1. Spirit Fanfics >
  2. Eight years >
  3. Fifth Act: First Kiss

História Eight years - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Fifth Act: First Kiss


Fanfic / Fanfiction Eight years - Capítulo 5 - Fifth Act: First Kiss

_ Então? Como estou?

    _ Ficou linda! Mas esse vestido  tem muito decote nos peitos...coloque outro mas não o tire da lista! Te deixa com cara de santa e safada.

    _ Petra!

    Podia ser considerado a tarde das garotas, mas não era. Isabel havia chamado sua melhor amiga para ajuda-la no seu vestido de casamento, já que a ruiva sabia que não estava apta para decidir.

    A mulher de cabelos loiros meio ruivos sempre ajudou a ruiva de belos olhos verdes, afinal, eram melhores amigas! Passaram a adolescência grudadas, não seria diferente agora. O que uma precisava a outra tinha é assim seguiu por anos a amizade das duas.

   _ Esse? Achei meio apertado na cintura.- Isabel sai do vestuário mostrando o vestido branco em seu corpo.

    _ É óbvio que seria apertado na cintura! E um vestido sereia!- Aproximou vendo os detalhes. Realmente havia marcado bem a cintura da ruiva; ele tinha babados no final do vestido e nos seios um decote simples que mostrava os ombros pardos._ Olha; esse ficou legal! Tem a sua cara!

    _ Levo esse?...Mas se bem que eu gostei do sem manga simples...Mas o do decote me deixou mais sexy, Levi gosta disso...Tem aquele que é curto!- A ruiva já estava confusa com todas as suas escolhas de roupa. Ela não sabia se pensava em seu gosto, no gosto do noivo ou em como os convidados a enxergaria; quem disse que arrumar o casamento é uma tarefa fácil?!

    _Caramba! Isso é mais complicado do que pensei ser! Acho que devemos deixar para outro dia, afinal já esta ficando tarde! Passaremos na loja do centro na próxima, o que acha?- Perguntou Petra  sorrindo a outra que confirmou sua ideia. A de olhos castanhos pegou seu celular atendendo a um telefonema, assim que desligou, mandou uma mensagem com seus dedos ágeis._ Rainha, vou ter que ir.- Abraçou a ruiva beijando a bochecha. _Para você não andar nessas ruas, chamei meu irmão para te levar em sua casa; tudo bem?

    _ Claro! Sem problemas!- Disse pegando sua bolça em cima de uma das poltronas.

    _Ele deve chegar daqui a pouco. Ele é loiro e alto, seu nome é Farlan.

 

 

 
     Eren andava de um lado pro outro em seu escritório, sentia-se incomodado em como a Reiss tinha razão em formar laços. Seus lucros estavam indo a mil! Assim como os lucros dela. Não era apenas um rosto bonito, Frieda era uma mulher brilhante!  Os outros não intendiam o porque de apenas o Jaeger e a Reiss terem o dobro do dinheiro tão rápido, mesmo sabendo que eram os mais fortes depois da Leonard e do Kirstein.

    Eren não podia mentir que estava orgulhoso de si. Se o seu pai estivesse vivo, iria esfregar em sua cara o tamanho poder que conseguiu! Mas ele não queria mostrar que era bom nisso. Seu plano já havia sido esclarecido com Zeke, ainda estava cedo para coloca-lo em pratica. Queria fazer em uma noite específica...O fim de todos precisa ser no mesmo dia do começo de tudo.

    Riu de seus pensamentos._ Bando de palhaços de merda!

 

 

    Isabel chegou em seu apartamento já encontrando Levi vendo qualquer programa na TV. _ Demorou hoje. -Levi não desviou um segundo sequer da luz em sua frente. Retirando seus sapatos, foi até seu noivo o beijando nos lábios. Sorriu. _ Então, encontrou seu vestido?- Pegou a ruiva pela cintura fazendo-a se sentar em seu colo.

    _ Infelizmente não... Todos me caíram muito bem! Eu não sei qual escolher!- Disse suspirando cansada sentindo as mãos de Levi massagear seus ombros._ Nós iremos para o centro da próxima vez.- Bagunçou os fios negros vendo o sorriso nos lábios finos e rosados do noivo.

    _ Espero que encontre logo.- Colocou a cabeça para trás sentindo o carinho em seus cabelos._ Fez algo de diferente hoje?

    _ Depois do trabalho, na hora do almoço, comi comida mexicana e depois fiquei rodando no shopping esperando pela Petra, não encontrei meu vestido mas conheci o irmão dela, o Farlan.- Disse saindo do colo do menor sentando ao seu lado. Lembrou-se do loiro alto com belos olhos azuis no qual foi te levar para sua residência. A conversa que teve com ele no carro foi agradável, o tom de sua voz fez o corpo de Isabel estremecer assim que escutou pela primeira vez.

