História Ela é estranha '- (ChanSoo, Kyung!fem.) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Do Kyung-soo (D.O), Park Chan-yeol (Chanyeol), Personagens Originais
Tags Chandi, Chansoo, Chansoo!fem, Chanyeol, Do Kyungsoo, Ela É Estranha, Exo, Exo!fem, Fem!exo, Fem!kyung, Fem!kyungsoo, Kyung!fem, Kyungsoo, Kyungsoo!fem, Kyungyeol, Park, Park Chanyeol
Visualizações 25
Palavras 315
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Está na primeira pessoa do Soo, ou melhor, da Soo.
Boa leitura e desculpe os erros.

Capítulo 3 - Sobre; Bater O Dedinho


Fanfic / Fanfiction Ela é estranha '- (ChanSoo, Kyung!fem.) - Capítulo 3 - Sobre; Bater O Dedinho

Eu acho que o pior pesadelo de uma pessoa é quando você está de boa e então com aquele dedinho maravilhoso você acertar o pé da mesa, ou da cama, a parede e outras demais coisas. E, se você for uma pessoa como eu, você grita, xinga, sente o dedo formigar, e se estiver nos piores dias, se pergunta "Quem foi que colocou essa merda aqui?" e xinga até mesmo o arquiteto.

 

Bom, hoje é dia de azar, já que eu já bati meu dedinho de cada pé em vários lugares só hoje, e agora era só o que me faltava. Tropecei em alguma coisa do diabo, fala sério, eu só cai. Nem teve explicação pra isso. Olho em volta, e estava tudo plano demais, meu cadarço nem desamarrado estava! Continuei jogada no chão de bruços, cruzei os braços e chorei baixinho de raiva.

 

– Merda, que raiva...

– Soo? – olho pra cima, e é o Yeol.

– Chany... Estou em dia de azar, não me perturbe. – escondi o rosto outra vez.

– Awn, minha bebê está chateada? – eu não vi, mas sei que ele está agachado aqui do meu lado. – Quer que eu cuide de você?

– Yeol, eu vou dar um soco na sua cara.

– Hey, hey, amorzinho! Não pode retribuir assim meu amor por você.

– Para de me perturbar... – pedi arrastado.

– Tá de tpm, amorzinho? Hm?

– Não, eu só me machuquei, mesmo. Tô com um machucado enorme na perna! – levantei um pouco meu rosto.

– É o quê?! Deixa eu ver, anda! – me sentei, esticando minha perna. Ele desfaz sua expressão de preocupação e parece confuso. – Cadê Soo? Onde está machucado?

– Não está vendo no meu joelho?!

– Ahh... Não?

– Seu monstro insensível!

– Espere. – ele se levantou e foi até a escrivaninha, tirou de lá uma lupa e veio até mim, se aproximando do meu joelho.

– Viu?!

– Meu Deus, Soo. É só um pontinho. Até menor que um piolho.


Notas Finais


quem nuncaaaa
ai ai, queria um namorado de novo pra poder fazer essas mesmas palhaçadas que o Soo, ou melhor, a Soo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...