História Ela Vai Ser Minha - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Normani, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Shawn Mendes
Visualizações 21
Palavras 1.784
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - 19


Narrador.

- Sabia que eu posso ficar assim com você o tempo todo? Porque te beijar é muito bom. - Camila disse olhando nos lábios de Lauren.

- Sabia que a comida ta esfriando?

- Não estou com fome. - Roubou um beijo rápido.

- Eu estou com fome e com frio.

- Quer a minha toalha? - Perguntou cínica.

- Não e você deveria colocar uma roupa.

- Vou colocar uma roupa, vamos comer e esperar a chuva passar, tudo bem?

- Tudo ótimo, posso colocar pra você? - Camila deu um sorriso malicioso. - Estou falando da comida e não da sua roupa.

- Pode sim. - Pegou a roupa que sempre vestia em casa. Top e short. - Sabia que você era a última pessoa que eu achei que um dia ia estar aqui?

- Sabe que eu pensei o mesmo? No mesmo dia você conhece a minha e eu a sua casa.

- Pronto. - Jogou a toalha em qualquer lugar. - Melhor assim?

- Um pouco, vamos nos sentar. - Foram até a mesa da sala de jantar, Camila se sentou e Lauren fez o mesmo.

- Posso fazer uma pergunta?

- Pode! - Serviu as duas igualmente.

- Obrigada. Quanto tempo vocês duas estão juntas?

- Que duas?

- Você e a Allyson. - Lauren queria feito louca, mas se segurou. Preferiu brincar um pouco.

- Muito tempo, muito mesmo.

- E como é ter uma namorada que tem um namorado?

- Muito estranho, tem dias que quero dormir com ela e ele também, aí da briga.

- Por isso cada uma tem seu quarto?

- Exatamente. Não gosto de ver os dois juntos. Faço de conta que ele é invisível quando é a noite dele dormir com ela.

- Sério?

- Claro que não. - Gargalhou com gosto. - Ally é minha irmã.

- Caralho. Jurava que vocês duas... - Lauren negou terminando de comer.

- Não, ela é daqui, sempre foi. Quando eu disse que tinha que dar aulas aqui, ela disse que meu quarto estava me esperando.

- Que vergonha.

- Não fique com vergonha e come, está uma delícia.

- Tudo que a Ka faz fica gostoso, tipo tudo mesmo.

- Minha vez de fazer uma pergunta.

- Qual? - Encheu a boca, sujando do lado. Lauren logo passou o dedo limpando.

- Você e a Dinah são mais que amigas depois que a... Depois que seu namoro acabou?

- Não, mas eu já beijei ela.

- Hm.

- A Dinah não gosta de mim desse jeito. Acho que sempre quis, mas nunca rolou de verdade.

- E como sabe?

- Eu não sei. Isso aqui ta bom mesmo.

- Muito bom, Ally ia amar.

- Quer mais?

- Não, eu ainda nem terminei o tanto que me servi.

- Eu quero mais. - Lauren olhou para o prato de Camila e se perguntou como ela já tinha acabado de comer tão rápido. - Não é sempre que a Ka faz isso, tenho que aproveitar.

- Enquanto você come feito uma draga, eu vou ligar pra Ally e falar que vou quando a chuva passar. - Saiu rumo a garagem de volta, deixando Camila pensativa.

- Draga? Nem quero mais comer. Não quero repetir, esse aqui eu ainda vou terminar. - Começou a comer rápido, queria ter terminado antes de Lauren voltar. Camila já não mastigava mais, passou a engolir e logo estava lavando a louça toda. Quando ouviu a porta do carro bater, correu até a sala segurando um pote, ligou sua televisão fingindo que já estava ali por mais tempo que o verdadeiro. - Chato. Esse é chato também. Já assisti. Não gosto desse ator. Esse é chato, já assisti também...

- Pode deixar em um só canal?

- Estou começando a gostar desse seu jeito mandão. - Disse irônica.

- Se eu fosse você, não se acostumava não, posso ficar pior.

- Então se acalma, peguei sorvete pra gente, senta aí.

- Sorvete é meu ponto fraco. - Se sentou ao lado de Camila, que lhe estendeu uma colher.

- Meu ponto fraco é... - Fingiu pensar. - Não tenho ponto fraco.

- Não mesmo? - Se aproximou lentamente de Camila, pegou sorvete e passou em seu rosto, se afastando outra vez.

- Wow, está querendo me provocar?

- Não. - Mentiu.

- Eu acho que está sim. - Virou o rosto mostrando o sorvete.

- E se eu estiver, o que vai fazer? - Provocou.

- Eu vou jogar sorvete em você.

- E se eu jogar em você assim. - Passou o restante do sorvete de sua colher na boca de Camila.

- Aí eu vou ser obrigada a fazer o mesmo com você... Espera, você avisou sua irmã?

- Ela ainda deve estar dormindo, não atendeu.

- Melhor pra mim.

Camila tirou o pote de sorvete de perto delas antes de atacar Lauren com um beijo faminto. A professora não se surpreendeu com aquele ato, ela queria aquilo mais que nunca.

Lauren segurou o corpo de Camila e as virou no sofá. Não demorou em tirar o top que Camila usava, seus seios eram perfeitos. Levou uma de suas mãos em um e sua boca foi no outro. Camila gemia segurando o cabelo de Lauren.

