História Ela ama a Supergirl - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Cat Grant, Eliza Danvers, Hank Henshaw, James "Jimmy" Olsen, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Lena Luthor, Maggie Sawyer
Tags Ela Ama A Supergirl, Supercorp
Visualizações 337
Palavras 1.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Famí­lia, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Povo lindo! Obg pelos favoritos e comentários 😚

Boa leitura 📖

Capítulo 10 - Kara D.


Resistir a Lena Luthor nos dias normais não é nada fácil, imagine resistir quando ela está usando um conjunto preto de cinta-liga e calcinha rendada.


Eu a beijei matando toda a vontade que eu estava desde hoje de manhã, mas ela logo tomou conta da situação e me empurrou na cama, e ficou em cima de mim, seu beijo foi mais feroz, cheio de desejos e tesão.


— nossa tudo isso por mim? - perguntei entre os beijos.


— eu já disse que você me deixa louca?! Sou eu quem quer te deixar louca.  - ela morde meu lábio inferior tão forte que se eu não fosse de aço, teria sangrado.


— você não precisa de muito esforço pra isso. - respondi.


— ótimo!


Ela beija meu pescoço, enquanto suas mãos percorrem meu corpo até chegar no meio das minhas pernas.


— eu sempre quis saber o que você usa por baixo dessa saia - ela. Morde o lábio, e me olha com um olhar travesso.


Sua mão vai subindo entre minhas pernas, e eu não tenho forças pra pará-la.


— uhhh já está molhadinha. - sussurra no meu ouvido, fazendo meu corpo arrepiar.


Encarar os seus olhos verdes pra mim é uma tortura, definitivamente eles são minha kriptonita, simplesmente não consigo resistir a eles.


Sua mão vai mexendo na minha intimidade de um jeito tão provocativo, que eu não consigo conter o gemido.


— ahhh


— isso geme pra mim. - ela começa a movimentar seu dedo por cima da minha calcinha.


— quero ouvi você gemer meu nome.


Ela ataca meu pescoço e vai descendo até o meu busto.


— quero te vê sem esse uniforme. - disse ela no meu ouvido.


Nesse momento eu tive um pouco de lucidez, e consegui me levantar da cama e me afastar dela.


— Lena! É sério nós precisamos conversar.  - eu ainda estava tentando normalizar minha respiração e coração.


— se vai vim com aquele papo de nos separar, porque não quer que eu corra riscos e bla bla bla, pode esquecer! Eu já disse que não vou desistir de nós. - ela levanta e fica de frente pra mim.


— não, não é sobre isso é… que.. eu… Sou a… K…


— Kara Danvers! - ela completou e eu a encarei muito surpresa!


— você… Você sabe?! Como?


— no começo eu não fazia ideia, mas a medida que fui te conhecendo e convivendo com uma certa repórter atrapalhada, aos poucos o quebra cabeça foi tomando forma na minha cabeça; meu coração que falhava uma batida quando eu a via, do mesmo quando eu estava com você, esse oceano azul dos seus olhos que parecia querer me dizer alguma coisa, mesmo por trás daqueles óculos. E pra confirmar minha teoria, a última prova, o chupão que eu deixei no seu pescoço, e que estranhamente apareceu no pescoço da Kara Danvers também.


— sabia que você não acreditaria na história de mordida de abelha. - Sorri envergonhada.


— claro que não.


— e você não está brava comigo por esconder isso de você?


— se você tivesse demorado mais um pouquinho, eu ficaria. Eu entendo os motivos de você ter escondido de mim, mas isso que está acontecendo com a gente, tá ficando muito forte.


— é, eu sei… Por isso eu quis te contar, mesmo morrendo de medo de você me rejeitar, não querer mais nada comigo… Lena quando você me disse que estava apaixonada pela Supergirl, eu fiquei feliz, e triste ao mesmo tempo, pensei que você estava apaixonada pela heroína e não pela pessoa que eu sou. E isso me machucou.


— quando eu falei que estava apaixonada pela Supergirl, também foi um teste. Queria vê sua reação, e acredite foi muito engraçada.  - ela sorriu — mas eu me apaixonei por você no primeiro momento que nossos olhos se cruzaram, e quando eu te vi vestida de Supergirl, minha admiração por você só aumentou, e o tesão também.


