você se um de vocês estive comigo e uma preocupação a mais

Tata se levanta e diz

-mais alguma pergunta?

Eles se olhão entre si e o silencio reina tata então diz

-então eu vou dormir, preciso que você Angel e Danillo fação a ronda essa noite

Danilo se levanta e diz

-mais eu ainda nem dormir fiz a ronda noite passado

Tata da as costa pra eles e vai caminhado até o quarto e diz

-você não dormiu porque você não quis ver de viça batendo papo com Angel o dia todo porque não dormiu agora se você quiser que portuga vá com ela eu só te digo que não e muito bom uma dessedente de uma Angel e um dessedente de um ortu se aproxima posso dizer que acaba ficando mais quente entre ele.

Tata se deita na cama e Danillo olha pra ela e diz indignando

-porque você não manda edu ou Afreim

Tata diz se ajeitando na cama

-porque edu ainda está com sintoma da cura ele não pode ficar fazendo muito esforço isso acaba afetando no efeito colateral da cura e Afreim tem que fica perto dele se der uma crise nele de dor Afreim ira cuidar dele se você não se lembra ele e medico e o mais capacitado pra isso

Danilo cossa a cabeça sem saber o que dizer pra ela, Danillo olha pra Angel que dá de ombro ele respira fundo e diz

-tá eu vou

Ele faz um sinal para Angel para o segui eles vão pro segundo andar pega um armamento e se arrumar ,enquanto isso tata dormir tranquilamente e os meninos continua na sala fazendo suas coisas Danillo e Angel sai do armazém e vão fazer a ronda a madrugada vai chegando e todos no galpão vão dormir .tata acaba tendo um sonho ela está numa sala toda branca uma luz não deixa ela enchera direito ela leva sua mão em seus olhos cobrindo uma parte dele ela vê sua família sua mãe seu pai e suas duas irmãs eles estão conversando ela então core em direção a ele ela chama por sua mãe então todos olhão pra ela e agrem um sorriso eles chama o por ela quando ela está quase perto deles eles começam a desmanchar como folhas seca ela então se joga no chão onde as folha está ela grita de desespero e quando ela escuta passos em sua direção ela está de joelho no chão e olha para traz ela vê o ditador caminhando em sua direção ela não tem reação Neuma ela ,ele se aproxima dela ela olha para cima com os olhos cheio de lagrimas e o ditador passa a pão em sua cabeça e diz(VOCE E ÚNICA EM MEIO A TODAS ESSA PESSOAS E O QUE ESTA ESCONDIDO EM SEU DNA TE FAZ DIFERENTE EM TODAS A ANGEL )tata acorda assustada e ela se senta na cama ela está toda molhada de suor ela olha em sua volta

Edu está na cama do lado e portuga e Afreim está dormindo na sala, tata se levanta e vai toma um banho. Ela deixa cair a agua do chuveiro em suas nuca  e não para de pensar no que tinha sonhado ela respira fundo e desliga o chuveiro ela se troca e vai até a cozinha ela pega uma maça do balcão e se escora com os cotovelo no balcão ela está com a mente longe falta algumas horas pra amanhecer ela então resolver ir até o pátio ela vê o céu limpo e com lindas estrelas ,ela escuta task chorando outro galpão ela vai até lá e quando ela se aproxima ela não lembra de  mandado que os menino o prenda durante a noite ,tata sente sua espinha gela ela leva as mão em sua cintura nas parte de trás das costa mais ela vê que não pegou suas armas ela olha para todos os lados pra ver se ela está sendo observada ela então respira fundo e tenta se convencer que isso e paranoia sua, ela se vira para volta ao galpão onde os meninos estão e quando ela dá um passo e o som do piano está sendo tocado ela congela na hora ela engole seco ela sente o suor frio invadir sua costa como se fosse o sopro da própria morte .tata sabe que não irá dar tempo dela entra no outro galpão para pega sua arma e ela sabe bem lá no fundo que e ortu tocando ,ela conhece seu jeito de tocar ela se vira e toma coragem de entra no galpão quando ela abre o galpão task corre pra fora para brica como não soubesse o perigo que ele estava correndo por esta tão perto de ortu ela o vê concentrado em tocar o piano e ele sem olhar diz com uma imponência incrível em sua voz

-olá minha cara não sabia que você tinha insônia, se bem que me lembro você dormia até demais quando estávamos do mesmo lado.