- Não me tortura, Lauren. - Pediu entre gemidos.

- Não vou.

Subiu até o pescoço de Camila, chupando aquele local enquanto suas mãos tiravam o short que Camila usava. Procurou pela calcinha, mas ela não usava uma.

- Sem calcinha, Cabello? - Sussurrou em seu ouvido. Com as pontas dos dedos foi até o meio das pernas de Camila, gemendo em satisfação. - Eu te deixo molhada?

- E como deixa... - Sentiu os dedos de Lauren comendo a masturba-la. - Não para...

Lauren não parou. Foi até os lábios de Camila e os beijou. Camila gemia entre o beijo, subiu suas mãos até as costas de Lauren e a arranhou.

- Eu não te penetrar, não dessa vez. Mas vou te chupar. Assim como eu me imaginei te chupando quando vi você só de camiseta lá no carro.

- Então me chupa. Me chupa como eu queria que tivesse me chupado da primeira vez que te beijei.

O clica sexual só aumentou depois das confissões das duas. Lauren desceu até o meio das pernas de Camila e a chupou. Camila gemeu alto, Lauren levou como incentivo para continuar.

As coisas aconteceram como se fosse algum tipo de sonho. Do começo até o fim. Camila suspirava com o perfume que ainda tinha na camiseta, aquela mulher era cheirosa e ninguém podia negar. Pena que já tinha ido embora logo depois do banho.

- Camila? - Dinah chamou já perdendo a conta de quantas vezes já tinha chamado. - CAMILA?

- Que foi? - A olhou assustada.

- O que foi? O que foi que você me chama pra conversar e fica aí com um sorriso besta na cara.

- Desculpa, DJ.

- Fala o que você queria. - Disse sem paciência.

- Que cara é essa?

- Eu também quero conversar com você, mas se você ficar viajando sei lá pra onde, não vai dar.

- Quer falar primeiro?

- Não, pode falar primeiro. - Dinah já não parecia brava, então Camila achou que já poderia contar tudo o que tinha acontecido.

- Você não sabe quem estava aqui comigo. - Tentou conter o sorriso.

- Se você não me falar, eu não vou saber.

- A professora Lauren.

Dinah cerrou os olhos. Várias coisas passaram por sua cabeça. Uma delas era a pior de todas. Sentiu vontade de chorar só de pensar naquela hipótese.

- O que ela veio fazer aqui? - Sua voz quase não saiu.

- Veio me deixar aqui.

- E aconteceu alguma coisa entre vocês?

- Aconteceu. Ela beija muito bem. - O sorriso de Camila não poderia ser maior. Ela só não sabia que esse mesmo sorriso iria morrer.

- E pelo que estou vendo... - Colocou o cabelo de Camila para trás, expondo seu pescoço. - Não ficou só no beijo.

- É isso que eu quero te contar...

- Quer me contar que você transou com ela? Que ela beija bem e deixou seu pescoço todo marcado? Obrigada, mas eu não quero ouvir.

- Então me conta o que queria conversar.

- Deixa pra lá, eu já vou embora. - Se levantou ainda com vontade de chorar.

- Não, dorme aqui hoje?

- Não, eu já vou embora.

- O que foi, Dinah? Você está toda estranha, fala logo o que foi.

- Ta bom, vou te falar o que está acontecendo, Camila.

- Ótimo. Me conta.

- Eu estou cansada de ver você com várias meninas. Das histórias de todas e até mesmo de como você é a comedora.

- Qual foi, Dinah? Lembra quem me deu um fora quando entrei naquela escola?

- Isso é passado.

- Não, não é. - Se levantou também. -Você não quis nada comigo além de amizade, Dinah...

- Só que agora eu quero mais que amizade. Cansei de ver você chorando por outras, cansei de ser a Dinah sem graça de sempre, cansei de ficar só na amizade com você, Camila.

- Dinah...

- Não, Camila. Eu já falei o que eu queria falar. Agora eu já vou embora.

- Não. - Sem pensar direito, Camila a beijou. - Não vai agora não, fica?

- Por favor, Camila. Não brinca com os meus sentimentos. Você transou com a nossa professora e agora me beijou. Não faça isso. - Saiu sem falar mais nada, aquilo já era o suficiente.

- Que merda.

[...]

- Laur? Mila? - Olhou em volta. - Cadê essas duas que não estão...

- Já acordou? Achei que ia virar a noite no sofá.

- Não, não. Mas dei de falar dormindo, não está vendo?

- Tem alguém que acordou sem humor algum.

- Cadê a Camila? Ela já foi dormir?

- Estou vindo da casa dela agora. Mas eu acho que ela já está dormindo lá na casa dela.

- E nem pra me chamar?

- Você estava dormindo, Ally.

- E o que tem?

- Você estava dormindo, Allyson. Agora eu que vou dormir, posso?

- Então vai, não estou te segurando.

- Já estou indo e você deveria fazer o mesmo também, você está muito chata.

- Deveria cuidar desse chupão aí no seu pescoço, a coisa deve ter sido boa.

- Que? - Foi até o espelho. - Que chupão?

- Só queria ver se você ia cair e pra ver se você só deixou ela em casa mesmo e voltou pra cá. Acabei de descobrir que não, você fez mais que só deixar ela em casa.

- Cuida da sua vida, Allyson. Eu deixei ela em casa e já estou na minha, agora eu vou dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...