História El préstamo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Álvaro Morata, Cristiano Ronaldo, Daniel Alves, Douglas Costa, Francisco "Isco" Suárez, Gianluigi Buffon, Karim Benzema, Lewis Hamilton, Marcelo Vieira, Marco Asensio, Paulo Dybala, Sami Khedira, Sergio Ramos
Personagens Cristiano Ronaldo, Douglas Costa, Paulo Dybala, Personagens Originais, Sami Khedira
Tags Cristiano Ronaldo, Futebol!, Juventus, Paulo Dybala, Sami Khedira
Visualizações 84
Palavras 1.445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiiiiii
Uma fic com o Dybala porque eu amo esse menino.
Espero que gostem ❤❤❤❤❤
A Dani tem um insta sigam ela
@_sanchezdanni

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction El préstamo - Capítulo 1 - Prólogo

Tell me what you want
What you like, it's okay
I'm a little curious too
Tell me if it's wrong
If it's right, I don't care
I can keep a secret, can you?

    Demi Lovato

New York

Daniela

- só pra deixar bem claro...- falei assim que adentrei a recepção do hotel- nesse exato momento era para minha pessoa estar aproveitando aquelas praias divinas de Havana...

Aquele que eu chamava de amigo riu e me abraçou, passando os braços na minha cintura me tirou do chão

- então porque não foi preciso eu implorar para você largar suas preciosas férias e me encontrar aqui?

Levantei às sobrancelhas

- porque eu te amo Asensio, isso não conta?

Ele riu alto e me abraçou pelos ombros

- contaria se eu acreditasse...

Me afastei dele e comecei a distribuir tapas em seu peitoral e ele ria

- pode parar de rir senhor ou pego o primeiro vôo para Cuba e você só me verá no final do ano...

Ele me abraçou novamente

- tudo bem não está mais aqui quem falou...

Ergueu as mãos

- então senhor Asensio- falei enquanto seguiamos hotel adentro- soube que está praticamente levando uma vida de casado com a filha do Zidane...

Ele riu ainda me abraçando pelos ombros

- o nome dela e Aurora e a filha dela já até me chama de papa...

Parei com um sorriso no rosto e ele olhou para trás

- o que foi?

- graças a Deus uma mulher que foi capaz de tirar Marina Muntaner da sua cabecinha - ele revirou os olhos- já quero conhecer essa santa Aurora Zidane...

Brinquei

- pelo que vi las fotos ela e bonita demais para você...

Ela parou e me olhou por cima dos ombros

- o que tem eu?

Dei de ombros fazendo um 'nada'

- Daniela...

Falou e sorri de lado

- como ela pode gostar de você com esse nariz?

Falei e ele levou a mão ao próprio nariz

- o que tem meu nariz?

- nada...- ele me olhou- que foi? Só não gosto do seu nariz...

- porque?

Olhei no saguão e sorri

- e que ele e meio torto...

Disse e sai correndo.

Quem olhasse veria duas crianças correndo, e não dois adultos de quase vinte e dois anos, no meu caso quase vinte e três

- DANIELA...

gritou e pude ouvir ele vir atrás de mim e gritei

- Socorro, com licença...

Falei e passei pelo saguão e entrei no elevador o fechando e vendo a cara de Marco.

Ele odiava que eu falasse do seu nariz, e mesmo assim fazia por implicância.

Soltei a risada presa e apertei o botão que me levaria até o andar onde meu pai estava hospedado junto com a comissão técnica do Real Madrid.

Assim que sai do elevador bati na primeira porta e Karim abriu a porta com uma toalha no ombro

- olha só que apareceu...

- Salut baby Benz...

O cumprimentei com um beijo no rosto e o francês me abraçou me tirando do chão

- andou sumida Dani...

Me encostei na parede

- a faculdade está consumindo meu tempo e eu não sumi continuei em Turim...

Fiz careta e ele riu

- vai assistir o jogo de amanhã?

Coloquei a mão na cintura

- eu não vim a Nova York apenas para passear, vim ver meu pai e assistir ao jogo...

Ele riu

- seu pai não está aqui Dani...

Bufei

- eu sei Karim, você sabe o onde e o quarto dele?

- no final do corredor ao lado do Lopetegui...

Ouvi o elevador parando no andar e arregalei os olhos vendo um Marco me olhar fazendo um sinal de negação

- gracias por la información Benz...

Marco apressou os passos e sai correndo até o final do corredor e bati na porta do quarto do meu pai.

- não adianta fugir señorita Sánchez...

Marco chegou e meu pai abriu a porta e me joguei em seus braços

- Papa...

Ele me abraçou e sorri

- arrumou um tempo para ver seu velho...

Dei risada e neguei

- não começa com a história de voltar a Madrid, você sabe que isso não vai acontecer tão cedo José...

Ele balançou a cabeça

- está vendo como ela me trata Marco? Nem me chama mais de padre...

Revirei os olhos

- cadê o respeito dessas jovens de hoje...

