História Ela está viva - Capítulo 128


Escrita por:

Postado
Categorias Depois das Onze, Natalia "Nah" Cardoso
Personagens Gabie Fernandes, Personagens Originais, Thalita Meneghim
Tags Depois Das Onze, Revelaçoes
Visualizações 38
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura bacanas 💙

Capítulo 128 - Imprevistos


Fanfic / Fanfiction Ela está viva - Capítulo 128 - Imprevistos

-Gabriela on-

Chamei a Thalita pra sair, ela disse que não podia, que me deixaria em casa e foi tomar banho. Estava deitada na cama da morena, quando o celular dela fez barulho, avisando que havia uma nova mensagem. Olhei sem desbloquear a tela e vi uma mensagem da Maressa, dizendo: "Boa sorte na surpresa, vocês serão muito felizes namorando". Espera a Thalita vai pedir alguém em namoro? Por isso que ela quer tanto me deixar em casa. Ela não me falou nada. Eu sabia que ela não mudaria. A mais velha saiu já pronta do banheiro e eu fingi que nada tinha acontecido.

Thali: Vamos?

Apenas levantei da cama e caminhei até a porta do quarto.

Thali: Ei ei, o quê que foi? (Falou correndo atrás de mim)

Gabie: Nada. (Respondi com a cara mais sínica que consegui fazer)

Descemos até o térreo, sem trocar uma palavra e assim fomos até a minha casa. Desci do carro e Thalita veio atrás.

Thali: Me espera.

Gabie: Não precisa subir, eu sei o caminho.

Thali: Nossa, sua grossa... Agora faço questão de subir contigo. (Sorriu provocando e eu dei de ombros)

Subimos e quando abri a porta a casa estava impecável. Tudo arrumado. Móveis limpos, casa cheirosa e além de tudo comida pronta. Olhei pra Thalita e ela parecia estar tão surpresa quanto eu.

-Thalita on-

Porra a Mah caprichou, a casa tá perfeita. Eu e Gabie entramos.

Gabie: Isso é coisa tua Meneghim? (Falou de braços cruzados me olhando)

Thali: Gabie, eu preparei essa surpresa por quê quero te fazer um pedido.

Gabie: Thali...

Thali: Eu falo agora, pode ser? (Interrompi a ruiva)

Ela apenas assentiu.

-Gabriela on-

Thali: Eu sei que tu ficou mal quando eu fui embora, sei que tu sofreu, que fui fraca e que eu não tive coragem de assumir o nosso amor. Mas era medo, Gabie. Medo de não conseguir te fazer feliz o tanto que tu merece. Medo de não ser aceita. Medo do futuro. Medo de me decepcionar e de te decepcionar... Eu sei que esse medo não prejudicou apenas eu e te peço perdão por isso... Mas mesmo depois de todos esses anos, meu coração nunca te esqueceu, meu amor por você nunca morreu, e é por ainda te amar tanto que eu te pergunto... Namora comigo?

Meus olhos estavam cheios d'água. Mas eu não podia ficar sem fazer uma piada.

Gabie: Pelo porte da surpresa, achei que fosses me pedir em casamento. (Falei zoando)

Thali: Então casa comigo. Eu posso não saber do futuro, Gabie. Mas de uma coisa eu tenho certeza. É com você que eu quero ficar... Seja namorando, casando, morando junto. Eu só quero estar do seu lado... E então? Casa comigo?

Gabie: Caso (falei rápido)

Ela me abraçou, nós choramos juntas e logo fomos comemorar o nosso namoro, que de imprevistamente virou noivado.

-Maressa on-

Íamos a uma festinha de uma amiguinha de sala da Lice. Eu e a Alice já estávamos prontas, esperando o Vi terminar de se vestir. Estava com a Alice e a tia Ju na sala, quando o Vinícius finalmente saiu do quarto.

Vini: Vamos meninas?

Alice: Olha mamãe, como o tio Vi tá gatinho. (disse e correu para abraçar o loiro)

Vini: Obrigada Lice, você também está uma gatinha (disse rindo com a pequena no colo)

Sorri e peguei meu celular.

Mah: Fiquem assim, vou tirar uma foto. (Eles sorriram e eu tirei a foto). Ficou linda. Agora vamos, para não chegarmos atrasados.

O Vi veio me abraçar e junto do cheiro dele, me veio um enjoo. Corri para o banheiro e ele veio atrás. Vomitei tudo que eu tinha comido no dia, enquanto o Vinícius segurava cuidadosamente meus cabelos, para que continuassem limpos e arrumados. Parei de vomitar e ele me ajudou a levantar.