Tata se aproxima olhando em sua volta pra ver se acha seus capangas ela não diz nada só caminha com uma certa qual tela, ortu olha tata de canto de olho e diz

-estou vendo que você não mudou nada, sua cautela contundia a mesma só pra te tranquilizar eu vim só precisava lhe ver eu rodei o mundo inteiro e os universos paralelos mais não lhe encontrei.

Tata para na lateral do piano e se encosta nele e fica de lado para ortu e diz

-porque você precisava me ver, e porque você veio só?

Ortu continua a tocar com uma postura belíssima e sua imponência e única que faz você fica hipnotizada em velo toca ele respira fundo e diz

-eu descobri um infiltrado entre minha base, e por isso que eu nunca te encontrava você deve saber de que eu estou falando ne?

Tata suspira e diz

-sim e posso dizer que ele não trabalha para Neuma dos dois lados

Ortu para seus dedos nas teclas e olha tata de canto de olho como se interessasse o que ela tinha dito ele tira suas teclas do piano e diz

-me diz o que você sabe tata, porque dessa história eu confesso que não sei

Tata se vira e apoia os cotovelo na laterão do piano e diz

-quero uma trégua para troca de informação

Ortu suspira e revira os olhos e diz

-eu já não disse que vim só pra saber como você esta  

Tata

-sim mais quem me garante que você não vai tentar algo

Ortu

-mais o Dé me disse que mandou uma Angel aplicar a droga em edu para forçar a ele ter as lembrança, deu certo tata

Tata

-não sei ele continua em coma

Tata tenta disfarçar a mentira e pede pra que ele não acorde e venha procura ela, ortu da de ombro e diz com uma inferência com a resposta dela

-que seja eu sabia que ele não era o escolhido

Tata

-mais então uma trégua para troca de informação

Ortu

-estabem o que você sabe tata, espero que não perca de tempo

Tata

-você sabe sobre aquela lenda de ter um alto conselho ne, você sabe alguma coisa sobre isso

Ortu

-serio tata que você vai vim com esse papo de lenda e claro não sei nunca foi provado que eles existem 

Tata dá uma risadinha e diz

-mais Dé tinha contato com eles DÉ convenceu eles a manda Angel para cá, Angel da terra 2 e eu não queríamos chega nesse ponto queria dar mais tempo a ele

Ortu fica pensativo e diz

-então você está me dizendo que Dé tem contato direto com esse tal de conselho

Tata

-não sei se ele já os viu algo assim do tipo mais quando interroguei Angel ela me disse que Angel da terra2 não sabia dessa missão

Ortu olha diretamente para tata e levanta a sobrancelha e diz

-você a torturou ne, eu não passei horas da minha vida te ensinando métodos de tortura pra você não usar

Tata dá risada da cara de ortu e diz

-sim eu usei senhor ortu

Ortu dá um sorrisinho e diz

-essa e minha garota, mais me diz ela resistiu muito ou já entregou de cara

Tata

-na realidade ela não foi a mais fraca Angel que eu enfrente quando eu cheguei ela tinha acabado de enfiar a droga no peito de edu eu a matei com um tiro certeiro e depois troce ela de volta coma cura, eu joguei agua nela e dei choque em seu corpo ela não aguentou muito ela disse que queria saber fácil fácil

Ortu

-assim não tem graças que a treinou?

Tata

-ela disse que foi DÉ

Ortu

-então esta ai porque ela e tão fraca ele não resistiu muito a meu interrogatório ele disse o que queria saber

Tata

-como minha localização?

Ortu

-sim e que você saiu da resistência, e por isso que vim aqui pra saber o porque

Tata revira os olhos e diz

-como você soube disso

Ortu

-Dé grampeou todas as comunicação de Angel da terra2, ele viu o vídeo chamada que vocês fizeram aquele dia, ele me mostrou a cópia e eu fiquei decepcionado com você tata, aquela não era você eu já não disse que se apega a alguém e uma fraqueza que não temos o luxo de ter

Tata respira fundo irritada e diz

-eu não sou mais sua insubordinada ortu e posso dizer que muita coisa mudou deis da última vez que trabalhamos juntos

Ortu se levanta e se aproxima de tata e leva seu indicador ao queixo dela para que ela olhe pra ele e diz com um olhar encantador

-você nunca foi minha insubordinada minha pequena, fiz o que viz. para que você se tornasse a melhor para aquele que lhe via como uma pobre coitada a descendente da traidora tremesse de medo quando lhe visse e não olhasse a desafiar.

