História Ela a Suicida, Ele o Psicopata - Capítulo 44


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 83
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 44 - Odeio viver...


Philippe on 

Ela e eu estávamos se beijando, mas porque? 

Porque eu beijei ela? ah mais o beijo dela é tão bom... 

Ela interrompeu o beijo e olhou pra mim e eu pra ela, depois sem se despedir saiu literalmente correndo de lá me deixando sozinho. 

Resolvi ir atrás dela para pedir explicações do porque ela fugiu mais acabei não achando ela em lugar algum. Então deduzi que ela havia ido embora, decidi ir também quando alguém me impede puxando a minha blusa, olho para trás vendo que era a Brena.

- Onde pensa que vai docinho? - ela pergunta com a voz manhosa (que nojo)

- Vou embora. Me diverti muito mais tenho que resolver umas coisas. - merda me deixa ir 

- Ah mais tão cedo? a festa só tá começando !!! - 

- Não, obrigado mas tenho que realmente ir. - eu digo 

- Fica só mais um pouquinho não vai se arrepender. - pelo jeito ela não vai desistir tão fácil

- Tá eu fico, mais vou embora rápido. - eu falo

- Eba. - ela bate palmas 

__

Quando fui me dar conta das horas, eram exatamente 03:00Am da manhã e para piorar eu estava bebado. Não sei como isso aconteceu, a pera, a Brena me convenceu também a beber e quando fui ver tinha bebido vários copos.

Ela tava se esfregando em mim enquanto a gente dançava e como eu estava bebado até que eu tava gostando da sensação. Peguei na cintura dela enquanto ela rebolava, ela virou e tentou me beijar só que eu fui para trás não deixando.

- Ei... vamos lá pro quarto? - ela me pergunta

Me lembro imediatamente da Fany, o que eu tô fazendo aqui ainda? Merda Philippe 

- Não já vou embora. - eu digo e vou em direção a porta 

Olho pra trás e vejo ela sussurrando um até logo e manda um beijo pra mim, viro pra frente e saiu cambaleando.

__

Acordo com uma puta de uma dor de cabeça, não lembro de muita coisa da noite passada. Só me lembrava do beijo meu e da Fany... pera a Fany !!! Ainda tenho que falar com ela. Porque eu não falei com ela mesmo ? Ah por causa da grudenta da Brena, um dia eu mato ela.

Levantei e fui tomar um banho. Hoje era sábado então tenho que ir na casa da Fany, ou ligar pra ela, ou até mesmo esperar até segunda pra falar com ela na escola. Por que eu tive que beijar a Fany? uma pessoa que eu não sinto nada, é só amizade. Eu acho. 

O pior é que eu senti alguma coisa quando a beijei... Não não senti nada para com isso Philippe, você não pode se apaixonar de novo, lembra do que aconteceu com a Katarina? Ela te traiu, e você jurou não amar mais ninguém, não quero ter que matar a Estephany caso ela me traia algum dia.

Tirei esses pensamentos da cabeça e desliguei o chuveiro, coloquei uma roupa confortável e me deitei na cama. Peguei o celular e mandei uma mensagem pra Fany.

" Oi, tudo bem? Espero que esteja tudo em ordem... Sobre ontem... foi um erro, esqueça ok? Tchau se vemos segunda no colégio. " 

Estephany on 

Cheguei em casa de táxi e fiquei escostada na porta pensando no beijo meu e do Philippe. Me sinto mal pelo que fizemos, ele é só meu amigo nada mais que isso !!! 

Subi as escadas e fui tomar um banho, tirei o vestido, amarrei o cabelo em um coque e entrei deixando a água gelada. Esfreguei meu corpo inteiro e depois enxaguei, sai do banho e me enrolei em uma toalha peguei um pijama, escovei os dentes e deitei.

Tentei dormir mais não consegui, eu só conseguia pensar no beijo... por quê eu ainda não tinha esquecido esse beijo tão insignificante? Eu nem amo ele. É não amo. 

Minha barriga começou a roncar, desci e peguei uns biscoitos de chocolate, peguei um copo de leite e subi de volta para o meu quarto. Comi e peguei meu celular eram 3:00Am da manhã, não tinha nenhuma mensagem do Philippe, não é pra menos depois do que eu fiz !!! Na verdade não sei quem foi que beijou primeiro, acho que nós dois, isso não importa agora. 

Não sei com que cara eu vou olhar pra ele segunda feira, só espero que eu consiga. Por que estou assim? Aff foi só um beijo. Apenas isso. 

Deitei na cama e resolvi tentar dormir. 

__

Acordei e fui escovar os dentes, desci pra tomar café e vejo o Raul e a Thatiane na mesa, pego meu pão e passo manteiga. 

- Não vai falar bom dia mocinha? - Raul perguntou

- Que tem de bom no dia ? - rebato a pergunta

- Mais educação por favor !!! Sua nojenta. - Thatiane fala 

- Acredite não tô com um pingo de vontade de ter educação. Ainda mais com os homens que você trás pra dormir aqui !!! - eu cuspo as palavras na cara dela 

Ela levanta e da um tapa na minha cara.

- Sua vagabunda suba agora pro seu quarto, e só sai de lá quando perceber que eu que mando aqui !!! - ela diz me empurrando 

- Então nunca vou sair de lá. - subo as escadas correndo

- O que você disse? - ela pergunta

- EU DISSE QUE TE ODEIO !!! - eu grito batendo a porta e trancando 

Merda... merda... ela me deu um tapa na cara!!! Eu odeio ela... eu odeio a minha vida... eu odeio viver... 

Pego a lâmina e faço 5 cortes profundos, sento no chão e começo a chorar. O meu celular vibra e vejo uma mensagem do Philippe. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...