Vini: Amor, o que foi isso? (Falou perto de mim)

Mah: Ai Vi, não chega muito perto. Esse teu cheiro. Tá me deixando enjoada (falei e logo me veio vontade de vomitar novamente)

Vini: Mas esse perfume, que eu tô, é o que tu mais gosta.

Mah: Ai amor, não gosto mais. Enjoei dele... Literalmente.

Vini: Tudo bem, vou tomar outro banho então. (Disse me ajudando a deitar na cama e indo até o banheiro)

Mah: Amor (falei um pouco alto e ele olhou)... Desculpa.

Vini: Tudo bem, anjo. Fica quietinha pra não ficar mal de novo, está bem? (Apenas sorri e ele entrou no banheiro)

Fiquei deitada um tempo, até que a Lice entrou no quarto e eu sentei na cama.

Alice: Mamãe?

Mah: Oi amor (falei abrindo os olhos)

Alice: Você tá bem? (Disse pulando no colchão ao meu lado)

Mah: Tô sim, a mamãe só ficou um pouquinho mal. Mas já tá tudo certo (forcei um sorriso)

Alice: Nós ainda vamos na festa da Lú? (Falou com as mãozinhas para trás)

Mah: Claro, o tio Vi só foi tomar outro banho. Tudo bem?

Alice: Tudo sim.

Ouvi a porta do banheiro ser destrancada.

Mah: Vai lá com a tia Ju, enquanto o tio Vi troca de roupa. Logo a mamãe vai lá.

Alice: Tá bom. Não demora. (me deu um beijo na testa e saiu pulando pela porta)

O Vinícius trocou de roupa rapidamente e nós fomos para tal festa.

Xxx: Oi Alice (falou uma mulher que havia abaixado pra ficar da altura da pequena)

Alice: Oi tia Ana. (Abraçou a moça loira)

Ana: Vocês devem ser os pais da Alice. (Sorriu olhando para mim e para o Vi). Prazer sou Ana, mãe da Luísa.

Mah: Eu sou a Maressa, mãe da Alice, e esse é meu namorado o Vinícius. (Sorri e abracei a moça)

Vini: Prazer (sorriu e apertou a mão da mulher)

Ana: Que bom que vocês vieram. A Lú adora a Alice. Vive pedindo pra eu chamar ela pra dormir lá em casa (deu risada)

A Alice foi brincar e a Ana levou eu e o Vi até uma mesa.

Ana: Você e o pai da Alice se separaram a muito tempo? (Disse sentando na mesa junto da gente)

Mah: A não, o pai da Alice é meu irmão... A mãe biológica dela, faleceu no parto. (Forcei um sorriso)

Ana: Ah, desculpe, eu não sabia.

Mah: Tudo bem. (Sorri sem mostrar os dentes)

Conversamos por mais um tempo, até que a Ana nos deixou sozinhos, para ir atender os outros convidados.

Horas depois...

-Thalita on-

Eu e Gabie estávamos jogadas no sofá, completamente nuas. Quando meu celular tocou. Me estiquei para pegá-lo.

Gabie: Deixa tocar. Fica deitadinha aqui comigo.

Thali: Tudo bem (sorri)

Deixei tocar e continuei ali com a minha ruiva. E ele tocou mais uma vez e outra vez e na quarta vez resolvi atender.

Thali: Gabie, acho que é importante. Já é a quarta vez que ligam.

Gabie: Tens razão.

Peguei o celular e vi que era o Vinícius. Gelei e fiquei branca na hora. Sabia que era algo com Maressa.

Thali: É o Vini

Gabie: Atende logo, então (falou nervosa)

Ligação on

Vini: Finalmente você atendeu, Thali.

Thali: O que aconteceu? (Falei nervosa)

Vini: Thali preciso que tu venha aqui em casa agora. A Mah desmaiou, eu não sei o que faz...

Thali: Tô indo pra aí agora. (Interrompi o loiro)

Ligação off

Gabie: Eai. O que foi?

Thali: A Marê desmaiou, o Vini tá desesperado. Vou levar ela no hospital

Gabie: Eu vou contigo, calma.

Vestimos nossas roupas e subimos rapidamente para o apartamento do Vinícius.  


Notas Finais


Amores, me desculpem a sumida. Meu celular quebrou e eu não tinha como postar, agora tô sem wifi em casa e só consigo postar quando minha mãe me empresta o celular dela. Amanhã tento postar outro ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...