Marco completou e bufei apontando para um e para o outro

- você Marco não começa e o señor Sánchez sabe muito bem que o amo, mas não vou largar minha vida em Turim para voltar a Madrid, então se os dois não querem que eu dê meia volta e retorne a Havana e melhor...

- ok, não vamos mais falar nada estressadinha...- Marco bagunçou meus cabelos

- Para Marco...- me afastei e ele riu

- vou voltar para meu quarto e avisar ao Marcelo que você está aqui...

Sorri e confirmei com o polegar, abracei o jogador e falei

- ainda quero conhecer a Santa Aurora...

Ele negou e riu.

Meu pai já tinha colocado as malas para seu quarto e entrei.

[•••]

- porque você não volta para Madrid mesmo?

Marcelo perguntou enquanto caminhavamos em direção aos vestiários no Met Life Stadium

- porque eu tenho uma vida em Turim...

Ele negou

- falando em Turim você já falou com Cristiano?

Joguei a cabeça para trás e o abracei peña cintura

- e você acha que eu passo a vida toda em Turim? Estava em Havana...

Ele me empurrou de leve

- desculpa aí querida...

Joguei os cabelos para o lado e fiz cara de patricinha mimada e ri em seguida

- isso foi péssimo...

Concordei e vi meu pai conversando com Julen Lopetegui e andei até eles enquanto Marcelo seguia para os vestiários.

- Hola Julen...

Cumprimentei o treinador e abracei meu pai pela cintura e beijei seu rosto

- señorita Sánchez e bom vê la novamente...

- siempre un gentleman señor Lopetegui...

- veio assistir o jogo com seu papa?

Dei de ombros

- na verdade ele me intimou a visitar ele antes das férias terminarem...

Eles riram

- só assim para ela deixar Turim...

Meu pai reclamou e deixei um beijo em seu rosto

- não precisa fazer drama José...- peguei a camiseta do time que estava nos meus braços- vou procurar meu lugar , vejo vocês depois do jogo...

Meu pai fez mais uma careta e balançou a cabeça negando

- não vai assistir o jogo do camarote?

Ri negando

- não mesmo, prefiro a energia dos torcedores...

Me afastei e joguei alguns beijinhos na direção dos dois.

Coloquei a camiseta preta com menos nome na costa e sem número e segui até às arquibancadas, alguns torcedores americanos já estavam chegando e por isso a energia começava a ser diferente.

O jogo contra a Roma começou com o ataque do Real e um gol de tabela entre Asensio e Bale aos dois minutos, sorri e aplaudi.

Logo depois um gol do próprio Bale e no segundo tempo um gol do time italiano e a vitória do time blanco.

- admita? Você torceu por mim...

Marco tentava me fazer admitir isso já tinha um tempo

- claro que torci por você Marcinho...- ele sorriu e comemorou- afinal eu torço para qualquer time que derrote um dos times rivais da Vecchia Signora...

Ele parou a comemoração e me olhou sério

- sem graça...

Ri da cara dele e o abracei

- sabe que torço para você e para qualquer um dos rapazes...

Ele ainda estava de cara amarrada

- desfaz essa cara Asensio...

Pedí me levantando e abrindo a mala e pegando um vestido azul e segui para o banheiro

- você agora e uma torcedora biaconera mesmo?

Coloquei a cabeça para fora pelo vão da porta

- nunca nessa vida - ouvi a risada dele- sou merengue até a morte...

Ouvi a risada dele e algumas batidas na porta

- Marco deixa sua camisa para mim...

Falei saindo e vendo Isco e Vinícius o novo contrato do time

- invasão no meu quarto?

Me viro para Isco

- fecha para mim?

- nao foi falar comigo...

Reclamou e ri me virando para ele

- cheguei ontem e já vou embora hoje...

Ele se sentou sentou no sofá

- você não para?

Me virei para ele

- tenho que aproveitar minhas feiras bebé e...- parei e olhei pelo espelho- Marco e Francisco onde está sua educação?

- o que foi?

Marco perguntou me olhando

- o garoto está perdido...- falei em espanhol e olhei para o moreno- meu nome e Daniela e você deve ser Vinícius Júnior...

Ele concordou

- Muito prazer Daniela...

O Brasileiro fazia o tipo de Marcelo, Casemiro e Danilo, divertidos e alegres.

Fiquei conversando com eles e logo o meu pai veio me chamar porque me levaria ao aeroporto.

- porque você vai embora mesmo? Porque não volta para Madrid?

Isco perguntou e vi uma mulher morena com Lucas e Théo, ela olhou rapidamente para nós e sorri minimamente.

- por favor não começa você também...

Beijei seu rosto

- sério Sweet você deveria ir mais vezes para Madrid...

- vou pensar no seu caso Alarcón...

Me despedi deles e logo meu papa me levou até o aeroporto onde iria pegar um vôo para Formentera para aproveitar os últimos dias de férias.

- tchau Papa...

Beijei o rosto dele e o mesmo me abraçou

- boa viagem querida e por favor liga para sua mãe...

- prometo fazer isso quando chegar em Formentera...

Seguí para o portal de embarque e seguí para Ibiza.


Notas Finais


Espero que tenham gostado até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...