Tata pega no braço de ortu e com um olhar frio ela tira a mão dele de seu queixo e diz

-você não ousaria mentir de novo pra mim ne ortu

Ortu franze a testa e puxa seu braço e diz

-o que você quer dizer com isso, nós não já colocamos as cartas na mesa da última vez eu fiz uma promessa a você que jamais mentiria ou tentasse destorcer a verdade e quando eu prometo eu cumpro

Tata franze a testa e leva seu olha para o outro lado, ortu dá um sorrisinho e se aproxima de tata coloca as mãos em seus ombros e sussurra algo em seu ouvido

-você se lembra que aquela noite não e, eu nunca mais esqueci começou em uma luta pelo ódio que lhe fiz sentir que eu tinha mentido a você e acabou indo pra cama foi a melhor coisa que aconteceu aquela noite, diga pra mim que você não lembra da sensação de nossos corpos se envolvendo só lembro dessa promessa porque você me fez sentir algo que mulher Neuma me faz sentir fomos feitos um para outro tata

Ortu se afasta seu rosto e olha para tata que está e com o olhar paralisado no chão como estivesse lembrando daquela noite como se toda sua vida passasse em seus olhos, ela solta uma risadinha e olha com um olhar frio para ele e diz uma voz de sondadora

-você não sabe de nada mesmo, você foi traído pelo seu próprio comandante o inestimado ditador

Ortu se assusta pela forma que tata diz e seu olhar frio, ele dá um passo para traz e diz

-do que você está falando garota

Tata dá a volta nele e senta no piano e começa a toca ortu se vira e olha ela com um olhar intrigado e diz

-o que a com você o que você sabe que fez você se transformar nessa pessoa sondadora e fria

Tata continua a tocar e diz

-depois de saber o que sei meu mundo caiu eu não tenho mais medo por minha vida só medo pela vida de quem protejo, sabe eu tinha medo de não poder volta pra minha família não poder ter uma vida normal se não conseguisse termina essa missão que foi-me confiada mais agora sei que eu sou como uma sombra se o sol não aprese eu não irei surgir mais se eu não surgir não farei diferencia a ninguém

Ortu senta do lado dela e segura as mão ela, tata olha pra ele e ortu está com os olhos nela e intrigado porque ela diz isso ele pega as mão dela delicadamente e leva no peito dele e diz com a voz de preocupação

-o que ouve com você, o que você sabe que fez você ser essa pessoa sem alma

Tata puxa sua mão e diz com o olhar firme em ortu

-não e você que dizia que era pra mim ser implacável e não demostra meus sentimentos que sentimentos e para os fracos

Ortu

-eu disse pra você não ter sentimento mais não sem alma, eu vejo uma frieza em você que não e comum isso me assustou agora me diga o que você sabe

Tata se vira para ele e diz

-não era pra mim existir ortu

Ortu olha ela com um olhar de que não intendeu nada e diz

-como assim

Tata

-o ditador criou uma Angel geneticamente, porque ainda não sei mais ela o ajudou cria todas as Angel que está em cada universo, mais eu não intendo porque ele fez isso

Ortu olha pra tata com um olhar de supresso o que tinha acabado de ouvir e diz

-voce deve esta brincando comigo isso e impossível

Tata

-porque você acha isso?

Ortu

-porque como posso ter aquela lembrança do nosso passado quando vi seu eu do passado tocando piano a dança no salão as nossas risada, nosso último passeio quando levei você pra casa como isso pode não pode ser real

Tata leva seu indicador ao seu queixo e pensa por um segundo e ortu a observa e diz

-se a história que sabemos for uma mentira

Ortu

-como assim

Tata

-se a primeira Angel construiu a máquina do tempo e o ditador a ajudou eles levarão cada Angel criada para o passado e não só para cada universo, e um belo dia a máquina explodiu e Angel morreu o ditador tentou construir mais ele não tinha conhecimento suficiente para construí-la só então ele precisa de uma Angel e um Eduardo para construir

Ortu

-então porque ele manda agente atrais de Eduardo e não de Angel, e porque ele não tenta ajunta seu conhecimento com uma outra Angel porque ele presaria de um outro Eduardo

Tata

-porque ele tem um universo para comanda e porque você acha que ele manda você fica viajando pelos universos para resolver seus planos

Ortu

-mais porque ele esconderia isso de mim, e porque ele criaria Angel isso não faz sentido você deve está blefando e porque você me contaria isso