Me aproximei dela e abracei sua cintura.


— então  - beijei seu rosto.  — estamos bem? - encarei seus olhos verdes.


— ainda não. - franzi o cenho confusa.


— por que não?


— ainda não fomos devidamente apresentadas… Lena Lutessa Luthor - estendeu a mão.


— Kara Zor-El Danvers - apertamos as mãos.


— então… Agora que estamos devidamente apresentadas, podemos voltar de onde paramos? - falou ela agarrando meu pescoço.


— claro srta Luthor.  - nos beijamos mais.


— espera - Lena para nosso beijo e me encara.


— o que foi?


— será que a   Kara Danvers não poderia vir brincar?


— hm não sei, ela é muito tímida sabe?


— garanto que na minha cama ela vai perder a timidez rapidinho. - ela tava gostando da brincadeira.


Usei minha super velocidade e troquei meu uniforme por um vestido azul escuro com um cinto preto, meus cabelos presos num rabo de cavalo, e claro os óculos.


— olá amiga! Tava com saudades. - Lena me puxou pela mão, me fazendo cair na cama com ela.


— você me chamou Lena? - ela tira os meus óculos e coloca em cima da mesinha de cabeceira.


— sabia que você é muito gostosa?


— é mesmo?! O quanto você me acha gostosa? - provoquei.


— eu vou te mostrar.  - ela solta meus cabelos e levanta meu vestido o jogando em algum lugar do quarto, me deixando apenas de calcinha.


sentir o beijo dos seus lábios delicado e cheios de prazer, abri minha boca e deixei aquela língua explorar cada canto, ela me virou ficando por cima, senti seu corpo sobre o meu, abri o feixe de seu sutiã deixando livre seus lindos seios, apreciei a sensação dos dois pares de seios se tocando, isso tava me deixando muito mais excita, brincando um com os bicos da outra, de repente sua boca abandona a minha boca e começa a sugar meus seios, sugando com brutalidade e delicadeza ao mesmo tempo. passando a ponta da língua nos bicos, ela se delicia em sentir o quanto eles estão enrijecidos com seu toque, Lena se afasta, tira a minha calcinha e a dela também, depois começa meio que beijar meio que lamber minha barriga, eu estou tão excitada que começo a me contorcer, movendo meus quadris, estou tão molhada que sinto escorrer o líquido do prazer, Lena na maior delicadeza abre minhas pernas, expondo minha intimidade e senti o cheiro de sexo no ar e na maior habilidade ela abre meus lábios maiores e com a ponta da língua começa um delicioso vai-e-vem no meu clitóris, não consigo controlar o gemido de prazer, no vai-e-vem antes lento, agora ela acelera e os ritmos vão aumentando.
Movimento os meus quadris, buscando mais prazer, e como uma loba que está me devorando, ela começa a me chupá, sugar os lábios maiores, depois os menores, sem deixar de manipular o clitóris, descendo com a língua até encontrar o canal e penetrar aquela pequena extensão daquela doce boca provoca maravilhosas ondas de prazer, eu quero mais puxo aquela boca mais para perto de mim querendo ser devorada por completa a outra não para e eu já não consigo evitar gozar com plenitude.


Lena se encaixa no meio das minhas pernas e aproveitando as nossa umidade ela se movimentar, colando nossas intimidades, nós duas gememos juntas, o movimento que era lento foi ficando intenso, o atrito foi ficando mais gostoso, até que não conseguimos segurar mais e chegamos juntas num orgasmos intenso.


Lena desaba ao meu lado da cama.


— uau! Isso foi incrível - falei ofegante.


— eu imaginei que você fosse gostosa Danvers, mas não tanto assim.


— e agora Lena, o que vamos fazer?


— agora eu só quero dormir um pouco nos seus braços, e espero amanhecer neles, e não sozinha como da última vez. - beijei seus lábios e a puxei pra mais perto de mim, ela encostou a cabeça no meu peito e ficamos assim até pegamos no sono.


Notas Finais


Eita que pegou fogo! 🔥

Iai o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...