     Farlan havia me pego em frente a loja, saiu do carro vindo em minha direção. Os cabelos loiros se mexendo com a leve brisa que tinha, sua expressão estava  séria no início, mas quando seus olhos azuis cruzou com minha visão um sorriso surgiu de seus lábios.

    _ Isabel certo?- Perguntou assim que ficou centímetros perto de mim. Ele é tão alto! Confirmei com a cabeça um pouco corada...Seu olhar é tão penetrante._ Sou Farlan Ral, um prazer de conhecer.- Assim que vi sua mão estendida, fui cumprimenta-lo sendo surpreendida com seus lábios nas costas de minha mão._ Vamos?

    Fomos para seu carro de cor branca, sentei-me no banco do navegante. Ele logo ligou o carro e seguimos para minha residência. O caminho foi ele perguntando coisas sobre mim assim como ele falava sobre si mesmo.

    Até pararmos em um sinal.

     _ Olha, se você quiser posso acompanha-la em sua "jornada" pelo vestido perfeito!- Sorriu para mim. Como o sorriso dele e lindo! Faz conjunto perfeito com os olhos!

    _ Claro! Seria uma honra ter uma ajuda masculina.- Respondi da mesma forma.

    Naquele momento, pude sentir algo que não se acende em mim a anos...

    _ Isabel! Se for para dormi, vá para a cama!- Levi disse depois de ter estralado seus dedos em frente aos olhos verdes da ruiva que, até pouco tempo, encarava o nada. Sua noiva apenas pediu desculpas rindo. Aquilo podia ter sido segundos, mas para si foi os minutos do momento, como se ela tivesse acabado de reviver tudo novamente. Novamente ela sentiu algo acender em seu corpo.


 
 

 


 
    Eren já estava no bar, com sua bebida em mãos, esperando o menor vir. O moreno já podia dizer que estavam voltando com a relação antiga. Já estavam novamente mais próximos, se encontravam com bastante frequência como nos velhos tempos, apenas o moreno de fios castanhos e o de fios negros. Estava feliz com isso, por ter novamente a companhia de Levi; apesar de seu cérebro martelar que as coisas haviam mudado e que tinha que mudar a forma como enxergava o mesmo. Pensando nisso, sentiu-se cansado. Algo amargo se fez presente em sua garganta, o gosto da mentira.

    _ Me desculpe, Levi...- Suspirou abaixando sua cabeça. Esperava que tivesse falado baixo o bastante para que ninguém o escutasse, mas Levi já havia chegado ficando com duvida pelo pedido do outro.

    O rosto do menor se contorceu em pensar o porquê das desculpas; por quê Eren pedia desculpas para si? Ele pensa que fez algo errado para si? Ou ira fazer algo, que não lhe agradará?_ Por que pede desculpa?- Viu Eren lhe olhar surpreso sorrindo amarelo em seguida; balançando suas mãos, disse que não havia sido nada, logo pediu para o menor se sentar. Levi ficou bem mais desconfiado, sabia que o moreno escondia algo. Odiava segredos para ser sincero. Mudou seu olhar de duvida para um olhar sério e até mesmo meio irritado. Se Eren está pedindo desculpas pare ele, com certeza tinha algo a mais._ Por que você pediu desculpas?- Novamente Eren negou a dizer tentando puxar algum assunto.

    O moreno, percebendo que puxar o assunto não ajudaria, desviou os olhos verdes para outro canto. Levi não costumava a ficar com aquela expressão, mas quando ficava não tinha uma pessoa que não sentisse medo. Era como se uma estaca de gelo bem afiada na ponta o perfurasse para arrancar algo de si! Isso deixou o Jaeger suar frio.

   Levi perguntou novamente. Seu timbre de voz ficou mais rouco e seco, os olhos semifechados e sobrancelhas quase juntas . Eren engoliu sua saliva que desceu rasgando a garganta; se contasse a verdade, não saberia como seria a reação do menor; ele poderá nunca mais falar consigo! Mas não é como se o moreno tivesse escolha! Talvez, se ocultasse o real motivo, o clima ficaria menos pesado. Novamente sorriu amarelo.

    _ Lembra daquele dia...Em que eu te beijei e sai correndo? Sabe que eu nunca te pedi desculpas ou dei explicações.- Corou um pouco ao se lembrar do ocorrido. Os sentimentos que sentiu no dia voltou para seu corpo, o deixando ansioso.

    Levi suavizou a expressão suspirando para sorrindo minimamente. Eren ficou mais calmo com isso mas não por muito tempo. Esperava que Levi tivesse esquecido.

    _ Cara! Não precisava fazer esse cu doce todo!- Dá um soco no maior que ri baixo._ Isso foi a tempos mas...Eu nunca me preocupei muito em saber o porquê de você ter feito aquilo. - Colocou a mão no queixo._ Bem, se quiser me explicar agora. Vejo que isso ainda deve te incomodar.- Pediu qualquer coisa para o garçom voltando sua atenção ao amigo.