Ortu olha tata desconfiado e tata diz

-você acha que eu estou mentindo, só contei porque estou tão perdida quanto você e quero saber a verdade tanto quanto você e fiel ao ditador e só disse isso porque eu ainda sou grata pelo que você fez por mim e pela pessoa que me tornei graças a você

Ortu respira fundo e diz

-só a um jeito de sabemos se e verdade

Ortu olha para o piano e tata segue seu olhar ele desliza os dedos nas teclas e tata percebe o que ele está falando e se vira e coloca seus dedos nas outras teclas ele então diz

-sonata de claro de Luna

Tata acena com a cabeça e eles começam a tocar eles deixam se envolver com a música e tata se concentra no que edu lhe disse então ela vê claramente como se ela tivesse vendo um filme em sua mente ela então levanta e estende sua mão que está do lado de ortu como diz

-estou pronta ortu.

Ortu olha para ela tata está com os olhos fechado e tocando ao mesmo tempo como se soubesse a música de cor ele  tira uma mão do teclado e toca só com a outra ortu respira fundo e pega a mão de tata que está em sua direção e fecha os olhos ele se concentra na música ele vê tudo o que ela quer que ele deis de quando edu acordou até o momento atual .quando tata termina de tocar e quando a lembras compartilhada termina ,tata respira fundo e abre seus olhos e vira seu rosto para ortu que faz o mesmo ele se olhão por um estante como se Neuma dos dois soubesse que fala ,tata se levanta e ortu também ela então toma a iniciativa e diz

- e agora você acredita em mim

Ortu suspira e diz

-acho que não tem prova mais convincente do que essa

Tata

-e agora

Ortu

-eu acho que estamos no mesmo barco se rumo e sem respostas

Tata

-o que você vai fazer?

Ortu

-não sei ainda vou investigar

Tata

-tendi mais acho que terminamos por aqui já disse o que tinha pra dizer

Ortu

-sim mais porque você teve aquele sonho

Tata olha timidamente para ele e diz

-eu não sei talvez deve ser só um sonho, mais o que me intriga e de não lembra porque fiz essa tatu de coruja e porque estou com essa marca estranha de queimadura na chave que ela está segurando

Tata mostra para ortu que suavemente pegue em seu braços e leva as ponta dos dedos na queimadura que ela diz, ele a observa e diz

-eu só posso dizer que você já estava com essa tatu quando a recrutei, mais nunca tive interesse de saber porque você tinha ela

Ele solta o braço de tata e ela passa a mão em seu braços, ela se perde em seus pensamentos por um segundo e ortu diz

-sinto muito por não poder ajudar mais

Tata dá um sorriso e diz

-você me ajudando se você não se lembra não estamos do mesmo lado meu caro senhor

Ortu dá um sorrisinho tímido e diz

-se você não se lembra estamos em trégua para troca de informação e as informação que lhe dei não e tão relevante para que destrua o império do ditador

Tata

-realmente meu senhor

Ortu

-mais acho que o ditador não irra precisar saber que eu estive aqui e que tenho algumas informações que eu não deveria saber vamos dizer assim

Tata

-você acha que tudo isso não passa de uma farsa que lá no fundo não sabemos para quem estamos lutando

Ortu

-eu não sei ainda mais eu irei investiga minha cara, mais veja por um lado você não está lutando para Neuma dos dois lado você só que que isso termina não importa que lado será vitorioso

Tata

-foi por isso que você veio atrás de mim?

Ortu

-não eu só queria saber se você estava bem depois que você saiu da resistência Angel da terra2 não disse nada sobre você em seus relatório eu fiquei preocupado com você, você não parecia bem depois da aquela briga no videio chamada com Angel da terra2, eu já presenciei como você fica quando perde alguém que você ama eu só queria saber se você estava bem

Tata

-não importa o que aconteça você sempre se ´preocupa comigo ne, mais vou sobreviver aprendi isso com o melhor professor

Ortu

-fico feliz por ter sido um bom professor pra você, mais me preocupo ´porque você foi a único amor em minha vida e sempre será não importa o que aconteça eu sempre me preocuparei com você

Tata

-mais vamos para com isso acho melhor você ir nossa trégua termina depois de sua partida, mais minha promessa continua valendo se li ver de novo não hesitarei em matá-lo meu caro

Ortu

-eu também continuo com minha promessa quando nos enfrenta de novo eu também não hesitarei minha cara

