História Ei! Sua princesa está em outro castelo! - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias UTAU
Personagens Luna Amane, Miko Okka, Momo Momone, Rook, Ruko Yokune, Tei Sukone, Uta Utane (Defoko)
Tags Defoko Olha O Bullying, Luna Fanática, Miko Fofaaa, Momo Coitada, Rook A Princesa, Ruko O Príncipe
Visualizações 26
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mas uma fanfic de Utau? Sim!

Capítulo 1 - A proposta


Fanfic / Fanfiction Ei! Sua princesa está em outro castelo! - Capítulo 1 - A proposta

Rook

Eu sempre fui admirado por ser o terrorista da escola, todos que me viam corriam, sim até o próprio diretor gemia quando me via, admito que me achava, junto com meu grupinho  que esteve ao meu lado desde sempre. Do jeito que eu estou, eu posso até mandar queimar essa simples escola~

Mas foi quando ficava admirando meu pessoal roubar uma patricinha, que eu a avistei, eu nunca pensei que com aquelas simples marinhas chiquinhas, ela faria tal ação. Seus olhos totalmente alegres, a tornavam mais normal, seu simples uniforme de marinheiro, junto com um simples casaco, demonstrava que ela era apenas uma garota comportada, seu jeito de intimidar era totalmente normal. Se eu não me engano ela devia ser alguma coisa Yokune.

E quem pensaria que uma garota como esse poderia matar alguém com apenas um soco? 

Sem mesmo pensar naquela situação, eu resolvi se aproximar daquela estudante. Acho que com apenas alguns passos, já a chamei sua atenção, que estava voltada para um grupo de garotas. Mesmo eu me aproximando ela não recuou, achei meio estranho, pois suas amigas já estavam no altos da colinas, ou simplesmente em uma escada olhando a infelicidade de sua ''amiga''.

-Ei! Você chamou minha atenção de algum jeito, por acaso aceita ir ali comigo? -Eu a puxava por um dos rabos da chiquinha, ela demonstrava um pouco de dor. Quer saber? Eu adorei aquela expressão. 

-O-O que você quer comigo?- Ela segurava minha mão, que a puxava, ela parecia ter uma força, mas não dei muita bola, e resolvi a responder.

-Bem vou direto ao ponto,quero que tenha uma disputa comigo, ouvir dizer que a família Yokune tem uma grande importância nessa escola. Se eu ganhar, vou querer todos os direitos da escola~- A mesma me deu um olhar curioso e surpreso, mas,depois deu uma risada por acaso ela estava tirando sarro de mim? 

Sem eu mesmo perceber, eu acabei soltando suas chiquinhas e a prendido em uma parede, eu adoro meus instintos! Mas por outro lado isso não a faria ter medo de mim? Então por que a mesma estava com um olhar sorridente, enquanto seus lábios estavam deixando escapar sua língua de fora, só faltou ela estar duvidando de mim!

-Você é muito engraçado Rook-kun! Então você quer der uma disputa, bem eu aceito- Seu olhar mudou de sorridente para um pouco confiante, ela de repente, pegou minha gravata, e a apertou. 

-Então o que eu ganho com isso? -Enquanto enrolava seus pálidos e ao mesmo tempo rosados dedos em minha gravata, ela me fitava com um tom sério, isso me deu um leve choque, fazendo eu recuar um pouco. 

-Bem você decide o que quer, pois já sabemos que já é o vencedor- Ela puxou minha gravata com uma força surpreendente forte, fazendo eu ficar próximo ao seu rosto. 

-Acho que já decidi o que eu quero, mas é segredinho~- Enquanto eu via meu reflexo em seus olhos, uma rajada de vento fazia nossos cabelos se movimentarem, de uma forma relaxante, enquanto o tempo que já estava a se abrir, se fechava, fazendo tudo se escurecer, mas mesmo assim, eu a conseguia a ver e até mesmo a ouvir. 

Mesmo com aquele corredor imenso, e várias janelas, acho que ela era a única que coisa que eu estava vendo, por conta do escuro,dava para se ouvir os sinos tocando, avisando que as aulas já haviam acabado. 

-Bem melhor eu ir indo Rook- Depois de alguns segundos olhando para um e o outro, finalmente nós separamos. Apesar de eu ter gostado de estar junto dela.

Se separando, ela foi indo em direção aquele escuro e sombrio corredor que parecia a engolir.Ficando com um mau pressentimento, eu resolvi voltar, enquanto passava por todas aquelas portas, que já estavam trancadas, eu estava determinado a ganhar, por isso nem avisei ninguém sobre minha egoísta decisão. 

Mas naquele momento eu não havia percebido, mas a partir daquilo minha vida iria se tornar outra coisa, por culpa de uma decisão egoísta, e tentadora, eu me totalmente me incriminei, eu devia ter deixado quieto, se eu deixasse quieto eu provavelmente iria ir pra outro caminho, e não para aquele...

Eu estava já a aguardando, atrás da velha escola, era a hora de ver o que o destino me aguardava, me tornar o dono daqui, ou...Estava suando frio por causa de um decisão misteriosa, eu não acreditava em mim mesmo, com uma determinação que havia surgido, eu a ouvia, com seus longos passos longos, e suas chiquinhas que se movimentavam junto com seus passos. Seu sorriso deu um destaque na situação, mesmo com um clima estranho e tenso, ela continuava com aquele sorriso.

-Então vamos começar- Seu chute me pegou de surpresa, eu acabei desviando, mas em seguida ela deu outro, foi complicado de desviar, mas de alguma maneira consegui, já estava na hora de meu contra ataque, que foi totalmente falhado com um soco que atingiu minha bochecha,fazendo eu cair embaraçoso. O que acontecia com aquela garota como um simples soco doer mais que uma facada? 

Mesmo com alguns segundos eu já estava igual um tonto caindo, até ver meu reflexo em seus olhos que já estavam com um olhar sanguinário, eu parecia um fracasso, eu já sabia que do resultado, mesmo com medo da realidade, acabei dolorosamente aceitando, e pedindo uma redenção. 

Nesse mesmo momento, ela percebeu que também está indo longe demais, se recuando um pouco, mas, depois se abaixando, enquanto olhava para aquele mato que já estava pisoteado, me olhando fixamente, e se aproximando aos poucos de mim, a mesma ousou a fazer seu pedido.

-Eu quero que você seja a minha Cinderela- Com um sorriso agradável e fofo, e seus olhos que já estavam delicados, ela se desabrochou e despertou uma sensação estranha de mim, mesmo que aquele pedido seja humilhante, seu sorriso me encantou. 

O que iria ser de mim? 

 Mas por que diabos eu teria que me tornar uma Cinderela!?  Sua princesa está em outro castelo, idiota. 

Talvez eu aguente um pouco ser uma princesa para estar com ela, pera o que estou pensando? !? Eu sou macho! 



Notas Finais


Gostaram? Ousei em, ousei em deixar a Yokune como fêmea e ter uma personalidade forte.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...