    _ Bem...

    Ele realmente não sabe o real motivo por eu ter o beijado. Nem eu sabia o porquê de ter feito aquilo! Claro que isso ficou claro para mim agora; mas não é como se eu fosse falar para ele que gosto dele! Até porquê, iria me machucar mais em saber que não serei correspondido. Contando ou não, o fato não mudaria.

    Era jovem, ainda estamos na terceira para quarta série, meros pirralhos. Estávamos arrumando nosso material escolar, já que tinha terminado as aulas; vimos uma garota de outra classe beijar um de nossos colegas. Ambos pareciam se gostarem; pela expressão deles na hora...

    Levi olhou torto para eles dizendo o quanto era nojento, já que ele enxergava as meninas com nojo; assim como elas nos enxergavam. Coisa bem típica de criança mesmo.

    _ Isso é extremamente nojento! Beijar uma garota é nojento!- Levi fazia um bico sempre que ficava bravo com algo. Era fofo; lembro bem de seu bico naquele dia, ele estava bem mais chamativo, já que era inverno e seus lábios estavam meio avermelhados.

    Minha atenção estava concentrada apenas naquele local...nos finos lábios avermelhados do meu amigo...

    _ Você beijaria uma garota?- Havia perguntado inocente. 

   
    _ Está doido!- Lembro-me bem dele colocando a língua para fora como se fosse vomitar. Levi sempre fora dramático em algumas coisas, e, lembrar daquele expressão me faz quer rir._ Garotas são nojentas Eren! NOJENTAS!

     Não pude evitar rir. Mas fiquei com uma duvida na hora; ele falava isso sem nunca ter experimentado beijar uma garota. Mas e garotos? Ele não tinha nojo do garotos, tinha?

    _Você beijaria um garoto?- Perguntei curioso.

    Em lembrar que sua resposta foi o meu gatinho...

    _ Talvez. Garotos são menos nojentos!- Sorria convencido.

    Havia perdido o controle de minhas ações. Levei minhas mãos ao seu rosto me aproximando o bastante para juntar meus lábios nos  lábios avermelhados e frios dele. Foi tão bom! A sensação de formigamento a onde tínhamos feito contato...meu coração pulava! Quando me recordei, não tive coragem de ver sua expressão. Sai correndo para fora da escola sem olhar para trás. Meu rosto estava queimando naquele momento; parei de correr apenas para recuperar o ar e acalmar meu coração que pulava.

    Não sei o que se passou na cabeça do Levi ou como ele havia reagido. Fiquei imaginando sua expressão quando me deitei na cama  tocando em minha boca antes de dormir; eu gostei tanto daquele simples toque de nossas bocas! Não conseguia esquecer aquela sensação que me faz flutuar! Meu coração batia rápido e minha mente sempre voltava para o momento.

    No dia seguinte, eu estava tão envergonhado que nem falei no assunto, Levi também não havia dito nada. Mas a partir deste dia, eu percebia que o garoto ao meu lado significava mais que um simples melhor amigo. Eu sento algo diferente, mais forte que a amizade! Minha razão brigava constantemente com meus sentimentos sobre isso; ao mesmo tempo que queria amar Levi com todo o meu ser e sentir novamente aquele formigamento delicioso, meu cérebro gritava para que eu parece de imaginar coisas. No fim, o meu coração ganhou a luta...Estou completamente apaixonado por ele!


    Mesmo passando anos do ocorrido, nunca tive coragem de falar o que sinto. Tinha medo de Levi me rejeitar e acabar estragando nossa preciosa amizade. Esse  medo foi se aumentando conforme fomos crescendo. Não é fácil gostar de alguém; principalmente se essa pessoa for seu único amigo, o seu único tudo, o qual tinha medo de perder.

    Mas agora, tenho coragem. Posso gritar para o mundo o quanto amo esse homem e o quanto o quero! Eu não me importo mais com o medo! Afinal, é tarde de mais...Ele já tem alguém que o faça feliz todos os dias; que o faça se abrir e falar sobre seu dia; que o conforte nos momentos ruins e que o apoia em sua decisões. Levi não precisa mais de mim...sou apenas um amigo.
   

    _ Bem...eu apenas tinha ficado curioso. Lembrei agora que não tinha pedido desculpas.- Eren abaixa seu olhar passando uma das mãos em sua nuca._ Desculpe.

    _ Tudo bem!- Levi riu._ A gente era criança, não sabíamos de nada, tudo era motivo para ficar curioso.- Tocou o ombro do amigo apertando de leve._  Mas saiba que eu não considero meu primeiro beijo com você!- Levou o copo de vidro até a boca bebendo o liquido transparente.


Notas Finais


Oi oi! Como dito, sexta-feira novo capítulo! Estou amando tudo isso, meu Deus!

Beijos de açúcar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...