História Egocentrismo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Como Sempre, Mesma Merda, Short, Vsfdvi
Visualizações 6
Palavras 418
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Poesias
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - X


Eu sou egocêntrico, sabe. Quando eu soube que você não me amava mais, fiquei desolado. No entanto, eu mesmo nunca realmente disse amar você também.

Acredito que o que eu amava, de fato, era ter você. Saber que mesmo se eu beijasse outras pessoas, eu ainda poderia beijar você. Saber que se eu pedisse para segurar sua mão, você deixaria eu fazê-lo. Saber que eu poderia abraçar-lhe quando quisesse, e você não se afastaria.

E então você foi embora. Eu pensei que nada mudaria apesar da distância. Mas mudou. Você mudou. E não me ama mais. E no início eu nem me importava, porque achava que eu iria superar tudo isso antes de você. Aconteceu o extremo oposto. Que ironia, não? Eu, que sempre iludia todo mundo, que era difícil, que era babaca. Eu estava aos seus pés.

Talvez eu tenha começado a amar você mesmo. Mas você não me ama de volta, então qual é o ponto disto tudo?

Eu acho que só amo ter alguém. Encontrei um garoto novo, e ele é adorável. Contudo não é nada comparado a você. Ele não tem a sua personalidade explosiva, ele não fala o que pensa no momento em que pensa, ele não ri de tudo. Ele não flerta de volta, também. Ele é tímido demais, e muito na dele. É bonitinho, mas sei lá.

Mesmo assim, acredito que eu amo ter alguém. Eu sou egocêntrico. E irei repetir isso muitas vezes. Eu aprecio atenção. Eu aprecio que as pessoas importem-se comigo e demonstrem isto. Você era assim antes de ir embora, e eu amava aquilo tudo.

E, agora que você se foi, eu não tenho mais nada. E eu fico te vendo em redes sociais, e pensando caralho, ele 'tá ficando cada vez mais bonito. Mas também parece cada vez mais otário. Eu me esforcei tanto para esquecer você. E do nada você volta. É sempre assim. Por quê?

Eu sei que é de propósito. Todavia, não consigo encontrar motivos plausíveis para isso. Qual é a necessidade? Eu realmente gostaria de compreender.

É tão estranho conversar com você depois disso tudo. Sete meses se passaram e parece que ainda há marcas dentro de mim deixadas por você. O que é um absurdo, visto que eu nem te amo mais. E nem você me ama mais, então por que as coisas não podem ser normais? Por que não pode tudo voltar a ser simples e por que eu não consigo não ter vontade de te beijar quando te vejo?


Notas Finais


Vsf.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...