História E.L.A - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 356
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Lírica, Poesias
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Momentos


Vejo a vida como uma linha, sabe as linhas que mostram os batimentos cardíacos, uma linha reta que tem altos e baixos. Momento de felicidade fazem a linha se elevar, nunca é igual e nem tem a mesma frequência, a alegria não é uma constante e nem sempre está presente, mas é a responsável pelas lembranças mais significativas, em contra partida temos a tristeza, que faz nossa linha ir aos níveis mais baixos, também nunca é igual e tem inúmeras frequências, a tristeza é marcante e desgastante, ela cria raízes indesejadas e que podem ser consequência de algo que não é de todo comum, que faz nossa linha ficar sem saber o que fazer, pode paralisar e lhe deixar sem reação, ela tanto sobe quanto desce, mas não é nem felicidade ou tristeza, é algo que cria cicatrizes, que muitas vezes podem ser irreparáveis, e a coisa capaz de causar tudo isso é o medo, ele pode levar inúmeros outros sentimentos, mas na sua maioria não são positivos, mas como poderia essa linha ser tão simples, existe um outro sentimento capaz do mesmo feito, mas levei muito tempo para conseguir identifica-lo e mais que isso aceita-lo. 

Não fui diferente da maioria em muitos aspectos, mas os que me diferem também não são comuns e muito menos simples, por conta disso para que consiga entender o porque demorei para encontrar e aceitar esse sentimento preciso lhe contar sobre meus momentos com os outros sentimentos, irei me referir a mim como "1", o motivo não importa, mas decidi que seria melhor assim. Atualmente tenho 23 anos e estou em uma barraca que montei próxima de um pequeno lago escrevendo estas palavras, minhas roupas estão desgastadas, sujas e rasgadas, não estou nos meus melhores dias, o inverno está se aproximando e eu não tenho conseguido encontrar comida para repor minhas energias, não sei ao certo quanto tempo estou nesse lugar, mas já faz demasiado tempo, não tive escolha foi necessário, mas como eu disse, para que entenda eu preciso voltar alguns anos, voltar para quado tinha 15 anos, mas especificamente para o dia em que eu fizera 15 anos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...