Ele dão uma risadinha e ortu se vira e vai em direção a saída ela o vê partindo ela então depois de alguns minutos pensando no que eles conversarão ela sai do armazém e atravessa o pátio devagar perdido em seus pensamentos ela então alguém grita seu nome ela se vira e vê Danillo e Angel saindo da mata que fica do lado do pátio tata espera eles se aproxima e Danillo diz

-o e você acordou sedo porque o sol está nascendo agora

Tata

-e que eu tive um pesadelo e acabei perdendo o sono

Angel

-tendi mais o perímetro está seguro ninguém passou por aqui nem rastro de intruso nada do tipo

Tata cruzas os braços e diz

-serio que vocês não viram nada, acho que você estava se atracando por ai, porque ortu entro e saiu numa boa porque se você tivesse trombado com ele vocês não estaria aqui pra me conta que estava tudo numa boa

Danilo e Angel se olha como se não acreditava o que tinha acabado de ouvir que ortu esteve lá, tata da as costa para eles e caminha até o armazém onde os outros meninos estão dormindo, Angel e Danillo a segue fazendo um monte de pergunta mais tata os ignora ela entra e os meninos continua atazanando ela com perguntas ela para no balcão e dá um suspiro e se vira e olha para eles ela levanta o dedo indicado e diz

-já chega de perguntas eu não vou dizer nada, no momento agora saião daqui e me deixa em paz

Danilo e Angel se olhão e revira o os olhos mais segue as ordem de tata eles vão pra sala para descansa ,tata os olhão e vai em direção a cama ela se deita na cama e olha pro teto ela se perde em seus pensamentos e acaba pegando no sono novamente ,tata acaba tendo o mesmo sonho ela se debate na cama e soa muito ,já passa das 14;00hs e os menino a já acordarão e estão na sala conversando e Danillo disse que tata disse que ortu tinha estado lá ,eles discutem sobre isso e quando tata começa a fala dormindo os meninos escuta o  eles se viram e tata murmurando  algumas coisas eles se olhão e portuga se levanta do pufe e vai até a cama de tata ele se aproxima e tata está falando algo mais eles não intende edu se levanta e vai lá também eles se agacha o perto do rosto de tata e ela continua a dizer algo mais eles não intende edu resolve leva sua cabeça perto dos lábios de tata ele então escuta tata dizer

- VOCE E ÚNICA EM MEIO A TODAS ESSA PESSOAS E O QUE ESTA ESCONDIDO EM SEU DNA TE FAZ DIFERENTE EM TODAS AS ANGEL

Ela repete essa frase como um toca disco riscado, edu se afasta e olha para portuga como o que ela dissesse fizesse algum sentido, portuga puxa ele pelo braços para se afasta da cama de tata para não acorda-la ele então diz baixinho para edu

-e ai o que você conseguiu entender

Edu olha com um olhar de que sabe de mais coisas e diz

-acho que descobri tudo

Portuga franze a testa e diz

-como assim descobriu tudo

Edu olha para ele e portuga o inçara edu então diz com um ar de surpresa

-tata e a ....

Antes de edu termina tata acorda no susto e senta na cama toda suada ela está ofegante e pálida portuga core em sua direção e senta do lado de tata e pega em sua mão e diz

-o que foi tata está tudo bem?

Tata apoia acabes no ombro de portuga e tenta recupera o folego ela diz com dificuldade

-está tudo bem só foi um sonho ruim eu acho

Ela afasta o rosto do ombro de portuga e se levanta da cama portuga se levanta também e diz

-quer conversar sobre isso ??

Tata olha pra ele com um olhar de carinho pela preocupação ele e diz

-está tudo bem portuga só preciso de um banho

Tata vai em direção ao banheiro e edu continua no mesmo lugar como se estivesse paralisado ele só segue tata pelo olhar até ela entra no banheiro portuga se aproxima de edu que está com o olhar perdido portuga coloca a mão no ombro de edu que se assusta e olha para portuga então portuga diz

-o que foi cara, você está bem?

Edu

-too sim cara

Portuga

-o que você estava me falando que tata e o que?

Edu coloca as mão nos ombro de portuga e diz olhando para seus olhos

-a tata e a chave

Portuga perde prende a respiração e arregala os olhos de surpresa e diz

-você está dizendo que tata e a resposta pra tudo a construção da máquina do tempo

Edu

-estava o tempo todo com ela e ninguém sabia

Portuga

-como pode ?

 

  


Notas Finais


se vocês tiverem gostando pu favor me ajudem a divulgar pra que mais pessoas veja-o essa historia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...