História Elba's Gang - Capítulo 5


Escrita por:

Visualizações 66
Palavras 285
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!❤❤❤❤

Capítulo 5 - Antes do que você pensa


Fanfic / Fanfiction Elba's Gang - Capítulo 5 - Antes do que você pensa

- Como pode ser isso? Eu o matei!- digo sem acreditar no que estava lendo, de Bob, o Bob que eu matei para me proteger

- Isso é um engano seu querida, as garotas estão no escritório- Gretah diz enquanto pega minha mão trêmula e me guia para o escritório- Nós matamos alguns demônios e não deixamos eles nos afetar pensando que somos fortes- ela diz, ainda me guiando, sem tirar os olhos dos meus- mas a verdadeira força aparece quando reenfreitamos demônios lá fora e os de dentro.

Gretah diz colocando a mão em meu coração enquanto enxugo uma lágrima involuntária, ela abre a porta e saí, como se nunca tivesse estado ali.

Nicole levanta e me abraça

- Independente das regras desse jogo, nós vamos dar um game over nele.

Ela parecia tão afetada com isso, Jordyn disse "Leia a carta, vamos ver o que ele quer" ela parecia tão perturbada com isso, até por que nós ainda lembramos do que pensamos que seriam os últimos momentos da vida de Bob.

Abro a carta, mais vermelho sangue, comecei a falar cuidadosamente palavra por palavra escrita naquela carta.

"Olá minha querida fios de ouro, senti saudades, acho que você não sente o mesmo...

Você deve estar se perguntando o motivo de minha volta, mas me dê um motivo para não voltar HAHAHHAHAHAHAHAH.

Tenho muitas novidades, devíamos tomar um chá ou talvez tiros, bom o que vamos tomar até breve são coisas diferentes

PS: Ainda tenho a bala que você acertou em mim, está no meu pescoço, como colar não graças à você, mas já já ela será a munição da minha arma, quando disparada contra você.

PS II: Feliz aniversário, o presente que você tanto merece vai chegar antes do que você pensa.

Beijos,

Papai"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...